http://spumis.pt/
 
Poemas -> Reflexão : 

FIM DE ANO

 
FIM DE ANO

O ano se acaba sem gala, nem fala.
Que fiz dos meus planos?
Os tive ou me engano?

Foi inconsciente que a vida da gente
Rolou na corrente do rio da omissão?
Ou foi pela falta de garra, na marra
tomar o destino na palma da mão?

Assim que termina mais um calendário
se reza o rosário da lamentação.
E o arrependimento se apossa da mente
que racionalmente busca redenção.

Mas nos esquecemos que o mais que fazemos
é por desvario de nossa emoção.
De novo tentamos traçar novos planos
fugindo aos enganos pedindo perdão.

Quem sabe pro ano a coisa aconteça
e eu não esmoreça frente ao coração.

 
Autor
Salete Gurgel
 
Texto
Data
Leituras
6660
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...