Luso-Poemas
Registre-se agora!     Entrar

Links patrocinados



Menu de poemas

Quem está aqui

166 visitantes online (85 na seção: Poemas e Frases)

Escritores: 1
Leitores: 165

COLETIVO, mais...

Licença

Licença Creative Commons

Proteção anti-cópia

Protegendo os seus poemas com Tynt

Sonetos : 

Noites sem luar

 



Nas noites em que a Lua vai dormir,
Existe um manto escuro delirante…
Acendem-se as estrelas a sorrir,
Cada uma é rainha bem distante.

Contemplo fascinado essa magia,
Nascida de contrastes envolventes…
Um imenso azul baila enquanto é dia!...
Sublime negro atrai olhos carentes!

A noite é soberana – uma viagem.
Embarca o sonhador numa miragem,
Nesse grande oceano – um adivinho.

Vou eu, vais tu e – todos num olhar –
Conseguimos bem juntos abarcar,
Os faróis que assinalam o caminho.


17.02.2010, Henricabilio


Soneto que faz parte da poesia temática na Exposição “A terra e o mar se anuncia – Faróis” das colecções de cartofilia e maximafilia de Feliciano Júnior, patente na Biblioteca Municipal de Rio Maior entre 20 de Fevereiro e 20 de Março de 2010.



FRASE DO ANO:
Melhor que saber onde fica o ponto G
é conhecer todo o abecedário!
(AdolFo Dias)

Autor
Henricabilio
Autor
Textos deste autorMais textos
Rss do autorRss do autor
EstatísticasEstatísticas
 
Texto
Data
Leituras 1201
Favoritos 3
Licença Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
Enviar este texto a um amigoEnviar
Imprimir este textoImprimir
Salvar este texto como PDFCriar um pdf
Partilhar
0
0
0
Recentes
Meia noite - a vida em pleno
Hoje deixei queimar um soneto
Quando os poemas caem do céu...
Trovas que ninguém trava
tRégua suja
Aleatórios
Peço Perdão!
Um estranho em mim
Tu que viajas comigo
FAZ O AMANHÃ ACONTECER HOJE
A Zebra (Fábula poética)
Favoritos
ENSAIO SOBRE POESIA - Delgado
Gargalhada - Cecília Meireles
NECROLÓGIO - Julio Saraiva
Sete Poemas em Mirandês - Xavier_Zarco
NA MORTE DA MINHA MÃE - Julio Saraiva
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
jluis
Publicado: 26/02/2010 22:12  Atualizado: 26/02/2010 22:12
Colaborador
Usuário desde: 18/12/2009
Localidade:
Mensagens: 872
 Re: Noites sem luar
Fantástico soneto, grande poeta!
Abraço, Abílio
JL

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 26/02/2010 22:29  Atualizado: 26/02/2010 22:29
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
É um soneto feito propositadamente para a temática "Faróis".

Grato pela presença!

Abílio

Enviado por Tópico
LucianaSilveira
Publicado: 26/02/2010 22:28  Atualizado: 26/02/2010 22:28
Da casa!
Usuário desde: 16/01/2009
Localidade: BH
Mensagens: 267
 Re: Noites sem luar
É nesse manto que mantenho-me todas as noites.
Bjs

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 26/02/2010 23:24  Atualizado: 26/02/2010 23:24
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Numa noite estrelada
voa mais alto a imaginação
e fica a alma extasiada
em contemplação.


Grato pela prsença!
Abilio

Enviado por Tópico
Alberto da fonseca
Publicado: 26/02/2010 22:45  Atualizado: 26/02/2010 22:45
Colaborador
Usuário desde: 01/12/2007
Localidade: Natural de Sacavém,residente em Les Vans sul da Ardéche França
Mensagens: 7072
 Re: Noites sem luar
Excelente poema, Abilio, todos precisamos da luz para nos guiar

Aquele abraço

A. da fonseca

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 26/02/2010 23:46  Atualizado: 26/02/2010 23:46
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
As belas
estrelas,
são pirilampos
para nos guiar
quando vamos caçar
pampos
(brincadeira)

Grato pelas palavras!

