(1) 2 3 4 ... 49 »
Textos deste autor
Offline
Azke
"descida,"
“Quem, tendo um coração para amar e nesse coração a coragem suficiente para tornar conhecido o se...
Enviado por Azke
em 30/12/2016 02:00:37
Textos deste autor
Offline
Azke
"aderente,"
"Se tem de ser já, não será depois; se não for depois, é que vai ser agora; se não for ago...
Enviado por Azke
em 29/12/2016 01:53:22
Textos deste autor
Offline
Azke
"nada seria,"
"(...)enquanto a máquina deste corpo me pertencer." (Hamlet) Cena II, Ato II ...
Enviado por Azke
em 20/12/2016 01:08:56
Textos deste autor
Offline
Azke
"ápice de um desencontro causado por.."
"Duvida da luz dos astros, de que o Sol tenha calor, duvida até da verdade, mas confia em ...
Enviado por Azke
em 10/12/2016 00:56:20
Textos deste autor
Offline
Azke
"do hábito tendencioso,"
"Fora de casa sois pinturas; nos quartos, sinos; santas, quando ofendeis; demônios puros, ...
Enviado por Azke
em 08/12/2016 22:01:31
Textos deste autor
Offline
Azke
"eu olhei através do vento.."
“Débil vontade! Entrega-me esses punhais. O sono e a morte são maquiagens. Nada mais. (...)” (...
Enviado por Azke
em 23/11/2016 01:42:59
Textos deste autor
Offline
Azke
"temperatura de um sopro, apenas.."
"Fora de casa sois pinturas; nos quartos, sinos; santas, quando ofendeis; demônios puros, ...
Enviado por Azke
em 19/11/2016 00:54:56
Textos deste autor
Offline
Azke
"acepção de um desvio arranjado,"
"(...)enquanto a máquina deste corpo me pertencer." (Hamlet) Cena II, Ato II ...
Enviado por Azke
em 16/11/2016 01:00:30
Textos deste autor
Offline
Azke
"evasão de divisas,"
"(...)o coração em dois me partes. Jogai fora a metade que não presta, para com a outra pa...
Enviado por Azke
em 13/11/2016 01:17:19
Textos deste autor
Offline
Azke
"minha, ela!(toda minha..)"
"O resto é Silêncio" Cena II, Ato V (Hamlet) e até, das...
Enviado por Azke
em 07/11/2016 00:46:01
Textos deste autor
Offline
Azke
"do espaço comprimido,"
"(...)E nem os anjos do céu lá em cima, Nem demônios debaixo do mar Poderão separar a min...
Enviado por Azke
em 04/11/2016 01:06:28
Textos deste autor
Offline
cido
DELIRIOS
Delírio de uma viagem imaginaria Em mundos que a mente desconhece Voando entre o silêncio. Assim...
Enviado por cido
em 04/11/2016 00:04:54
Textos deste autor
Offline
Azke
"excesso,"
"(...)enquanto a máquina deste corpo me pertencer." (Hamlet) Cena II, Ato II ...
Enviado por Azke
em 30/10/2016 01:35:28
Textos deste autor
Offline
cido
SONBRIO
Dos olhos só vejo o silêncio Mente esvaziada pelo esquecimento Lamentos de um corvo, trás o anoi...
Enviado por cido
em 16/10/2016 03:51:01
Textos deste autor
Offline
montalvan
Ausência
Ausência Tudo é silencio por esta ausência o ar, a carne, até a tristeza. o mar emudece em um ...
Enviado por montalvan
em 07/10/2016 00:03:20
Textos deste autor
Offline
Patched
AZUL
Este texto pode ferir a susceptibilidade dos leitores mais sensíveis.
Enviado por Patched
em 25/08/2016 22:58:49
Textos deste autor
Offline
Azke
"a outra parede,"
"Nossos corpos são nossos jardins, cujos jardineiros são nossas vontades." (Otelo) A...
Enviado por Azke
em 23/08/2016 03:55:53
Textos deste autor
Offline
cido
SEMPRE A MEU LADO
A MEU LADO Triste amiga que sorri a toda hora. Ó morte que caminha a meu lado No vazio, silencio...
Enviado por cido
em 26/07/2016 00:38:43
Textos deste autor
Offline
Legan
Destino negro
“No meio da escuridão surge ela Como um anjo negro iluminada pela lua Numa visão tão divina e t...
Enviado por Legan
em 26/07/2016 00:33:39
Textos deste autor
Offline
GersonClayton
EM FÚNEBRE
Por dentro minha alma cansada Escrevia versos tristes onde há dor Meu corpo em cadáver, ó amada D...
Enviado por GersonClayton
em 23/07/2016 13:17:11
(1) 2 3 4 ... 49 »