Luso-Poemas
Registre-se agora!     Entrar

Links patrocinados



Menu de poemas

Quem está aqui

121 visitantes online (34 na seção: Poemas e Frases)

Escritores: 0
Leitores: 121

mais...

Licença

Licença Creative Commons

Proteção anti-cópia

Protegendo os seus poemas com Tynt

« 1 2 (3) 4 5 6 ... 9581 »
Textos deste autor
Offline
sendoluzmaior Sonetos Uma tormenta de fortíssimas emoções invade minha alma
Ao observar atentamente o crepitar das chamas a bailar Brasas vivas trazem-me lembranças de uma v...
Enviado por sendoluzmaior
em 28/11/2014 15:09:44
Textos deste autor
Offline
LuizMorais Poemas Aldravias - LM - 0.139
---------------------------------------- Aldrávias - LM - 0.139 --------------------------------...
Enviado por LuizMorais
em 28/11/2014 14:49:21
Textos deste autor
Offline
MarySSantos Poemas mar em canto
fecharão os olhos nesse instante onde a partida transforma-se ínfimo ponto engolido no horizonte...
Enviado por MarySSantos
em 28/11/2014 14:31:41
Textos deste autor
Offline
Ro_ Poemas [Um Grito... Quase Um Mito...]
[Um Grito... Quase Um Mito...] Um grito... quase um mito Arrancando sorrisos da dor. Olho as e...
Enviado por Ro_
em 28/11/2014 14:28:06
Textos deste autor
Offline
Jairo Nunes Bezerra Poemas -> Relacionamentos FLAGRANTE
FLAGRANTE (Jairo Nunes Bezerra) Hoje, Fingi que não te vi à aproximação do luar, Estavas feliz...
Enviado por Jairo Nunes Bezerra
em 28/11/2014 14:20:01
Textos deste autor
Offline
imelo10 Poemas ARTESÃO DEVIDAS - I
S E R I A D O ARTESÃO DE VIDAS CAPÍTULO I Tádzio entrou em pesado sono na cama de Joab. Joab deit...
Enviado por imelo10
em 28/11/2014 12:56:10
Textos deste autor
Offline
namastibet Poemas Inda que longe pareça...
Le Cirque bleu Marc Chagall (1887-1985) Inda que pareça por Deuses viciada Esta tragédia humana...
Enviado por namastibet
em 28/11/2014 12:54:13
Textos deste autor
Offline
namastibet Poemas Voltam não...
Quantos adesivos cobrem o nosso silêncio, Quanto do sol-posto cabe num coração desocupado, Quant...
Enviado por namastibet
em 28/11/2014 12:50:19
Textos deste autor
Offline
jorges Poemas Poeta acerca...
Pra’lém do que há, o mais certo é não haver Mais nada a juntar ao que já existe… Ideia absurda ...
Enviado por jorges
em 28/11/2014 12:47:19
Textos deste autor
Offline
jorges Poemas Estátuas de cal viva.
A palidez excessiva É o que torna perpétuas As estátuas de cal-viva E tristes as madrugadas, O...
Enviado por jorges
em 28/11/2014 12:45:29
Textos deste autor
Offline
MarcusRios Poemas -> Amor AMOR
Neste momento somos Apenas amantes prontos Para se entregar na Entrega total, confundindo, Gemido...
Enviado por MarcusRios
em 28/11/2014 12:03:52
Textos deste autor
Offline
MarcusRios Poemas -> Amor QUERO TE AMAR
Quero te amar Acariciar a tua pele, Sentir este perfume que Vem de dentro de você Quando nos am...
Enviado por MarcusRios
em 28/11/2014 12:02:43
Textos deste autor
Offline
MarcusRios Poemas -> Amor DEPOIS DO AMOR A PAZ
Depois do amor quero a paz Junto à calma que traz consigo O perfume da primavera num lindo Desab...
Enviado por MarcusRios
em 28/11/2014 12:01:40
Textos deste autor
Offline
UMA MULHER UM POEMA Duetos BEIJOS E CARINHOS – HAIKAIS (UMA MULHER UM POEMA & MARCUS RIOS)
No raiar da manhã Teus beijos e carinhos Dando-me prazer. Como viver sem você, Se a cada dia que...
Enviado por UMA MULHER UM POEMA
em 28/11/2014 11:46:43
Textos deste autor
Offline
UMA MULHER UM POEMA Duetos MORRERIA DE AMOR – HAIKAIS (UMA MULHER UM POEMA & MARCUS RIOS)
Noite vazia Sem teu beijo gostoso Lágrima ardida. Minha vida é como uma planta Que sem o orvalho...
Enviado por UMA MULHER UM POEMA
em 28/11/2014 11:41:52
Textos deste autor
Offline
Migueljaco Homenagens AO MITO VANESSA DA MATA (CANTORA)
Quando cantas em SP, O mundo respira fundo, Pois aqui tua platéia, Tem sentimentos profundo, E ...
Enviado por Migueljaco
em 28/11/2014 11:34:38
Textos deste autor
Offline
Jorge B Sonetos QUADRAS DE MIM
As quadras que sempre faço Sem querer, têm um fim Para todos, é o primeiro passo Do que vierem a ...
Enviado por Jorge B
em 28/11/2014 11:08:28
Textos deste autor
Offline
Alice Luconi Poemas Crer na felicidade já é ser feliz
****** ********* ************ Crer na felicidade já é ser feliz ontem, a alegria hoje, o mal...
Enviado por Alice Luconi
em 28/11/2014 10:37:19
Textos deste autor
Offline
PedroGeraldo Poemas O OLHR DE JESUS (Autor: Marcio Valadão - Pastor da Igreja Batista da Lagoinha - Belo Horizonte-MG)
Poucas vezes visitei museus, e um dos que conhecei foi na Europa, em que havia exposições de vári...
Enviado por PedroGeraldo
em 28/11/2014 10:15:47
Textos deste autor
Offline
AlmaMater Poemas ondulado em linha
numa linha apenas sempre lhe disse que pouco seria muito demasiado sob pena de não poder se...
Enviado por AlmaMater
em 28/11/2014 10:08:05
« 1 2 (3) 4 5 6 ... 9581 »

