Poemas -> Amor : 

POR ENTRE OS DEDOS DAS NOSSAS MÃOS

 
O tempo foge-nos…
Por entre os dedos das nossas mãos
Esse tempo indomável
Que nos atravessa
Não nos deixando respirar...
Sinto o tempo faltar-nos…
A esvair-se…
Neste universo de nós…
Vou pedir ao vento norte
Com a sua força e porte
Te traga para junto de mim…

O tempo foge-nos…
Por entre os dedos das nossas mãos
Quero agarrar o teu amor!
Senti-lo a cada instante
Sentir a ternura aconchegante
O teu carinho…
O teu ardor…

O tempo foge-nos…
Por entre os dedos das nossas mãos
Mas amor…
Não quero perder-te!
Quero sim, amar-te…
Sentir o teu calor…

Gil Moura 02/01/10



As palavras saem de dentro de nós, e se dispersam indefinidamente, no tempo e no espaço...

Gil Moura Pseudónimo de Mário Margaride

 
Autor
Moura365
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2600
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 03/01/2010 00:00  Atualizado: 03/01/2010 00:00
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4526
 Re: POR ENTRE OS DEDOS DAS NOSSAS MÃOS
Olá Gil,

Brevemente esgotarei os adjectivos qualificativos
para comentar os teus poemas.

Lindo o poema
Belo e sublime o amor.

Beijo
Antonieta


Enviado por Tópico
GE3
Publicado: 03/01/2010 00:10  Atualizado: 03/01/2010 00:10
Da casa!
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Moçambique
Mensagens: 353
 Re: POR ENTRE OS DEDOS DAS NOSSAS MÃOS
cada dia traz várias oportunidades...




Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/01/2010 00:22  Atualizado: 03/01/2010 00:22
 Re: POR ENTRE OS DEDOS DAS NOSSAS MÃOS
Um especial e gostoso amor.

Muito bom, seu poema de amor.
Se as palavras são um pouco de nós, és bom amante.

Parabéns!

Abraço fraterno
Rosangela


Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 03/01/2010 00:22  Atualizado: 03/01/2010 00:22
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 9320
 Re: POR ENTRE OS DEDOS DAS NOSSAS MÃOS
Texto lírico e decantado de forma suave e majestosa! Fluiu líquido por entre os dedos das nossas mãos! Lindo, poeta! Abraços!


Enviado por Tópico
Conceição Bernardino
Publicado: 03/01/2010 01:09  Atualizado: 03/01/2010 01:09
Colaborador
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 3251
 Re: POR ENTRE OS DEDOS DAS NOSSAS MÃOS
olá Gil,
o que o amor junta, jamais homem algum separa.

beijo
MG


Enviado por Tópico
AnaMartins
Publicado: 03/01/2010 01:57  Atualizado: 03/01/2010 01:57
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 2221
 Re: POR ENTRE OS DEDOS DAS NOSSAS MÃOS
Corre atrás do tempo sem olhar para trás. Pelo Amor tudo vale.
Gostei de ler mais uma vez, Vizinho!

Beijinho!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/01/2010 14:09  Atualizado: 03/01/2010 14:09
 Re: POR ENTRE OS DEDOS DAS NOSSAS MÃOS
Sempre o tempo
Ele é um tirano

Mas o amor vence até o tempo acredite!

adorei, beijinhos.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/01/2010 19:59  Atualizado: 03/01/2010 19:59
 Re: POR ENTRE OS DEDOS DAS NOSSAS MÃOS
Gil,

Um belo e delirante poema onde o amor sai por entre os dedos...
Porém não deixe o tempo roubar-te este amor não...agarre-o com toda tua força...pois cada segundo perdido é uma vida vazia...

Parabéns!

Beijos ternos!

MO


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/01/2010 20:19  Atualizado: 03/01/2010 20:19
 Re: POR ENTRE OS DEDOS DAS NOSSAS MÃOS
...deixaste transparecer neste lindo poema um sentimento lindo...onde corações anseiam se encontrarem...unirem-se em um só neste mar de solidão que toma dois seres distantes...o amor se verdadeiro for e houver a perseverança juntamente com a confiança...com certeza este desejo e sonho se realizará...o tempo pode ser curto porém o sentimento ultrapassa ele sempre...

Parabéns por este partilhar!

Lindo...lindo...amei!
Beijos ternos!
Rosa
Open in new window


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 04/01/2010 02:41  Atualizado: 04/01/2010 02:41
 Re: POR ENTRE OS DEDOS DAS NOSSAS MÃOS
poeta gil

o tempo é um tirano implacável. quando se ama o tempo é escasso , quando se quer esquecer o tempo é infindável

o seu poema é muito bonito

favorito

abraço

Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...