Poemas, frases e mensagens sobre alegria

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares sobre alegria

COPA DO MUNDO SHOW DE EMOÇÕES! [2]

 
COPA DO MUNDO SHOW DE EMOÇÕES! [2]
 
A Copa do Mundo
É um universo de emoções...
É a junção de um sonho,
Paixão e amor pela pátria amada;
Que é enaltecida através do futebol.
Esse conjunto que reúne nações...
Faz-se diferenciado de todas as modalidades
Esportivas dentre outros mundiais...
A nacionalidade, o amor de um povo por sua pátria é imensurável.
Aonde o sangue corre em suas veias.
Essa corrente de força unida fala alto aos corações,
Pois existe o amor de almas, mesmo que sejamos
Contra os desatinos de seus governantes...
Pausamos para então:apreciarmos um grande espetáculo
De raça, garra, luta e determinação.
Até mesmo de cenas que nos parecem
Quase impossíveis quase milagres...
Num arranque de força e limitação humana acontece o gol
Tão esperado para se fazer ecoar o grito preso na garganta.
Dessa forma a Copa torna-se o maior espetáculo do mundo;
Aonde os jogadores reinam como gladiadores diante de uma arena eufórica.
São craques numa harmonia tal qual uma orquestra cheios de maestria...
Pés dourados valsam: através de toques sutis dribles perfeitos...
Acompanhados de um coral em seu esplendor... (Sua torcida)!
Aos nossos olhos algo bonito de se ver, tão fantástico que ficamos estáticos
Boquiabertos, olhos arregalados, o coração... Tum,tum... Fascinados pelos feitos
Da bravura dos atletas que, nessa hora torna-se ilimitado em suas habilidades...
Entretanto são os mesmo pés que fazem as lágrimas rolarem sejam de alegrias e /ou
tristezas entre perdedores e vencedores!
COPA DO MUNDO SHOW DE EMOÇÕES!

Texto escrito para o concurso!
 
COPA DO MUNDO SHOW DE EMOÇÕES! [2]

APENAS UMA MULHER

 
“A VIDA É TODO O BEM QUE DE VERDADE TEMOS, MESMO QUE NÃO A POSSAMOS PEGAR PODEMOS A SENTIR EM SUA PLENITUDE”

ÂNGELA lUGO


--------------------------------------------------------------
POR FAVOR, PARA MELHOR LEITURA, CLIQUE NO POEMA
 
APENAS UMA MULHER

Se Eu Fosse Uma Fada

 
Se Eu Fosse Uma Fada
 
“A magia da paixão brilha como purpurinas
quando o amor floresce em nossa vida”

Ângela Lugo
----------------------------------------------------------------

POR FAVOR, PARA MELHOR LEITURA, CLIQUE NO POEMA
 
Se Eu Fosse Uma Fada

MAIS UM DIA

 
MAIS UM DIA
 
O sol brilhou,
O dia amanheceu...
A vida nos chamou,
Um novo início nasceu!

Olhando para o céu,
Vemos um clarão crescente
Refletindo a luz do sol,
Aquecendo nossa mente.

Os pássaros a revoar
Alegremente cantando...
Convidam-nos a despertar:
Milagre se renovando!

Tem festa na criação,
É Mais um dia a nascer...
Sentimos no coração
A delícia que é viver!

Eis aí mais uma chance:
Renove sua esperança!
Deus está ao nosso alcance,
Tenha confiança!

P.S as estrofes 1 e 5 são de Manoel Oswaldo e as 2,3 e 4 são de Mary Jun.

DUETO

MANOEL OSWALDO
E
MARY JUN

( 08/10/2012)
 
MAIS UM DIA

"Minhas lembranças."

 
"Minhas lembranças."
 
"Minhas lembranças"

Na lua que brilha da solidão
Escutei a voz do meu amor
A sinfonia de sua linda canção
Silenciou a minha grande dor.

Sua voz tão alegre e terna
Melodia que entrou na alma
Lembrança que será eterna
Momentos de paz e calma.

Seus versos são linda sintonia
Inspira meus sonhos e fantasia
Com eles sinto a luz que irradia
Iluminando e me dando alegria.

Acordes repletos de desejos
Com ritmo que me faz tremer
Sonhando sinto teus beijos
Loucuras que me faz renascer.

Na tua ausência tudo é triste
A noite é escura e de agonia
Sem você felicidade não existe
Sua canção é tudo que queria.

