Luso-Poemas
Registre-se agora!     Entrar

Links patrocinados



Menu de poemas

Quem está aqui

256 visitantes online (108 na seção: Poemas e Frases)

Escritores: 5
Leitores: 251

JogonSantos, FelipeMendonca, brunomi, Mario, Gyl, mais...

Licença

Licença Creative Commons

Proteção anti-cópia

Protegendo os seus poemas com Tynt

Textos -> Escolares : 

A ARTE DE ENSINAR E A ARTE DE APRENDER !

Tags:  www.luso-poemas.net  
 
Desde os primórdios, tão logo o ser humano se desvencilhou dos primatas, compreendendo, por si só, de que era superior aos animais irracionais e, que a sua vida não era só para se alimentar, acasalar e, acomodar-se em seus alojamentos, Ele se reuniu, a princípio, em bandos e tribos a obedecer aos seus dirigentes, lhes acatando as ordens dadas e, melhor! Aprendendo com eles um “modus-vivendi” que lhe permitia, passo a passo, dirigir a outros menos capazes, se tornando, paulatinamente, um PROFESSOR! Todavia, ainda, naquela época intermediária aos nossos dias, sem uma cátedra para lhes disciplinar o modo de ensinar e, aprender... Apreendendo!

Pouco a pouco, porém, seguidamente, foram se desenvolvendo, com os mais capazes, portanto, inteligentes, se destacando dos demais e, se esmerando na observação do que via, discernindo os seus predicados visuais, para, então, ensinar aos demais, com isso e, por isso, de individuais, todos passaram a fazer parte de uma coletividade didática na arte de ensinar e, aprender!

Hoje... As tribos e bandos se transformaram em Vilas, Cidade, Metrópoles, Estados e Países!

Os antigos professores se transformaram em Mestres do saber e do... Ensinar! Entretanto, no meu modesto entender empírico, os Alunos, igualmente, se transformaram em Mestres do aprender, sempre... Apreendendo!
Com isso, a Arte se dividiu em: Educação explicativa e, em desenvolvimento da capacidade do aluno talentoso!

O Ensinar e o Aprender são irmãos siameses, por estarem ligados, a um mesmo tronco, homenageando aos Professores (as) e, conseqüentemente, aos... Alunos!

A seguir, Um texto poético, de minha modesta autoria, em homenagem aos Professores (as) e, conseqüentemente, aos... Alunos!

O PROFESSOR!
(Texto e Poesia)

Ser mestre é a sublime congregação de todas as profissões e a razão de ser e de estar de todos os ofícios e afazeres, dos mais simples, aos mais complicados. Ser professor é ser a essência do todo em tudo!

Qualquer coisa que exista no universo elaborado (ou imaginado) pelo ser vivente, alguém teve que se adiantar para o ministério da sua utilização correta, professando o seu uso da maneira mais adequada ao funcionamento.

Não existiria nenhuma civilização sem o professor, à sua origem seria pior que a “Torre de Babel” e tomaria as direções mais variadas em ângulos dos mais desencontrados e curvaturas das mais desconexas.

A genitora foi à primeira mestra sobre a face do planeta, à qual, mesmo sem nenhum “estudo”, ministrava ao filho os primeiros ensinamentos em prol de seu desenvolvimento, depois, numa seqüência não cronológica por excelência, veio Moisés, Abraão, os Profetas, Juízes, Reis, Jesus Cristo, Apóstolos, filósofos e outros.

Em determinada fase do desenvolvimento, houve a necessidade da formação dos professores em colégios, academias e afins, separando às suas cátedras, religiões, especializações etc. Porém... Sempre, de forma individual, continuaram sendo Professores e Mestres, verdadeiros instrutores do comportamento, saber, ciências, artes, religiões, e monitores da vivência de cada aluno que tivera a felicidade de lhe cair nas mãos.

Não falarei dos maus professores, se eles existem, são pela carência da própria sociedade que os formam, Eles, para mim, não são mestres e sim: maus alunos! Não só das faculdades, mas... Da vida!

Já houve um tempo em que o professor era valorizado, recebia homenagens, nomes de ruas, avenidas e até cidades. Os esposos das mestras, muitas das vezes, eram conhecidos como o “marido da professora!”.
Hoje, a classe dos mestres está relegada a planos secundários pelo próprio Estado, escolas, pais de alunos, e... Por covardia, todos nós! Inclusive colegas deles, que não se valorizam digladiando-se à procura do poder em prejuízo do saber que têm a obrigação de distribuir eqüitativamente a todos!

O cascalho pode cobrir o diamante, mas nunca poderá sobrepujar seu valor e brilho. As nuvens podem tapar o sol, todavia, jamais! Vencerão seu calor e os seus raios fulgurantes, por serem passageiras e, o sol, mesmo sendo “eterno, sempre terá por ajudante às estações do ano”.

A humanidade pode relegar a saúde, escolaridade e a segurança a planos inferiores, entretanto, com tal gesto! Nunca conseguirá obstruir a doença, ignorância e a violência: ferrenhos antônimos dos valores assim relegados! Dia virá em que o diamante aflorar-se-á majestoso e o sol brilhará para todos e, nesse dia:
O professor estará orientando e ditando às normas em prol do saber, unificando tudo a favor de todo o ser humano!

Quaisquer profissões
Têm valores elevados,
Somando-se frações
Difundindo os predicados

A célula da sociedade
É a família reunida,
Todos sabendo a verdade
Dos labirintos da vida.

