http://spumis.pt/
 
Poemas : 

A gaiola

 
Mantinha solitário pássaro
Algemado em hostil gaiola
Que sempre me perscrutava
Com a sua indignação silenciosa:

- O que esperas
Que eu amenize as tuas dores
Abrilhante as tuas alegrias
E o que denominas vitória?

Seguindo conselhos
Soltei-o.

Dias desses, no jardim ao lado,
Teve o seu melhor desempenho
E a melodia que o vento abrigava
Já não vertia a tristeza de outrora.

Ah, se a liberdade é um fato
cada qual com a sua glória!


"Eu venho das dunas brancas
Onde eu queria ficar
Deitando os olhos cansados
Por onde a vida alcançar

Ednardo"


 
Autor
terraldapoesia
 
Texto
Data
Leituras
1276
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Karla Bardanza
Publicado: 08/01/2011 19:37  Atualizado: 08/01/2011 19:37
Colaborador
Usuário desde: 24/06/2007
Localidade:
Mensagens: 3481
 Re: A gaiola
Isso mesmo:cada qual com a sua glória.

Abraços

Karla B

Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...