Luso-Poemas
Registre-se agora!     Entrar

Links patrocinados



Menu de poemas

Quem está aqui

168 visitantes online (77 na seção: Poemas e Frases)

Escritores: 0
Leitores: 168

mais...

Licença

Licença Creative Commons

Contos -> Romance : 

Meu Cardiologista...

 
Meu Cardiologista...

Fui simplesmente fazer uma consulta ao meu Cardiologista... como já fazia
tanto tempo... ao chegar fiquei esperando a minha vez... já que o atendimento era por chegada... enquanto esperava... De repente a secretária pediu que entrasse... estranhei havia acabado de chegar e tinhas umas cinco pessoas na minha frente... fiquei surpresa... O porquê? Porque me chamou...
Por fracções de segundos imaginei... será que sente o mesmo... Não!
Não pode ser...
Entrei e estava no banheiro... saiu e seus olhos se encontraram com os meus... Senti um frio na barriga quando ouvi sua voz a dizer-me quanto tempo que não a vejo...
Pensei que depois da última consulta não mais viria aqui.
Depois da minha declaração de amor não voltaria mais...
Não sabe o martírio que tenho passado pensando em você...
Todos os dias!... Os meus dias são iguais...
Em minhas noites fico vagando de um lado para o outro... e tudo se tornou um grande tormento em minha vida... estive procurando a mim mesmo por onde andaras o meu amor... o que estará fazendo... e todos os meus dias foram assim...
Não imagina a felicidade da sua presença hoje aqui...
Enquanto se declarava eu apenas observava, mas eu precisava parar aquele assunto…
Então pedi que não falasse mais nada...
E nada adiantou, continuava a falar… falar da sua vida... do seu amor...
E meu coração acelerava... minhas pernas tremiam...
Eu achava que ia cair naquele momento de tanta emoção...
Mas a minha vontade...
Oh! quando vi ... eu já estava calando a sua voz com meu beijo...
Estava de corpo e alma naqueles lábios quentes que me chamava para o amor...
Quanto tempo ... Há quanto tempo não mais sabia o gosto de um beijo...
E eu apenas deixei meus desejos aflorar... então não queria lembrar do meu casamento...
Dos dias tristes que vivo ao lado de quem não amo, e que nunca tive forças para me separar...
Mãe de quatro filhos... Ainda pequenos... Precisavam de um pai e uma mãe...
Parecia que não merecia viver aquele momento... Aquele amor... Aquela vida...
Então naquele dia eu disse toda a verdade. O porquê o nosso amor não podia ser...
E ele, tão carinhosamente, me respondera que não se preocupasse com nada...
Cuidaria dos meus filhos como se fossem dele...
E para mim daria todos os seus dias e todas as noites eu teria os seus beijos o seu
corpo...
Que o nosso ninho seria completo...
Eu seria a deusa da sua vida...
Queria apenas que lhe esperasse a todas as tardes em nosso ninho de amor...
Que aceitasse aquele coração tão sofrido, pois não queria mais chegar em casa e ver o vazio da sua sala...
Da sua alma...
Não mais queria chorar no escuro daquele quarto!...
E o que queria na verdade agora era viver e mandar embora os fantasma que o faziam sentir fraco... Sem vida, que tanto lhe atormentavam…
Eu estava ali... e precisava tomar uma decisão. Simplesmente deixei a razão de lado e atendi os apelos do meu coração...precisava mudar de endereço...
O endereço da minha vida....
Do meu destino....
E hoje... Hoje depois de vinte anos, meu coração continua de poupa em ventos... e eu continuo aqui...do seu lado... sendo a sua rainha.... e ele o meu verdadeiro amor!

Ivaneti

Autor
Ivaneti
Autor
Textos deste autorMais textos
Rss do autorRss do autor
EstatísticasEstatísticas
 
Texto
Data
Leituras 1894
Favoritos 0
Licença Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
Enviar este texto a um amigoEnviar
Imprimir este textoImprimir
Salvar este texto como PDFCriar um pdf
Partilhar
0
0
0
Recentes
Mamãe
amor invisivel
Filha da lua
Eu sou aquela
Coração Palhaço
Aleatórios
Meu msn...
Lagrimas Sangrentas
A NÓS MULHERES!
Oceano...
O Encontro... Referência ao Acidente da TAM
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
luciene
Publicado: 05/10/2006 11:44  Atualizado: 05/10/2006 11:44
Novo Membro
Usuário desde: 13/09/2006
Localidade:
Mensagens: 1
 Re: Meu Cardiologista...
P/ Ivaneti
Oi amiga, gostei da sua história,
um romance muito bonito.
Um abraço,

Enviado por Tópico
EDSONVICENTECARLI
Publicado: 05/10/2006 16:13  Atualizado: 05/10/2006 16:13
Participativo
Usuário desde: 19/09/2006
Localidade:
Mensagens: 15
 Re: Meu Cardiologista...
Linda, muito linda mesmo amor...

