Dia internacional da mulher

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares da categoria dia internacional da mulher

SEXO FRAGIL, SERÁ?

 
SEXO FRAGIL, SERÁ?
 
Sexo Frágil, Será?

Temos a capacidade de gerar.
Nove meses ficamos a esperar,
Contando os dias até ele chegar,
Para enfim nosso filho abraçar.

Ao parir nos emocionamos,
De felicidade então choramos,
No nosso seio amamentamos,
E da dor sequer lembramos.

Diariamente temos que encarar,
Compras, fila para pagar
Preparar o almoço sem atrasar,
Ficando toda a cozinha para limpar.

Lavar roupa, secar, depois passar,
Arrumar o que ficou fora do lugar,
Quando pensa que vai descansar,
Que nada, é hora de fazer o jantar.

E quando trabalhamos fora,
A jornada do dia fica multiplicada,
Correndo sempre em cima da hora,
É complicado não esquecer de nada.

Cuidar dos filhos, do marido , organizar,
Tudo certinho perfeito e em tempo hábil.
E ainda dizem que nós MULHERES
Somos o sexo frágil.

Será?

♫Carol Carolina

A TODAS AS MULHERES DO LUSO
O MEU SINCERO ABRAÇO PELO NOSSO
DIA!
 
SEXO FRAGIL, SERÁ?

Mulher

 
MULHER

Repouso na ternura dos teus braços,
Mulher
E tudo em ti é púrpura
Longínquo
Amor, dor, poente ou nascente
Luz sem fim
Luz de ti.

Repouso na colina
Dos teus seios
Que me lembram minha Mãe,
Ó mulher que inflamas e esqueces qualquer dor!

Repouso todas as lembranças em teu ventre de açucenas brancas
És minha Virgem Santíssima,
Mas perdoai-me Senhor, és a minha Mulher digníssima
A mãe, a amiga, a amante, a companheira
A chama acesa
A canção mais triste
O meu maior tormento
Meu alento…

Ai Mulher
Meu cansaço não é teu repouso!

Teu repouso pertence a um reino mais distante.
Pertence à essência maior que de teu ventre brota
E eu não sei
Nem entendo.

Pertence aos montes e às planícies quando lhes sorris
E aos pardais que saltitando vão labutando em teu redor
Meu amor.
Teu segredo.

Teu repouso
Mulher
Pertence às eras mais distantes…

Às Tágides
E às sereias
Que só Camões
Sabia evocar!
…Ao piano e aos acordes de guitarra entre a tua dolorida voz
Quando eu te permitia com orgulho cantar
Para toda a gente
Meu amor.

Hoje, mais livre que eu
És tu quem repousas no meu ombro quando regressas a casa
Tão exausta, tão só
Quase finda de ti
Ainda assim sorridente
Ainda assim cantando, com as lágrimas escorrendo
Pelo teu rosto de marfim
Adormecendo nossos filhos
Mulher.

És o meu,
O nosso alicerce, bem firme
A coluna de mármore rosado entre
Todos os temporais.

E, o meu repouso já não é o teu repouso,
Mas ainda é a ternura dos teus braços
Que me elevam ao êxtase maior da sensualidade
De um cântico de sereia.

Ai mulher!
Fosse eu escultor dos tempos, de todo alento ou desalento
E tu serias minha única contemplação
Além da Via Láctea
Consagração plena, pura, divina
Para toda a Eternidade
Tão pura, tão púrpura de ti!

Mulher Amada!

© Célia Moura
 
Mulher

«A TODAS AS MULHERES...»

 
Tu ..., que já foste menina,
Com os teus sonhos de infância,
Cresceste bela e ladina
Neste mundo de ganância …

Consciente e genuína
Marcaste p’la discrepância.
Tua presença mui fina,
Distinta…, sem arrogância,

Mesmo sendo sofredora,
Em circunstâncias incríveis,
Com gentes tão insensíveis…

Sempre serás vencedora
Numa situação qualquer...
Tua força é ser MULHER…

A minha singela «HOMENAGEM» a todas as MULHERES deste Planeta global, neste «Dia Internacional da Mulher»...

em 8 de Março de 2011
 
 «A TODAS AS  MULHERES...»

Mulher

 
MULHER

Repouso na ternura dos teus braços,
Mulher
E tudo em ti é púrpura
Longínquo
Amor, dor, poente ou nascente
Luz sem fim
Luz de ti.

