Luso-Poemas
Registre-se agora!     Entrar

Links patrocinados



Menu de poemas

Quem está aqui

118 visitantes online (32 na seção: Poemas e Frases)

Escritores: 2
Leitores: 116

Upanhaca, ERÓTICO, mais...

Licença

Licença Creative Commons

« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 119 »
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção Tratado geral das grandezas do ínfimo (Manoel de Barros)
A poesia está guardada nas palavras — é tudo que eu sei. Meu fado é o de não saber quase tudo...
Enviado por AjAraujo
em 15/01/2015 23:21:14
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção Difícil fotografar o silêncio (Manoel de Barros)
Difícil fotografar o silêncio. Entretanto tentei. Eu conto: Madrugada, a minha aldeia estava mo...
Enviado por AjAraujo
em 15/01/2015 23:13:45
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção O apanhador de desperdícios (Manoel de Barros)
Uso a palavra para compor meus silêncios. Não gosto das palavras fatigadas de informar. Dou mai...
Enviado por AjAraujo
em 15/01/2015 22:58:32
Offline AjAraujo Poemas -> Sociais Senda (Akira Yamasaki)
ainda que eu só tenha olhos cegos pela venda e só possa seguir você não sigo por sua senda ain...
Enviado por AjAraujo
em 13/01/2015 21:04:14
Offline AjAraujo Poemas -> Amor Em seus olhos, eu me vejo (Angelina Nădejde) - poetisa romena
Em seus olhos, eu me vejo São tristes, sinto uma sombra Caso lave os olhos, o meu amor vem Sin...
Enviado por AjAraujo
em 13/01/2015 00:19:42
Offline AjAraujo Poemas -> Introspecção Minha alma (Angelina Nădejde) - poetisa romena
A minha alma, em um campo de papoulas em flor, se colocou atrás do ruído do trote dos cavalos ...
Enviado por AjAraujo
em 12/01/2015 23:06:36
Offline AjAraujo Poemas -> Introspecção Peixe - poesia iraniana (Ahmad Shamlu)
Penso que o meu coração Nunca esteve tão quente e vermelho. Sinto nos piores momentos desta no...
Enviado por AjAraujo
em 29/12/2014 01:30:07
Offline AjAraujo Poemas -> Fantasia As fadas - poesia iraniana (Ahmad Shamlu)
Em um tempo muito longe Sob um céu de uma região distante inteiramente limpo, assim como o dia ...
Enviado por AjAraujo
em 29/12/2014 00:45:36
Offline AjAraujo Poemas -> Introspecção Nunca vi - poesia iraniana (Sohrab Sepehri)
Nunca vi dois pinheiros rivais. Nunca vi um salgueiro Vender a sua sombra para a terra. Um car...
Enviado por AjAraujo
em 29/12/2014 00:33:02
Offline AjAraujo Poemas -> Intervenção Eu quero é seguir viagem
Não quero apenas pular de ano, Arrancar a folhinha do calendário, E dizer chegou janeiro, não é...
Enviado por AjAraujo
em 24/12/2014 21:19:32
Offline AjAraujo Poemas -> Reflexão O barco a sua espera
Um barco está sempre à espera, não importa quão largo seja o rio ou tão plácido seja o lago O ...
Enviado por AjAraujo
em 24/12/2014 20:54:33
Offline AjAraujo Poemas -> Sociais A fala irritada - IV (Moacyr Félix)
Mais devagar, meus senhores, isto é um processo histórico. Modéstia, meus caros, modéstia e um...
Enviado por AjAraujo
em 23/12/2014 20:21:41
Offline AjAraujo Poemas -> Reflexão O que importa quando os deuses morrem (Moacyr Félix)
Navega em mim um pôr-do-sol tristonho. No azul do mar, no entanto, que o não deixe escurecer ...
Enviado por AjAraujo
em 23/12/2014 19:53:50
Offline AjAraujo Poemas -> Introspecção Para trás não olharei - Introdução a Escombros - III (Moacyr Félix)
Para trás não olharei: falo assim como poeta que tenta trilhar definidores caminhos e verdades ...
Enviado por AjAraujo
em 23/12/2014 19:32:38
Offline AjAraujo Crónicas Natal (Cecília Meireles)
Como estamos mudados! Em meio século, perdemos aquela ingenuidade dos votos dirigidos de janela...
Enviado por AjAraujo
em 22/12/2014 18:22:16
Offline AjAraujo Crónicas Compras de Natal (Cecília Meireles)
A cidade deseja ser diferente, escapar às suas fatalidades. Enche-se de brilhos e cores; sinos ...
Enviado por AjAraujo
em 22/12/2014 18:08:03
Offline AjAraujo Poemas -> Natal Chove. É dia de Natal (Fernando Pessoa)
Chove. É dia de Natal. Lá para o Norte é melhor: Há a neve que faz mal, E o frio que ainda é...
Enviado por AjAraujo
em 22/12/2014 17:44:08
Offline AjAraujo Contos -> Natal O suave milagre - Conto de Natal (Eça de Queiroz)
Nesse tempo Jesus ainda se não afastara da Galileia e das doces, luminosas margens do Lago de T...
Enviado por AjAraujo
em 18/12/2014 00:26:20
Offline AjAraujo Poemas -> Reflexão Se (Professor Hermógenes)
Se, ao final desta existência, Alguma ansiedade me restar E conseguir me perturbar; Se eu me d...
Enviado por AjAraujo
em 17/12/2014 16:40:14
Offline AjAraujo Haikais Amor de mãe gorila
Amor de mãe gorila, é de grande pureza, gentil natureza...
Enviado por AjAraujo
em 06/12/2014 18:57:52
« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 119 »

