Poemas, frases e mensagens sobre sonhar

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares sobre sonhar

SONHAR ACORDADO

 
SONHAR ACORDADO

Sonho acordado
O tempo todo...

De todos
Os modos...
Para todos
Os gostos...

E o delírio
É tanto,
Tamanho...

É um tal
assanho...

Incomensurável
Urdidura

A formar
Uma morfínica
Trilha
Que desemboca
Na toca do ar...

Ah, insondável
Armadilha
Da ventania
Voraz
Nesta minha
Mente vadia...

Pertinaz
Pacífica
Usura
Prolífica...

Forma de loucura
Pura...
Futura...
Madura...

Fez-se a aventura
Seguramente
Insegura
De leva-e-traz...

Todo o sonho
Sonhado
Sonha
Que me cura

E a alma
Delira que
Em si
Ela mesma existe
Mesmo sem
Em mim
Estar...

Em sua sábia
Brancura
Não desiste
E vai,
Bailarim,
Em despiste,
Sonhando-me
Por detrás...
 
SONHAR ACORDADO

UM SONHO

 
UM SONHO
 
“Sonhar um sonho lindo nos faz
ter vontade de realizá-lo”

---------------------------------------------------------------

POR FAVOR, PARA MELHOR LEITURA, CLIQUE NO POEMA
 
UM SONHO

DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS E LOUCOS

 
DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS E LOUCOS

deitado
tal gato fosse
no tapete fofo
capto
(num close)
o tempo
escorrendo,
maroto,
fazendo pose
de bom moço
no silêncio azougue
do "flash"
do meu calabouço...

cuspo um miolo
de caroço,
sem medir dose
e rôo mole
esse duro osso do tempo
que, por ora, não mais me destrói...

durmo
(profundo)
com um barulho
vagamundo desses...

[bem no antro do sonho
remoço umas alvas asas,
e me espraio risonho,
feito um incasto anjo
que acabou de roubar
um beijo de língua da fada
defronte à boca do poço
dos desejos incabíveis,
imperdíveis e loucos]
 
DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS E LOUCOS

O JARDIM

 
O JARDIM

Dissolve da razão o impossível codinome da flor...
Apenas sossega as ondas no carinho de teu dedo
E afaga o botão, em segredo, na comoção d'um gesto
Manifesto à lisa seda carmesim das delgadas pétalas...

Põe dependurada toda dor em tom cinabre...
Larga-as lá, suspendidas à ponta do espinho
A suspirarem a beleza de tua carne tenra e grave,
Ao ar, feito flechas à pele; a errarem...

A flor misteriosa soprará tua vida, infinda, tão tua...
Essa flor robusta, brotada em tua terna acolhida
Enfim se abrirá, magnífica, garrida, desimpedida
Pelos caminhos claros e evanescentes da lua...

E a canção multisuave dum amor, desta flor, saltará ao coração
Galopando à montaria d’um alazão nas estrelas de prata...
Pousará manso, em sorrisos, ao prado da tua imaginação
Só para buscar-te, só para mostrar-te, num indelével improviso
Quão fantástico é o jardim onde nascem os teus sonhos
 
O JARDIM

Palavras de amor

 
Escrevo à viva força
que as palavras não me obedecem
e sem eu querer por vezes
florescem
bem mais do que confio
que frutos dessem

O poema acaba sempre por ser
o que não quero
uma verdade
mas
que não me agrada
uma palavra que
para desespero
se atravessa
e quebra a toada

O poema fica
sempre fora de mim
a fazer-me sentir
prisioneiro
da própria liberdade
o mundo não é
lugar recomendável
para quem sonha

Há inquietação até
na alegria
como se não houvesse
inocência
nem nos sacrifícios
para deixar de ser
atormentado
pelo mundo demónio
e carne

Quando me abandonaram
senti que estava finalmente
livre
mas não supus
nem imaginei
sequer por um momento
que estivesse

com o silêncio dos meus passos
numa visão irreversível
do mundo vazio
sem ti.
 
Palavras de amor

"Só saudade"

 
"Só saudade"
 
"Só saudade"

As lembranças
Tomaram-me de assalto...
Quis fugir.
Quis negar.
Quis calar o coração.
Que descompassado quase saia do peito.
Porem, refém da lembrança.
E da presença tão palpável.
Me permiti sonhar.
Da luz do luar me banhei.
Fiz-me dona das estrelas...
Voei na serenidade da noite
Que se alongou lasciva
E abandonou-se sobre mim
E o inevitável aconteceu...
Borboletas voando na barriga...

Glória Salles
 
"Só saudade"

SENTIMENTOS...

 
SENTIMENTOS...
 
 
]SENTIMENTOS...

by FatinhaMussato

Felicidade
Foi sonhar contigo um dia
Pensar que o amor existia
Sonhar ser feliz enfim...