Repouso na colina
Dos teus seios
Que me lembram minha Mãe,
Ó mulher que inflamas e esqueces qualquer dor!

Repouso todas as lembranças em teu ventre de açucenas brancas
És minha Virgem Santíssima,
Mas perdoai-me Senhor, és a minha Mulher digníssima
A mãe, a amiga, a amante, a companheira
A chama acesa
A canção mais triste
O meu maior tormento
Meu alento…

Ai Mulher
Meu cansaço não é teu repouso!

Teu repouso pertence a um reino mais distante.
Pertence à essência maior que de teu ventre brota
E eu não sei
Nem entendo.

Pertence aos montes e às planícies quando lhes sorris
E aos pardais que saltitando vão labutando em teu redor
Meu amor.
Teu segredo.

Teu repouso
Mulher
Pertence às eras mais distantes…

Às Tágides
E às sereias
Que só Camões
Sabia evocar!
…Ao piano e aos acordes de guitarra entre a tua dolorida voz
Quando eu te permitia com orgulho cantar
Para toda a gente
Meu amor.

Hoje, mais livre que eu
És tu quem repousas no meu ombro quando regressas a casa
Tão exausta, tão só
Quase finda de ti
Ainda assim sorridente
Ainda assim cantando, com as lágrimas escorrendo
Pelo teu rosto de marfim
Adormecendo nossos filhos
Mulher.

És o meu,
O nosso alicerce, bem firme
A coluna de mármore rosado entre
Todos os temporais.

E, o meu repouso já não é o teu repouso,
Mas ainda é a ternura dos teus braços
Que me elevam ao êxtase maior da sensualidade
De um cântico de sereia.

Ai mulher!
Fosse eu escultor dos tempos, de todo alento ou desalento
E tu serias minha única contemplação
Além da Via Láctea
Consagração plena, pura, divina
Para toda a Eternidade
Tão pura, tão púrpura de ti!

Mulher Amada!

© Célia Moura
 
Mulher

O DIA INTERNACIONAL DA MULHER

 
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

O DIA INTERNACIONAL DA MULHER FOI CELEBRADO ONTEM 08/03/2011, VIVA O 04/03/211, UFF... JÁ PASSOU! VIVA!!!!!
 
O DIA INTERNACIONAL DA MULHER

DIA DA MULHER

 
Para sempre hei-de recordar
Os momentos que contigo vivi
Não te tenho, quero chorar
Porque é difícil viver sem ti

Com doçura me embalavas
Quando eu era pequenino
De me beijar não te cansavas
Quando no colo tinhas teu menino

Tenho momentos na minha vida
Que a tua imagem tão querida
Minha Mãe, nunca esquecerei

Agora que no Céu tu estás
Deus te guarde a alma em paz
Que eu na Terra sempre te admirarei

JORGE BRITES
Partilhando o meu Sorriso e uma singela
homenagem á minha saudosa e
querida Mãe, neste dia tão especial para
todas as mulheres.
 
DIA DA MULHER

MULHER, MÃE, ESPOSA E TRABALHADORA

 
Gestos delicados, voz eloquente
e de predicados muito elegantes,
do teu ventre Mulher, tremente,
nascem os seres, inda ofegantes.

Choras e ris, ao veres o teu filho;
vêm os cheiros, o conhecimento,
e logo em ti para ele traças trilho,
caminho, na hora do nascimento.

Cuidas dele, do esposo e trabalho,
co uma força, que ainda te negam,
julgando-te carta, fora do baralho,
que com a tua feminilidade cegam.

Claro; que gostas de te sentir linda,
e que os outros a ti te envaideçam,
mas já não és servil e tens mui inda,
o que combater: não te esqueçam!

Jorge Humberto
05/03/11
 
MULHER, MÃE, ESPOSA E TRABALHADORA

Mulher madura

 
Mulher madura
 
Esse ar puro oxigenado de maturidade
me dá o aspecto de que já vi tudo na vida,
disposta a rever a própria vida.

Este sentimento de mulher humana
me dá o direito de viver feliz,
inspirando segurança,
como se já tivesse tudo o que quis.

Esse jeito felino ou de criança
me dá a certeza de ser forte como nunca,
agarrada nos braços da esperança.

Essa determinação de chegar faceira,
sem ter que explicar nada
nem dizer porque,
me dá a sensação
de estar no auge da vida,
a vida inteira.

