http://www.luso-poemas.net/modules/smartsection/item.php?itemid=3048
 
Sonetos : 

ROMEU E JULIETA

 
Pelo amor que devia a Julieta,
Pra não chorar bebeu Romeu o veneno,
Pois perdeu do viver o gosto ameno
E o seu peito ficou no mundo asceta.

Não sabia que a sua borboleta
Inda aspirava do mundo o odor pleno
E que se via no sonho sereno
A voar com ele numa violeta.

Ao acordar viu Romeu a morrer,
Julieta ficou desanimada,
Assistindo ao final do seu consorte.

Na veia tinha dores a correr,
Não suportando ser abandonada,
Apunhalando-se ganhou a morte.


Marinho de Pina



________________________________________________
[size=small]Se te comentei, subentenda-se que gostei do texto, logo não preciso dizer que gostei.

Se não te comentei, possívelmente não te li, ou então não sei dizer nada sobre...

 
Autor
Marinheski
 
Texto
Data
Leituras
28383
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/04/2007 20:59  Atualizado: 03/04/2007 20:59
 Re: ROMEU E JULIETA
É sempre um lindo soneto... com bom ritmo ...gostei.
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...