http://spumis.pt/
 
Poemas -> Amor : 

Amor desentendido

 
 
Fica cá dentro tanta mágoa,
fica cá dentro um fundo
parece que perdi o mundo...

E este sentimento guardado
como água que bate na pedra
e bate e insiste e rompe
e como carrego este fardo.

E se desfaz a cada batimento
seja forte seja lento
a água que é pura e transparente
bate na mesma pedra de frente.

E sinto cá dentro, desfaço-me
em lágrimas e soluços bravios
sufoco o meu ar e choro rios....

Correntes as levam e enxaguo
passando as mãos tremulas
e tento mudar e não consigo,
e digo vezes sem conta...

De nada me vale sofrer
este amor desentendido
se já te tenho como perdido.






Iolanda Neiva
(muitas vezes falo só para mim,
e escrevo para que alguém me ouça)

 
Autor
iolanda neiva
 
Texto
Data
Leituras
2880
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...