http://www.luso-poemas.net/modules/smartsection/item.php?itemid=3048
 
Poemas -> Esperança : 

Para sempre... jovem!

 
Ah... se eu pudesse!...
Permaneceria sempre jovem
Com pele macia e esticada
Cabelos longos e brilhantes
Corpo esbelto e vigoroso

Mas o tempo não perdoa...

E as primeiras rugas já vieram...

Mas há mentes velhas...
... em corpos jovens...
E há jovens com queixumes de velhos...

Sei que a metade da vida já se foi
E menos de metade me resta...
E de jovem não abdicarei
Enquanto a minha vontade o permitir!

Ser jovem... quem não quer?!
Pergunta a um velho se o gosta de ser...

Jovem para sempre... no espírito!

Enquanto eu viver...
... esta criança jamais poderá envelhecer!

Cleo


*... vivo na renovação dos sentidos, junto da antiguidade das lembranças, em frente das emoções...»

Impulsos

coisa pouca

 
Autor
cleo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2891
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 09/05/2007 16:24  Atualizado: 09/05/2007 16:24
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Para sempre... jovem!
Cleo, espero que te mantenhas sempre jovem e maravilhosa! tens toda a razão quando dizes que há jovens velhos e velhos jovens! Eu espero também vir a ser uma velhota toda fresca e sempre com um pouco de criança na alma

♥*´¯`*Beijinhos*´¯`*♥

Enviado por Tópico
juvepp
Publicado: 09/05/2007 19:55  Atualizado: 09/05/2007 19:55
Colaborador
Usuário desde: 13/04/2007
Localidade: Machico - Madeira
Mensagens: 547
 Re: Para sempre... jovem!
O eu poético fala, fundamentalmente, da dor de "envelhecer", da acção do "tempo" que qual carrasco "não perdoa". Fala também, entre outras coisas, da pouca tolerância dos jovens para com os mais velhos, velhos". Deixa que te diga, que os jovens não se quexam apenas dos "velhos" mas também de todo quanto possa ser "adulto". Aí reside o conflito de gerações. Por mais próximos que deles estejamos queixar-se-ão sempre. Belo o teu poema. Parabèns. Fica bem. beijos e sê feliz
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...