http://www.luso-poemas.net/modules/smartsection/item.php?itemid=3049
 
Poemas -> Amor : 

A Herança

 
Tags:  amor    alma    morte    estrada    carro    máscara  
 
Piso nesta estrada
certo de que nunca cheguei
porque estou sempre
a sair

Eu já fui capaz de sorrir
antes de tirar a máscara
assumindo a face enrugada
de quem sempre chorou

Já fui dono de bólido
hoje vou no carro de boi
conheci delícias
e como de graça o não sei o que foi

Antes de partir recebo da vida
a herança do que nunca fui
capaz de fazer, do muito que perdi
sonhando vivências sem nenhum porquê

Eu escrevo na terra
não é pelo direito de ser triste,
o que paira no céu
sabe quem vê além do que assiste

Era por amar sem esperar retorno
que eu deixei na sombra
cada cor da minha alma,
era por saber que o amor só pune
que eu pendurei no galho da árvore da noite
cada raio do brilho do olhar
que nunca tive mais,
já não sonho
nenhum sonho é descrente em ser melhor
e hoje de velho volto ao pó
sem medo de ser de novo
o que é a estrela depois de morrer




[size=medium]Erico Alvim[/size]

 
Autor
ERIKO ALVYM
 
Texto
Data
Leituras
574
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...