Luso-Poemas
Registre-se agora!     Entrar

Links patrocinados



Menu de poemas

Quem está aqui

200 visitantes online (87 na seção: Poemas e Frases)

Escritores: 5
Leitores: 195

Jovina, Odairjsilva, montalvan, thiagodebarros, lobaurso, mais...

Licença

Licença Creative Commons

Proteção anti-cópia

Protegendo os seus poemas com Tynt

Poemas : 

SOU ÁGUA CRISTALINA

Tags:  vida    dia    água    de    fonte    internacional  
 
Clique para ver a imagem original em uma nova janela
















Sou água cristalina que da terra brota
Minhas nascentes são preciosidades
Neste planeta que ainda é raridade
Pois outra vida não foi encontrada
Formando uma correnteza a fluir
Saciando a sede da humanidade
Saciando a sede das plantações
Saciando a sede de todas as nações
Saciando a sede da natureza em geral
Sem mim não haverá vida não
Cuidem das nascentes como jóias raras
Dela todos são dependentes

Temos apenas um quarto de terra
Neste planeta azulado pela água
A maior parte não se pode beber
E hoje já se fala na extinção dela
Esta fonte de vida para todos
Sem falar dos que morrem
Em muitos países pela falta dela
Aqui mesmo no Brasil temos
Lugares onde a água é escassa
Se o meu grito assim como de muitos
Fossem ecoados pela terra toda
Teriam mais consciência e cuidado
Com a água que é inutilizada
Principalmente pelas indústrias

Sou água cristalina que brilho como diamante
Quanto caio da cachoeira sob o sol radiante

Ouvimos o som dos seus ecos de socorro
Tentamos tapar os ouvidos, mas não há como
Temos que gritar em conjunto fazendo eco no mundo

Sou água cristalina
Por favor, me socorra
Não me deixe secar nem evaporar
Não tapem minhas nascentes estou morrendo
Quero ficar aqui e saciar a sede de todos
Sou água cristalina que faço a diferença neste planeta




Clique para ver a imagem original em uma nova janela
Nascente do Rio Tietê São Paulo



Clique para ver a imagem original em uma nova janela
Obras registradas na Biblioteca Nacional
e protegida pela Lei 9610 de 19/02/1998
http://sabordapoesia.blogspot.com/

Autor
ângelaLugo
Autor
Textos deste autorMais textos
Rss do autorRss do autor
EstatísticasEstatísticas
 
Texto
Data
Leituras 67997
Favoritos 0
Licença Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
Enviar este texto a um amigoEnviar
Imprimir este textoImprimir
Salvar este texto como PDFCriar um pdf
Partilhar
0
0
0
Recentes
PARABÉNS PRA VOCÊ
SAUDADE
BRASIL... NA PRÉ COPA DO MUNDO
CORAÇÕES COLORIDOS
MENSAGEM DE PÁSCOA (para amigos e leitores)
Aleatórios
MOMENTO DE INTENSO PRAZER
VERSOS DE AMOR
Muitas Rosas Para Você
Chão de estrelas
Meus versos de Natal (para vós poetas)
Favoritos
Hoje despi-me... - Luz&Sombra
SOMBRA COLORIDA* (Inédito! com participação de AngelaLugo) - Ibernise
ECO VAGO - Paulo Gondim
ZELO MAIOR (Inédito!) - Ibernise
HOMENAGEM AOS POETAS. - Alberto da fonseca
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/03/2008 03:12  Atualizado: 23/03/2008 03:12
 Re: Sou água cristalina
Meus sinceros parabens estimada Amiga Poetisa Angela poe este seu belo poema ecologico, chanado a aten;'ao a todos nos a necessidade de cuidar mos mais pela natureza que Desus e e a fonte de nova vida, sem ela o planeta deixa de ser o local ideal para se poder viver.

As alterações climatericas ja se fazem sentir bem como a escasse de agua em muitas parte do planeta.

Temos todos nos de mão dadas ptroteger ainda aquilo belo que nos resta.

