http://www.persoesia.pt/
 
Poemas -> Amor : 

Minha Heroína

 
Quando faz frio
Já não estas.
Quanto te doeu...
Cruel final.

Sinto um lamento
Ressoar.
Treme o fulgor
Boreal.

A noite eterna, o oceano azul
Pele de estrelas e de lótus.
Seus sorrisos no eco,
Sei que eles ainda estão lá.

Despejo sonhos
Para sua paz
Agora que sua caminhada
Se apagou.

Lágrimas quebradas
Com pesar,
Suspiros de horror,
Luz fugaz.

Agora que você caminha perdida
Segure minha mão e cante para a lua.
Onde quer que eu esteja eu sinto sua falta,
Onde quer que eu vá está a sua luz.

Lembro do deserto,
O canal e da amêndoa,
Em seus ombros com carinho,
Você é Minha Heroína .

A noite eterna, o oceano azul
Pele de estrelas e de lótus.
Suas risadas no eco,
Sei que elas ainda estão lá

Lembro do momento,
E seus lábios sorrindo,
Aprendi a não me render,
Algum dia te abraçarei.

 
Autor
Felipe.
Autor
 
Texto
Data
Leituras
572
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...