Poemas, frases e mensagens de NunoNebel

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de NunoNebel

O tempo não para

 
Hoje tive a noção de que nunca perdi tempo.
Apenas demorei a encontrar um relógio que estava perdido dentro de um coração.
 
O tempo não para

Poder

 
Temos o poder de dar ao tempo,
um tempo para poder.
O poder de derreter os anos em horas,
nas horas que parecem anos.
 
Poder

Dependência

 
São eternos dependentes do sistema, aqueles que vivem na filosófica mentira da palavra liberdade.
 
Dependência

Um dia.

 
Um dia, quando tu fores o dia, tu saberás que chegou o dia, para seres mais um lindo dia, num dia de alguém.
 
Um dia.

Escravo

 
Somos eternos escravos dos nossos desejos.
Ou morremos deles, ou vivemos para eles.
 
Escravo

Mentira

 
A maior mentira do ser humano é prometer no calor da paixão e no silêncio da despedida.
 
Mentira

Sonho

 
Se todos os meus sonhos fossem páginas, tu serias a capa do meu livro.
Poderei estar cego, mas ainda assim era capaz de ler cada linha do teu corpo, em braile, com um toque suave dos meus dedos.
 
Sonho

Um ultimo suspiro.

 
Fica comigo, eu tenho estado contigo aos anos.
Vou para casa para continuar num senão...
Talvez nada de errado seja esta espera,
ou conforto ou supérfluo descanso.
Esta é a minha contradição...
É a liberdade que tu sentes.
Disseste que eu sou o anjo ou, simples liberalização de sentimentos.
Para um crente eu seria, o segundo da eternidade.
Eu sou tudo que quiseste
Enquanto estive aqui.
Não chames a isso de um retorno.
Olha o que eu inventei aqui, eu pensei assim tão fácil.
Eles não podem tirar-nos isso, as ultimas horas de um dia.
A vitória, foi a pílula da minha devoção.
Lê-me este livro entre o ruído,
ou todos os outros que não escrevi.
O fascínio de um rapaz sobre uma rapariga,
por um momento eu pude espelhar em mim.
Afinal de tudo, uma criatura eu me sinto.
Este espaço é nosso, eu vou decidir quando for demais.
Portanto, não me chames de volta, olha o que eu inventei aqui,
pensei assim tão fácil, eles não podem tirar isso de nós.
 
Um ultimo suspiro.

Putos dos problemas

 
O que eu mais vejo são putos hoje em dia.
Putos aqui, putos ali, putos que crescem, putos que rulam, putos de rua, putos a falar, putos que não suportam putos, putos que se negam serem putos, putos em versão adulta, putos na estrada, putos que namoram, putos que amam, putos que traem, putos que falam de amor, putos da vida, putos fartos, putos que bebem para deixarem de ser putos, putos com ressaca, putos que passam a vida a vir, putos a fugir, putos sentados à mesa, putos que conversam sobre os putos da sociedade, putos que não se deixam ouvir...enfim! Putos. Uma putice do caraças. O que mais há é comportamentos de putos.
Mas alguns tem o seu tempo e o seu lugar nesta história. Outros putos não sabem ocupar o seu lugar dentro dela, e estarão sempre presentes nas nossas vidas. Existem alguns putos que afirmam, corajosamente, que possuem um coração duro como pedra, e eu sempre lhes desejei, obviamente, que conseguissem ser felizes. O meu coração sempre foi mole e feito de carne, e sangra todos os dias. Sinceramente, os putos irão achar piada.
E agora, até eu sinto-me um puto.
Riu-me! Apenas um puto."
 
Putos dos problemas

Elo que foi

 
Vem morte com desgostos
A vida envolve os felizes
Uma cova alimenta tristezas
De onde nascem raízes

Com todo o teu coração ama-me
Porque o meu coração a ti requer
Eu não consigo te ver sem emoção
Eu te amo mais do que a minha vida

Eu sigo-te e tu foges...é este o meu destino
Beber o fel amargo em luminosa taça
Chorar amargamente um beijo teu, divino
E rir olhando o vulto altivo da desgraça

Demais, nem eu talvez perceba se o amor
É este perseguir de raiva, de furor
Com que eu te sigo assim como os rafeiros banais

Ou se é então a fuga eterna, misteriosa
com que me foges sempre,
E por me fugires, sim, talvez me queiras mais.

Sentada em trajes próprios e assexuados
Olhares que em ti eu fulminei
Pobres aquele que olham e ficam consolados
A quem não falo e conquistei.

Fogo que arde frio em pele nua
Tremo de frio ou coração amaldiçoado
É chorar sangue em carne crua
Sofrendo triste e desconsolado
 
Elo que foi

Tempo

 
Só se devia perder tempo com quem nos faz perder no tempo.
 
Tempo

Um breve Olá

 
Que se desengane quem pensa que na vida temos um tempo só para nós.
Ele é um comboio em constante movimento, sem paragens, só com um bilhete de ida, e sem volta.
Tempo é um predador de vidas, de anos, de horas, minutos e segundos. Ele nos devora, cheio de pressa, mas ironicamente nas calmas.
Ele é o instante que passa, que nos deixa sempre à margem de nós próprios e das nossas escolhas.
Temos sim apenas uma única oportunidade de mostrar ao tempo um pequeno momento no seu enorme tamanho, para dizer um breve "Olá", e um eterno "adeus".
E ele nunca pára, e apenas as saudades de o ver passar é que fazem tudo parar no tempo.
 