Adorei..

Uma Santa e Feliz Pascoa, com muita Saude, Paz, Amor e muito Fe no Salvador.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 23/03/2008 04:24  Atualizado: 23/03/2008 04:24
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14538
 Re: Sou água cristalina p/ KAM MEI TA
Querido poeta


A água é nossa fonte de vida
é muito falada na palavra de
Deus e infelizmente está a
acontecer de a água estar
escassa por várias razões
mas a pior delas é a despreocupação
achando que nunca acabará
Obrigado pelo carinho meu amigo

Uma Feliz e Santa Páscoa para você
e os seus...

beijo Pascal no coração

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/03/2008 11:38  Atualizado: 23/03/2008 11:38
 Re: Sou água cristalina
Os temas de âmbito natural são uma vertente literária sua de qualidade notável. Este poema é estruturado em duas partes, na primeira parte há uma descrição evocativa de como a agua personificada do eu-lírico traz em benefícios para a humanidade; a segunda parte do poema se fala da escassez da água, do sofrimento do eu-lírico a ver esse sistema entrar em decadencia, e um verdadeiro grito de ajuda e socorro. O poema é inteiramente belo, acredito que deverias explorar mais essas temáticas, sempre há de se exprimir tão bem nas temáticas sobre Natureza e paisagem. Meus parabéns, é um prazer comentar obras assim, minhas saudações, Godi.

Enviado por Tópico
Gilberto
Publicado: 23/03/2008 12:36  Atualizado: 23/03/2008 12:36
Colaborador
Usuário desde: 21/04/2007
Localidade: V.Nde GAIA-Porto
Mensagens: 1804
 Re: Sou água cristalina
Querida ângela,

És de facto, pura e cristalina, como a água.

Uma Páscoa feliz, querida amiga.

Beijo doce...

Gilberto

Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 23/03/2008 15:36  Atualizado: 23/03/2008 15:36
Luso de Ouro
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3849
 Re: Sou água cristalina
Querida Angela
Um texto que é muito mais do que um simples poema, é também um grito!
Um grito em defesa do nosso bem mais precioso, lançado no ar, na esperança que faça eco e se espalhe por esse planeta fora...
Há povos a sofrer as agonias da fome e da consequente morte,por não ter água, tanto para beber, como para o solo poder dar-lhes a vida que lhes faz tanta falta!

E nós que nem lhe damos o real valor que ela merece e tantas vezes até a estragamos...

Muito bem Angela, é preciso agitar as consciências!!

Beijo

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/03/2008 16:51  Atualizado: 23/03/2008 16:51
 Re: Sou água cristalina
Ângela,

Tu és água da mais pura fonte da reflexão e do chamamento à necessidade para o cuidado com ela e todos os recursos naturais.

Bjins meus, Betha.

Enviado por Tópico
Alberto da fonseca
Publicado: 23/03/2008 18:16  Atualizado: 23/03/2008 18:16
Colaborador
Usuário desde: 01/12/2007
Localidade: Natural de Sacavém,residente em Les Vans sul da Ardéche França
Mensagens: 7072
 Re: Sou água cristalina
A água é como o oxigénio sem um nem outro, não ha vida. E que faz o homem para proteger esses bens? nada! A florest é destruida todos os dias, as águas são poliodas como se ela fizessw parte do lixo.
Gostei imenso da tua chamada á realidade.
Beijinho AngelaLugo, feliz Páscoa.
A. da fonseca

Enviado por Tópico
Ibernise
Publicado: 23/03/2008 22:26  Atualizado: 23/03/2008 22:26
Colaborador
Usuário desde: 04/10/2007
Localidade: Indiara(GO)
Mensagens: 1458
 Re: Sou água cristalina
cara ângelaLugo.

Belo pema. Didático ao realçar a importancia da água e a necessidade de preservá-la. Parabéns amiga. Beijos.

Ibernise Feliz Páscoa.

Login

Usuário:

Senha:

Recordar senha



Esqueceu a senha?

