Poemas, frases e mensagens de machbeth

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de machbeth

Quase

 
Quase
 
É quase sem notar...
...que este sentimento impávido aparece na surdina
me seduz de forma sórdida
trazendo as claras demônios noturnos
e eu quase sem resistir...
...prostrado,dopado
me declaro refém de suas intensões
e quase sempre...
a dor do arrependimento me visita
e logo estou fazendo confissões imundas as paredes
quase louco...
...tento apagar vestígios de meus momentos
errôneos
quase sem exito...
me entrego lentamente a dor.

"As piores correntes são aquelas que não se pode ver"
 
Quase

O forasteiro

 
O forasteiro
 
Homem comum
De alma indomável
Eterno forasteiro de si mesmo
Barba por fazer
Olhar escondido
Camuflam seu orgulho ferido
Lobo sem alcateia

Com ele
Não mais que um apático semblante
E devaneios corriqueiros
Em seu coração cigano
Traz consigo
A história de um amor proibido
Canções de blues
Em sua gaita solitária
Embalam a noite prateada

Cigarros e bebidas
Fazem parte de um dia
A espera de calar sua ferida
Abandona a cidade
Antes mesmo que perceba
Mais uma vez
Parte em sua solitária busca
Por algo que o resuma.

(Machbeth)
 
O forasteiro

Ela

 
Ela
 
Ela

Se levanta antes do dia acordar
Traz o sol nos dentes em cada sorriso
Vence seus moinhos e dragões
Traz o ofício nas mãos
O passado na lembrança
E os olhos na ponta pontiaguda do relógio
Mas quando as cortinas descem
Avisto lágrimas em seus olhos de retrós
Como o palhaço que ninguém faz sorrir
Ela se sente triste
Como queria dizer a ela:
É normal se sentir vulnerável às vezes
Mas antes do livro se fechar
Ela envenena a bruxa
e se torna o príncipe encantado de sua própria historia
e com a chegada da noite
a lua traz de volta seus sonhos roubados.

Machbeth

espero que gostem fiz inspirado em minha namorada pela sua historia de vida e a mulher que eu admiro.
 
Ela

Nosferatu´s

 
Nosferatu´s
 
Posso sentir a sua presença assombrosa
se aproximando em silêncio
ardilosamente discreto
irá me corromper mais uma vez
você sabe o caminho
sabe os meios
sequestra minha inocente lucidez

Um grito rasga o silêncio
cai o véu
revelando sua figura sem face
no seu sorriso consigo ouvir
triste choros e gemidos
de vidas machucadas
por sua rubra alma
que ao partir
deixa rastros...

Mas já posso sentir sua presença assombrosa
mais uma vez
se aproximando em silêncio.

(Machbeth)

A todos os (Nosferatu´s) que existe em cada um de nós.
 
Nosferatu´s

Cuidar de você

 
Me deixa cuidar de você
De forma protetora te ninar
Com um sentimento quase paterno
Beijá-la de surpresa sem te despertar
Só quero te cuidar do meu jeito
Amar-te sem receio
Serenamente vê-la dormir
E com poucas palavras te definir
Em um dia chuvoso
Cravar o meu beijo em seu pescoço
E quando o mundo lhe machucar
A suas asas soprar
A sua queda aparar
Sem lhe pedir nada em troca
Te amar como resposta
E lhe mostrar
Que o amor vale a pena.
(Machbeth)
 
Cuidar de você

Câmara de gás

 
Não sei a quanto tempo estou aqui dentro
sinto dores
sinto desejos
a quanto tempo estou aqui dentro?
tempo o bastante para me apodrecer por dentro.

Câmara de gás

Cicatrizes inconcientes
danos irreparáveis
estou começando a ficar cansado disso
queria que houvesse outro jeito
de conhecer o certo sem antes fazer o errado
de amar sem precisar sofrer
quantas vezes já estive neste lugar
contemplando minhas ruínas
ultimamente tenho estado frio
foi a unica maneira que encontrei de anestesiar meu coração
porque quando a noite cai
preciso me recolher em meu abrigo
onde é difícil respirar
como seria reconfortante se houvesse outra maneira
seria como segurar uma rosa
sem se preocupar com seus espinhos
mas não está sendo tão doloroso
é só como andar sobre espinhos
mas não está sendo tão sufocante
tente então respirar em uma câmara de gás.

(Machbeth)
 
Câmara de gás

Noites...

