http://www.luso-poemas.net/modules/smartsection/item.php?itemid=3049
 
Contos -> Humor : 

DECLARAÇÃO DI AMO DU MATUTO

 
Tags:  humor cordel  
 
Caboclinha ci oçê subesse
como é tristi o meu pená,
vê oçê passa todo dia
i nen pode mi incosta.


Caboclinha ci ocê subesse
como e lindo seu oiá,
nem oiava pras istrela
pras bichinha num invejá.

Caboclinha si oçê subesse
a vontade qui mi dá
de passa a mão nu seu cabelo
qui parece as onda du mar.


Caboclinha ci oçê subesse
como e lindo seu requebra,
num ia na bahia
pras baina num copiá.


Caboclinha meu desejo
é nu seu corpo marejar,
como mareja um barquinho
balançando pra lá, pra cá.

Caboclinha si oçê dexasse
eu ao menos buliná,
nesse seu rostinho
um beijino eu ia dá.

Coboclinha vem cumigo
vamo junto pro cartóro,
cê vai cê minha santinha
ieu vô cê seu oratório.


Vô fala um tiquin di mim,
porque nun têm muito
u qui eu falá,
sô apenas um goianinho
qui sô qué amigo incontrá,
pra falá di coisas boas
i argumas idéias trocá.

Sô goiano com orguio
não nego meu naturá,
si oçê mi chama di goiano
mas aleg...

 
Autor
goianomesmo
 
Texto
Data
Leituras
8805
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...