Abílio

Enviado por Tópico
Amora
Publicado: 26/02/2010 22:50  Atualizado: 26/02/2010 22:50
Colaborador
Usuário desde: 08/02/2008
Localidade: Brasil
Mensagens: 4519
 Re: Noites sem luar
Uma viagem das mais belas esse soneto proporciona. Estou contente que o tempo hoje não me tenha feito perder o embarque.
Maravilhoso, Abílio.
Um abraço.

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 27/02/2010 00:25  Atualizado: 27/02/2010 00:25
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Nada como uma viagem alucinada
pela noite estrelada!

Grato pela presença!

Abílio

Enviado por Tópico
eduardas
Publicado: 26/02/2010 23:09  Atualizado: 26/02/2010 23:09
Colaborador
Usuário desde: 19/10/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3731
 Re: Noites sem luar p/Henrique
A noite com as estrelas, são passaporte para uma viagem com caminho.

bj
Eduarda

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 27/02/2010 11:21  Atualizado: 27/02/2010 11:21
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar p/Henrique
Uma noite estrelada é algo extraordinário...

Quantos de nós já se deram conta disso?!

Grato pela presença!

Abilio

Enviado por Tópico
Beija-Flor76
Publicado: 26/02/2010 23:10  Atualizado: 26/02/2010 23:10
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2010
Localidade: PORTUGAL
Mensagens: 2056
 Re: Noites sem luar
Gostei muito do soneto e da frase do ano .
Deixo uma das minhas preferidas de "Richard Bach"
"Seriamos os mesmos se soubessemos o que nos espera para lá do espaço e do tempo ?"
Um abraço
João Beija-Flor

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 27/02/2010 18:09  Atualizado: 27/02/2010 18:09
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Seríamos sempre diferentes, se dessemos um passo diferente daquele que demos.

Do mesmo modo um poema escrito hoje,
sairá diferente se escrito amanhã
- nós é que não saberemos até que ponto.

Grato pela presença!

Abílio

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 26/02/2010 23:30  Atualizado: 26/02/2010 23:30
Colaborador
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Noites sem luar
Henrique gostei muito do teu soneto
a noite e o luar serão sempre uma
inspiração acrescida, para quem escreve.
Um abraço
Vóny Ferreira

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 27/02/2010 18:31  Atualizado: 27/02/2010 18:31
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
O noite escura - sem luar - quando as estrelas vão pintar o ceu, mostram-nos o quanto somos pequenos ante a dimensão do universo.

E pobres de nós que temos de lutar contra homens - quais moinhos de vento - que se imaginam insuperáveis gigantes.

Curiosamente este é o meu comentário 5000, neste site e fica num texto meu.
Fica o registo!

Um abraçooo! Abílio

Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 26/02/2010 23:35  Atualizado: 26/02/2010 23:35
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4526
 Re: Noites sem luar
Noites sem luar.
Noites de amar.

A noite, a lua são fontes de
inspiração para o poeta e
tambem para o amor.
Gostei do poema, está lindo.
Abraço
Antonieta

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 04/03/2010 20:14  Atualizado: 04/03/2010 20:14
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Sem luar, cintilam vagalumes lá no firmamento longínquo.

Grato!

Abílio

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 26/02/2010 23:49  Atualizado: 26/02/2010 23:49
Colaborador
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 8161
 Re: Noites sem luar
Texto de um lirismo doce e macio. Gostei muito! Parabéns! Um forte abraço, amigo!

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 04/03/2010 20:15  Atualizado: 04/03/2010 20:15
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Por vezes conseguimos ser suaves como uma noite estrelada.

Grato pela presença!
Abilio

Enviado por Tópico
Moura365
Publicado: 27/02/2010 00:07  Atualizado: 27/02/2010 00:07
Colaborador
Usuário desde: 23/10/2009
Localidade: Rio tinto-Porto
Mensagens: 2284
 Re: Noites sem luar
Excelente soneto, Abílio! Onde o brilho das estrelas cintilantes do céu, se conjugam e se entrosam na perfeição, com o brilho deste belíssimo soneto!

Parabéns!

Abraço!

Gil

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 04/03/2010 20:16  Atualizado: 04/03/2010 20:16
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Numa bela noite estrelada
o poeta deixa-se 'star
a contemplar.

Um abraçooo!

