Luso-Poemas
Registre-se agora!     Entrar

Links patrocinados



Menu de poemas

Quem está aqui

178 visitantes online (89 na seção: Poemas e Frases)

Escritores: 6
Leitores: 172

aquazulis, karlamelo, Jmattos, jorges, Semente, Keithrichards, mais...

Licença

Licença Creative Commons

Proteção anti-cópia

Protegendo os seus poemas com Tynt

Poemas : 

quieta

 
não quero um tempo
em que me perca
ignoro o vento,a hora certa,
não sei do chão,do céu,
da vida,
da chegada,
ou da partida
não sei de mim
do que me cerca
não sei enfim
porque me movo

ficarei quieta,
enquanto morro.



cruz mendes

Autor
Alexis
Autor
Textos deste autorMais textos
Rss do autorRss do autor
EstatísticasEstatísticas
 
Texto
Data
Leituras 2189
Favoritos 2
Licença Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
Enviar este texto a um amigoEnviar
Imprimir este textoImprimir
Salvar este texto como PDFCriar um pdf
Partilhar
0
0
0
Recentes
ambição
a ouvir o mar
que...
pontual.
sobretudo isso.
Aleatórios
a propósito do zedaesqina:escuta, zé ninguém! de Wilhelm Reich
words or swords/palavras ou espadas
róóó-xiiiii
menina- dos- olhos
carta de tarot:o louco
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 09/04/2010 01:51  Atualizado: 09/04/2010 01:51
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 16943
 Re: quieta
Esse silencio só faz barulho or dentro, um barulho mansinho, como quem voa e não volta. Lindo! bjs

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 09/04/2010 14:09  Atualizado: 09/04/2010 14:09
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: quieta para vania
soubeste "legendar" o poema de uma forma incrívelmente pertinente e sensível.

beijo.também por este tipo de comunicação muito especial que por aqui às vezes se estabelece.

alex

Enviado por Tópico
Carlos Ricardo
Publicado: 09/04/2010 01:51  Atualizado: 09/04/2010 01:51
Colaborador
Usuário desde: 28/12/2007
Localidade: Penafiel
Mensagens: 1680
 Re: quieta
Alexis,

há uns anitos cantarolava eu, enquanto caminhava para os exames, "para quê lutar se a vida não se vence". Ainda hoje ignoro se terei ouvido essas palavras em algum gramofone ou transistor roufenho desses que era vulgar ver ao ouvido de personagens absortas nas tardes de domingo em que havia relatos de futebol. Contra a lógica da morte (parar é morrer)mover, mover.

Beijo

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 09/04/2010 14:27  Atualizado: 09/04/2010 14:27
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: quieta para carlosricardo
haja motivação,algo que nos inspire,não é carlos?
são momentos...há-os de todo o tipo.

beijo,
alex

Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 09/04/2010 07:42  Atualizado: 09/04/2010 07:42
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga - Vila Verde
Mensagens: 7594
 Re: quieta

quando tem de ser...
já eu estrebucho muito, mas a saída é igual para todos, é sempre uma morte...
Beijo

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 09/04/2010 14:56  Atualizado: 09/04/2010 14:56
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: quieta para roque
estrebuchar é desperdício de energia.
energia para viver é preciso.para morrer é melhor que seja rápido,mesmo.quando a vir à minha frente,dar-lhe-ei uma mãozinha,se puder.porque renascer é preciso.

beijos

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 09/04/2010 08:03  Atualizado: 09/04/2010 08:03
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: quieta
Parar - só por si - já é morrer...

Um poema triste...
(o suficiente para deixar uma pessoa inquieta.)

Grande abraçooo!

Abilio

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 09/04/2010 15:04  Atualizado: 09/04/2010 15:04
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: quieta para henriqueabilio
sim.é triste.
mas às vezes a gente para mesmo.até o dia em que recomeça a andar,noutra qualquer direcção.ter a certeza ou a esperança de que esse dia virá,já não é mau.

abraço
alex

Enviado por Tópico
ÔNIX
Publicado: 09/04/2010 10:06  Atualizado: 09/04/2010 10:07
Colaborador
Usuário desde: 08/09/2009
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2601
 Re: quieta
Divinal!
Palavras que chegam num tempo certo. Este que te leio e me deixam assim quieta, ouvindo o seu eco.

