Luso-Poemas
Registre-se agora!     Entrar

Links patrocinados



Menu de poemas

Quem está aqui

185 visitantes online (107 na seção: Poemas e Frases)

Escritores: 1
Leitores: 184

amandu, mais...

Licença

Licença Creative Commons

« 1 (2) 3 4 5 ... 119 »
Offline AjAraujo Poemas -> Amor Sugestão (Thiago de Mello)
Antes que venham ventos e te levem do peito o amor — este tão belo amor, que deu grandeza e gra...
Enviado por AjAraujo
em 01/03/2015 23:20:13
Offline AjAraujo Poemas -> Introspecção Poema perto do fim (Thiago de Mello)
A morte é indolor. O que dói nela é o nada que a vida faz do amor. Sopro a flauta encantada e n...
Enviado por AjAraujo
em 01/03/2015 19:11:12
Offline AjAraujo Poemas -> Reflexão Aonde leva esta dança [poesia Sufi (Jalaluddin RUMI)
Vem, Te direi em segredo Aonde leva esta dança. Vê como as partículas do ar E os grãos de arei...
Enviado por AjAraujo
em 28/02/2015 14:28:54
Offline AjAraujo Prosas Poéticas O mundo está fundado na imaginação [poesia Sufi] (Jalaluddin RUMI)
Se pensar em um bem-amado deste mundo traz tanta força e benefícios, o que há de surpreendente ...
Enviado por AjAraujo
em 28/02/2015 14:11:14
Offline AjAraujo Poemas -> Amor O amor suporta infortúnios nas mãos do amado [poesia Sufi] (Jalaluddin RUMI)
Através do Amor, o que é amargo parece doce, Através do Amor, pedaços de cobre transformam-se e...
Enviado por AjAraujo
em 28/02/2015 13:53:14
Offline AjAraujo Poemas -> Reflexão Só o amor pode... (contra todo tipo de intolerância)
só o amor pode romper barreiras da intolerância só o amor pode abrir caminhos para a convivênc...
Enviado por AjAraujo
em 27/02/2015 10:19:51
Offline AjAraujo Poemas -> Introspecção A alma de Deus está nos pescadores - de Nove Salmos [poetas austrícaso] (Thomas Bernhard)
IX Já não tenho medo. Não tenho medo do que há de vir. Extingui a minha fome, bebi o meu ...
Enviado por AjAraujo
em 26/02/2015 10:12:02
Offline AjAraujo Poemas -> Introspecção Num tapete de água [poetas austríacos] (Thomas Bernhard)
Num tapete de água vou bordando os meus dias, os meus deuses e as minhas doenças. Num tapet...
Enviado por AjAraujo
em 26/02/2015 10:03:40
Offline AjAraujo Poemas Versos 1-18 [gregos clássicos] (Xenófanes de Cólofon)
Agora está o solo puro, e as mãos de todos nós e os cálices. Um põe-nos as coroas entre-tecida...
Enviado por AjAraujo
em 26/02/2015 09:48:29
Offline AjAraujo Poemas -> Introspecção Há dias me vem uma vontade ubérrima, política [poetas peruanos] (Cesar VALLEJO)
Me vem, há dias, uma vontade ubérrima, política, de querer, de beijar o carinho em seus...
Enviado por AjAraujo
em 24/02/2015 10:22:36
Offline AjAraujo Poemas -> Introspecção De puro calor tenho frio [poetas peruanos] (Cesar VALLEJO)
De puro calor tenho frio irmã Inveja! Leões lambem minha sombra e o rato me morde o nome, mãe a...
Enviado por AjAraujo
em 24/02/2015 10:17:01
Offline AjAraujo Poemas -> Introspecção Intensidade e Altura [poetas peruanos] (Cesar VALLEJO)
Quero escrever, porém me sai espuma, quero dizer muitíssimo e me atolo. Não há fala cifrada que...
Enviado por AjAraujo
em 24/02/2015 10:05:53
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção Ode ao esquecimento (Alex VARELLA)
O esquecimento não pertence ao tempo. Como a eternidade pertence, por exemplo (o tempo eterno c...
Enviado por AjAraujo
em 23/02/2015 01:25:20
Offline AjAraujo Poemas -> Dedicatória Mais um poema de avô (Alberto Costa e Silva)
Para o Filipe Se te disserem, "vê, a vida é breve", ao falarem de mi...
Enviado por AjAraujo
em 23/02/2015 01:19:13
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção O convite a viagem (Charles BAUDELAIRE)
Minha doce irmã, Pensa na manhã Em que iremos, numa viagem, Amar a valer, Amar e morrer No país...
Enviado por AjAraujo
em 23/02/2015 00:58:57
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção Uma imagem divina (William BLAKE)
A Crueldade tem Humano Coração, E tem a Intolerância Humano Rosto; O Terror a Divina Humana For...
Enviado por AjAraujo
em 21/02/2015 22:35:24
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção O jardim do amor (William BLAKE)
O Jardim do Amor fui visitar, E vi então o que jamais notara: Lá bem no meio estava uma Capela...
Enviado por AjAraujo
em 21/02/2015 22:26:05
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção Tigre! Tigre! (William BLAKE)
Tigre, tigre. Brilho, brasa que a furna noturna abrasa, que olho ou mão armaria tua feroz simet...
Enviado por AjAraujo
em 21/02/2015 21:58:19
Offline AjAraujo Poemas -> Dedicatória Alien feliz - orquídea
e que tal estas jovens senhoras orquídeas nobre família calceolaria com os pratinhos nas mão...
Enviado por AjAraujo
em 17/02/2015 00:20:58
Offline AjAraujo Poemas Partir...
partir, mas nem sempre chegar, chegar, mas nem sempre voltar
Enviado por AjAraujo
em 17/02/2015 00:07:23
« 1 (2) 3 4 5 ... 119 »

