Poemas, frases e mensagens de soofonseca

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de soofonseca

Feridas

 
Feridas
 
Faco de tudo para tornar minha prosa em poesia,
ter-te aqui a meu lado era o que eu mais queria.
Sentir-me bem, a teu lado desejada,
um beijo sentido na bolina da madrugada.
Pensar que um dia felizes fomos na verdade nua,
pensar que te perdi num instante na realidade crua.
Sentir-me assim perdida sem rumo certo,
perder-te e sentir-te longe quando ainda assim estavas por perto.
Sentir-me querida e abencoada por um momento assim feliz,
cair de um penhasco empurrada por aquele que mais quis.
Sentir que te perdi, sentir que assim um mau futuro pintei,
uma ma poesia escrevi, sentir que simplesmente sonhei.
Sim, foi sonhado e sentido, perdido mas tambem vivido,
foi um sentimento incerto, imperfeito mas que permanece,
na alma, no coracao que tanto aquece.
Naquela vida por nos vivida,
naquela batalha por ti perdida.
Um voltar atras nao permite mudar,
estou demasiado ferida para um dia isto sarar.
Mas voltaras entao, sem qualquer desmedida,
voltar um dia, a curar esta ferida?
 
Feridas

Pura saudade

 
Pura saudade
 
Acho que apesar de todas as vezes que te escrevi, apesar de tudo o que fiz e disse tu nunca tives-te a perfeita noção do que eu sentia neste meu pequeno e insignificante coração. Apesar de todas as lágrimas derramadas enquanto esperava ansiosamente uma palavra tua tu nunca te preocupas-te se sentia a tua falta ou não.
Hoje, recordo, recordo apenas como se folhea-se um livro que apenas fui eu a escrever. Gravei na memória todas as recordações, e por mais estranho que pareça, as mais insignificantes e parvas são as que mais me recordo. Foste tu que me ensinas-te indiretamente que por vezes não amamos graças a grandes actos.
O teu constante e diário "amo-te" foi-se desvanecendo por entre as imparáveis horas e com o tempo desapareceu no meio do tal "para sempre" que um dia me prometes-te.
Admito, tenho saudades de tudo, saudades de quando te rias por eu estar nervosa, saudades de quando me matavas com cócegas e das vezes que me obrigavas a dar-te beijinhos. Saudades das vezes que me abraçavas com a força de mil furacões. Sim, é verdade, os momentos que parecem mais insignificantes são os que recordo mais.
Lembro-me daquela tarde, em que os dois fizemos a promessa de ficarmos juntos. Promessa perdida.
Nem sei porque ainda choro, porque ainda recordo com a mais profunda mágoa algo que não vai voltar.
Tenho escondido, tenho tentado esquecer e dar o amor que sentia por ti, amor que não valorizas-te, a alguem que o valorizasse. Tudo em vão... O que a minha boca pronuncia ao dizer que te esqueceu é apenas um impulso lançado pela cabeça, de maneira a proteger o frágil coração que tanto queimas-te.
Deixa, um dia também eu serei capaz de escrever com sinceridade na minha história que fui feliz para sempre...
 
Pura saudade

Guerra pacifica

 
Guerra pacifica
 
Eternidade, amar custou a viver
amar custou a construir...
Pena que agora cai sobre meu olhar pasmado.
Mostrou-me a saida,
mostrou-me um caminho para o outro lado.

Se vida fosse guerra,
de sangue vivia.
Sangue de minhas vitimas de sofrimento
a quem causei esquecimento.
Esquecimento conhecido por razao,
queimei-os, e roubei seu coracao.

Perdida batalha,
cavalo destemido que agora foge amedrontado,
procurou saida
para fugir a tao doloroso pecado.

Lagrimas caeem,
como barco perdido no cais,
tudo isto para te dizer em 3 simples palavras:
"Eu amo-te demais"

Sonia Fonseca
 
Guerra pacifica

Recuar

 
Já tomei tantas decisões, mesmo sabendo que muitas delas estariam erradas. Já arrisquei e me arrependi. Já meti a mão no fogo por algo que na realidade não valia a pena.
Mas enfim, a vida não é feita de tudo isto? De decisões que tomamos e que no fundo são erros.
É tão frequente o coração dizer que deseja algo enquanto a cabeça se revolta contra isto, sabendo que tu não precisas realmente daquilo que desejas.
O tempo passa, e com ele vem o arrependimento, a vontade de recuar para voltar a tomar uma decisão que por certo não é a mesma que tomas-te anteriormente... Perdes-te no "querer" porque a "fazer" já há pouco.
Quando anoitece, quando te deitas e tudo o que te rodeia é um ambiente escuro que dá lugar a pensamentos profundos e ao imaginar como as coisas poderiam ter sido diferentes.
Quando toda a gente te diz que o melhor a fazer é seguir em frente, tu agarras-te ao passado com tudo o que tens. Porque, no fundo, o passado é tudo o que tens para relembrar o quanto foram felizes juntos...
 