Login

Usuário:

Senha:

Recordar senha



Esqueceu a senha?

Registre-se gratuitamente!

Leia também

Comentários Recentes

Luso Pensamentos

Frase

É incrível que, no intuito de justificar as nossas crenças, coloquemos Deus na terra e o Homem no céu

(Garrido)



A folha

A folha cai no verão.
( Era folha de papel)
Não consigo pegá-la
Porque o vento é forte
E me leva para longe.

Matheus



Insanidade perfeita

Sinto-me cansada
Já me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
Da minha própria loucura
Já não sinto o meu corpo
As vogais consomem-no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas,
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
A caneta começa a tremer
Soluça.
O meu olhar constrói
O que meu pensamento rejeita
Esta sou eu,
A doce mulher
A insana, poeta...

(ConceiçãoB)



Tempestades

Tudo em mim, são dias de tempestades...
Por isso entrego minha alma à poesia
E meus dias a escrever versos
E meto uns poemas em velhas garrafas
E as levo para as águas intermináveis dos mares
- revoltos e tristes -
E as lanço, na singela esperança
De que um dia alguém os leia
Ainda que meus pés não estejam mais sobre este chão
E meu corpo tenha sido já lançado no ventre desta terra impura
E minha alma tenha também partido
- para a imensidão do infinito com que sonho,
ou para o abismo solitário que me amendronta...

(Vanessa Marques)


vaga-lume

... beijar-te

- era ser
pássaro azul
dedilhando ugabe

era levitar
beber das nuvens
e desfolhar os céus

era um doce caminhar
sem tocar o chão
estirpes desaguando
em aljôfar...

era dédalo a calar-me
se acontecia
cascata de sonhar-me
na boca que feliz
se fenecia

- e era livre
sendo chama
toda asas
vaga-lume
brilhante
como quem ama.

(RoqueSilveira)


Nós de poesia

A vida é feita de incompletudes...
Como os bares de mesas vazias
Nas calçadas
Ou as longas estradas
Repletas de nada dos dois lados

Ainda assim, escrevo
Mesmo sabendo que em mim
desatam-se nós de poesia
E atam-se outros em seguida.

O fato é que
Daquilo que me resta
Faço-me humanamente completa
meramente humana...

(Vanessa Marques)



Frase

"Amor" é o presente dado sem esperança de retorno,
e o que esperamos é apenas que não seja rejeitado

(Junior A.)



Frase

Como posso explicar
Esta dor
Invasora
Da minha alma
Senão dizer
Que és a mentira
Mais verdadeira
Da minha vida...?

(Raquel Naranjo)



Frase

O amor é como a justiça:
Injusto e cego.

(TrabisDeMentia)



guardanapos

do nosso beijo,
muralhas

do nosso amor,
migalhas

do nosso verbo,
mortalhas

dos nossos papos
poemas
em guardanapos

(Niké)



Sexto sentido

Tenta ouvir o silêncio...
Ver a luz na escuridão profunda...
Cheirar o aroma da mais pura água...
Sentir a textura do vento...
Saborear a doçura do sal...
Quando o conseguires...
Irás te descobrir...

(gera)



Só saudade

Dor que sente
Dor que não se mede
Que vai e vem

Com a vida vou rolando
Com a dor vou buscando
Talvez alívio...

Quando doer que seja
Sem deixar morrer
Só saudade...

(amasol)



A foz

Se cada coisinha que eu sei correspondesse a um rio... E se cada um deles desaguasse na mesma foz...Esta não teria senão o tamanho de uma bacia bem pequenina na qual eu refresco os meus cansados pés. Os rios seriam tão curtos quanto a minha felicidade, tão estreitos quanto a minha existência, tão secos quanto a minha solidão. Mas talvez, talvez bem no fundo da bacia, talvez para lá das lágrimas turvas, e para que eu me possa orgulhar, talvez sorriam dois peixinhos, que eu, apesar da distância possa contemplar! E quem sabe... Uma flor se incline e faça nascer, na foz uma flor que eu possa colher!

(TrabisDeMentia)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...