Luso-Poemas
Registre-se agora!     Entrar

Links patrocinados



Menu de poemas

Quem está aqui

135 visitantes online (26 na seção: Poemas e Frases)

Escritores: 0
Leitores: 135

mais...

Licença

Licença Creative Commons

Proteção anti-cópia

Protegendo os seus poemas com Tynt

Contos -> Romance : 

Meu Cardiologista...

 
Meu Cardiologista...

Fui simplesmente fazer uma consulta ao meu Cardiologista... como já fazia
tanto tempo... ao chegar fiquei esperando a minha vez... já que o atendimento era por chegada... enquanto esperava... De repente a secretária pediu que entrasse... estranhei havia acabado de chegar e tinhas umas cinco pessoas na minha frente... fiquei surpresa... O porquê? Porque me chamou...
Por fracções de segundos imaginei... será que sente o mesmo... Não!
Não pode ser...
Entrei e estava no banheiro... saiu e seus olhos se encontraram com os meus... Senti um frio na barriga quando ouvi sua voz a dizer-me quanto tempo que não a vejo...
Pensei que depois da última consulta não mais viria aqui.
Depois da minha declaração de amor não voltaria mais...
Não sabe o martírio que tenho passado pensando em você...
Todos os dias!... Os meus dias são iguais...
Em minhas noites fico vagando de um lado para o outro... e tudo se tornou um grande tormento em minha vida... estive procurando a mim mesmo por onde andaras o meu amor... o que estará fazendo... e todos os meus dias foram assim...
Não imagina a felicidade da sua presença hoje aqui...
Enquanto se declarava eu apenas observava, mas eu precisava parar aquele assunto…
Então pedi que não falasse mais nada...
E nada adiantou, continuava a falar… falar da sua vida... do seu amor...
E meu coração acelerava... minhas pernas tremiam...
Eu achava que ia cair naquele momento de tanta emoção...
Mas a minha vontade...
Oh! quando vi ... eu já estava calando a sua voz com meu beijo...
Estava de corpo e alma naqueles lábios quentes que me chamava para o amor...
Quanto tempo ... Há quanto tempo não mais sabia o gosto de um beijo...
E eu apenas deixei meus desejos aflorar... então não queria lembrar do meu casamento...
Dos dias tristes que vivo ao lado de quem não amo, e que nunca tive forças para me separar...
Mãe de quatro filhos... Ainda pequenos... Precisavam de um pai e uma mãe...
Parecia que não merecia viver aquele momento... Aquele amor... Aquela vida...
Então naquele dia eu disse toda a verdade. O porquê o nosso amor não podia ser...
E ele, tão carinhosamente, me respondera que não se preocupasse com nada...
Cuidaria dos meus filhos como se fossem dele...
E para mim daria todos os seus dias e todas as noites eu teria os seus beijos o seu
corpo...
Que o nosso ninho seria completo...
Eu seria a deusa da sua vida...
Queria apenas que lhe esperasse a todas as tardes em nosso ninho de amor...
Que aceitasse aquele coração tão sofrido, pois não queria mais chegar em casa e ver o vazio da sua sala...
Da sua alma...
Não mais queria chorar no escuro daquele quarto!...
E o que queria na verdade agora era viver e mandar embora os fantasma que o faziam sentir fraco... Sem vida, que tanto lhe atormentavam…
Eu estava ali... e precisava tomar uma decisão. Simplesmente deixei a razão de lado e atendi os apelos do meu coração...precisava mudar de endereço...
O endereço da minha vida....
Do meu destino....
E hoje... Hoje depois de vinte anos, meu coração continua de poupa em ventos... e eu continuo aqui...do seu lado... sendo a sua rainha.... e ele o meu verdadeiro amor!

Ivaneti


Autor
Ivaneti
Autor
Textos deste autorMais textos
Rss do autorRss do autor
EstatísticasEstatísticas
 
Texto
Data
Leituras 1875
Favoritos 0
Licença Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
Enviar este texto a um amigoEnviar
Imprimir este textoImprimir
Salvar este texto como PDFCriar um pdf
Partilhar
0
0
0
Recentes
Mamãe
amor invisivel
Filha da lua
Eu sou aquela
Coração Palhaço
Aleatórios
Carnaval...
Um Brilho no Olhar...
Falando com Deus...
Mensagem de Vida...
Filha da lua
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
luciene
Publicado: 05/10/2006 11:44  Atualizado: 05/10/2006 11:44
Novo Membro
Usuário desde: 13/09/2006
Localidade:
Mensagens: 1
 Re: Meu Cardiologista...
P/ Ivaneti
Oi amiga, gostei da sua história,
um romance muito bonito.
Um abraço,

Enviado por Tópico
EDSONVICENTECARLI
Publicado: 05/10/2006 16:13  Atualizado: 05/10/2006 16:13
Participativo
Usuário desde: 19/09/2006
Localidade:
Mensagens: 15
 Re: Meu Cardiologista...
Linda, muito linda mesmo amor...