Careless Whisper - WHAM
 
"Minhas lembranças."

É lá!

 
É lá!
 
É lá!
Onde o Sol brilha
que eu estendo a toalha da esperança
nas dunas da felicidade
e rebolo na areia que me aquece
me envolve, me seduz e nada mais...

É lá!
Onde se perde o horizonte
que os meus olhos buscam a verdade
na imensidão do mar, de tão revolto
soltam-se lágrimas salgadas de saudade

É lá!
Que eu procuro e não encontro
a luz pela qual me quero guiar
Que venha o sol, a cada dia mais risonho
e me encha a alma de calor e de amizade!

Maria Fernanda Reis Esteves
48 anos
Natural: Setúbal
 
É lá!

Colorindo o céu

 
Colorindo o céu
 
O povo de tudo reclama se faz calor
Está calor demais, se faz frio, está
Frio demais, se chove, chove demais
Tudo é demais, somente o amor do
Pai nunca será demais para todos nós

Por favor, para melhor leitura, clique no poema
 
Colorindo o céu

Um tudo feito de nada

 
Um tudo feito de nada
 
Deambulei em círculos
Na busca do epicentro de mim
Desci a espiral de muitas vidas
Outras tantas reneguei
Deixei para trás...
Já fui gente boa, boa gente
Que traz o brilho no olhar
Já de outras não me orgulho
Roupagens de outras eras
Fui salteador de quimeras
E mesmo noutras esferas
Enchi os bolsos de sonhos
Roubei estrelas ao luar
Mas vivi sempre na lua
Fantasiei a esperança
E consegui ser feliz
Num tudo feito de nada




Maria Fernanda Reis Esteves
50 anos
natural: Setúbal
 
Um tudo feito de nada

VERSOS DE NATAL

 
VERSOS DE NATAL
 
"A magia do Natal está em
acreditarmos em sua existência"

ÂNGELA LUGO

------------------------------------------------------------

POR FAVOR, PARA MELHOR LEITURA, CLIQUE NO POEMA
 
VERSOS DE NATAL

Quero diversão...

 
Quero diversão...
 
Hoje, quero diversão.
Na minha mão os copos,
a bebida ingerida,
alegre o coração,
festejando a vida!
Apenas brilharão
os vaga-lumes na noite escura.
Também quero flores,
Flores que me alegrem,
ornamentando a sala, e
uma garrafa transparente
descansa em cima da mesa
qual será a sua finalidade!
Há! Não te preocupes,
espera que já verás.
Ela vai á cosinha,
e traz nos braços,
um braçado de rolhas,
ele fica estupefacto!

Nem acredito
no que estou vendo...
Há!!!!!!!!!!!!!
Laços abraçam,
Livros enfeitando a mesa,
A diversão começando,
O papinho ficando ótimo
A noite ainda é uma criança
mas, durará eternamente!
Chtim chtim...
LuísaZacarias
 
Quero diversão...

Despertam rios nos teus olhos

 
Toca o clarim da vida…
Ao longe debanda a passarada
Já a aurora se insurge
Nos céus, um sol de alvoradas

Há vozes feitas de cânticos
No ar, um latir safado
Há lírios nos meus encantos
Crianças às gargalhadas

Despertam rios nos teus olhos
Azuis, de água marejada
É benta feita de luz
Remanso da minha alma

Maria Fernanda Reis Esteves
50 anos
natural: Setúbal
 
Despertam rios nos teus olhos

CARTA A UM AMIGO

 
CARTA A UM AMIGO
 
Carta a um amigo,

Quero dizer que precisamos acabar com essa amizade.
Você me faz chorar demais.
Aflora minha emoção e me tira sonhos que eu já tinha sepultado.
Por favor se afaste de mim.
Pare de borrar minha maquiagem.
Há muito eu tinha conseguido manter a cara limpa.
A boca calada das palavras que os outros não queriam ouvir.
Que coisa cruel essa amizade com você que me lembra minha insanidade.
Que me fez lembrar que os lilases são meus preferidos.
Que saudade tem sabor de chá no inverno.
Que a vida não deve ser tão séria.
Já tinha esquecido tudo isso.
Agora você vem tomando meu espaço
Invadindo minha cabeça
Minhas horas, minhas expectativas
Não vou me enganar mais uma vez.
Muito cruel me inundar com tanta poesia, traços, cores e música.
Vem derrubando meus muros, minhas fronteiras,
Descobrindo meus desejos
Escrevendo novos capítulos
Sim, difícil continuar isso
Difícil acompanhar o voo das tuas asas
Então finja que eu sou desenho. E use a borracha se quiser.
Não quero gente caçando corações em pedras, nuvens, bolhas de sabão.
Já me basta o meu tão grande, tão apertado que chega a sair pelos poros.