Recuar

Simplicidade de viver

 
Simplicidade de viver
 
Nao preciso de ninguem para ser feliz, nao preciso de nada, nao preciso do ar, nem da comida, nem de agua para sobreviver; Apenas preciso de mim mesma...
Nao preciso de promessas para acreditar, de sonhos para sonhar porque simplesmente a nossa vida e um sonho desde o inicio, nos, e que nao lhe damos o valor merecido e so sentimos falta dela quando a vida adormece eternamente!
Sempre quis valorizar todos os momentos, mas fui como todos os outros, um reles e insignificante ser humano, mas este reles e insignificante ser humano fez renascer muitos sorrisos, fez derramar muitas lagrimas, e, talvez, fez florescer alguns coracoes.
Nunca me escreveram nenhum texto de amor, tambem nunca pedi, nunca exigi. Nunca cantaram para mim, mas se as suas palavras fossem cantadas seria a mais bela cancao de amor cantada. Nunca me levaram para uma ilha paradisiaca e longicua, mas para que viajar se o amor esta mesmo ali, presente, nao interessa o tempo nem o lugar, interessa sim o sentimento. Nao desejo nada; nao desejo voltar atras nem adivinhar o que esta em frente. Desejo sonhar no dia de hoje, nao desejo viver eternamente. A isso se chama, sim: Viver!

Sonia Fonseca
 
Simplicidade de viver

Baloiço

 
Baloiço
 
Passaram os anos, mas a memória ficou
no tal coração que com amor me transformou;
Perdida nos sonhos, balançava por um futuro melhor,
usar esse balançar como um fim para toda a dor;
Cantar enquanto sentia o vento puxar o meu cabelo
e lançar a voz ao ar como um apelo;
Abstrair-me de tudo aquilo que me rodeava
enquanto que o sol o fim do dia anunciava;
Apreciar cada balanço como uma ascensão
e ir crescendo na pressa de queimar a solidão;
Imaginar os meus dedos a romper o manto azul do céu,
receber de braços erguidos aquilo que a vida me deu.
Esticar as pernas numa tentativa de voar
para um mundo diferente onde conseguisse aceitar
o que a realidade tem de duro para me dar;
Será sempre uma tentativa de limpa-lágrimas
o fugir à dolorosa monotonia diária;
O acto de ascender as pernas bem esticadas e sem medo,
a força feita com as mãos nas cordas já desgastas
pintado o chão com pegadas abstractas.
Mostro e digo a simplicidade com que ouço,
escrevo então a simplicidade de andar de baloiço.
 
Baloiço

Ao crescer...

 
Ao crescer...
 
Vida e vivida por loucos,
Loucos que amam e loucos por amar.
Perdidos num mundo estranho
Nunca antes vivido e visto.
Vida, palavra sinonimo de imperfeito
Vida e sonho desfeito.

Chora a crianca que perdeu seu desejo
Que ganha vontade de crescer.
Crianca cresceu , jovem se tornou.
Adulta humilde ira ser,
Sedenta de vida e de poder.

Passou tempo, horas perdidas buscando futuro
Futuro agora consegui alcancar
Sou escritora de minhas palavras
Fruto de vida, amante do verbo amar.

Sonia Fonseca
 
Ao crescer...

Mostra-me

 
Mostra-me
 
Porque me deixas assim?
Num mundo indiferente e desconhecido
Porque me deixas assim?
De alma e coracao partido

Fazes de mim cobaia,
para tuas crueis experiencias.
Fazes de mim escrava
para tuas preciosas carencias.

Dizes nada ver,
quando teus olhos um contrario mostram.
Dizes nada ter,
quando das as tuas amantes tudo aquilo que gostam.

Diz-me agora o que sentes,
quando um presente nao e passado!
Diz-me agora o que queres,
quando a vida diz que eu sou o pecado!