Tristeza
Foi descobrir que era tudo ilusão
Que era de outra o teu coração
Que ia continuar comigo a solidão...

Solidão
É o que sinto sem ti
É o vazio que fica em mim
Quando não estás aqui!


INÉDITO NESTA DATA
Jales (SP), 06 / junho / 2009 – sábado – 17h00m.

Imagem: NET

Música: Remembering / David Lindemann
 
SENTIMENTOS...

NÃO SABERIA VIVER...SEM O TEU AMOR

 
NÃO SABERIA VIVER...SEM O TEU AMOR
 
“A vida solitária não é nada boa
O que existe de melhor é amar
Sentindo-se feliz ao lado
De quem tanto amamos”

POR FAVOR, PARA MELHOR LEITURA, CLIQUE NO POEMA
 
NÃO SABERIA VIVER...SEM O TEU AMOR

VEM SONHAR!

 
VEM SONHAR!
 
 
VEM SONHAR!

by FatinhaMussato

Abra esta porta, querida criança,
Agora já podes por ela passar...
Esta porta chama-se Esperança,
É ela que te permite sonhar!

Vem, anda logo, vem comigo...
Estou à espera para te ensinar!
Sinta a brisa, aspira o perfume...
É o mundo de Paz que está a chegar!

Poema INÉDITO Nesta Data
São José do Rio Preto (SP), janeiro/2010

Imagem: NET

Música: You are my destiny / Ernesto Cortazar
 
VEM SONHAR!

Aspirava...

 
Aspirava ter os olhos de Deus
Para mostrar-te o caminho
Aspirava nesta vida ser santa
Para poder olhar o teu interior
Aspirava ser um anjo
Para poder contigo voar
Aspirava ser uma mulher melhor
Para poder te amar sem medo
Aspirava ser a chuva
Para gotejar em teu corpo
Aspirava ser o céu
Tirando da tua alma o véu
Aspirava ser o sol
Para acariciar tua pele nua
Aspirava ser a lua
Para iluminar tua estrada
Aspirava ser um verso
Para poder ser a tua poesia
Aspirava ser o tempo
Para não haver contratempo
Aspirava ser canção
E dançar a valsa no teu coração
 
Aspirava...

Para ti ,que te leio..

 
Para ti ,que te leio..
 
passo por aqui de relance
para ler tua poesia
mas constato
que pouco tens sonhado
aqui neste cantinho
onde me deleito
com tuas palavras melódicas
apenas quero ler-te
ler-te mais um pouquinho
adormecer nas tuas palavras
acordar-te no meu sonho
imaginar-me nos teus olhos
sentir o aroma da tua sublime inspiração
sentir as batidas do meu coração.
na leveza das tuas palavras sentir o beijo em doce lentidão
quero ler-te,ler-te até que os olhos se fechem no sonho desejado.

ana silvestre
 
Para ti ,que te leio..

AMOR

 
AMOR
 
Amor vivido é sentir a felicidade
Amor passado é apenas saudade
Amor esquecido é mentira
pois quem ama jamais esquece

Por favor, clique na imagem
 
AMOR

MEUS SONHOS NÃO TÊM COR

 
MEUS SONHOS NÃO TÊM COR

Meus sonhos não têm cor.

Tal como são,
Também carecem de sabor

E, regra semelhante,
São igualmente isolados de odor

Meus sonhos são inócuos.

Não maus
Nem bons

Nulos
De coragem ou temor

Neles, nem andar, ando
Quanto mais um vôo raso

Não...
Não rio, nem sofro

Mas, sempre estou neles
Como que a percebê-los
Em movimentos
Por binóculos...

De meus sonhos
Não participo,
Nem os aprovo

E mesmo
Apesar dessa total indiferença
Como raios na tempestade,
Eles me acontecem...

Surgem naturalmente

Tal despontam as gemas
Ao quebrarem-se os ovos

São como aquelas malditas
E esquisitas
Fitas de cinema
Quando quem escolhia
A sessão a ser vista
Era a mãe da gente...

...De manhã, quando acordo
É bom dizer

: Deles, nem me recordo.

Na dúvida,
Por vezes (muitas vezes)
Espero calado, parvo
Mesmo com o arco do dia avançado
Que uma boa (ou má) alma
Me desperte deles, de vez
 
MEUS SONHOS NÃO TÊM COR

AMAR-TE É...

 
AMAR-TE É...
 
Amar-te é conviver em harmonia
É ver o colorido novo de cada dia
É oferecer amor e o ver retornar
E em cada vida alegre pernoitar

POR FAVOR, PARA MELHOR LEITURA, CLIQUE NO POEMA
 
AMAR-TE É...

