(1) 2 3 4 ... 29 »
Offline
LucianoSpagnol
A IMORTALIDADE DA SAUDADE (soneto)
Saudade: tal como uma faca crivada Na alma, abrindo em uma agre fenda No coração nostálgico, rude...
Enviado por LucianoSpagnol
em 17/01/2017 17:07:49
Offline
LucianoSpagnol
JUBILA CANÇÃO (soneto)
Bendito sejas o amor, ao coração meu Que desnudou o breu da minha solidão Em luz, das andas min...
Enviado por LucianoSpagnol
em 17/01/2017 12:37:45
Offline
LucianoSpagnol
SONETO DO AMOR AO PRÓXIMO
De tanto variar no amor, não mais julgo Sem nenhum julgamento, sem opinião Rotular os bons e maus...
Enviado por LucianoSpagnol
em 16/01/2017 12:37:38
Offline
LucianoSpagnol
SONETO DO AMOR EXATO
Da ventura, terá sempre o invejoso Por não ter a lua amasia tão divina E uma paixão tão pouco per...
Enviado por LucianoSpagnol
em 15/01/2017 14:23:04
Offline
LucianoSpagnol
SONETO TRANSVERSO
Nosso amor, é amor que não conheço Teve começo nas quimeras do coração Tal qual numa quadrilha de...
Enviado por LucianoSpagnol
em 14/01/2017 20:16:41
Offline
LucianoSpagnol
CERRADO DUAL (soneto)
O cerrado tem dia de sorrir, e ele sorria Tem dia de melancolia, e ele entristecia Porém, também,...
Enviado por LucianoSpagnol
em 14/01/2017 11:25:19
Offline
LucianoSpagnol
TEMPO EM SONETO
Se tempo é a minha fortuna, quero ir além Ter porém, o essencial tempo para amar Tempo nas palavr...
Enviado por LucianoSpagnol
em 13/01/2017 23:19:09
Offline
LucianoSpagnol
FELIZ SEXTA 13
PIO DA CORUJA (sexta feira 13) Na calada da noite no recanto No cerrado, pia a garatuja coruja S...
Enviado por LucianoSpagnol
em 13/01/2017 10:27:04
Offline
LucianoSpagnol
SONETO SEM SORTE
Amor, quantos espinhos há na tua haste Arranhando a solidão aqui no meu peito Errante nos sóis e ...
Enviado por LucianoSpagnol
em 12/01/2017 14:27:38
Offline
LucianoSpagnol
O AMOR MEU (soneto)
O meu amor pode ser afim à todo mundo Os deslizes mais ou menos a toda gente Porém, ele tem um pa...
Enviado por LucianoSpagnol
em 11/01/2017 17:26:25
Offline
LucianoSpagnol
QUIMERAS DOLOROSAS (soneto)
Estou solitário no cerrado sem cores Nas lembranças tristuras guardadas No peito vis nostalgias d...
Enviado por LucianoSpagnol
em 11/01/2017 13:31:08
Offline
LucianoSpagnol
SOLIDÃO BORRALHEIRA (soneto)
Erma solitária solidão borralheira Que atulha o cerrado de melancolia No entardecer encarnado em ...
Enviado por LucianoSpagnol
em 11/01/2017 01:16:00
Offline
LucianoSpagnol
AMOLDO VERSOS (soneto)
Eu amoldo versos como artesãos Do barro inviolado a transfiguração Livre é o saltimbanco do coraç...
Enviado por LucianoSpagnol
em 10/01/2017 16:43:34
Offline
LucianoSpagnol
ENTRANHAS (soneto)
Então? Poucos estarão ao teu lado Tua sorte vai até quando fores útil O desprezo é porção do lado...
Enviado por LucianoSpagnol
em 10/01/2017 11:25:49
Offline
LucianoSpagnol
DUETO (soneto)
O minha tristura é uma gargalhada A saudade um suspiro. Ela chorava Na solidão onde eu me encontr...
Enviado por LucianoSpagnol
em 09/01/2017 11:28:22
Offline
LucianoSpagnol
SONETO DO PLANALTO CENTRAL
Ressequido, á luz do sol alumiado Sobre o sulcado e arbusto sinuoso Reclina o planalto central gr...
Enviado por LucianoSpagnol
em 08/01/2017 11:58:39
Offline
LucianoSpagnol
SORTE (soneto)
Na minha má sorte, a boa é pendente Eu nunca inferi por que. Não entendia Nos prados do fado esta...
Enviado por LucianoSpagnol
em 08/01/2017 11:50:04
Offline
LucianoSpagnol
LACUNA (soneto)
Solidão, de insistir-te, não és esquecida A saudade anda exagerada em te trazer Nem sequer és o p...
Enviado por LucianoSpagnol
em 07/01/2017 14:03:41
Offline
LucianoSpagnol
CERNE (soneto)
Do ventre do cerrado ergui meu gemido Estrugido duma saudade que me eivava Furtando o fôlego duma...
Enviado por LucianoSpagnol
em 05/01/2017 19:10:12
Offline
LucianoSpagnol
CHUVA NO CERRADO (soneto)
Canta chuva, no cerrado, uma cantata E há, feérico coro no planalto fustigado De gotas do céu num...
Enviado por LucianoSpagnol
em 04/01/2017 11:51:22
(1) 2 3 4 ... 29 »