Eu espero passar pelo cardiologista,
e quero escutar de seus lábios profissíonais...
Seu coração poderá melhorar....
Procure fazer muito amor com quem lhe ama...


beijos


***ede***

Enviado por Tópico
JB
Publicado: 06/10/2006 12:35  Atualizado: 06/10/2006 12:35
Membro de honra
Usuário desde: 05/09/2006
Localidade:
Mensagens: 531
 Re: Meu Cardiologista...
que bonita história, que bonito testemunho. Ter quem cuide do nosso coração, e que nos cuida também do coração (do outro) do que realmente sofre.
um beijinho Edi

Enviado por Tópico
Ivaneti
Publicado: 06/10/2006 16:36  Atualizado: 06/10/2006 16:46
Da casa!
Usuário desde: 05/09/2006
Localidade:
Mensagens: 242
 Jorge Bicho...
Para Jorge Bicho,

Realmente é uma linda história de amor...
se fosse real seria melhor ainda...mais é
apenas mais um personagem meu...
Obrigado pelo comentário.
Ivaneti

Enviado por Tópico
JB
Publicado: 06/10/2006 16:51  Atualizado: 06/10/2006 16:51
Membro de honra
Usuário desde: 05/09/2006
Localidade:
Mensagens: 531
 Re: Jorge Bicho...
um beijinho também, gosto desta tua forma de escrita, espero ver mais.
obrigado
Jorge

Login

Usuário:

Senha:

Recordar senha



Esqueceu a senha?

Registre-se gratuitamente!

Leia também

Comentários Recentes

Luso Pensamentos

Frase

É incrível que, no intuito de justificar as nossas crenças, coloquemos Deus na terra e o Homem no céu

(Garrido)



A folha

A folha cai no verão.
( Era folha de papel)
Não consigo pegá-la
Porque o vento é forte
E me leva para longe.

Matheus



Insanidade perfeita

Sinto-me cansada
Já me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
Da minha própria loucura
Já não sinto o meu corpo
As vogais consomem-no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas,
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
A caneta começa a tremer
Soluça.
O meu olhar constrói
O que meu pensamento rejeita
Esta sou eu,
A doce mulher
A insana, poeta...

(ConceiçãoB)



Tempestades

Tudo em mim, são dias de tempestades...
Por isso entrego minha alma à poesia
E meus dias a escrever versos
E meto uns poemas em velhas garrafas
E as levo para as águas intermináveis dos mares
- revoltos e tristes -
E as lanço, na singela esperança
De que um dia alguém os leia
Ainda que meus pés não estejam mais sobre este chão
E meu corpo tenha sido já lançado no ventre desta terra impura
E minha alma tenha também partido
- para a imensidão do infinito com que sonho,
ou para o abismo solitário que me amendronta...

(Vanessa Marques)


vaga-lume

... beijar-te

- era ser
pássaro azul
dedilhando ugabe

era levitar
beber das nuvens
e desfolhar os céus

era um doce caminhar
sem tocar o chão
estirpes desaguando
em aljôfar...

era dédalo a calar-me
se acontecia
cascata de sonhar-me
na boca que feliz
se fenecia

- e era livre
sendo chama
toda asas
vaga-lume
brilhante
como quem ama.

(RoqueSilveira)


Nós de poesia

A vida é feita de incompletudes...
Como os bares de mesas vazias
Nas calçadas
Ou as longas estradas
Repletas de nada dos dois lados

Ainda assim, escrevo
Mesmo sabendo que em mim
desatam-se nós de poesia
E atam-se outros em seguida.

O fato é que
Daquilo que me resta
Faço-me humanamente completa
meramente humana...

(Vanessa Marques)



Frase

"Amor" é o presente dado sem esperança de retorno,
e o que esperamos é apenas que não seja rejeitado

(Junior A.)



Frase

Como posso explicar
Esta dor
Invasora
Da minha alma
Senão dizer
Que és a mentira
Mais verdadeira
Da minha vida...?

(Raquel Naranjo)



Frase

O amor é como a justiça:
Injusto e cego.

(TrabisDeMentia)



guardanapos

do nosso beijo,
muralhas

do nosso amor,
migalhas

do nosso verbo,
mortalhas

dos nossos papos
poemas
em guardanapos

(Niké)



Sexto sentido

Tenta ouvir o silêncio...
Ver a luz na escuridão profunda...
Cheirar o aroma da mais pura água...
Sentir a textura do vento...
Saborear a doçura do sal...
Quando o conseguires...
Irás te descobrir...

(gera)



Só saudade

Dor que sente
Dor que não se mede
Que vai e vem

Com a vida vou rolando
Com a dor vou buscando
Talvez alívio...

Quando doer que seja
Sem deixar morrer
Só saudade...

(amasol)



A foz

Se cada coisinha que eu sei correspondesse a um rio... E se cada um deles desaguasse na mesma foz...Esta não teria senão o tamanho de uma bacia bem pequenina na qual eu refresco os meus cansados pés. Os rios seriam tão curtos quanto a minha felicidade, tão estreitos quanto a minha existência, tão secos quanto a minha solidão. Mas talvez, talvez bem no fundo da bacia, talvez para lá das lágrimas turvas, e para que eu me possa orgulhar, talvez sorriam dois peixinhos, que eu, apesar da distância possa contemplar! E quem sabe... Uma flor se incline e faça nascer, na foz uma flor que eu possa colher!

(TrabisDeMentia)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...