Ivone Boechat

Publicado no meu livro AMANHECER 3ª.Ed Reproarte-RJ 2004
 
Mulher madura

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

 
Mulheres
Uma personagem marcante,
Acima de tudo honrada,
Qual homem não teria orgulho
De ter uma mulher assim.

Mãe,
A mais amada,
Uma irmã amiga,
E fica difícil não perceber
A tua meiguice e simplicidade.

Quando tu és mãe
Vive semeando a esperança
No coração das pessoas
Que te amam e rodeiam,
Como esposa sofre junto
A pessoa amada o seu companheiro
Do dia a dia.

Mulher,
Tu és e será
Sempre este símbolo lindo
De vida que emana por onde passa,
És como a imagem da perfeição
Que nem mesmo é abatida
No dia a dia.

Com simples palavras,
Em cada gesto de carinho
Tu demonstras a tua humildade,
Você merece sempre compartilhar
De cada realização que faz
Pois teu gesto nobre enaltece
Uma nação inteira
Independente do nome
Que você recebeu.

Pois para mim você é a demonstração
De uma beleza sem fim,
De uma garra maior ainda,
De um amor infinito
E sempre encontra fé
Para demonstrar o caminho que trilha,
O caminho do amor e da vida.

Marcus Rios
Poeta Iunense – Acadêmico –
Membro Efetivo da Academia Iunense de Letras (AIL)
Membro Efetivo da Academia Marataizenses de Letras
 
DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Mulheres da minha Vida (o valor de uma Mulher)

 
Mulheres da minha Vida (o valor de uma Mulher)
 
 
Amores
que entraram
e ficaram em mim
como se fossem eternos!

Vivi cada um
me dando de corpo e alma
esquecendo a vida,
a minha vida,
sonhando
e vivendo esses amores,
como se fossem os únicos,
os mais belos
com entrega,romantismo,
beleza e emoção...

Todos guardados
em mim
neste coração infinito
que não abandona
quem amou
e ama
e levará consigo
após o sorriso final,
O amor
Desses amores!

José Manuel Brazão

Dedicado às Mulheres da minha Vida, simbolizado em minha Mãe!

O valor da mulher é ainda maior quando reconhecido pelo homem...
Beijos
Ana Coelho
 
Mulheres da minha Vida (o valor de uma Mulher)

MULHER MARAVILHA

 
MULHER MARAVILHA
 
Mulher um ser iluminado
Lutadora,nao desiste de nada
Uma vencedora por natureza
Nela está a maior beleza
A luz que da luz a vida
Por isso sempre será...
A mulher maravilha
Pela sua ação divina

Feliz dia da Mulher a todas as poetisas
e as mulheres de todo universo

POR FAVOR, PARA MELHOR LEITURA, CLIQUE NO POEMA
 
MULHER MARAVILHA

MULHER, SER DE LUZ DIVINAMENTE CONCEBIDA!

 
MULHER, SER DE LUZ DIVINAMENTE CONCEBIDA!
 
MULHER, SER DE LUZ DIVINAMENTE CONCEBIDA!
(Homenagem ao Dia Internacional da Mulher)
08 de março de 2010.

Ah Mulher! Como és bondosa, educadora
Que mesmo na azáfama do dia-a-dia
Educas a prole com paciência e sabedoria
Que brotam de tu’Alma protetora.

Protetora e geradora pelo desejo de Deus
Abençoando-lhe com o dom Sagrado da gestação
E um Amor de Maria pelos filhos teus,
Infinito, eternamente gravado no coração.

És a fonte suprema da Vida,
Uma terna poesia dos cantares de Salomão,
Inspiração dos poetas e de toda uma nação.
Ser de Luz Divinamente Concebida!

És a flor singela desabrochada no jardim,
Exalando ternura e um doce frescor
De perfume no ar com cheiro de jasmim.
Tu és o verdadeiro Manto sublime do Amor.

Enfim, és Mulher, Mãe, dedicada
Esposa, amante, amiga, companheira,
Nasceu pra amar e ser amada, guerreira,
Mas sem perder sua essência delicada.

Elias Akhenaton
 
MULHER, SER DE LUZ DIVINAMENTE CONCEBIDA!