 
[u]noites...[/u]

O peso desta noite
aquelas guinbas no cinseiro
está luz que não ilumina como antes
e você que vem de muito longe
você
que vem de dentro de mim
só pra me frustrar
você
que sei muito bem quem é
vem do meu passado
pra me assombrar
segue meus passos
nâo me deixa esquecer da onde vim
não me deixa esquecer do que eu fujo
esse cherio amargo
esse sentimento quase familiar
que já sei muito bem da onde vem
vem de dentro deste vazio quese contenta com o seu nada
este vazio que se sacia com minhas lágrimas
este gosto doce
esse desejo quase insano
já sei como se chama
vem das noites pesadas
em que morro para sobreviver
das noites insanas
em que o sentido de tudo se perde na banalidade das coisas.
 
Noites...

Pescador de versos

 
Pescador de versos


Caminhava pela noite
ele tentava encontrar o caminho de volta pra casa
buscava refúgio de suas aflições
homem comum
mas a vida o havia condenado "pescador de versos"
não tinha ferramentas na bolsa
apenas um lápis,algumas moedas e pedaços de versos
espalhados por vários cadernos
era na ponta de um lápis que ele encontrava não só sua vocação mas uma paixão pessoal
no qual escrevia não só a sua história
como também a de pessoas que ele nunca conhecera
buscava apenas um abrigo
(a esperá de aguás produtivas)
mas é só sentir sua criatividade se agitar
que ele logo lança sua rede
a procura de novos versos
que possam acalmar o oceano inquieto
que existe em seu coração.
(Machbeth)

pescadores de versos somos todos nós do luso poemas!!!!! xD
 
Pescador de versos

Folhas de outono

 
Folhas de outono
 
Folhas de outono
Nunca pensei que voltaria aqui
depois de tantas vidas
consegui voltar para o nosso porto
só que desta vez é diferente
porque não tenho mais você
pensar nisso me torna frágil
frágil como folhas de outono
que agora colorem o chão
nos mais variados tons de vermelho
fazendo o céu se fundir com o inferno
veja a árvore que plantamos
está enorme
o tempo passou tão depressa que escapou das minhas mãos
acho que fui o único que não mudou
consegui me lembrar do nosso primeiro beijo
frágil
frágil como beijar a melhor amiga
frágil como folhas de outono
tudo aqui parece guardar um pouco de você
este lugar é tão bom que me faz mal
é como uma tragada longa e profunda
uma brisa agora brinca no meu rosto
me fazendo lembrar que sua falta
me tranformou no homem que sou
que caminha solitário
e pensar nisso me deixa frágil
frágil como folhas de outono.
(Machbeth)
 
Folhas de outono

só por hoje

 
só por hoje,quero estar sozinho
só por hoje,quero estar só comigo
só por hoje,quero chorar por um amor não conquistado
ver as minhas lágrimas que se fundem com a chuva em um pranto só
só por hoje,quero sentir uma tristeza suicida
só por hoje,lembrar que você tem olhos mais belos que já vi
desenhar seu rosto no céu através das estrelas
só por hoje,não quero lembrar de ontem
só por hoje,não quero pensar no amanhã
só por hoje,quero pegar no sono depois de muito chorar.
(Machbeth)

só por hoje...
 
só por hoje

Anjos de neve

 
Anjos de neve

Árvores gelidas, natureza parada
O inverno veio mais cedo este ano
Cobrir tudo de branco
Desta vez entendi
oque havia esperado quatro estações para compreender
Costumavamos fazer brincadeiras de neve para passar o dia
Saiamos de casa para nos divertir
e anjos de neve costumavão nos esperar do lado de fora
ainda acho que aquele tombo não foi por acaso
Quando sem intenção encostei meus lábios nos seus
Você sorriu e me olhou sem graça
Enquanto eu, não conseguia parar de rir por dentro
Mal sabiamos que aquele seria o nosso melhor inverno
Agora estou segurando um telegrama seu
Diz que este inverno você não virá
Memorias de inverno são o que tem alimentado os meus sentimentos até o seu regresso
Por um tempo vou ter que esquecer tudo isso
Por um tempo terei que preencher sua ausência
Mas ano que vem (caso você planeje o seu regresso)
Saiba que ainda estou aqui
E que os nossos anjos de neve estarão sempre a nossa espera.
(machbeth)
 
Anjos de neve

Platônico

 
EU
escravo de tua beleza;
Eu
lacaio de tua graça;
me cento aqui
perdido em deslumbramento
enquanto tua doce voz me chama

És minha cina em forma de mulher
meu desejo em forma de tentação
pecado santo,reflexo da perfeição
Me sinto tão condenado
a viver sob a sola de teus sapatos
tão condenado
a viver em pronome indefinido
implorando por centavos de tua atenção
esperando por um olhar em discrição

Eu
escravo de tua beleza;
Eu
lacaio de tua graça;
me cento aqui
a contemplar seus belos traços em forma de poesia.

