Luso-Poemas
Registre-se agora!     Entrar

Links patrocinados



Menu de poemas

Quem está aqui

222 visitantes online (60 na seção: Poemas e Frases)

Escritores: 2
Leitores: 220

Thessica, Quandoachuvacai , mais...

Licença

Licença Creative Commons

Proteção anti-cópia

Protegendo os seus poemas com Tynt

Poemas : 

Mãe solteira por destino ou acidente

 
Roubaram
o sentido
de tua vida,
por opressor
touro,
violência
inesperada
em teu
escondido
tesouro!...

Fertilizaram
teu campo
com sementes
sem luta...
ofuscaram
teu sorriso
da forma
mais abrupta!...

Transpiras
o sofrimento,
de ensaio
não conseguido,
e sem qualquer
lamento
trazes algo
que é parido!...

Renegas
o infortúnio
e segues
os teus trilhos...
te furtaram
o alimento,
que trazias
para teus filhos!...

Quase
te levam
à loucura,
por te negarem
emprego;
o sustento
não perdura...
e a ti
quem atura?...

Sacrifícios
que cumpres,
nestas águas
revoltas,
numa vida infeliz...
nunca te
deslumbres!...

Mulher
e mãe solteira,
porque o ditou
o destino,
desafias
dificuldades,
sem teres feito
uma asneira...
te ocultaram
as verdades!...

Afastada
essa dor,
no meio desta
enorme ilha...
soletras
com amor
o nome da
tua filha!...



António MR Martins
Livros:
Ser Poeta, Quase do Feminino, Foz Sentida, Águas de Ternura, Máscara da Luz e Margem do Ser (Temas Originais).
http://poesia-avulsa.blogspot.com/
Sócio APE nº 1227.
Membro Grupo Poético de Aveiro.

Autor
António MR Martins
Autor
Textos deste autorMais textos
Rss do autorRss do autor
EstatísticasEstatísticas
 
Texto
Data
Leituras 7537
Favoritos 2
Licença Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
Enviar este texto a um amigoEnviar
Imprimir este textoImprimir
Salvar este texto como PDFCriar um pdf
Partilhar
0
0
0
Recentes
Banco de jardim
Rude destino
Direitos algemados
A razão que ninguém tem
Sem qualquer pejo
Aleatórios
Janelas da minha vida
Com tanta espera
O nascimento
Quem é que deu o peido?
palestra
Favoritos
Tentativa de descrever o que se tenta descrever - Valdevinoxis
ALMA AUSENTE - quidam
Entre vento e tempestades - Vera Sousa
Pedaços da Minha Existência - glp
Saudade - Vera Sousa
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Carolina
Publicado: 16/03/2009 23:45  Atualizado: 16/03/2009 23:45
Colaborador
Usuário desde: 04/07/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3138
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente
Realmente ser mãe solteira é muito difícil, mas também há muitas casadas que vivem mal, porque só o são no papel.

Muito realista e triste este poema, mas como sempre bem escrito.

beijinhos

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 28/03/2009 10:13  Atualizado: 28/03/2009 10:13
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5025
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente p/Carolina
Carolina,

Meu agradecimento.

Beijinho

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 17/03/2009 00:21  Atualizado: 17/03/2009 00:21
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente
Algumas vezes escrevi que o escritor deve usar o poder da palavra como uma bandeira (denúncia, alerta...)!

De facto tenho encontrado no António uma pessoa a saber desempenhar bem essa responsabilidade que nos compete! Desempenha-a bem, de coração nas mãos e na minha visão como gestos de amor!

Muitos não pensam nisso, mas eu entendo que se escrevemos e tornamos público os nossos textos devemos fazê-lo com dignidade. Embora cada um no seu estilo, mas com dignidade! Para quê?

Para ser respeitado e isso que está sucedendo consigo! Quanto melhor conheço os seus textos mais o respeito!

Também fiz este comentário de coração nas mãos!

Um Abraço solidário para o tema que tratou!

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 28/03/2009 10:15  Atualizado: 28/03/2009 10:15
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5025
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente p/JoséManuelBrazão
Amigo Zé,

Só lhe transmito, neste momento, uma palavra:

OBRIGADO.

Abração

Enviado por Tópico
luisalpsimoes
Publicado: 17/03/2009 01:38  Atualizado: 17/03/2009 01:38
Colaborador
Usuário desde: 02/03/2009
Localidade: Ansião
Mensagens: 591
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente
Situação triste e delicada, mas infelizmente real.
Favorito.

Beijos

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 28/03/2009 10:17  Atualizado: 28/03/2009 10:17
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5025
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente p/luisalpsimoes
Luísa,

És excepcional...