Adorei

Bjs


Matilde D'Ônix

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 09/04/2010 15:08  Atualizado: 09/04/2010 15:08
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: quieta para ônix
é um eco escuro,imóvel,de tristeza feito.

beijo,

alex

Enviado por Tópico
Margarete
Publicado: 09/04/2010 22:11  Atualizado: 09/04/2010 22:11
Colaborador
Usuário desde: 10/02/2007
Localidade: braga.
Mensagens: 1199
 quieta à alexandra
enquanto for no vento,com o vento, na espera desenfreada de quem sente. enquanto eu estiver vento, vendo, de dentro quanto sofre um coração ferido. talvez a dor por enquanto arda no corpo todo, a pele. por certo dói. mas acredito que este encolher de noite a (re)transforme, na mutação do gesto, aquele abraço, a destruir o tempo que doer.

quero um abraço, quando a noite vem de dentro de si mesma, salta para dentro da minha sombra, fica. como tu ficas alexandra. como tu ficas...

um beijo,
tua mar menina.



p.s. saudade.

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 09/04/2010 22:18  Atualizado: 09/04/2010 22:18
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: quieta à alexandra para a mar
abraço-te,mar.

já sabes.mais dia,menos dia lá nos encontraremos novamente.um dia em que eu não esteja tão borocochó.rs.aprendi esta palavra por aqui pelo luso.

alex

Enviado por Tópico
luciusantonius
Publicado: 09/04/2010 22:24  Atualizado: 09/04/2010 22:24
Colaborador
Usuário desde: 01/09/2008
Localidade:
Mensagens: 661
 Re: quieta
Olá Alexis

Senti-a hoje muito “quieta”, mas prefiro vê-la inquieta.
A quietude tem duas vertentes: a do descanso, que fica entre dois tempos activos; e a do descanso per seculum-seculorum…
Este último faz-nos pensar de vez em quando.
Depois deste divagar semi-patético, deixe-me que lhe diga que eu acredito na Vida.

Fraterno abraço
Antonius

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 09/04/2010 22:35  Atualizado: 09/04/2010 22:35
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: quieta para luciusantonius
é.eu prefiro pensar nisto como uma pausa também.rsrs.costumo gostar bastante da vida.e não preciso de muito para lhe achar graça outra vez.às vezes,só de um tempinho e depois de um qualquer pretexto.

abraço,antonius.

alex

Enviado por Tópico
Dakini
Publicado: 10/04/2010 13:55  Atualizado: 10/04/2010 13:55
Da casa!
Usuário desde: 24/03/2010
Localidade: Espaço reduzido
Mensagens: 316
 Re: quieta
Um momento de quietude, que me tocou, num belo mas belo poema

Bjs

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 10/04/2010 15:04  Atualizado: 10/04/2010 15:04
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: quieta para dakini
normalmente sou inquieta ou irrequieta...mas há momentos para tudo,há."tá queta"...

ainda bem que te algo que tocou.
beijo,
alex

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 10/04/2010 15:38  Atualizado: 10/04/2010 15:38
 Re: quieta
não sei de mim
ando absorto

Genial

Albertos

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 10/04/2010 15:42  Atualizado: 10/04/2010 15:42
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: quieta para albertos
não tanto assim,mas...thank you!rs.
glad you liked it.

alex

Enviado por Tópico
AnaMartins
Publicado: 10/04/2010 19:37  Atualizado: 10/04/2010 19:37
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 2219
 Re: quieta
É caso para dizer "atire a primeira pedra quem realmente de si souber". rsrsrs

E este "não saber" captaste na perfeição.

Saudade!

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 10/04/2010 23:34  Atualizado: 10/04/2010 23:34
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: quieta para anamartins
às vezes mais vale "tar queta".mas nem sempre.sabe lá bem a gente quando.rsrsr.

beijoca,ana!

Enviado por Tópico
laroche_l
Publicado: 10/04/2010 20:00  Atualizado: 10/04/2010 20:00
Colaborador
Usuário desde: 26/02/2010
Localidade:
Mensagens: 706
 Re: quieta
Por vezes é preciso, sim, sair um pouco de nós próprios, para encontrar a necessária clarividência e deixar morrer o que já não tem futuro. gostei.