Registre-se gratuitamente!

Leia também

Comentários Recentes

Luso Pensamentos

Frase

É incrível que, no intuito de justificar as nossas crenças, coloquemos Deus na terra e o Homem no céu

(Garrido)



A folha

A folha cai no verão.
( Era folha de papel)
Não consigo pegá-la
Porque o vento é forte
E me leva para longe.

Matheus



Insanidade perfeita

Sinto-me cansada
Já me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
Da minha própria loucura
Já não sinto o meu corpo
As vogais consomem-no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas,
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
A caneta começa a tremer
Soluça.
O meu olhar constrói
O que meu pensamento rejeita
Esta sou eu,
A doce mulher
A insana, poeta...

(ConceiçãoB)



Tempestades

Tudo em mim, são dias de tempestades...
Por isso entrego minha alma à poesia
E meus dias a escrever versos
E meto uns poemas em velhas garrafas
E as levo para as águas intermináveis dos mares
- revoltos e tristes -
E as lanço, na singela esperança
De que um dia alguém os leia
Ainda que meus pés não estejam mais sobre este chão
E meu corpo tenha sido já lançado no ventre desta terra impura
E minha alma tenha também partido
- para a imensidão do infinito com que sonho,
ou para o abismo solitário que me amendronta...

(Vanessa Marques)


vaga-lume

... beijar-te

- era ser
pássaro azul
dedilhando ugabe

era levitar
beber das nuvens
e desfolhar os céus

era um doce caminhar
sem tocar o chão
estirpes desaguando
em aljôfar...

era dédalo a calar-me
se acontecia
cascata de sonhar-me
na boca que feliz
se fenecia

- e era livre
sendo chama
toda asas
vaga-lume
brilhante
como quem ama.

(RoqueSilveira)


Nós de poesia

A vida é feita de incompletudes...
Como os bares de mesas vazias
Nas calçadas
Ou as longas estradas
Repletas de nada dos dois lados

Ainda assim, escrevo
Mesmo sabendo que em mim
desatam-se nós de poesia
E atam-se outros em seguida.

O fato é que
Daquilo que me resta
Faço-me humanamente completa
meramente humana...

(Vanessa Marques)



Frase

"Amor" é o presente dado sem esperança de retorno,
e o que esperamos é apenas que não seja rejeitado

(Junior A.)



Frase

Como posso explicar
Esta dor
Invasora
Da minha alma
Senão dizer
Que és a mentira
Mais verdadeira
Da minha vida...?

(Raquel Naranjo)



Frase

O amor é como a justiça:
Injusto e cego.

(TrabisDeMentia)



guardanapos

do nosso beijo,
muralhas

do nosso amor,
migalhas

do nosso verbo,
mortalhas

dos nossos papos
poemas
em guardanapos

(Niké)



Sexto sentido

Tenta ouvir o silêncio...
Ver a luz na escuridão profunda...
Cheirar o aroma da mais pura água...
Sentir a textura do vento...
Saborear a doçura do sal...
Quando o conseguires...
Irás te descobrir...

(gera)



Só saudade

Dor que sente
Dor que não se mede
Que vai e vem

Com a vida vou rolando
Com a dor vou buscando
Talvez alívio...

Quando doer que seja
Sem deixar morrer
Só saudade...

(amasol)



A foz

Se cada coisinha que eu sei correspondesse a um rio... E se cada um deles desaguasse na mesma foz...Esta não teria senão o tamanho de uma bacia bem pequenina na qual eu refresco os meus cansados pés. Os rios seriam tão curtos quanto a minha felicidade, tão estreitos quanto a minha existência, tão secos quanto a minha solidão. Mas talvez, talvez bem no fundo da bacia, talvez para lá das lágrimas turvas, e para que eu me possa orgulhar, talvez sorriam dois peixinhos, que eu, apesar da distância possa contemplar! E quem sabe... Uma flor se incline e faça nascer, na foz uma flor que eu possa colher!

(TrabisDeMentia)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...