http://www.luso-poemas.net/modules/smartsection/item.php?itemid=3049
 
Poemas -> Introspecção : 

Coração é terra que ninguém vê (Cora Coralina) *

 
Quis ser um dia, jardineira
de um coração.
Sachei, mondei - nada colhi.
Nasceram espinhos
e nos espinhos me feri.

Quis ser um dia, jardineira
de um coração.
Cavei, plantei.
Na terra ingrata
nada criei.

Semeador da Parábola...
Lancei a boa semente
a gestos largos...
Aves do céu levaram.

Espinhos do chão cobriram.
O resto se perdeu
na terra dura
da ingratidão

Coração é terra que ninguém vê
- diz o ditado.
Plantei, reguei, nada deu, não.

Terra de lagedo, de pedregulho,
- teu coração. Bati na porta de um coração.
Bati. Bati. Nada escutei.
Casa vazia. Porta fechada,
foi o que encontrei...

* Cora Coralina, pseudônimo de Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas (1889 - 1985) foi uma poeta goiana.
 
Autor
AjAraujo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1322
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
PROTEUS
Publicado: 20/06/2010 05:22  Atualizado: 20/06/2010 05:22
Colaborador
Usuário desde: 27/03/2010
Localidade:
Mensagens: 2501
 Re: Coração é terra que ninguém vê (Cora Coralina) *
Sim, Cora sabe das coisas...
Já desmanchei rosas aos pés de amada como se fossem santas adoradas...
Secaram as folhas despedaçadas e a amada não as viu nem pisou... Deixou de ser amada...
Não se deve jogar sementes aos porcos...
(obs:posso estar errado_

Enviado por Tópico
Julio Saraiva
Publicado: 20/06/2010 05:40  Atualizado: 20/06/2010 05:40
Colaborador
Usuário desde: 13/10/2007
Localidade: São Paulo- Brasil
Mensagens: 4206
 Re: Coração é terra que ninguém vê (Cora Coralina) *p/Aj Araujo
para o brasil não foi cora - cora de coragem, de coração/coralina. para o brasil, ela será sempre a menina aninha - da casa velha de goiás.

bela homenagem.

j.
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...