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 10/04/2010 23:39  Atualizado: 10/04/2010 23:39
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: quieta para laroche
o que não tem futuro está morto por natureza,se assim o sentirmos.

beijo,laroche

Login

Usuário:

Senha:

Recordar senha



Esqueceu a senha?

Registre-se gratuitamente!

Leia também

Comentários Recentes

Luso Pensamentos

Frase

É incrível que, no intuito de justificar as nossas crenças, coloquemos Deus na terra e o Homem no céu

(Garrido)



A folha

A folha cai no verão.
( Era folha de papel)
Não consigo pegá-la
Porque o vento é forte
E me leva para longe.

Matheus



Insanidade perfeita

Sinto-me cansada
Já me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
Da minha própria loucura
Já não sinto o meu corpo
As vogais consomem-no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas,
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
A caneta começa a tremer
Soluça.
O meu olhar constrói
O que meu pensamento rejeita
Esta sou eu,
A doce mulher
A insana, poeta...

(ConceiçãoB)



Tempestades

Tudo em mim, são dias de tempestades...
Por isso entrego minha alma à poesia
E meus dias a escrever versos
E meto uns poemas em velhas garrafas
E as levo para as águas intermináveis dos mares
- revoltos e tristes -
E as lanço, na singela esperança
De que um dia alguém os leia
Ainda que meus pés não estejam mais sobre este chão
E meu corpo tenha sido já lançado no ventre desta terra impura
E minha alma tenha também partido
- para a imensidão do infinito com que sonho,
ou para o abismo solitário que me amendronta...

(Vanessa Marques)


vaga-lume

... beijar-te

- era ser
pássaro azul
dedilhando ugabe

era levitar
beber das nuvens
e desfolhar os céus

era um doce caminhar
sem tocar o chão
estirpes desaguando
em aljôfar...

era dédalo a calar-me
se acontecia
cascata de sonhar-me
na boca que feliz
se fenecia

- e era livre
sendo chama
toda asas
vaga-lume
brilhante
como quem ama.

(RoqueSilveira)


Nós de poesia

A vida é feita de incompletudes...
Como os bares de mesas vazias
Nas calçadas
Ou as longas estradas
Repletas de nada dos dois lados

Ainda assim, escrevo
Mesmo sabendo que em mim
desatam-se nós de poesia
E atam-se outros em seguida.

O fato é que
Daquilo que me resta
Faço-me humanamente completa
meramente humana...

(Vanessa Marques)



Frase

"Amor" é o presente dado sem esperança de retorno,
e o que esperamos é apenas que não seja rejeitado

(Junior A.)



Frase

Como posso explicar
Esta dor
Invasora
Da minha alma
Senão dizer
Que és a mentira
Mais verdadeira
Da minha vida...?

(Raquel Naranjo)



Frase

O amor é como a justiça:
Injusto e cego.

(TrabisDeMentia)



guardanapos

do nosso beijo,
muralhas

do nosso amor,
migalhas

do nosso verbo,
mortalhas

dos nossos papos
poemas
em guardanapos

(Niké)



Sexto sentido

Tenta ouvir o silêncio...
Ver a luz na escuridão profunda...
Cheirar o aroma da mais pura água...
Sentir a textura do vento...
Saborear a doçura do sal...
Quando o conseguires...
Irás te descobrir...

(gera)



Só saudade

Dor que sente
Dor que não se mede
Que vai e vem

Com a vida vou rolando
Com a dor vou buscando
Talvez alívio...

Quando doer que seja
Sem deixar morrer
Só saudade...

(amasol)



A foz

Se cada coisinha que eu sei correspondesse a um rio... E se cada um deles desaguasse na mesma foz...Esta não teria senão o tamanho de uma bacia bem pequenina na qual eu refresco os meus cansados pés. Os rios seriam tão curtos quanto a minha felicidade, tão estreitos quanto a minha existência, tão secos quanto a minha solidão. Mas talvez, talvez bem no fundo da bacia, talvez para lá das lágrimas turvas, e para que eu me possa orgulhar, talvez sorriam dois peixinhos, que eu, apesar da distância possa contemplar! E quem sabe... Uma flor se incline e faça nascer, na foz uma flor que eu possa colher!

(TrabisDeMentia)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...