Na moldura do sol-posto

 
Na moldura do sol-posto
 
NA MOLDURA DO SOL POSTO

Põe-se o sol mas não é noite ainda
A tarde vai levando o dia pela mão
Vaidosa se vestiu de dourado, linda!
Deixou meu olhar lembrando com emoção.

Nos derradeiros momentos deste olhar
Que sorveu tanta luz, o tempo parar.
Na moldura do sol posto
Lembrar, um sonho chamado infãncia
Os traços do rosto,
Agora esbatidos na distãncia
Ainda o verde terra nos olhos surgindo
E raios de Sol ainda a espreitar.
Na noite que vem vindo?!
Um sonho, um outro ainda sonhar.

Aconchegar-se às estrelas
Empoleirar-se em segredo,
na noite escura.
De palavras singelas,
o sonho afrontar de alma pura.
Rever-se ainda nesta moldura.

Porque o coração jamais olvida!?
Que a meninice o olhar guarde.
Para que não seja esquecida,
Os dez réis de gente.
Estrela perdida.
E a recorde sempre
No encanto d'outra tarde.

rosafogo

Dez réis de gente, me chamava com ternura minha
avó.
 
Na moldura do sol-posto

E ela sonha ...

 
E ela sonha ...
 
No solstício da vida,
Embebido de mais um cálice de solidão,
Os castiçais acesos de tristeza,
Uma lágrima que cai no fim da noite,
lamentações de paixões ...

Amores perdidos em meio a um vendaval de mentiras,
Segue a sina em meio de pétalas e espinhos,
caminhos tortos...

Mas no quadro que ela pinta
a imagem dele está ,
e no espaço de seu interior faz sua galeria particular,
Em que ela pinta todas as cores,
e as fotos de seu amado estão por toda parte,

Seu eu profundo é seu retiro,
que nos fins de noites frias ela se reserva
e vive seus sonhos,
sonhos estes alguns já vividos,
e outros tão cobiçados...

Ela com seu pincel faz mais um quadro bonito,
de uma nova vida,
em meios aos campos, em flores,
em uma casinha simples de sapê,
e ela pertence somente a ele...

Ela desenhou dois corações,
colados num elo de amor
sincero, desinteressado, eterno...

Ah, em seu mundo, ela vive seus sonhos,
ela sonha com noites nunca mais solitárias, sem boêmia,
onde reina um amor puro e sem maldade,
ela desenha um lugar calmo, belo e aconchegante,
para entregar-se ao seu amado todas as noites ...

A noite acaba e seus sonhos também, e ela acorda ... !
 
E ela sonha ...

Um motivo

 
Me diga um motivo para eu ficar,
Me dê um motivo para não morrer.
Talvez um motivo para eu te amar,
Apenas um que não me faça sofrer.

Me diga um motivo de coração,
Que saia da alma com sinceridade.
Fale o motivo e diga a razão,
Que me prenda nessa realidade.

Fale tudo e não me esconde nada,
Mas que fale com a total verdade.
O motivo desta longa estrada.

Há motivos para aqui caminhar?
Sem motivos vou me despedir.
Para na vida não mais respirar.
 
Um motivo

UM POEMA CADA DIA

 
Minha Inspiração
- a qual eu chamo de “Anjo! –
Soprou docemente
nos meus ouvidos:
- Amada minha,
cadê a Musa Divina
que faria desabrochar
um novo poema
a cada novo dia?

Respondi:
- Divina Inspiração,
andei curando Almas
que não sabiam mais
sonhar.
Agora, estou a me curar
de tanto Pranto
minha alma a estraçalhar...

- Mas, te prometo, Anjo meu:
Que a Musa voltará
e cantará, novamente,
só para Ti,
Um novo Poema
a cada novo dia.

- Uma nova Flor
Para cada novo Amanhecer.

Saleti Hartmann
Professora/Pedagoga e Poeta
Cândido Godói-RS
 
UM POEMA CADA DIA

NOITE DE VERÃO QUENTE

 
Ardo nesta cama como numa poça de fogo
Me queira possuir
Mas tu não estás aqui
Vejo o teu olhar quente que me encendeia
Nos lençois que parece que pegam fogo
É só uma noite quente de verão
3 da manha sem conseguir dormir
Este calor que se entranha e a tua pele se faz minha
Sim esta noite não dormes sozinha

Noite de verão quente como te queria para todo o sempre
Noite de verão quente e tu pareces tão presente

Eis que ela aparece como que por encanto saltitando
Para a festa que se avizinha
Acendo a luz e o teu foco
Que me ilumina já não está aqui
Como uma predadora na escuridão
Os teus cabelos vermelhos são o fogo que me está a queimar

E a tua pele bronzeada que me faz sonhar
Esse tom de pele e esse ar sensual que me faz delirar
E essa boca desenhada que eu quero beijar

E ao pensar em ti eu sei o que é viver
Como duas almas caminhando lado a lado
Tenho ansias de ti estou ansioso para te ver e gritar te estou aqui
Beber o tal panaché com uns caracóis
Embebedar me com o teu cheiro viciante
Fazer castelos na areia
Afagar o fogo nos teus cabelos vermelhos
Tenho sede desse lábios
E da tua secreta alegria

SEMEANO OLIVEIRA
 
NOITE DE VERÃO QUENTE

Viva e eficaz é a alma do poeta.