Abílio

Enviado por Tópico
João Marino Delize
Publicado: 27/02/2010 00:28  Atualizado: 27/02/2010 00:28
Colaborador
Usuário desde: 29/01/2008
Localidade: Maringá-
Mensagens: 1934
 Re: Noites sem luar
Sr Abílio,

Gostei muito de seu soneto sobre a lua que é sempre um tema preferido dos poetas.

Abraços

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 04/03/2010 20:24  Atualizado: 04/03/2010 20:24
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
A Lua ou a ausencia dela - o que nos possibilita olhar o espaço profundo, com os seus distante pirilampos.

Um abraçooo!
Abílio

Enviado por Tópico
varenka
Publicado: 27/02/2010 00:29  Atualizado: 27/02/2010 00:29
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2009
Localidade:
Mensagens: 4210
 Re: Noites sem luar
Abílio,
Teu soneto é maravilhoso!

Abraçooooo!
Varenka

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 05/03/2010 15:27  Atualizado: 05/03/2010 15:27
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Olá VA!
A ideia era mesmo essa... rss
Mas por vezes o talento, tá lento.

Um abraçooo!

Abilio

Enviado por Tópico
Massari
Publicado: 27/02/2010 00:46  Atualizado: 27/02/2010 00:46
Colaborador
Usuário desde: 07/12/2009
Localidade: Sertãozinho/SP
Mensagens: 1089
 Re: Noites sem luar
Caro Abílio, em noites sem luar
um belo soneto é bem-vindo
abraços

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 05/03/2010 15:28  Atualizado: 05/03/2010 15:28
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Nas noites sem luar,
existem estrelas a brilhar.

Grato!

Abilio

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 27/02/2010 01:23  Atualizado: 27/02/2010 01:23
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9607
 Re: Noites sem luar
Muito bom este soneto, eu adoro sonetos, mas sinceramente penso que os meus não têem muito
êxito, mas não desisto, porque é a forma de poetar que mais gosto.
Este está excelente, parabéns.

abraço e bom fim de semana
rosa

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 05/03/2010 15:30  Atualizado: 05/03/2010 15:30
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Os sonetos exigem muito mais que se possa imaginar à primeira vista!...
Na verdade são a forma poética mais difícil de realizar - desde que se cumpram todas as regras clássicas.

Grato pela presença!

Abilio

Enviado por Tópico
TRIGO
Publicado: 27/02/2010 12:05  Atualizado: 27/02/2010 12:05
Colaborador
Usuário desde: 26/01/2009
Localidade: Cabeça-Boa - Torre de Moncorvo
Mensagens: 2125
 Re: Noites sem luar
...
olá abilio

Nas noites em que a Lua vai dormir,
Existe um manto escuro delirante…
Acendem-se as estrelas a sorrir,
Cada uma é rainha bem distante.


BEM HAJAS!


Abraço

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 05/03/2010 17:47  Atualizado: 05/03/2010 17:47
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
E é bom que as estrelas
lá se deixem 'star a cintilar...

Um abraçooo!
Abílio

Enviado por Tópico
luciusantonius
Publicado: 27/02/2010 19:49  Atualizado: 27/02/2010 19:49
Colaborador
Usuário desde: 01/09/2008
Localidade:
Mensagens: 661
 Re: Noites sem luar
Os ingredientes que fazem este poema sempre tiveram para mim uma mensagem grandiosa. Depois daqueles que fazem o mundo dos afectos, a lua e as estrelas evidenciam-se no meu deslumbramento ante a natureza.
Um abraço

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 05/03/2010 17:49  Atualizado: 05/03/2010 17:49
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Existem paisagens que a natureza nos oferece que de tão rotineiras acabamos por nem saber apreciar...
e a poesia recente-se disso - tal como a Vida.

Um abraçooo!

Abílio

Enviado por Tópico
ROMMA
Publicado: 27/02/2010 21:15  Atualizado: 27/02/2010 21:15
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade:
Mensagens: 2462
 Re: Noites sem luar
belo poema Abílio!
essa Exposição “A terra e o mar se anuncia – Faróis” deve ser muito interessante só pelo tema que tem! já vi algumas sobre o mar, sobre os barcos e já assisti a palestras e apresentações com essa temática com pessoal da Galisa e fiquei... fascinada só em ouvir suas histórias maravilhosas...!
beijinho
Romma

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 05/03/2010 18:46  Atualizado: 05/03/2010 18:46
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Poesia temática é só por si interessante...
e depois surgem sempre muitas outras formas de tratar o mesmo assunto, sempre bem documentado com fotos.