No lar, é só obedecer,
Respeito, afeto e amar,
Na escola... O saber,
Para a vida enfrentar!

Em casa, a mãe com afeição,
Corrige, exemplifica e elogia!
Na Aula, uma mãe, por adoção,
Doutrina educa e... Premia!

Dos milhares de labores,
Um deles tem mais vitória:
É a classe dos Professores
Enchendo o país de glória!

Ser professor é sacrificar
Entregando-se de coração
Aos misteres do ensinar
Com saber e dedicação!

Coronel Fabriciano. MG.
(S.A. BARACHO)
conanbaracho@uol.com.br
Fone: (31) 3846 6567


Autor
S.A.Baracho
Autor
Textos deste autorMais textos
Rss do autorRss do autor
EstatísticasEstatísticas
 
Texto
Data
Leituras 7901
Favoritos 0
Licença Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
Enviar este texto a um amigoEnviar
Imprimir este textoImprimir
Salvar este texto como PDFCriar um pdf
Partilhar
0
0
0
Recentes
CIDADE... CIDADELA!
O Nepotismo... Diferenciado!
A Morte e o... Predador!
CAMINHOS POLÊMICOS!
A INCÚRIA COM AS... CRIANÇAS!
Aleatórios
O Banho!
A HONRA E O BAJULADOR!
A ARTE DE ENSINAR E A ARTE DE APRENDER !
O REVÉZ DAS INFORMAÇÕES!
LAMENTOS D`ÀLMA
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Login

Usuário:

Senha:

Recordar senha



Esqueceu a senha?

Registre-se gratuitamente!

Leia também

  • Poemas - paz - AlineRosa

Comentários Recentes

Luso Pensamentos

Frase

É incrível que, no intuito de justificar as nossas crenças, coloquemos Deus na terra e o Homem no céu

(Garrido)



A folha

A folha cai no verão.
( Era folha de papel)
Não consigo pegá-la
Porque o vento é forte
E me leva para longe.

Matheus



Insanidade perfeita

Sinto-me cansada
Já me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
Da minha própria loucura
Já não sinto o meu corpo
As vogais consomem-no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas,
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
A caneta começa a tremer
Soluça.
O meu olhar constrói
O que meu pensamento rejeita
Esta sou eu,
A doce mulher
A insana, poeta...

(ConceiçãoB)



Tempestades

Tudo em mim, são dias de tempestades...
Por isso entrego minha alma à poesia
E meus dias a escrever versos
E meto uns poemas em velhas garrafas
E as levo para as águas intermináveis dos mares
- revoltos e tristes -
E as lanço, na singela esperança
De que um dia alguém os leia
Ainda que meus pés não estejam mais sobre este chão
E meu corpo tenha sido já lançado no ventre desta terra impura
E minha alma tenha também partido
- para a imensidão do infinito com que sonho,
ou para o abismo solitário que me amendronta...

(Vanessa Marques)


vaga-lume

... beijar-te

- era ser
pássaro azul
dedilhando ugabe

era levitar
beber das nuvens
e desfolhar os céus

era um doce caminhar
sem tocar o chão
estirpes desaguando
em aljôfar...

era dédalo a calar-me
se acontecia
cascata de sonhar-me
na boca que feliz
se fenecia

- e era livre
sendo chama
toda asas
vaga-lume
brilhante
como quem ama.

(RoqueSilveira)


Nós de poesia

A vida é feita de incompletudes...
Como os bares de mesas vazias
Nas calçadas
Ou as longas estradas
Repletas de nada dos dois lados

Ainda assim, escrevo
Mesmo sabendo que em mim
desatam-se nós de poesia
E atam-se outros em seguida.

O fato é que
Daquilo que me resta
Faço-me humanamente completa
meramente humana...

(Vanessa Marques)



Frase

"Amor" é o presente dado sem esperança de retorno,
e o que esperamos é apenas que não seja rejeitado

(Junior A.)



Frase

Como posso explicar
Esta dor
Invasora
Da minha alma
Senão dizer
Que és a mentira
Mais verdadeira
Da minha vida...?

(Raquel Naranjo)



Frase

O amor é como a justiça:
Injusto e cego.

(TrabisDeMentia)



guardanapos

do nosso beijo,
muralhas

do nosso amor,
migalhas

do nosso verbo,
mortalhas

dos nossos papos
poemas
em guardanapos

(Niké)



Sexto sentido

Tenta ouvir o silêncio...
Ver a luz na escuridão profunda...
Cheirar o aroma da mais pura água...
Sentir a textura do vento...
Saborear a doçura do sal...
Quando o conseguires...
Irás te descobrir...

(gera)



Só saudade

Dor que sente
Dor que não se mede
Que vai e vem

Com a vida vou rolando
Com a dor vou buscando
Talvez alívio...

Quando doer que seja
Sem deixar morrer
Só saudade...

(amasol)



A foz

Se cada coisinha que eu sei correspondesse a um rio... E se cada um deles desaguasse na mesma foz...Esta não teria senão o tamanho de uma bacia bem pequenina na qual eu refresco os meus cansados pés. Os rios seriam tão curtos quanto a minha felicidade, tão estreitos quanto a minha existência, tão secos quanto a minha solidão. Mas talvez, talvez bem no fundo da bacia, talvez para lá das lágrimas turvas, e para que eu me possa orgulhar, talvez sorriam dois peixinhos, que eu, apesar da distância possa contemplar! E quem sabe... Uma flor se incline e faça nascer, na foz uma flor que eu possa colher!

(TrabisDeMentia)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...