Login

Usuário:

Senha:

Recordar senha



Esqueceu a senha?

Registre-se gratuitamente!

Comentários Recentes

Luso Pensamentos

Frase

É incrível que, no intuito de justificar as nossas crenças, coloquemos Deus na terra e o Homem no céu

(Garrido)



A folha

A folha cai no verão.
( Era folha de papel)
Não consigo pegá-la
Porque o vento é forte
E me leva para longe.

Matheus



Insanidade perfeita

Sinto-me cansada
Já me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
Da minha própria loucura
Já não sinto o meu corpo
As vogais consomem-no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas,
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
A caneta começa a tremer
Soluça.
O meu olhar constrói
O que meu pensamento rejeita
Esta sou eu,
A doce mulher
A insana, poeta...

(ConceiçãoB)



Tempestades

Tudo em mim, são dias de tempestades...
Por isso entrego minha alma à poesia
E meus dias a escrever versos
E meto uns poemas em velhas garrafas
E as levo para as águas intermináveis dos mares
- revoltos e tristes -
E as lanço, na singela esperança
De que um dia alguém os leia
Ainda que meus pés não estejam mais sobre este chão
E meu corpo tenha sido já lançado no ventre desta terra impura
E minha alma tenha também partido
- para a imensidão do infinito com que sonho,
ou para o abismo solitário que me amendronta...

(Vanessa Marques)


vaga-lume

... beijar-te

- era ser
pássaro azul
dedilhando ugabe

era levitar
beber das nuvens
e desfolhar os céus

era um doce caminhar
sem tocar o chão
estirpes desaguando
em aljôfar...

era dédalo a calar-me
se acontecia
cascata de sonhar-me
na boca que feliz
se fenecia

- e era livre
sendo chama
toda asas
vaga-lume
brilhante
como quem ama.

(RoqueSilveira)


Nós de poesia

A vida é feita de incompletudes...
Como os bares de mesas vazias
Nas calçadas
Ou as longas estradas
Repletas de nada dos dois lados

Ainda assim, escrevo
Mesmo sabendo que em mim
desatam-se nós de poesia
E atam-se outros em seguida.

O fato é que
Daquilo que me resta
Faço-me humanamente completa
meramente humana...

(Vanessa Marques)



Frase

"Amor" é o presente dado sem esperança de retorno,
e o que esperamos é apenas que não seja rejeitado

(Junior A.)



Frase

Como posso explicar
Esta dor
Invasora
Da minha alma
Senão dizer
Que és a mentira
Mais verdadeira
Da minha vida...?

(Raquel Naranjo)



Frase

O amor é como a justiça:
Injusto e cego.

(TrabisDeMentia)



guardanapos

do nosso beijo,
muralhas

do nosso amor,
migalhas

do nosso verbo,
mortalhas

dos nossos papos
poemas
em guardanapos

(Niké)



Sexto sentido

Tenta ouvir o silêncio...
Ver a luz na escuridão profunda...
Cheirar o aroma da mais pura água...
Sentir a textura do vento...
Saborear a doçura do sal...
Quando o conseguires...
Irás te descobrir...

(gera)



Só saudade

Dor que sente
Dor que não se mede
Que vai e vem

Com a vida vou rolando
Com a dor vou buscando
Talvez alívio...

Quando doer que seja
Sem deixar morrer
Só saudade...

(amasol)



A foz

Se cada coisinha que eu sei correspondesse a um rio... E se cada um deles desaguasse na mesma foz...Esta não teria senão o tamanho de uma bacia bem pequenina na qual eu refresco os meus cansados pés. Os rios seriam tão curtos quanto a minha felicidade, tão estreitos quanto a minha existência, tão secos quanto a minha solidão. Mas talvez, talvez bem no fundo da bacia, talvez para lá das lágrimas turvas, e para que eu me possa orgulhar, talvez sorriam dois peixinhos, que eu, apesar da distância possa contemplar! E quem sabe... Uma flor se incline e faça nascer, na foz uma flor que eu possa colher!

(TrabisDeMentia)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...