http://spumis.pt/
 
Poemas -> Sociais : 

VERSOS CATÁRTICOS

 
Tags:  o sol da vilania  
 





Farejo o aborto de ideias:
Pensamentos que anseiam
Alcançar o estado de palavra;
Acabam tendo a garganta-vácua
Por cova, arquete, mortalha,
A sua única câmara mortuária!


Farejo vales de sangue
Inundando as esquinas da vida:
Ecoa pelo espaço
O agônico bramido de fera ferida
Em virtude de mais uma morte
Por bala perdida.


Farejo a cidadania
Vivendo á base de morfina e hemodiálise:
Cidadão de primeira classe
É fazer com que toda a nação
Consuma o oxigênio da mente
E das auspiciosas oportunidades á vontade.


Farejo a mão do arco-íris
Pousar sobre o meu ombro:
Apesar da fogueira de vilanias,
Preconceitos, impotências e hipocrisias,
A esperança bate-me no peito
De afro-latinoamericano ainda!



JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA



SOU NATURAL DA CIDADE DO SALVADOR, BAHIA. NASCI EM JUNHO DE 1982.
NA VERDADE, SOU UM MENTECAPTO QUE TROPEGA PELAS
ALAMEDAS DA POESIA.
http://twitter.com/jessebarbosa27
http://www.myspace.com/nirvanapoetico
http://poetadorjesse.zip.net/
http://si...

 
Autor
jessébarbosadeolivei
 
Texto
Data
Leituras
1446
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
4
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 12/11/2009 12:06  Atualizado: 12/11/2009 12:06
Colaborador
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: VERSOS CATÁRTICOS
"Farejo a mão do arco-íris
Pousar sobre o meu ombro:
Apesar da fogueira de vilanias,
Preconceitos, impotências e hipocrisias,
A esperança bate-me no peito
De afro-latinoamericano ainda!"

É... Poeta, e lá vamos nós chorando todas essas discrepâncias nos poemas que escrevemos, muita vez que sentimos e nem somos capazes de escrever tal é a ferida que se abre dentro de nós...
Mais um arrepiante e belo poema social que me tocou profundamente.
Vóny Ferreira

Enviado por Tópico
Frederico Rego Jr
Publicado: 12/11/2009 16:55  Atualizado: 12/11/2009 16:55
Da casa!
Usuário desde: 15/01/2008
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 329
 Re: VERSOS CATÁRTICOS
A esperança nos persegue sempre, ainda....

Enviado por Tópico
Punkita
Publicado: 12/11/2009 19:25  Atualizado: 12/11/2009 19:25
Da casa!
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade:
Mensagens: 310
 Re: VERSOS CATÁRTICOS
O que fareja não é nada mais que um mundo em ruínas afogado no próprio caos, entre berços capitalistas e balas perdidas... preparem os funerais porque a guerra está apenas começando. Na luta pela sobrevivência nos igualamos aos animais, “bem vindo” a cadeia alimentar humana.
Não adianta dar-se injeções de morfina na veia do cérebro e trancar-se num casulo, porque do lado de fora a vida segue, tal como descreve em seu poema. E de fato, há uma hipocrisia que berra na voz da abjeta humanidade: perdida, faminta e violenta entre os tons fúnebres de um arco-íris sórdido.

*Favorito.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/11/2009 19:31  Atualizado: 12/11/2009 19:31
 Re: VERSOS CATÁRTICOS
Poeta JESSÉ. o que me seduz neste site é a poesia e prosa de excelente qualidade literária. não sendo nem pretendendo fazer critica nesse âmbito, sempre lhe digo que foi um prazer ler esta critica social que nos deveria fazer vergar o olhar pela vergonha consentida.

Muito bom

Abraço
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...