*MULHER

 
*MULHER
 
*Mulher
08 de março

A maior obra da criação universal
Da costela de Adão ou origem incerta
Tens como todos os seres dom Divinal
De procriar, povoar, mão que acoberta

Tu és metade certa, da outra metade
Dois óvulos compartilhando emoção
Neste planeta em dor e verdade
Duas mentes em igual comunhão

Quando te vejo humilde rogando
A outra mãe contrita num altar
Pelo filho doente ou filho sumido
A lágrima no rosto frágil a rolar

Sinto que as duas já se entendem
Sentindo na carne o mesmo penar
Ou no amor perdido no ontem
São dois corações no pranto a rolar

No teu caminhar mulher de bravura
Feito de dor, de alegria, de saudade
De sucesso também de desventura
Vais trilhando e varrendo liberdade

Vivamos cada momento em ruptura
Quebrando espinhos colhendo a flor
Mas nunca percamos a doçura
Nem a força que emana do amor

SoniaNogueira
 
*MULHER

*DIA INTERNACIONAL DA MULHER

 
*DIA INTERNACIONAL DA MULHER
 
*Dia da Mulher
08 de março

Quando te vejo mulher, grandiosa
Antes portas fechadas, mentes nuas
Parideira e escrava laboriosa
Hoje guerreira de vontades tuas

Sinto orgulho da missão erguida
As conquistas voaram lentas
Voo de filhote aprendendo a lida
Abrindo asas riscando tormentas

Saindo de leve, sob peso, pressão
Subindo degrau por degrau, firme
Afoitando a coragem com decisão
Travando conquistas sonho livre

Vejo a astronauta voando no ar
A médica, advogada, a enfermeira
Mecânica, pintora, mulher liderar
Militante, Josélia mulher guerreira

Na política atingiu a presidência
Sinto quase igualdade social
Fora a força do outro, em evidência
Maria da Penha em força desigual

Lutou em prol da lei contra agressão
Batalha que venceu e desempenha
Setembro de 2006 vitória e decisão
Mas se banaliza a lei Maria da Penha

A mulher é a fortaleza útil do lar
Comandante, mãe, profissional
Há restrições, o lema é conquistar
Saúdo-te mulheres de força universal

Sonia Nogueira

Entrevista para a Rádio Dosvox Rio de Janeiro
Nº 282 - 18/02/11

http://www.sac.org.br/Radio.HTM
 
*DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Prosa pra falar de mulher

 
Eu sinceramente, não sei bem como começar esse texto. Como de costume, vou apenas “vomitar” o que me vem à cabeça, certo? Certo. Aqui vamos nós…

Ainda há pouco, tava ali sentado no sofá, olhei pra minha mãe e disse: “Vou ali escrever o texto de hoje”. Como sempre faço quando uma ideia me ocorre, comecei a me dirigir pro computador pra “armar a barraca”, ver o que a página ainda em branco do editor de texto me diz. Acontece que no curto caminho do sofá para o quarto, enquanto subia degrau a degrau a escada daqui do primeiro andar, me ocorreu que eu estava indo, de fato, escrever. Eu devo isso a uma mulher.

Minha mãe teve a paciência de professora de me alfabetizar um pouco mais cedo do que é comum para as crianças aprender a ler e a escrever. Literária, me passou por osmose genética o gosto pela leitura, pela literatura, e sem querer querendo, me empurrou clássicos fantásticos sobre os mais variados temas que fizeram minha cabeça pegar num tranco progressivo, imaginativo, funcional. Isso me remete ao fato de que antes de eu nascer, houve um casamento. Antes disso, houve uma paixão, uma vontade, uma adolescência, uma infância, um crescimento e, no final das contas do começo, um orgasmo. Ligando uma ponta à outra, mulher é bicho orgásmico.

Escrever sobre isso é tão delicado quanto qualquer uma dessas pessoas. Você pode escrever, você pode falar… tenha medo se elas não gostarem. Porque mulher que é mulher tem uma alma imponente que lhe faz tremer. Para bem ou para mal. Seja do pavor gerado pelo confronto da ira feminina, ou pela ausência de peso naquela aura esquisita, dominadora, dominante. Em termos genéticos, em termos práticos, todo homem é recessivo perante uma mulher genial. Não importa quem ergueu a casa; o verdadeiro mestre de obra é a mãe de tantos filhos, é a mulher de um homem só, é a “patroa”, a “dona encrenca” que de manhã assa o pão nosso de cada dia, enquanto não raro o conquista na labuta.