 
A alma de um poeta não morre jamais.

Os seus ideias permanecerão na mais viva memória de quem o sabe respeitar, de quem o sabe verdadeiramente amar.

Assim as chuvas cairão abundantemente, o solo tornar-se-á ainda mais fértil e alma do poeta ressurgirá, em cada dia, ainda mais viva, ainda mais eficaz.

Como uma pequenina semente em nossos corações plantada, agora em nós cultivadas, uma imensa árvore cresceu.

Assim cada um pode colher os mais lindos frutos que agora se tornaram á vista agradáveis e imensamente deliciosos.

A leitura identificar-nos-á e levar-nos-á a percorrer numa viagem de sonho, os lugares mais exóticos por nós supostamente imagináveis, onde quantas vezes a ficção e a realidade se cruzam, para dar lugar a um oásis, onde nenhum de nós antes foi, mas que se tornou em nós, na mais linda viagem alguma vez realizada, ao regresso da nossa própria existência.

Assim nos identificaremos, tornar-nos-emos os mais felizes entre todos os que não sabem pelo menos uma só vez, apreciar a beleza de um código feito com arte, que em toda a parte tem uma linguagem universalmente conhecida, vida em nossas próprias vidas.

Os ideais não morrem, …permanecerão eternos como os sonhos em que acreditamos, afinal por eles o nosso coração bate…

A arte e a beleza se encontraram, a graça e a virtude se beijaram, o poeta finalmente pode descansar em paz.

Neste mundo meu e teu, cada um de nós macroscopicamente falando é um pequenino grande poeta, desta razão universal, que em cada dia, nos faz falar, nos identifica pelo que somos, pelo que realizamos, e pelos sonhos em que acreditamos, assim por eles nos valorizamos.

A experiência por aqui vivida em cada dia mais e mais se traduz em bênçãos, importa sabê-las viver o melhor possível, numa linguagem acessível, eficazmente apetecível e por ela, outros nos possam identificar.

Hoje choramos, amanhã sorrimos…assim é este o nosso mundo, nele crescemos, nele vivemos, o mundo de todos nós feito à nossa própria imagem, um espelho pelo qual olhamos e cada vez mais nos identificamos.

Saibamos com humildade e respeito dignificar a alma dos poetas que por este mundo de sonho que é o luso, por aqui passam…

Sejamos implacáveis na forma de escrever e comentar e se possível, em cada dia a cada um amar, como a nós mesmos nos amamos, afinal a perfeição está apenas a um curto espaço da minha e da tua própria existência, onde ninguém é superior, mas todos semelhantemente iguais, mesmo sendo desiguais em nossas convicções, assim nos saibamos convenientemente respeitar.

E se é um pequenino véu que nos liga à vida, então sim, aproveitemos bem este tempo aqui passado, pois a história de todos nós que é o livro de nossas próprias vidas, será lida vezes sem conta, por mim, por ti, e por todos quantos adoram na mais linda expressão sentida, o prazer de ler, o prazer de escrever, afinal a vida é um livro bem aberto, onde os poetas vivem, para deixar as suas mais vivas, as suas mais lindas emoções.

Ainda que os sonhos partam, muitas aventuras em nós permanecerão, afinal somos um mundo feito com arte, dentro do nosso pequeno grande mundo.

Que os poetas permaneçam no meu e no teu coração sempre vivos, pois morrer não podem os sonhos, pelos quais nos identificamos.

Um texto escrito aqui fica, à apreciação de quem me visita, livremente aberto à critica e à expressão livre de cada “amigo" luso.

Espero seja sempre construtivo, todo o dialogo, por ele todo o poeta possa sempre em cada dia mais e mais crescer, em cada dia mais e mais aprender, pois se a vida é uma escola de grandes ensinamentos, também aqui humildemente aprendamos, pois entre as emoções que aqui se vivem…muito mas mesmo muito aprendemos, experiências novas vivemos, por elas nos possamos também identificar.

Seja a alma do poeta, a embalar os sonhos de todos nós, pela razão falemos…e jamais calemos a expressão livre do falar, e assim se faça ouvir a nossa voz.
 
Viva e eficaz é a alma do poeta.