http://spumis.pt/
 
Poemas -> Amor : 

Corcel Negro

 

Corcel Negro
Foi apenas um louco momento
Em que o silencio se fez presente
Perdi-me no olhar, em um ponto no tempo
Meu corpo paralisado, minha alma ausente
Cavalgava por planícies procurando por você
Como um corcel negro livre e selvagem
Em desespero crescente, em um anoitecer
Que desfigurava a paisagem
Fazendo-me perder você
Resfolego indolente, coração valente
Alma selvagem, perdida, carente
Meus cascos perfuravam a areia quente
Meus músculos doloridos já não tão potentes
Perdido em amarguras me ajoelho lentamente
No clarão da lua tua alma se insinua
Olha-me, benevolente
Como a me dizer
Eu também procuro você !

alexandre

 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1208
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 10/02/2012 22:53  Atualizado: 10/02/2012 22:53
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 19878
 Re: Corcel Negro
ESTA BELÍSSIMO, QUE MARAVILHA, DEIXO MEU ABRAÇO

MARTISNS

Enviado por Tópico
varenka
Publicado: 11/02/2012 00:49  Atualizado: 11/02/2012 00:49
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2009
Localidade:
Mensagens: 4210
 Re: Corcel Negro
Alexandre,

Tua poesia esta linda!Amei!

Destaco; "No clarão da lua tua alma se insinua
Olha-me benevolente
Como a me dizer
Eu também procuro você!

Mil beijos de Varenka
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...