Eu espero passar pelo cardiologista,
e quero escutar de seus lábios profissíonais...
Seu coração poderá melhorar....
Procure fazer muito amor com quem lhe ama...


beijos


***ede***

Enviado por Tópico
JB
Publicado: 06/10/2006 12:35  Atualizado: 06/10/2006 12:35
Membro de honra
Usuário desde: 05/09/2006
Localidade:
Mensagens: 531
 Re: Meu Cardiologista...
que bonita história, que bonito testemunho. Ter quem cuide do nosso coração, e que nos cuida também do coração (do outro) do que realmente sofre.
um beijinho Edi

Enviado por Tópico
Ivaneti
Publicado: 06/10/2006 16:36  Atualizado: 06/10/2006 16:46
Da casa!
Usuário desde: 05/09/2006
Localidade:
Mensagens: 242
 Jorge Bicho...
Para Jorge Bicho,

Realmente é uma linda história de amor...
se fosse real seria melhor ainda...mais é
apenas mais um personagem meu...
Obrigado pelo comentário.
Ivaneti

Enviado por Tópico
JB
Publicado: 06/10/2006 16:51  Atualizado: 06/10/2006 16:51
Membro de honra
Usuário desde: 05/09/2006
Localidade:
Mensagens: 531
 Re: Jorge Bicho...
um beijinho também, gosto desta tua forma de escrita, espero ver mais.
obrigado
Jorge

Login

Usuário:

Senha:

Recordar senha



Esqueceu a senha?

Registre-se gratuitamente!

Leia também

Comentários Recentes

Luso Pensamentos

Frase

É incrível que, no intuito de justificar as nossas crenças, coloquemos Deus na terra e o Homem no céu

(Garrido)



A folha

A folha cai no verão.
( Era folha de papel)
Não consigo pegá-la
Porque o vento é forte
E me leva para longe.

Matheus



Insanidade perfeita

Sinto-me cansada
Já me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
Da minha própria loucura
Já não sinto o meu corpo
As vogais consomem-no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas,
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
A caneta começa a tremer
Soluça.
O meu olhar constrói
O que meu pensamento rejeita
Esta sou eu,
A doce mulher
A insana, poeta...

(ConceiçãoB)



Tempestades

Tudo em mim, são dias de tempestades...
Por isso entrego minha alma à poesia
E meus dias a escrever versos
E meto uns poemas em velhas garrafas
E as levo para as águas intermináveis dos mares
- revoltos e tristes -
E as lanço, na singela esperança
De que um dia alguém os leia
Ainda que meus pés não estejam mais sobre este chão
E meu corpo tenha sido já lançado no ventre desta terra impura
E minha alma tenha também partido
- para a imensidão do infinito com que sonho,
ou para o abismo solitário que me amendronta...

(Vanessa Marques)


vaga-lume

... beijar-te

- era ser
pássaro azul
dedilhando ugabe

era levitar
beber das nuvens
e desfolhar os céus

era um doce caminhar
sem tocar o chão
estirpes desaguando
em aljôfar...

era dédalo a calar-me
se acontecia
cascata de sonhar-me
na boca que feliz
se fenecia

- e era livre
sendo chama
toda asas
vaga-lume
brilhante
como quem ama.

(RoqueSilveira)


Nós de poesia

A vida é feita de incompletudes...
Como os bares de mesas vazias
Nas calçadas
Ou as longas estradas
Repletas de nada dos dois lados

Ainda assim, escrevo
Mesmo sabendo que em mim
desatam-se nós de poesia
E atam-se outros em seguida.

O fato é que
Daquilo que me resta
Faço-me humanamente completa
meramente humana...

(Vanessa Marques)



Frase

"Amor" é o presente dado sem esperança de retorno,
e o que esperamos é apenas que não seja rejeitado

(Junior A.)



Frase

Como posso explicar
Esta dor
Invasora
Da minha alma
Senão dizer
Que és a mentira
Mais verdadeira
Da minha vida...?

(Raquel Naranjo)



Frase

O amor é como a justiça:
Injusto e cego.

(TrabisDeMentia)



guardanapos

do nosso beijo,
muralhas

do nosso amor,
migalhas

do nosso verbo,
mortalhas

dos nossos papos
poemas
em guardanapos

(Niké)



Sexto sentido

Tenta ouvir o silêncio...
Ver a luz na escuridão profunda...
Cheirar o aroma da mais pura água...
Sentir a textura do vento...
Saborear a doçura do sal...
Quando o conseguires...
Irás te descobrir...

(gera)



Só saudade

Dor que sente
Dor que não se mede
Que vai e vem

Com a vida vou rolando
Com a dor vou buscando
Talvez alívio...

Quando doer que seja
Sem deixar morrer
Só saudade...

(amasol)



A foz

Se cada coisinha que eu sei correspondesse a um rio... E se cada um deles desaguasse na mesma foz...Esta não teria senão o tamanho de uma bacia bem pequenina na qual eu refresco os meus cansados pés. Os rios seriam tão curtos quanto a minha felicidade, tão estreitos quanto a minha existência, tão secos quanto a minha solidão. Mas talvez, talvez bem no fundo da bacia, talvez para lá das lágrimas turvas, e para que eu me possa orgulhar, talvez sorriam dois peixinhos, que eu, apesar da distância possa contemplar! E quem sabe... Uma flor se incline e faça nascer, na foz uma flor que eu possa colher!

(TrabisDeMentia)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...