Sonia Fonseca
 
Mostra-me

Sónia Fonseca - Promessas

 
Juras de sangue, promessas de amor
perdidos no deserto desatinando com a dor.
Revelações de carinho e laços de fraternidade
sonhos desvanecidos perdidos na mentira da verdade.
Luzes brilhando na escuridão,
queimam e destroçam o meu coração.

Fui e voltei, a dor arde, agora eu sei.
Tantas promessas eternas perdidas nas estrelas.
Choro agora um passado reflectido no coração,
em que passas-te de amor a desilusão...

O gelo queima, a chama que nos une
funde-se o amor numa mistura que não se define.
Os ventos levam tudo aquilo que juntos construimos
e num misto de dor e saudade choro pelas vezes que sorrimos.
Perdidos estão, os sentimentos veêm e vão,
mesmo estando perdidos no meu coração estarão...

Fui e voltei, a dor arde, agora eu sei.
Tantas promessas eternas perdidas nas estrelas.
Choro agora um passado reflectido no coração,
em que passas-te de amor a desilusão...

(chama-me e chora comigo, torna este sentimento num achado perdido)
 
Sónia Fonseca - Promessas

A tal noite

 
A tal noite
 
Esta noite nao dormi, fiquei a olhar para as estrelas e a imaginar como seria passar aquele momento a teu lado. Tudo brilhava, a lua, as estrelas e a estrada tinha a sombra das luzes nocturnas daquelas vidas tambem desesperadas.
Sentei-me a janela, com as pernas do lado de fora. Sentia que precisava daquilo, de estar a reflectir sozinha enquanto que as outras vidas dormiam...
Prendi o cabelo, vesti o casaco, calcei-me e fui a andar, por ai. Espreitava as janelas discretamente; Vi felicidade, solidao, uniao, tristeza e magoa... Dei-me por contente pois naquele momento nao sentia nada! Nao sentia desespero nem orgulho.
Voltei para casa, descalcei-me, tirei o casaco, desatei o cabelo, deitei-me e olhei mais uma vez para o ceu, desta vez ja nao haviam estrelas, era quase manha... Coloquei o meu coracao no lugar novamente. Brilha o sol la fora e eu fecho os olhos e caio no tal sono que nao conseguia alcancar. Sonho com um nada, mas acordo feliz, como se tivesse finalmente descoberto uma razao para viver...

Sonia Fonseca
 
A tal noite

unico

 
Um dia voltarás a olhar para o passado, a tentar mudar tudo tentado ser super homem ou mulher. Irás ser manipulado por quem menos esperavas e fazer aquilo que menos querias. Irás deixar para trás os sorrisos e viver simples memórias. Irás abandonar tudo aquilo por que lutas-te e esquecer que um dia foste realmente feliz.
Torna-te único, especial. Garante que ninguém irá ser igual a ti pois não foi inventada ainda nenhuma fotocopiadora humana. Não sejas uma imitação, garante que mais ninguém no mundo tem um sorriso e um brilho nos olhos igual ao teu.
Encontra na felicidade do outro a tua própria felicidade.
Sê feliz sem copiar os outros, mas inspirando-te naqueles que diversos objectivos conseguiram concretizar.
Um dia serás simples, serás importante nesta barra cronológica que desde o teu primeiro dia de vida está a contar. No entanto, terás a certeza de que com todo o esforço que fizes-te para alcançar este objectivo, SERÁS UNICO!
 
unico

O céu dos grandes

 
O céu dos grandes
 
Há um sítio em que os momentos permanecem,
um sítio em que a solidão nunca irá predominar,
um sítio em que o sol nasce todos os dias,
um sítio pintado com as cores do teu olhar.

Lá, perto e longe,
perdido no meio da multidão,
grita e desespera para que um dia
ele volte a tocar o teu morto coração.

Na cabeça, no olhar.
No agir, no cantar.
O reflexo da tua passagem faz sentir a falta
que a tua presença me traz.

Fugaz foi ela,
que te arrancou de mim
quando não o deveria.
Droga!
Porque o levas-te mais cedo do que ele merecia?

8 de Junho,
desde aí que a morte
se tornou em algo mais concreto para mim.
Um portal talvez, para encontrar o norte
capaz de me levar de novo a ti.

Não posso pedir que voltes,
sei que isso não vale de nada.
Por isso, espero e desespero,
porque um dia também partirei
com a tua alma apontada como destino.

Este poema foi escrito em memória do meu melhor amigo, que partiu a 8 de Junho de 2011.
Cumprimentos,
Sónia Fonseca
 
O céu dos grandes