(Machbeth)
 
Platônico

Dez anos depois

 
Dez anos depois

Se lembra quando você me disse
para ter fé que as coisas iriam mudar
estavamos abraçados em baixo de um carvalho
você era bem mais sensível e sabia ouvir seu coração
e eu tinha bem mais cabelo
e tempo para perder com os meus tropeços
você tinha razão
as coisas mudaram
você conseguiu alcançar seus sonhos
mais o tempo roubou de você
algo que só se pode ter uma vez
roubou o que eu mais amava em você
você apostou com fichas altas
eu tentei te dizer que era arriscado demais
as coisas mudaram tanto ao ponto de eu perder você
droga!
se eu pudesse voltar atrás
pararia o tempo antes daquela discussão
e o pior de tudo é que eu nem lembro mais o motivo
as vezes a noite eu fecho olhos pra acreditar
que em algum lugar no tempo em alguma dimessão
estamos juntos e felizes
e que tudo isso não passou de um sonho maluco em uma noite quente
você continua linda
e eu sem te esquecer
eu tentei te dizer que era arriscado
e agora depois de dez anos
você me liga dizendo que me espera
em baixo do velho carvalho
eu tentei te dizer que não era a hora
tarde demais
você tera que se contentar com o velho carvalho
e no meu lugar uma mensagem escrita no tronco
"Até daqui dez anos".
(machbeth)
 
Dez anos depois

sobre um corpo

 
O que mais posso querer?
Do que sentir seu corpo no meu
Sentir aos poucos a textura da sua pele
Nem macia demais e nem um pouco áspera
Que há um simples toque
Faz minha mente entrar em delírio
Luxúria, rendição
Se perdem nas demoradas curvas de seu corpo
Porque são nas nossas horas de prazer
Que o prazer virá brincadeira
E a menina se revela mulher
Mas se eu me perder em seus afogados desejos
Só lhe peço uma coisa
Não me privas de teus sorrisos
Dos quais me acostumei e sei que não poderia viver sem
Se algum dia quisesse compor uma melodia pra você
Sei que tal reles ser humano não poderia
Pois não encontraria combinações o suficiente de notas
Para poder explicar o porquê de tanta beleza
E se tal feito conseguisse, sei
Que faria os anjos chorarem
Ao termino de sua execução
O que mais posso dizer?
De um corpo que me faz achar alegria em tristeza
E prazer em sofrimento
O que mais posso escrever?
De um corpo que falta palavras para descrevê-lo...
 
sobre um corpo

Um lugar chamado solidão

 
Um lugar chamado solidão

Em um lugar chamado solidão
pessoas tentam nao chorar em vão
em um lugar chamado solidão
eu espero, incansável
pelo dia que irei me livrar destas correntes

Os dias são cada vez mais breves
e quando a noite chega
a dor repousa sobre mim
é quando me recolho em meu leito
e rezo pelos corações partidos

Neste lugar chamado solidão
algo já perdeu o sentido
e o contexto escondido nas palavras que uso
não condizem
a ansiedade faz parte destas horas
e você aprende a lidar com isso
adquirindo vícios

Estou adormecendo
neste lugar chamado solidão
mas não antes de rezar pelos corações partidos
e é aqui que devo ficar
até que a solidão deixe de ser o meu lugar.

(Machbeth)
 
 Um lugar chamado solidão

Fora do lugar

 
Fora do lugar

Queria não pensar no futuro
queria não me importar tanto
será que há um lugar seco para eu enchugar minhas lágrimas
talvez eu só esteja alucinando sobe o efeito desta dor tão intensa
paciência é apenas um capricho que não me pertence mais
será que existe ainda um belo outono para está folha seca
será que algum dia a primavera vai voltar
estou tentando não me importar
estou tentando não lembrar
estou tentando não me preocupar
avise ao dono do quebra-cabeças que aqui está uma peça fora do lugar.