Beijão

Enviado por Tópico
Antónia Ruivo
Publicado: 17/03/2009 10:15  Atualizado: 17/03/2009 10:15
Colaborador
Usuário desde: 08/12/2008
Localidade: Vila Viçosa
Mensagens: 3906
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente
A minha mãe foi mãe solteira,revi um pouco o que ela me conta neste seu poema, beijinhosClique para ver a imagem original em uma nova janela

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 28/03/2009 10:18  Atualizado: 28/03/2009 10:18
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5025
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente p/alentejana
Antónia,

Tenho grande admiração por si e pela sua força de ser mulher. Neste momento só me apetece curvar perante a sua pessoa...

Beijinho

Enviado por Tópico
LuisaMargaridaRap
Publicado: 17/03/2009 10:36  Atualizado: 17/03/2009 10:36
Colaborador
Usuário desde: 19/08/2008
Localidade: Portalegre - Alentejo
Mensagens: 1512
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente
Um poema que retrata um problema social, mãe solteira carrega um fardo pesado quando o pai não cumpre com as suas responsabilidades, mas mãe solteira é mãe tambem.
Gostei do seu poema António


Bjs

Luisa Raposo

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 28/03/2009 10:20  Atualizado: 28/03/2009 10:20
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5025
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente p/LuisaMargaridaRap
Luísa,

Muito obrigado.

Beijinho

P.S. - Ainda estou a aguardar seu mail...

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 17/03/2009 10:57  Atualizado: 17/03/2009 10:57
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente
Belíssimo António! E favorito!
Por mais difícil que seja a situação de uma mãe no nascimento de um filho, acredito que se soletra sempre com amor esse abençoado nome!

Beijinhos

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 28/03/2009 10:21  Atualizado: 28/03/2009 10:21
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5025
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente p/Vera Silva
Vera,

Meus sincero agradecimento pelas tuas palavras.
Julgo que sim...

Beijinho

Enviado por Tópico
COLETIVO
Publicado: 17/03/2009 12:07  Atualizado: 17/03/2009 12:07
Colaborador
Usuário desde: 06/03/2009
Localidade: Todo Lugar...
Mensagens: 725
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente
Belo Poema dizendo em seus versos verdades da vida
Maravilhoso.

Parabéns e abraços a ti amigo António

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 28/03/2009 10:23  Atualizado: 28/03/2009 10:23
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5025
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente p/COLETIVO
Coletivo,

Meu agradecimento.

Abraço

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 17/03/2009 13:40  Atualizado: 17/03/2009 13:40
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 11723
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente
Um poema social muito bom num alerta para as mães que sozinhas lutam.

Beijos

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 28/03/2009 10:24  Atualizado: 28/03/2009 10:24
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5025
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente p/AnaCoelho
Ana,

Muito obrigado.

Beijinho

Enviado por Tópico
mim
Publicado: 17/03/2009 14:03  Atualizado: 18/03/2009 21:53
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2008
Localidade:
Mensagens: 2829
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente
A um inocente, quando algum mal já está feito é preciso à sua volta muito amor e respeito.
António com estes poemas só mostra a bela sensibilidade que tem para a vida.

Beijocas doces

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 28/03/2009 10:25  Atualizado: 28/03/2009 10:25
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5025
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente p/mim
Prima,

Deveras amável com suas palavras.
Que hei-de escrever?...
Muito obrigado.

Beijinho

Enviado por Tópico
deusaii
Publicado: 17/03/2009 16:01  Atualizado: 17/03/2009 16:01
Super Participativo
Usuário desde: 08/10/2008
Localidade: Madeira
Mensagens: 174
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente
um poema perfeito... suas palavras emocionaram meu coração e minha alma. Está magico, como se as palavras dançassem enquanto são lidas e formam no fim, belas frases carregadas de sentimento e assim se faz poesia.

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 28/03/2009 10:27  Atualizado: 28/03/2009 10:27
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5025
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente p/deusaii
DeusaII,

Sua amabilidade está contida no seu comentário e a sensibilidade também. Por isso meu sincero agradecimento.

Bem haja.
Beijinho

Enviado por Tópico
Karla Bardanza
Publicado: 17/03/2009 16:32  Atualizado: 17/03/2009 16:32
Colaborador
Usuário desde: 24/06/2007
Localidade:
Mensagens: 3452
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente
Amigo,

Um filho é sempre um prêmio de Deus.Quantas mulheres casadas não os têm...casada ou solteira, a mulher sempre será a eterna co-criadora da vida.

afeto

Karla Bardanza

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 28/03/2009 10:28  Atualizado: 28/03/2009 10:28
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5025
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente p/Karla Bardanza
Karla,

Meu carinho para você.

Beijinho

Enviado por Tópico
Fhatima
Publicado: 17/03/2009 23:13  Atualizado: 17/03/2009 23:13
Colaborador
Usuário desde: 12/02/2008
Localidade: Curitiba - Paraná
Mensagens: 3185
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente
Olá AntónioM.R.Martins,

Tens imensa sensibilidade ao escrever a dor das mulheres que sofrem a rejeição pela sociedade.
Parabéns poeta, seus poemas sempre falam da vida.

