http://spumis.pt/
 
Poemas : 

Asa Branca.

 
Imagine só, asa branca,
O sofrimento do povo
Sob o mal que nos alcança
Com o título de novo!

Enquanto passeiam de "morcegos a jato",
Gastam nosso dinheiro com propinas,
E nós pagamos os pactos
Feitos sempre na surdina!

Imagine só, asa branca, a desgraça
Continua atacando o sertão
Enquanto políticos prometem nas praças,
Mas ninguém vai lá, não!

Querem aumentar a gasolina,
O preço do álcool e do pão,
Porém, a corrupção, que é rotina,
Com isso ninguém acaba, não!

O povo sabe, asa branca,
Que poucos são feitos você,
Puro, simples, de alma franca,
Sempre disposto a compreender!

Agora, a nossa agonia
É pensar no amanhã,
No qual morreremos de letargia,
Com saudades do Vietnã!


Mauro Boasorte

 
Autor
Montserrath
 
Texto
Data
Leituras
2382
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...