Mulher é frágil. E essa expressão requer aspas tão grandes que nem me arrisco a colocar. Embora desprovida de muita dureza, ela tem uma coisa que nós homens, muitas vezes, invejamos: uma tenacidade tenra, madura e persistente. Acho que é isso que nos conquista. Mais que os sutiãs. Se toda mulher se tratasse de lingerie, todo homem era casado com a boneca inflável mais perua. Mulher se trata de afinco, de zelo, primavera, florzinha amarela, tempestade e trovão.

Notem, por favor, que eu falo de mulheres. No sentido literal. Tô falando da mãe que espera o bebê chegar; que passa a vida querendo mantê-lo quentinho. Tô falando daquela que já é mãe, que aceita a vida em sua integridade, no trabalho, na casa, na família que optou ter. Eu falo de mulher de verdade, não dessas de propaganda de sabonete. Mulher que tem a vaidade como um mínimo mimo merecido, mulher que tem aura, mulher que tem asa, quadril e muque. Mulher que o tarado odeia, mulher que todo mundo espera, mulher que é melhor, mulher que é mulher. Mulher, enfim. Mulher.

E hoje é o dia internacional delas. Em todo lugar do planeta, temos exemplares dessa arte (esquisita?) de Deus pensando nas batalhas a serem travadas daqui pra terminar o dia, seja dando conta de uma nação, seja apanhando a roupa da chuva. Essa galera tem uma mistura de lavandeira com presidenta, mocinha de puberdade com velhota enxuta. Toda mulher é mais ou menos uma pororoca de vários termos. É por isso que homem nenhum jamais capturou o peito de uma mulher: se ela ainda está por aí, ela fica porque quer.

Eu vejo violências. Descasos, preconceitos. Coisa de homo sapiens, pra falar a irônica verdade. Eu vejo isso tudo e sinceramente, não sei o que falar a respeito, meninas. E independente do que pensem os machões ou as bichinhas, eu as acho invejáveis… tem uma garra aí em vocês que faz valer a pena qualquer score. E vocês lutaram, um bocado ‘cês conseguiram. Hoje é o dia de vocês se homenagearem. Hoje é dia de chover homenagem…

Essa aqui, espero, tem o intuito de que vocês possam se homenagear sempre...

Porque merecem.
 
Prosa pra falar de mulher

MULHER

 
Ainda menina, corre, brinca, ensaia e encena a pequena mulher
Com choro fácil muito sensível nada lhe escapa aos seus olhos miúdos e aos seus sentidos
Curiosa, atenta, vaidosa, levada às vezes, mas sedenta de amar, de cuidar de amparar...
Já da mostra da alma feminina, da alma de mulher!
Quando moça, nossa! Todas as virtudes e qualidades se reforçam, buscando se auto- afirmar
Cheias de quero mais, de não se conformar, idealizam a perfeição, a beleza então? Nem se fale!
Sua ânsia e determinação vão além do desejar ser uma grande mulher, o céu é seu limite, e ela encara os desafios e vai...a moça mulher!
Adulta e mãe já sabe bem o seu lugar, e o defende com unhas e dentes, seus rebentos, sua família, seu lar...
Sem perder sua delicadeza e feminilidade, sua vaidade, seu prazer em amar
Mulher! Verdadeiramente mulher!
Já idosa ela sabe esperar, aposenta a ansiedade e se debruça a olhar, a meditar, a pensar, a velar...
Encara-se de frente, e sente. Saudosa, muitas estórias pra contar
Firme não se deixa curvar, mesmo que sua frágil estrutura e a força da gravidade teimem em lhe vitimar
Preserva sua beleza, sensibilidade e delicadeza de mulher
Sempre mulher!

Dedico esse poema a todas as mulheres que sabem amar, mas especialmente, as que se amam, se valorizam e não tem medo de errar

Meu abraço terno e caloroso nesse dia a ti consagrado mulher!
 
MULHER

As mãos da mulher

 
As mãos da mulher
 
Vestem necessitados,
ensinando a bondade,
dão o exemplo,
ensinando o amor,
embalam o berço,
ensinando a ternura,
indicam o caminho,
ensinando a decidir,
preparam alimentos,
ensinando a repartir.
Erguem as mãos,
ensinando a orar,
abrigam o aflito,
ensinando esperança,
enxugam a lágrima,
ensinando a
compartilhar,
constroem a família,
ensinando a confiar,
plantam flores,
ensinando a trabalhar.

Ivone Boechat
 
As mãos da mulher