Beijinho

Fhatima

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 28/03/2009 10:30  Atualizado: 28/03/2009 10:30
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5025
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente p/Fhatima
Fhatima,

Sempre amável...
Com carinho, meu agradecimento.
Beijinho

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 22/03/2009 16:49  Atualizado: 22/03/2009 16:49
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 10895
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente
António,
Uma homenagem merecida às mães solteiras de uma beleza tão real que me emocionou.
Beijinhos na alma
Nanda
Clique para ver a imagem original em uma nova janela

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 28/03/2009 10:32  Atualizado: 28/03/2009 10:32
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5025
 Re: Mãe solteira por destino ou acidente p/Nanda
Nanda,

O que nos emocionou foi a imagem com que nos deixou suas gentis palavras.

Meu agradecimento.

Beijinho

Login

Usuário:

Senha:

Recordar senha



Esqueceu a senha?

Registre-se gratuitamente!

Leia também

Comentários Recentes

Luso Pensamentos

Frase

É incrível que, no intuito de justificar as nossas crenças, coloquemos Deus na terra e o Homem no céu

(Garrido)



A folha

A folha cai no verão.
( Era folha de papel)
Não consigo pegá-la
Porque o vento é forte
E me leva para longe.

Matheus



Insanidade perfeita

Sinto-me cansada
Já me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
Da minha própria loucura
Já não sinto o meu corpo
As vogais consomem-no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas,
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
A caneta começa a tremer
Soluça.
O meu olhar constrói
O que meu pensamento rejeita
Esta sou eu,
A doce mulher
A insana, poeta...

(ConceiçãoB)



Tempestades

Tudo em mim, são dias de tempestades...
Por isso entrego minha alma à poesia
E meus dias a escrever versos
E meto uns poemas em velhas garrafas
E as levo para as águas intermináveis dos mares
- revoltos e tristes -
E as lanço, na singela esperança
De que um dia alguém os leia
Ainda que meus pés não estejam mais sobre este chão
E meu corpo tenha sido já lançado no ventre desta terra impura
E minha alma tenha também partido
- para a imensidão do infinito com que sonho,
ou para o abismo solitário que me amendronta...

(Vanessa Marques)


vaga-lume

... beijar-te

- era ser
pássaro azul
dedilhando ugabe

era levitar
beber das nuvens
e desfolhar os céus

era um doce caminhar
sem tocar o chão
estirpes desaguando
em aljôfar...

era dédalo a calar-me
se acontecia
cascata de sonhar-me
na boca que feliz
se fenecia

- e era livre
sendo chama
toda asas
vaga-lume
brilhante
como quem ama.

(RoqueSilveira)


Nós de poesia

A vida é feita de incompletudes...
Como os bares de mesas vazias
Nas calçadas
Ou as longas estradas
Repletas de nada dos dois lados

Ainda assim, escrevo
Mesmo sabendo que em mim
desatam-se nós de poesia
E atam-se outros em seguida.

O fato é que
Daquilo que me resta
Faço-me humanamente completa
meramente humana...

(Vanessa Marques)



Frase

"Amor" é o presente dado sem esperança de retorno,
e o que esperamos é apenas que não seja rejeitado

(Junior A.)



Frase

Como posso explicar
Esta dor
Invasora
Da minha alma
Senão dizer
Que és a mentira
Mais verdadeira
Da minha vida...?

(Raquel Naranjo)



Frase

O amor é como a justiça:
Injusto e cego.

(TrabisDeMentia)



guardanapos

do nosso beijo,
muralhas

do nosso amor,
migalhas

do nosso verbo,
mortalhas

dos nossos papos
poemas
em guardanapos

(Niké)



Sexto sentido

Tenta ouvir o silêncio...
Ver a luz na escuridão profunda...
Cheirar o aroma da mais pura água...
Sentir a textura do vento...
Saborear a doçura do sal...
Quando o conseguires...
Irás te descobrir...

(gera)



Só saudade

Dor que sente
Dor que não se mede
Que vai e vem

Com a vida vou rolando
Com a dor vou buscando
Talvez alívio...

Quando doer que seja
Sem deixar morrer
Só saudade...

(amasol)



A foz

Se cada coisinha que eu sei correspondesse a um rio... E se cada um deles desaguasse na mesma foz...Esta não teria senão o tamanho de uma bacia bem pequenina na qual eu refresco os meus cansados pés. Os rios seriam tão curtos quanto a minha felicidade, tão estreitos quanto a minha existência, tão secos quanto a minha solidão. Mas talvez, talvez bem no fundo da bacia, talvez para lá das lágrimas turvas, e para que eu me possa orgulhar, talvez sorriam dois peixinhos, que eu, apesar da distância possa contemplar! E quem sabe... Uma flor se incline e faça nascer, na foz uma flor que eu possa colher!

(TrabisDeMentia)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...