Há alguns meses, alguém surgiu na minha vida e trouxe uma bagagem enorme de presentes para o meu coração.
Essa carta escrevi nos primeiros contatos que tivemos.
Ele é pura emoção, um designer maravilhoso, poeta, ilustrador fantástico!
Foi tanta coisa que vi, ouvi, toquei, que me fizeram rir, chorar, transcender. Viajei pra outros mundos, apreciei novos sons e expandi meu conhecimento quanto a poesia.
Esse encontro foi como uma viagem numa montanha russa, cheia de loopings. Por vezes o carro subia devagar os trilhos e de repente ele descia veloz trazendo todo arrepio na espinha. Mas o passeio nesse brinquedo fez o percurso e terminou. Descemos dos vagões e ele se foi...
Tenho um coração cheio de gratidão por ele. E onde estiver ele saberá que me fez sorrir.
Dedicado a você S.Ribeiro.
Créditos da imagem S. Ribeiro.
 
CARTA A UM AMIGO

Cinco ponto um!

 
Cinco ponto um!
 
Eu, mais uma primavera...
Cantando meu sorriso esplêndido.
Com suspiros fulgurantes
Anelo em meus delírios quimeras...
Inda que em momentos – instantes
Fulgentes favorecidos pela fisionomia
Ainda conservada – mas foi-se mocidade.
Agora é só saudade, mesmo assim,
Minha alma desperta; Despertando sonhos,
Somente vida, vida perfumada de alegria.
Maviosa tal qual a rosa vermelha mais aí
Quem não sonha? Em cada amanhecer a,
Alegria de viver – encantada com a luz do dia.
Grata a Deus, pelos lírios do campo,
Pelo sol nascente – crescente,
Pela chuva que me faz ficar na cama um pouco mais.
Ah, quão bom despertar com os pássaros,
Sonoro tocante n’alma calma e serena,
Logo após conversar com o Pai dando-lhe
Graça por essa bênção concedida-, pela vida, pela graça.
Que ninguém te veja: Ó idade, mas só a ti aspiro! Mais e mais...

Mary Jun – 23/10/2015
 
Cinco ponto um!

Domingo, meio dia ...

 
Domingo, meio dia ...

Está sol e no ar pulsa intensa energia
a cidade acordou pequena aldeia
e em tudo está tranquila e pacífica
porta fora inspiro fundo o ar limpo
e, sempre me sinto feliz em reconhecer:
como é linda a minha querida Lisboa!

Eureka, 7 de Agosto 2016
 
Domingo, meio dia ...

VALSAR COM A VIDA

 
Olá, poetisas e poetas do nosso Luso!
Cá estou de novo e espero que desta vez seja para ficar.
Agradeço a todas as poetisas e poetas pelos votos de melhor saúde que me dirigiram e para comemorar... VAMOS TODOS VALSAR


Ò vida minha
Que te amo tanto
Tu és tão meiguinha
Numa valsa dançando.
Um passo para trás
Dois para a frente
Ope lá!
Uma voltinha
Uma segunda
E uma terceira
Uma quarta ainda
Ò minha vida
Tu és tão lindinha.

A morte estava sentada
Ao canto, no seu lugar
Fizemos-lhe um careta
E fomos os dois valsar.
Um passo para trás
Dois para a frente
Ope lá!
Uma voltinha
Uma segunda
E uma terceira
Uma quarta ainda,
Ò minha vida
Tu és Rainha.

À noite fomos para a cama
Para nos irmos deitar
Mas tu com a tua chama
Preferiste ir valsar.
Um passo para trás
Dois para a frente
Ope lá!
Uma voltinha
Uma segunda
E uma terceira
Uma quarta ainda.
Ò minha vida
Tu és Joaninha.

E pela vida fora
Foi sempre a dançar
E até à aurora
Era só valsar.
Um passo para trás
Dois para a frente
Ope lá!
Uma voltinha
Uma segunda
E uma terceira
E uma quarta ainda.
Ò minha vida
Tu és andorinha!