Um breve Olá

De um destino

 
Já narrei num beijo o que os teus olhos me queriam dizer.
Já senti num abraço a resposta que uma lágrima quis demonstrar.
Já senti numa saudade aquilo que o destino me quis tirar.
Já fui uma parte de um adeus quando a outra so queria voltar.
 
De um destino

Beijo

 
Fia-me um beijo na Terra, e cobrar-te-ei levando-te ao céu.
 
Beijo

Entre dentes

 
Não existirás sem seres o teu próprio
Atearás choro com agua em lume.
Não existirá dor que tu não sintas
Ao continuares a ser energúmeno.

Não serei estofo para as tuas lágrimas
Nem tão pouco o teu conselheiro,
A vida são pequenas páginas
Que lês o dia inteiro.

Irás provar teu cálice de sangue ardente
Na colher com bordas de prata
Não existirá riqueza nem boa gente
Que te salve enquanto a vida te mata.

Quantos gritam de dentro do seu peito
Fome e desdém que fazem sentir
Na hora é guerra, e não respeito
Tanto louco a permitir.

Tão delicados e hábeis
São frustrações delinquentes.
Puta da mania que são sabios
E batem com a língua nos dentes

Não quero saber. Não quero imaginar. Quero ter vida para além de ti e de mim.
Quero provar e aceitar, fechar-me dentro de ti e saborear
Rasgar-te toda e colar a tua alma na minha.
Morrer e nascer de novo, nascer e morrer outra vez..

Não quebro o meu medo sem sentir receio
Que se foda quem já viu tudo.
Para muitos este mundo chama-se recreio
No qual não crescerei mudo!
 
Entre dentes

Amor é um tema batido

 
Eles falam de amor, eles falam de amar...mas não sabem que hoje em dia amor é dinheiro, o resto são descontos!
 
Amor é um tema batido

Escolha

 
Existem três ou quatro opções na vida de um homem, que determinam o seu futuro; podemos viver uma delas sem conhecer as restantes ou viver as quatro sem realmente conhecer uma delas.
 
Escolha

Despojos de Saudade

 
OS DESPOJOS DA SAUDADE

A saudade é fogo. Talvez seja de todos os sentimentos, aquele que nos mais faz mover.
Saudade é todo o olhar frio e congelado...intenso e penetrante, numa parede branca, muda e sem qualquer reacção.
É todo o pensamento, frase e/ou texto que ficou por dizer. Saudade, é aquele(a) sujeito(a) que lá no fundo caminha de costas voltadas...sempre à distância de um pensamento.
Podemos designar a saudade, como todos os eternos segundos, contados lentamente pelo coração, deixando-se serem levados e esquecidos a cada instante que passa.
É o vislumbre bonito de todas as nossas melhores proezas, ainda que estas não passem de meras ilusões futuristas.
Existem em todo o lado as nossas próprias sensações de saudade, nem que estas pertençam a um passado longínquo, pois tudo se resume a isso mesmo...ao passado.
Chamo de saudade, a tudo que seja inteiramente meu por bondade ou fraqueza, como aquelas vitórias aglomeradas deixadas caídas no esquecimento.
Posso dizer, que é toda a merda difícil de engolir ou que não tem digestão.
Por cada palavra que aqui deixo, toda ela tem a sua saudade...assim como todo o segundo que passa, todo ele tem um tempo que o cura.
 
Despojos de Saudade

Como tu, um pouco de ti.

 
Não falei contigo com medo
das suposições fracas que
me atormentaram.
Entende que a minha instabilidade
crónica é de quem não quer sofrer
pois faria mal aos corações.

Como tu, um pouco de ti
para mim...nesta tão longa noite vadia.

Vou te mantendo quente dentro
de mim, pois um resto de ti é eterno e sereno.
Amando é o sinal que vou lutando
sempre com a mesma ilusão.

Pensei elevar-me por cima de todos
os meus sentidos, ainda que fartos
me deixaram viciado.

Como tu, um pouco de ti
para mim...nesta noite eu temia.

Perdoa-me se uma dia fiz um sotão,
esse lugar tão escuro que fica
num passado chamado presente...
Essa é a minha batalha, um pouco de ti
longe de mim...
São como paredes ou tectos falsos que acabam
por ruir, sem o amparo forte de
um querer pouco mais...
pois não protegem e apenas confortam.

Como um banco num jardim que anseia
para que te sentes no seu colo.
De ti para mim, num futuro quase ilógico
de percorrer...

Como tu, um pouco de ti
para mim...nesta tão longa noite vadia.

Porque sinto a sua morte,
mas não sei se será sorte.
Como tu, um pouco de ti para mim...
nessa tua e minha noite, longa e vadia.
 
Como tu, um pouco de ti.

Pense

 
Penso logo existo, pensei logo existi...
Pensava que existia, pensando que ia existindo...
Pensamento existiu, da forma pensada...
Pensam que existimos para sempre, pensais vós...
Pensarão que existirá futuro, pensassem melhor...
Tudo é pensável, agora pense.
 
Pense