Grato pela presença!

Abilio

Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 27/02/2010 21:35  Atualizado: 27/02/2010 21:35
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6467
 Re: Noites sem luar
Teu soneto é uma canção a embalar sonhos, Abílio.
Destaco o segundo quarteto: maravilhoso.
Bjins, Betha.

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 05/03/2010 19:32  Atualizado: 05/03/2010 19:32
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Pode existir coisa melhor que embalar sonhos?!

Nãããooo!

Grato pelas palavras!

Abili0

Enviado por Tópico
gil de olive
Publicado: 28/02/2010 01:01  Atualizado: 28/02/2010 01:01
Colaborador
Usuário desde: 03/11/2007
Localidade: Campos do Jordão SP BR
Mensagens: 5046
 Re: Noites sem luar
Parabens pelas belissimas rimas!Enfeitou minha noite!

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 05/03/2010 22:23  Atualizado: 05/03/2010 22:23
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Muito agradecido!

Abraçooo para o Gil!
Abílio

Enviado por Tópico
Fátima Rodrigues
Publicado: 28/02/2010 11:03  Atualizado: 28/02/2010 11:03
Da casa!
Usuário desde: 03/07/2007
Localidade: Setúbal - Portugal
Mensagens: 490
 Re: Noites sem luar
Já cá não vinha a algum tempo Henry, que quase me tinha esquecido como é bom ler-te!

Gostei!

beijo

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 05/03/2010 23:01  Atualizado: 05/03/2010 23:01
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Volta mais vezes, que o teu sorriso faz falta.

Grato!!!

Abílio

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/02/2010 17:58  Atualizado: 28/02/2010 17:58
 Re: Noites sem luar
Sabe Abílio, vou dizer-te uma coisa que tu já sabes, tu escreves muito bem, e gosto de te ler.
Belíssimo soneto, nos faz viajar.

Beijo
RC

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 05/03/2010 23:15  Atualizado: 05/03/2010 23:15
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Votos de muitas e boas viagens na companhia da poesia!

Votos também de um bom fim de semana!

Abílio

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 04/03/2010 20:26  Atualizado: 04/03/2010 20:26
 Re: Noites sem luar
Parabéns Henrique, visualizei cada cena , cada parte desse soneto que está perfeito... bjus

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 06/03/2010 16:37  Atualizado: 06/03/2010 16:37
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
É fundamental STAR em harmonia
com uma noite estrelada.

Grato!

Abilio

Enviado por Tópico
laise
Publicado: 13/03/2010 23:08  Atualizado: 13/03/2010 23:08
Colaborador
Usuário desde: 16/06/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 741
 Re: Noites sem luar
Abilio...Parabéns !!!

Gosto muito de ler-te

Beijos com carinho de Ro...Sane

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 13/03/2010 23:23  Atualizado: 13/03/2010 23:23
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Grato pela presença simpática!

Um abraçooo!

Abilio

Enviado por Tópico
Flor_*
Publicado: 20/03/2010 01:09  Atualizado: 20/03/2010 01:09
Da casa!
Usuário desde: 09/02/2010
Localidade:
Mensagens: 220
 Re: Noites sem luar
Não é difícil alimentar pensamentos admiráveis quando as estrelas estão presentes.

Enche-me os olhos.

Beijos para ti

Ana

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 23/03/2010 22:08  Atualizado: 23/03/2010 22:08
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Noites sem luar
Noites estreladas e a nossa imaginação criativa viaja alucinada...

Um abraçooo!
Abílio

Enviado por Tópico
SURREALISMO
Publicado: 29/03/2012 17:08  Atualizado: 29/03/2012 17:08
Participativo
Usuário desde: 27/03/2012
Localidade: Brasil
Mensagens: 30
 Re: Noites sem luar
Noites sem luar é uma coisa meio sinistra pra mim; ao contrário do que é o popular, eu vejo bruxas, fantasmas, lobisomens e os medos do que eu nada e nunca alcancei. Não gosto dessas noites, porém o teu soneto muito bem escrito por sinal, está envolvente e belo! Bay!

