Poemas : 

"DEIXO/U SAUDADES"

 
Tags:  saudade.  
 
"DEIXO/U SAUDADES"
 
"DEIXO/U SAUDADES"

Se eu morresse hoje
Ninguém sentiria a minha falta
Ninguém choraria por mim
Ninguém sofreria a minha perda
Seria uma sombra perdidas entre
As fragas e giestas

Os lobos passariam por mim,
Sem medo pois eu seria uma sombra
Perdida nos montes na serra
Se eu morresse hoje, morreria feliz
Apesar de ninguém sentir a minha falta.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
Open in new window




Nasci em Angola - Luanda em 1966.
Sou Portuguesa- Lisboa.
Casada e feliz-1985
Tenho 8 filhos que são o sol da minha vida.
Não me considero poetisa
descobri escrevendo por acaso

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
2268
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
8
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martims
Publicado: 13/08/2013 01:12  Atualizado: 13/08/2013 01:12
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6548
 Re: Se eu morresse hoje, ninguém sentiria a minha falta.
A morte é um algo ineperado, que ningué, dela irá escapar. Um tristeza imensa nesse poema mostrar. Lindoooooooooo


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/08/2013 01:29  Atualizado: 13/08/2013 01:31
 Re: Se eu morresse hoje, ninguém sentiria a minha falta.
Seu poema é bonito, mas injusto com os que te cercam.
Não podemos avaliar o que representamos para os que
são presentes em nossa vida ou passaram por ela
Sempre alguém sentirá a nossa falta, pois
de alguma forma, pelo bem que praticamos
seremos lembrados, e ninguém é tão ruim
que não deixe saudade.
sds.


Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 13/08/2013 02:01  Atualizado: 13/08/2013 02:01
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6610
 Re: Se eu morresse hoje, ninguém sentiria a minha falta.
Triste. Bonito e em parte
verdade, pois com o passar
do tempo creio que a gente
não faz falta mesmo.
Apreciei o tom lúgubre do texto.
Abraço.


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 13/08/2013 03:45  Atualizado: 13/08/2013 03:45
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 7813
 Re: Se eu morresse hoje, ninguém sentiria a minha falta.
Boa noite Isabel, eu tenho dito a todos os ventos, que me sinto despreparado para continuar, vivendo, porem pronto para morrer agora, parabéns pelo seu contundente poema, um grande abraço, MJ.

Links patrocinados

Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...