Luso-Poemas
Registre-se agora!     Entrar

Links patrocinados



Menu de poemas

Quem está aqui

144 visitantes online (59 na seção: Poemas e Frases)

Escritores: 1
Leitores: 143

miriade, mais...

Licença

Licença Creative Commons

Proteção anti-cópia

Protegendo os seus poemas com Tynt

Textos -> Políticos : 

Opressão vivida (Texto para eleitores)

 
Opressão vivida (Texto para eleitores)
 
As pequenas cidades estão cercadas por políticos opressores em nosso país.
A opressão dos eleitores de dá no dia a dia.
É o choque de ordem, a lei do silêncio, a opressão de minorias, aos artistas de praça e também aos poetas.

A lei é de quem Governa e não de quem vive nas Cidades?? Como assim?
- O que está acontecendo em nosso país??

Vi Cidades com costumes interioranos, sim, tudo bem, mas ter que fechar um restaurante à noite, porque só abre o local que o Prefeito determina?
- Isso é opressão!
Ou ter policiais na porta de um Bar, em pleno feriado, pela determinação da lei do silêncio, obrigando os músicos saírem? Nem podendo ousar em diminuir o som em pleno centro comercial?

A lei seca veio tarde, sei que muitos morreram pela falta de controle do alcoolismo no trânsito, mas pense bem, nosso teor alcoólico exigido é extremamente exagerado.
Você não pode beber um copo de vinho no almoço que já entra na lei.

Na Europa o teor é outro, sim tem o frio, hábitos e costumes, mas já viu Carioca sem samba ou feijoada no domingo?
E o frio em nosso país? Em Nova Friburgo? No Sul?
Sou uma pessoa de hábitos diferenciados, sempre tenho aqui local e cartas nas mangas, vamos pensar...
Amigos de Bangu não vem mais de noite à lapa? E os do Leblon vêm a Tijuca, ao Maraca?
Eles querem ir e vir e como fariam?

O transporte da Tijuca para a Barra da Tijuca para trabalhar, pelo Alto, já está terrível, com os ônibus das linhas 225, 233,234, determinando engarrafamentos intermináveis no Alto da Boa Vista de manhã e mais para passeios de lazer nos fins de semana.
- Não temos transportes decentes.

Como fazer se desejo ir e vir? Vou de táxi? Você pode? De vez enquanto e vocês?
- É isso que a elite deseja?
Daqui a pouco no Rio de Janeiro, vamos voltar à época que os ônibus iam até a meia noite.
Vivi isso em Minas Gerais, aonde terminavam todos os transportes à meia-noite.

Ir e vir é liberdade. É troca de culturas. É vida numa cidade grande.

Um político para se eleger tem que conhecer a sua cidade.
Eu sei aonde ficam os pfs (pratos feitos) e cervejas mais baratas dessa cidade, você sabe aonde ficam?
Já foi a Porto Real? Nova Iguaçu ou conhece a estação de trem de Marechal Hermes ou Bangu?
Já foi a Campo Grande ou a Santa Cruz?
Sabe que o comércio de Madureira e Campo Grande são ótimos?
Eu gosto da Cidade do Rio de Janeiro e detesto políticos corruptos;
A situação é a seguinte, vi e vivo caminhante com os olhares atentos.
Vejo pessoas de outras Capitais como São Paulo ou Cidades como no Espírito Santo, imaturas e se suicidando por motivos banais e vivendo vidas sem saídas.
Como assim e a nossa saúde?
Quero dizer a todos, nós temos saídas.

A vida é mais que conceitos adquiridos e a família, mas é o teor de outras realidades de vida que fazem as diferenças.

Troca de realidades é fundamental para sermos seres pensantes e reflexivos.

A vida que cada pessoa traz é muito especial.

Devemos escolher alguém de confiança nessas eleições de 2010.

Discordo das grandes Usinas Hidrelétricas, atropelando povoados e cidades inteiras causando com certeza muitos problemas ambientais.
Já que temos que pensar que além de nossa intervenção humana e gananciosa, temos um sistema solar e o planeta Terra em aquecimento.
Concordo com as energias limpas.
A utilização do Sol como recursos energéticos para o nosso desenvolvimento, para o aquecimento de águas, luz e planejamento de uma nova vida, com novas escolhas.

Ser diferente é ser pensante. Vamos ter sempre questionamentos em nossas mentes.

Vamos repensar em tudo que a mídia nos ajuda a engolir no dia a dia e em nossas casas.
A internet serve como meio de divulgação de vários tipos de reflexões de vida e pensamentos.

Não sou um Robô, eu penso, eu ajo, eu faço escolhas.

Você pode se perguntar, em quem eu vou votar??

Eu escolho esses critérios:

1- Eleger quem nunca esteve no poder antes e de preferência, quem nem tenha parente no poder.
2- Escolher pessoas que representem as minorias.
3- Escolher pessoas idôneas ou reconhecidas como tal, éticas ou de sua real confiança.
4- Pensar em quem vai cuidar da Saúde,habitação popular, segurança em nosso Governo do Rio de Janeiro (faz séculos que ninguém cuida disso!!!).

