http://www.persoesia.pt/
 
Poemas : 

Reflexão (III)

 
Tags:  reflexão  
 
Perdoa se fui má
Mas os sonhos mais belos que sonhei
Aos poucos vou perdendo
Hoje um outro amanhã em fuga louca
A minha alma é toda chaga aberta
E esta boca
Que Deus traçou em jeito de beijar
Contrai-se às vezes num rictus de tristeza
E põe-se a murmurar canções de dor…

Bateste à porta e eu abri…
E nunca mais fui só…
Mas custa tanto Amor
Sentir a Vida toda a saber a pó
E ter de caminhar
A rir e a cantar
Como se a jornada fosse breve
E as estrelas nunca se apagassem
Na rota que seguimos…
- Ó meu Amor e a dor que sentimos?
Perdoa se fui má
Dá-me a tua mão anda daí
Não me deixes morrer na tempestade…
Não quero ser peregrina
De caminhos perdidos…
Perdoa se fui má…
E dá-me a tua mão
Vamos viver felizes e unidos?

Maria Helena Amaro
In, «Maria Mãe», 1973

http://mariahelenaamaro.blogspot.com/2012/03/reflexao-iii.html
 
Autor
amacsequeira
 
Texto
Data
Leituras
409
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 14/03/2012 11:45  Atualizado: 14/03/2012 11:45
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 18830
 Re: Reflexão (III)
UM ENCANTO DE POEMA, BELO

Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...