http://spumis.pt/
 
Poemas -> Infantis : 

A CIGARRA E A FORMIGA

 
A CIGARRA E A FORMIGA

A CIGARRA MUITO FACEIRA
VIVIA SÓMENTE A CANTAR
PENSANDO QUE A VIDA INTEIRA
FOSSE A ELA ABENCOAR

A FORMIGA INCANSÁVEL
PENSAVA SÓ NO PORVIR
PREPARAVA SEU ARSENAL DE ALIMENTO
PARA O INVERNO QUE HAVERIA DE VIR

UM DIA AS DUAS SE ENCONTRARAM
E COMEÇARAM A CONVERSAR
A CIGARRA PERGUNTOU A FORMIGA
O PORQUE DE TANTO LABUTAR

A FORMIGA RESPONDEU
NA VIDA HÁ TEMPO PRA TUDO
TU SÓ VIVES A CANTAR
SEM SE DAR CONTA DO MUNDO.

A CIGARRA ZOMBETEIRA
FALOU EM UMA CANÇÃO
TU TRABALHAS A VIDA INTEIRA
E NÃO SABES O QUE É DIVERSÃO.

TOLINHAS SÃO VOCES
QUE SÓ VIVEM A TRABALHAR
NÃO SABEM TUDO TEM A SUA HORA
TRABALHAM SEM DESCANÇAR

ENQUANTO VOCES TRABALHAM
EU CURTO A VIDA SORRINDO
NÃO ME IMPORTANDO COM NADA
E VOCE SEU TRABALHO VAI CARPINDO

CANTAR FAZ BEM A ALMA
CANTAR ALEGRA O CORAÇÃO
CANTAR E TUDO QUE SEI
CANTAR É PARA MIM UMA ORAÇÃO

O INVERNO CHEGOU COM FÚRIA
A FORMIGA TINHA PARA ONDE IR
A CIGARRA QUE CANTAVA MORREU DE FOME E FRIO
POIS NÃO TINHA PARA ONDE FUGIR.

 
Autor
ANGELICA ARANTES
 
Texto
Data
Leituras
13472
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...