http://spumis.pt/
 
Poemas -> Reflexão : 

JOGOS

 
Tags:  jogos  
 
JOGOS

Sou capaz de dizer
Que eu largo tudo
Num momento qualquer
Cometer absurdos

Sou capaz de viver
Em um segundo
Todas as chances que andei
Jogando no mundo

Sou capaz de brindar
Meu orgulho jogar
Na lama ou na cama
Aos tubos com a fama

Mais vale um conhaque quente
Na goela da gente
Na sorte jogar, perder ou ganhar
Mais vale um daikiri em dose rente

Sou capaz de trocar
Os pés pelas mãos
Num momento brigar
E fazer confusão

Sou capaz de atirar
Bem no fundo do ego
Em sua força motriz
Seu sorriso de giz, matar feliz

Sou capaz de amar
Sua força de fera
E ao dormir eu gritar
O seu nome de guerra
Mas ao acordar
Sou incapaz de lutar
Ficar amarrado e adormecido
No seu corpo bonito

Mais vale lembrar
Seu perfume de amor
No meu nariz, no meu caminho

Me deixa feliz
Lembrar seu carinho
Enquanto dormes
Acabou nosso jogo
No meu vôo eu já vou.



Daniel Flosino Lopes (Danny)
Poeta, compositor e escritor

Canções em festivais de músicas como MPB-Shell, coletâneas literárias da Shogun Arte e Crisalis Editora pelo Rio de Janeiro, crônicas no jornal Gazeta de Ribeirão Preto entre outras obras.

 
Autor
Daniel Flosino Lopes
 
Texto
Data
Leituras
8039
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...