Login

Usuário:

Senha:

Recordar senha



Esqueceu a senha?

Registre-se gratuitamente!

Comentários Recentes

Luso Pensamentos

Frase

É incrível que, no intuito de justificar as nossas crenças, coloquemos Deus na terra e o Homem no céu

(Garrido)



A folha

A folha cai no verão.
( Era folha de papel)
Não consigo pegá-la
Porque o vento é forte
E me leva para longe.

Matheus



Insanidade perfeita

Sinto-me cansada
Já me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
Da minha própria loucura
Já não sinto o meu corpo
As vogais consomem-no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas,
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
A caneta começa a tremer
Soluça.
O meu olhar constrói
O que meu pensamento rejeita
Esta sou eu,
A doce mulher
A insana, poeta...

(ConceiçãoB)



Tempestades

Tudo em mim, são dias de tempestades...
Por isso entrego minha alma à poesia
E meus dias a escrever versos
E meto uns poemas em velhas garrafas
E as levo para as águas intermináveis dos mares
- revoltos e tristes -
E as lanço, na singela esperança
De que um dia alguém os leia
Ainda que meus pés não estejam mais sobre este chão
E meu corpo tenha sido já lançado no ventre desta terra impura
E minha alma tenha também partido
- para a imensidão do infinito com que sonho,
ou para o abismo solitário que me amendronta...

(Vanessa Marques)


vaga-lume

... beijar-te

- era ser
pássaro azul
dedilhando ugabe

era levitar
beber das nuvens
e desfolhar os céus

era um doce caminhar
sem tocar o chão
estirpes desaguando
em aljôfar...

era dédalo a calar-me
se acontecia
cascata de sonhar-me
na boca que feliz
se fenecia

- e era livre
sendo chama
toda asas
vaga-lume
brilhante
como quem ama.

(RoqueSilveira)


Nós de poesia

A vida é feita de incompletudes...
Como os bares de mesas vazias
Nas calçadas
Ou as longas estradas
Repletas de nada dos dois lados

Ainda assim, escrevo
Mesmo sabendo que em mim
desatam-se nós de poesia
E atam-se outros em seguida.

O fato é que
Daquilo que me resta
Faço-me humanamente completa
meramente humana...

(Vanessa Marques)



Frase

"Amor" é o presente dado sem esperança de retorno,
e o que esperamos é apenas que não seja rejeitado

(Junior A.)



Frase

Como posso explicar
Esta dor
Invasora
Da minha alma
Senão dizer
Que és a mentira
Mais verdadeira
Da minha vida...?

(Raquel Naranjo)



Frase

O amor é como a justiça:
Injusto e cego.

(TrabisDeMentia)



guardanapos

do nosso beijo,
muralhas

do nosso amor,
migalhas

do nosso verbo,
mortalhas

dos nossos papos
poemas
em guardanapos

(Niké)



Sexto sentido

Tenta ouvir o silêncio...
Ver a luz na escuridão profunda...
Cheirar o aroma da mais pura água...
Sentir a textura do vento...
Saborear a doçura do sal...
Quando o conseguires...
Irás te descobrir...

(gera)



Só saudade

Dor que sente
Dor que não se mede
Que vai e vem

Com a vida vou rolando
Com a dor vou buscando
Talvez alívio...

Quando doer que seja
Sem deixar morrer
Só saudade...

(amasol)



A foz

Se cada coisinha que eu sei correspondesse a um rio... E se cada um deles desaguasse na mesma foz...Esta não teria senão o tamanho de uma bacia bem pequenina na qual eu refresco os meus cansados pés. Os rios seriam tão curtos quanto a minha felicidade, tão estreitos quanto a minha existência, tão secos quanto a minha solidão. Mas talvez, talvez bem no fundo da bacia, talvez para lá das lágrimas turvas, e para que eu me possa orgulhar, talvez sorriam dois peixinhos, que eu, apesar da distância possa contemplar! E quem sabe... Uma flor se incline e faça nascer, na foz uma flor que eu possa colher!

(TrabisDeMentia)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...