(Machbeth)
 
Fora do lugar

Detalhes de uma perfeição

 
Detalhes de uma perfeição

peço a deus que não se repita aqueles episódios passados
foram tempos difíceis
pensei que iria enlouquecer
não quero chorar as mesmas lágrimas
não quero cometer os mesmos erros
não vejo erros em você
porque te vejo com olhos de um apaixonado
e mesmo que eu enxergasse algum
seria apenas detalhes de uma perfeição
olhe pra você
tão linda,tão magestosa
sou um reles servo de sua beleza
me sinto pequeno,impotente
queria ser merecedor
você é tudo de que tenho medo
sei que você não tem a intenção
mas me faz mal mesmo assim
cada olhar,cada jogada de cabelo ou ato femenino
me deixa mais confuso e apaixonado
tento disfaçar
tudo em vão
não se pode pode apagar um incêndio com um conta-gotas
e nem secar o mar com um sopro
tenho medo de sua proxima ação
porque não sei o que esperar de você
e nem o que você espera de mim
porque qualquer erro meu
seria apenas mais um em meus arquivos mortos
e qualquer erro seu
seria apenas detalhes de uma perfeição.

(Machbeth)

pessoal ele é um pouco grande,mais tenham paciência.
essa eu fiz para uma antiga paixão platônica
qualquer comentário sendo crítica ou elogio ficarei feliz.:)
 
Detalhes de uma perfeição

Precipício

 
Na beira de um precipício
tão longe de um lugar feliz
tão longe de lugar qualquer
a um passo de me arrepender
a um passo de não voltar atrás
me sinto tão frágil
que uma simples brisa poderia me derrubar
daqui de cima enxergo horizontes
e sois de verões felizes
e ouço uma voz suave e agressiva
que sopra no meu ouvido "cuidado com o primeiro degrau"
pássaros que passam por mim
e voam em liberdade tão maravilhosa
que quase me fazem acreditar
que posso voar também
quase me fazem esquecer
que tenho asas de cera
e ainda me lembro
de você não entender o que eu tentava
com palavras simples dizer
me lembro de não compreender que me sinto...
...na beira de um precipício
tão longe de um lugar qualquer
distante de você
longe de um verão feliz
e perto de selar o meu destino.
(Machbeth)
 
Precipício

Formalidades

 
Formalidades

Me diga quando as coisas começaram a mudar entre nós
me indique o começo
que apagarei tudo com a brevidade de um sopro
tudo tão formal
beijos,abraços,carícias,sorrisos indiscretos
foram dando lugar
a trabalhos de fim de semana,apertos de mão,atrasos de reunião,entrevistas de emprego
esses aprendizes de adulto
nem de longe se parecem com aqueles dois adolescentes
que só queriam curtir a vida
no sentido mais pleno da espressão
aqueles mesmos adolescentes
que matavam aula para namorar no parque
em baixo de um carvalho
se lembra o quanto riamos
daquelas pessoas que passavam tão apressadas por nós
atrasadas para algum compromisso importante
custumavamos debochar da vida
apostar com fichas altas
correr acima do limite de velocidade
eu tinha um pouco mais de cabelo
essa velha foto não me deixa mentir
formalidades é o que tem resumido nossa relação
bilhetes na geladeira dizem "bom dia" em seu lugar
fico preso deste lado vendo tudo morrer
toda essa formalidade que nos cerca
nos transformando em pessoas frias
me deixa cada vez mais longe de toda essa lembrança
te encontrar em casa fica cada vez mais difícil
e todos esses compromissos me fazem perder a noção do tempo
nossos encontros não passam de meras casualidades
me diga quando as coisas começaram a mudar entre nós
me indique o começo
que apagarei tudo
com a brevidade de um sopro.
(Machbeth)
 
Formalidades

Estacionado

 
Estacionado

estou com o meu carro na parte mais alta da cidade
apenas admirando o por do sol
sei que amanha ele estará aqui
sem atrasos,sem desculpas
as estrelas chegam
e com elas a nessecidade de pensar em voce
entao entro no meu carro
coloco uma fita velha em meu rádio surrado
coloco meus pés no volante
me reenconsto para me sentir mais confortável
e deixo que a melodia me leve até voce
sem pressa,no ritmo
um barulho me desperta
ao abrir o vidro era um quarda
multa por estacionar em local proibído
me reencosto de novo
e deixo que sua imagem e o ritmo me envolvam
meu machismo me faz esconder uma lágrima
mas por pouco tempo
porque uma lágrima nunca vem sozinha
as vezes quando se ama muito
é preciso suportar o arrependimento e o conformismo
e esquecer da própria felicidade
multas por se estacionar na vida.

(Machbeth)

o texto as vezes pode parecer um pouco sem nexo é que estou com problemas no meu teclado assim que troca-lo irei editar o poema".
 
Estacionado

Machbeth