http://spumis.pt/
 
Textos -> Outros : 

Grito de guerra

 
Tags:  guerra    de    grito  
 
Por entre corpos mortos num holocausto cai e rebola mais uma cabeça.
Em torno de um castelo os Homens batalham contra os deuses. Guardam um tesouro.
Aparentemente, o mais bem guardado de todos.

Crava-se mais uma seta, rasga a pele e ao embater partem-se costelas, abre o caminho por entre os órgãos. Caem que nem tordos.




Porque foste fugir? Porque te mostras-te? Porque causaste esta guerra?




Ao fundo vejo colegas, camaradas que caem e sucumbem e se entregam à morte que nem loucos.
Porque sim meu amor, lançaste sobre a terra a febre de te querer ter. O Homem não pensa, deixou essa faculdade desde o momento em que te viu.



Cheiro o medo dos seres ao meu lado, ofegantes. Abre-se a escotilha e somos lançados no campo de batalha.
Medo, horror é o que vejo nos olhos dos Homens mortos, mulheres, crianças.
"AVANTE", grita o meu capitão e avançamos de encontro ao fim da vida material, com esperança de que seja agora o momento em que os deuses tombem.

"AMO-TE" é o nosso grito de guerra.




 
Autor
Diogommalves
 
Texto
Data
Leituras
9787
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...