A. da fonseca
 
VALSAR COM A VIDA

Sai de mim a pressa

 
Sai de mim a pressa

Sai de mim a pressa
que a vida é agora urgente
Urgente viver, amar, realizar
Todas as coisas que amo na vida

Sai de mim a pressa
Que me faz correr atrás de ti
E que mais já não quero correr
Se ficares ficas, não quero saber

Sai de mim a pressa
que me fazia levantar mais cedo
e encontro caminhos suaves a percorrer
que a vida é urgente de viver

sai de mim a pressa
que eu quero amar-te sempre
que tu vives para eu te amar
e nem quero saber o que dizes
apenas quero teus lábios para beijar

sai de mim a pressa
que me fazia correr para certos lugares
guardo em mim prioridades bem escolhidas
e nem me apetece ouvir os outros falarem

sai de mim a pressa
a que me obrigava inutilmente a viver
em horários rígidos e tarefas banais
quero mais é voar alto num trapézio qualquer

e sai de mim essa pressa
que nem me deixa mais pensar
e guardo o meu tempo para sonhar
sonhar sempre a doçura do teu amor

porque apenas quero amar-te e sonhar-te num baloiço alto.

Maria
Évora, 18 de Junho de 2016
 
Sai de mim a pressa

O PALHAÇO

 
O PALHAÇO
 
Uma máscara, uma pintura
Por trás de tantos gestos,
Uma graça no que propõe a fazer
Uma graça no que diz.

Há momentos que esquecemos
o que estamos a viver encantados
por tanta versatilidade,
Tanta originalidade para expor
o que vem de dentro
Arrancando sorrisos, gargalhadas,
Até mesmo lágrimas de tantos risos
Arrancando sorrisos dos indiferentes.

Seria o palhaço, palhaço
Sem sua máscara colorida?
Expressaria o que está no oculto?
O que se esconde por trás de uma máscara?...
O que dizer de uma máscara que contém uma lágrima?

O que dizer de Charlie Chaplin?
Com suas mímicas espetaculares
Sem falar uma palavra, deslumbrava o publico,
Vivendo num mundo de sonhos e fantasias.
Hoje tem espetáculo? Tem sim, senhor!
 
O PALHAÇO

De vida Eu Entendo

 
De vida Eu Entendo
 
De Vida Eu Entendo

Há em ti estranha magia,
Que embriaga e entorpece.
Eu me recuso, mas, todavia,
A tua presença me aquece.

São teus olhos amendoados?
Que, de minha mente não sai,
Ou, os teus cabelos cacheados?
Que me fascina e tanto me atrai.

Será esta tua voz um tanto rouca?
Teus gestos e o sorriso angelical?
No instante em que beijo tua boca
Eu me realizo e a entrega é total.

Nem vejo o tempo que se escoa,
Estou contigo e de nada me arrependo.
Sou um pássaro que ao ninho voa:
Tu és minha vida, e de vida eu entendo!...
 
De vida Eu Entendo

UM SORRISO

 
UM SORRISO
 
“Sorrisos que marcam são como flores
desabrochadas perfumando a alma”

----------------------------------------------------------------

POR FAVOR, PARA MELHOR LEITURA, CLIQUE NO POEMA
 
UM SORRISO

É solitária esta hora!

 
É solitária esta hora!
 
É SOLITARIA ESTA HORA

Da tristeza hoje me despi
Mas é falsa esta alegria
E falso o sorriso com que me vesti.
Não mudou a solidão que me desafia.
Há um silêncio profundo
Nem o esvoaçar dum insecto
Mais uma noite e o Mundo?!
Continua na mesma, inquieto.

Para mim é solitária esta hora!
Mas a esperança ainda vai tecendo
Um pouco de vida que insiste em ir embora
Sem tempo de acalmar a confusão
De estar vivendo.
Então:
A Vida é barco apodrecido
A cada dia sinto mais o seu açoite
E o tempo passa por mim despercebido
E assim me rouba mais uma noite.

Perco-me nos pensamentos em confusão
Velha esta tristeza, da minha idade!?
Em meus olhos insiste a recordação
Mas a Vida me rouba o sonho e a liberdade.

Ponho meus olhos nas janelas
Janelas sem luz do olhar meu
Na esperança de ao debruçar-me nelas
Deus me diga que não me esqueceu.

rosafogo
 
É solitária esta hora!