Diana Balis
Rio de Janeiro, 16 de setembro de 2010.



Diana Balis

Autor
DianaBalis
Autor
Textos deste autorMais textos
Rss do autorRss do autor
EstatísticasEstatísticas
 
Texto
Data
Leituras 1338
Favoritos 0
Licença Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
Enviar este texto a um amigoEnviar
Imprimir este textoImprimir
Salvar este texto como PDFCriar um pdf
Partilhar
0
0
0
Recentes
Brasil
Concordo
Dor, sem...
Estou precisando do seu carinho...
Vídeo
Aleatórios
Corações Atados
Sinto sua falta
Brotar no sonho
Girassol
Calor
Favoritos
...adentrar outonal... - Moreno
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Login

Usuário:

Senha:

Recordar senha



Esqueceu a senha?

Registre-se gratuitamente!

Leia também

Comentários Recentes

Luso Pensamentos

Frase

É incrível que, no intuito de justificar as nossas crenças, coloquemos Deus na terra e o Homem no céu

(Garrido)



A folha

A folha cai no verão.
( Era folha de papel)
Não consigo pegá-la
Porque o vento é forte
E me leva para longe.

Matheus



Insanidade perfeita

Sinto-me cansada
Já me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
Da minha própria loucura
Já não sinto o meu corpo
As vogais consomem-no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas,
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
A caneta começa a tremer
Soluça.
O meu olhar constrói
O que meu pensamento rejeita
Esta sou eu,
A doce mulher
A insana, poeta...

(ConceiçãoB)



Tempestades

Tudo em mim, são dias de tempestades...
Por isso entrego minha alma à poesia
E meus dias a escrever versos
E meto uns poemas em velhas garrafas
E as levo para as águas intermináveis dos mares
- revoltos e tristes -
E as lanço, na singela esperança
De que um dia alguém os leia
Ainda que meus pés não estejam mais sobre este chão
E meu corpo tenha sido já lançado no ventre desta terra impura
E minha alma tenha também partido
- para a imensidão do infinito com que sonho,
ou para o abismo solitário que me amendronta...

(Vanessa Marques)


vaga-lume

... beijar-te

- era ser
pássaro azul
dedilhando ugabe

era levitar
beber das nuvens
e desfolhar os céus

era um doce caminhar
sem tocar o chão
estirpes desaguando
em aljôfar...

era dédalo a calar-me
se acontecia
cascata de sonhar-me
na boca que feliz
se fenecia

- e era livre
sendo chama
toda asas
vaga-lume
brilhante
como quem ama.

(RoqueSilveira)


Nós de poesia

A vida é feita de incompletudes...
Como os bares de mesas vazias
Nas calçadas
Ou as longas estradas
Repletas de nada dos dois lados

Ainda assim, escrevo
Mesmo sabendo que em mim
desatam-se nós de poesia
E atam-se outros em seguida.

O fato é que
Daquilo que me resta
Faço-me humanamente completa
meramente humana...

(Vanessa Marques)



Frase

"Amor" é o presente dado sem esperança de retorno,
e o que esperamos é apenas que não seja rejeitado

(Junior A.)



Frase

Como posso explicar
Esta dor
Invasora
Da minha alma
Senão dizer
Que és a mentira
Mais verdadeira
Da minha vida...?

(Raquel Naranjo)



Frase

O amor é como a justiça:
Injusto e cego.

(TrabisDeMentia)



guardanapos

do nosso beijo,
muralhas

do nosso amor,
migalhas

do nosso verbo,
mortalhas

dos nossos papos
poemas
em guardanapos

(Niké)



Sexto sentido

Tenta ouvir o silêncio...
Ver a luz na escuridão profunda...
Cheirar o aroma da mais pura água...
Sentir a textura do vento...
Saborear a doçura do sal...
Quando o conseguires...
Irás te descobrir...

(gera)



Só saudade

Dor que sente
Dor que não se mede
Que vai e vem

Com a vida vou rolando
Com a dor vou buscando
Talvez alívio...

Quando doer que seja
Sem deixar morrer
Só saudade...

(amasol)



A foz

Se cada coisinha que eu sei correspondesse a um rio... E se cada um deles desaguasse na mesma foz...Esta não teria senão o tamanho de uma bacia bem pequenina na qual eu refresco os meus cansados pés. Os rios seriam tão curtos quanto a minha felicidade, tão estreitos quanto a minha existência, tão secos quanto a minha solidão. Mas talvez, talvez bem no fundo da bacia, talvez para lá das lágrimas turvas, e para que eu me possa orgulhar, talvez sorriam dois peixinhos, que eu, apesar da distância possa contemplar! E quem sabe... Uma flor se incline e faça nascer, na foz uma flor que eu possa colher!

(TrabisDeMentia)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...