http://www.luso-poemas.net/modules/smartsection/item.php?itemid=3049
 
Poemas -> Amor : 

PRIMEIRO AMOR

 


PRIMEIRO AMOR

Lembranças, que minha mente não esqueceu,
belas imagens, que na alma não morreu,
que ficou no meu pensamento gravado.
Hoje, relembrando de espinhos e flores
estradas de tristezas, e cobertas de flores
que estão ,nesse livro do meu passado.

Fatos que não sumiram, como um redemoinho,
lembranças, que nunca me deixaram sozinho
tantas, comigo guardadas, estão vivas aqui.
Apesar do tempo, de tão longa distancia
não enfraqueceu minha saudade ,da infancia
esta me parecendo, que foi ontem que vivi.

Mas esquece-las mesmo, nunca quisera
embora se passou dezenas de primaveras
na memória esta colorida como uma flor.
Nunca quiz, que essa saudade se apagasse
por que não teria quem me contasse
como foi lindo, esse meu primeiro amor.


GIL DE OLIVE

 
Autor
gil de olive
 
Texto
Data
Leituras
6240
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ledalge
Publicado: 10/05/2008 19:11  Atualizado: 10/05/2008 19:11
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2007
Localidade: BRASIL
Mensagens: 6880
 Re: PRIMEIRO AMOR
QUE LINDO POEMA, GIL! DUMA PUREZA SINGULAR. UM BEIJO,NÚRIA.

Enviado por Tópico
SMACC
Publicado: 10/05/2008 20:21  Atualizado: 10/05/2008 20:21
Super Participativo
Usuário desde: 23/04/2008
Localidade: Alhos Vedros
Mensagens: 133
 Re: PRIMEIRO AMOR
Belo poema o seu passa no meu tb.1 beijo

Smacc

Enviado por Tópico
MaryFio
Publicado: 29/09/2012 22:23  Atualizado: 29/09/2012 22:23
Da casa!
Usuário desde: 28/09/2012
Localidade:
Mensagens: 479
 Re: PRIMEIRO AMOR
Oi Gil,
Cliquei no titulo de seu poema, pois primeiro amor sempre balanca
nossas estruturas, e nos faz sentir como adolescentes, nao é assim?
Tenho uma poesia que fiz para meu primeiro amor, e qualquer dia vou
publica-la.
O que senti, Gil, é que guardei uma lembranca muito perfeita, e depois
de 20 anos que reencontrei essa pessoa casualmente, eu vi que eu fantasiei
muito na minha cabecinha de 21 anos naquela epoca.
Lindo seu poema...como uma folha guardada dentro de um livro.
Abracos.
~Mary~
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...