Login

Usuário:

Senha:

Recordar senha



Esqueceu a senha?

Registre-se gratuitamente!

Leia também

Comentários Recentes

Luso Pensamentos

Frase

É incrível que, no intuito de justificar as nossas crenças, coloquemos Deus na terra e o Homem no céu

(Garrido)



A folha

A folha cai no verão.
( Era folha de papel)
Não consigo pegá-la
Porque o vento é forte
E me leva para longe.

Matheus



Insanidade perfeita

Sinto-me cansada
Já me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
Da minha própria loucura
Já não sinto o meu corpo
As vogais consomem-no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas,
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
A caneta começa a tremer
Soluça.
O meu olhar constrói
O que meu pensamento rejeita
Esta sou eu,
A doce mulher
A insana, poeta...

(ConceiçãoB)



Tempestades

Tudo em mim, são dias de tempestades...
Por isso entrego minha alma à poesia
E meus dias a escrever versos
E meto uns poemas em velhas garrafas
E as levo para as águas intermináveis dos mares
- revoltos e tristes -
E as lanço, na singela esperança
De que um dia alguém os leia
Ainda que meus pés não estejam mais sobre este chão
E meu corpo tenha sido já lançado no ventre desta terra impura
E minha alma tenha também partido
- para a imensidão do infinito com que sonho,
ou para o abismo solitário que me amendronta...

(Vanessa Marques)


vaga-lume

... beijar-te

- era ser
pássaro azul
dedilhando ugabe

era levitar
beber das nuvens
e desfolhar os céus

era um doce caminhar
sem tocar o chão
estirpes desaguando
em aljôfar...

era dédalo a calar-me
se acontecia
cascata de sonhar-me
na boca que feliz
se fenecia

- e era livre
sendo chama
toda asas
vaga-lume
brilhante
como quem ama.

(RoqueSilveira)


Nós de poesia

A vida é feita de incompletudes...
Como os bares de mesas vazias
Nas calçadas
Ou as longas estradas
Repletas de nada dos dois lados

Ainda assim, escrevo
Mesmo sabendo que em mim
desatam-se nós de poesia
E atam-se outros em seguida.

O fato é que
Daquilo que me resta
Faço-me humanamente completa
meramente humana...

(Vanessa Marques)



Frase

"Amor" é o presente dado sem esperança de retorno,
e o que esperamos é apenas que não seja rejeitado

(Junior A.)



Frase

Como posso explicar
Esta dor
Invasora
Da minha alma
Senão dizer
Que és a mentira
Mais verdadeira
Da minha vida...?

(Raquel Naranjo)



Frase

O amor é como a justiça:
Injusto e cego.

(TrabisDeMentia)



guardanapos

do nosso beijo,
muralhas

do nosso amor,
migalhas

do nosso verbo,
mortalhas

dos nossos papos
poemas
em guardanapos

(Niké)



Sexto sentido

Tenta ouvir o silêncio...
Ver a luz na escuridão profunda...
Cheirar o aroma da mais pura água...
Sentir a textura do vento...
Saborear a doçura do sal...
Quando o conseguires...
Irás te descobrir...

(gera)



Só saudade

Dor que sente
Dor que não se mede
Que vai e vem

Com a vida vou rolando
Com a dor vou buscando
Talvez alívio...

Quando doer que seja
Sem deixar morrer
Só saudade...

(amasol)



A foz

Se cada coisinha que eu sei correspondesse a um rio... E se cada um deles desaguasse na mesma foz...Esta não teria senão o tamanho de uma bacia bem pequenina na qual eu refresco os meus cansados pés. Os rios seriam tão curtos quanto a minha felicidade, tão estreitos quanto a minha existência, tão secos quanto a minha solidão. Mas talvez, talvez bem no fundo da bacia, talvez para lá das lágrimas turvas, e para que eu me possa orgulhar, talvez sorriam dois peixinhos, que eu, apesar da distância possa contemplar! E quem sabe... Uma flor se incline e faça nascer, na foz uma flor que eu possa colher!

(TrabisDeMentia)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...