Poemas, frases e mensagens de fer.car

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de fer.car

PORQUE EU TE AMEI

 
Porque eu te amei
Esqueci de mim mesma
de meus sonhos, anseios

Porque te amei
me fiz sua sem ao certo ver que cometia um erro
Abandonei conceitos, laços..
abraços, amigos

Senti-me aprisionada em seus desejos egoístas
Por tentar agradar me transformava

Por te amar...
Me fiz cega de seus defeitos
Acreditei até o fim
Diante da sua falta de sensibilidade,
sua incapacidade em me fazer feliz
Em preencher meu vazio de dias

Você colocou nosso amor como um jogo de erro e acertos
Como algo que se espera um ideal, e não alcançado dá-se adeus
Disse o que quis, machucou além do devido
Fugiu de si mesmo, enrustiu sentimentos
Tornou amargo o que era doce
Frio e triste o que era iluminado

Por que eu te amei ainda penso em você
Mas vejo que este amor não foi o amor que sonhei
Por que talvez ele aconteceu?
Não sei, simplesmente se sente, não se mede
Não se sabe a razão de amar

Porque eu te amei
Vi que quem ama muitas vezes se sente só
Porque simplesmente amar não é o suficiente
Amar em vão é como um ser pela metade
é uma parte da história que não quis acontecer
esperando um desfecho..
Algo inacabado

Porque eu te amei
Hoje vejo que muito tempo se passou
Que muitas palavras foram disperdiçadas
E atitudes não tomadas

Porque eu te amei
Enfim quero dizer que não te amo mais
Não te amo com a mesma intensidade
Com a mesma pureza no olhar

Porque o dia que te amei você não soube...
Não soube retribuir, não soube cativar
Não soube me amar

Hoje quem me ama é você
Aquele que sonha com meus beijos
Com um carinho em uma vida seca e vazia
Mas não posso mais...

Porque um dia te amei
não quer dizer que seja para sempre...

AUTORIA: FERNANDA CARNEIRO
DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS
 
PORQUE EU TE AMEI

COMO ALGO QUE INVADE

 
Como um algo que invade, que enebria e arrasa
Você.. imagem que invade mostra aquilo que tanto quero ocultar
A maldade pode destruir, separar
mas a alma ainda sente, ainda cala, ainda ama...
Vejo em seu rosto lágrimas escorrendo
O peito dilacerado e o orgulho em gestos
Nesta face de traços fortes
uma voz me chama, me clama
Ante o tudo, hoje o vazio
A marca sangra como corte em navalha
Nada lhe resta a não ser este sentimento pulsando em suas veias
Seu coração arde de vontade minha
Somos fruto de um amor que nos escraviza
Por isso apenas deixe...
Que eu lhe toque mais uma vez
Para que a eternidade seja relato de nosso amor
E que a música não deixe de tocar
O coração não pare de bater
E os olhos de brilhar
Por isso deixe que a música toque mais uma vez
Que o coração bata mais uma vez
E meus olhos brilhem novamente
Como algo que invade me faço sua, como sua sempre fosse
 
COMO ALGO QUE INVADE

PELA LUZ DOS OLHOS SEUS

 
Pela luz dos olhos seus eu me salvo
Porque não há amor maior, nem mais puro
Pela suas mãos eu me ergo desta escuridão
Movo-me em sua direção, guio-me para meu destino
Toque-me o coração como se vc também quisesse meu sorriso
Um único sacrifício, e serei sua para sempre
Eu faria tudo, percorreria mundos
Não há amor como o nosso
Pelo amor que tenho me salvo dos males
Pela luz dos olhos seus posso ser eu mesma
Sem máscaras, sem mentiras
Sem meias palavras, simplesmente eu e nada mais
Eu e vc, sem segredos, dois em um
Diga-me o que for preciso fazer
Farei para ver sua alegria estampada
Fala-me o que quer e estarei ao seu lado
Posso suprir esta ausência, esta falta
Posso ser seu manto de paz, sua guardiã de sono
Seu amor eterno se assim também me amar
Sua alma que o completa
O faz pleno, grande, lindo, e sereno
Posso ser sua luz no fim do túnel
Mas para isso, preciso de seus olhos
A me olhar, a me tocar
Seus olhar a me querer, me desejar
Posso, mas só posso...
Se vc abrir seu coração seremos felizes
Não por um momento, mas por uma vida
Alegre seu viver, traga música e vida aos seus dias
Me faça sua...
Pela luz dos seus olhos me curo da dor
Esqueço as maldades, vejo ainda a esperança...


FERNANDA CARNEIRO
 
PELA LUZ DOS OLHOS SEUS

Minha alma

 
Alma que vive em ebulição à procura de algo mais
Alma que não se sacia com pouco de amor, pouco de sentimento
Este corpo arde em febre à sua procura
A eterna espera de algo ....
Que é isso que invade meus pensamentos
Me mata de desejo, traz fogo e paz em meu ser
Que palavras posso dizer quando seu toque me deixa assim...
Sem palavras, sem saber onde está o início e o fim
Alma que clama por um pouco de amor
Alma minha que tanto sente, tanto ama
Tanto cala, e tanto chora
Tanto quer e ainda sonha
Por um pouco mais...
De você
 
Minha alma

PALAVRAS

 
Palavras ferinas, cruéis, desalmadas
Palavras que traem a paz, destróem o amor, calam a dor
Por vezes suas palavras fizeram moradia em meu ser
alimentando minha alma, tranquilizando a inquietude
Palavras ditas em momentos de ira, risos secos,
Lágrimas amargas e corpos frios
palavras que trouxeram vida em meus dias
e hoje lembranças de um passado feliz
Somente depois de uma grande tempestade
Somente com a brisa fresca, e aqui dentro este coração sente
que palavras são armas, quando ferem
escudos de imortalidade quando nos fazem renascer de novo
A cada palavra lembrada um momento revivido
A cada palavra que torna-se um adeus, uma lágrima a rolar
Por vezes quis calar esta minha mania de dizer sem pensar
este querer que não sabe os seus limites de sentir e amar
mas estas palavras podem significar aquilo que não é real
Palavras que são vida, luz, escuridão
Lembranças em meus dias
Dos dias em que te amei
 
PALAVRAS

SAUDADE

 
Sentimento sem fim, dor latente em mim
Saudade... símbolo da ausência, o vazio em meu ser
Saudade é quando as primeiras lágrimas brotaram
Do riso fez-se o pranto, dos sonhos a escuridão de dias
Saudade a brasa que arde, e a alma que clama
O martírio de viver sem o que mais se quer
Saudade é sentir saudades antes mesmo que se vá
E longe morrer aos poucos
Saudade é não ter por onde olhar
A não ser em sua direção olhar
É ter não o que falar
A não ser seu nome calar
Saudade é o tudo e o nada
É a magia de lhe ver, o vazio de não lhe ter
Esgota-me as forças, mostra-me a alegria
E depois me restam saudades...
Mostra-me a paz, o viver
E depois me restam saudades
Saudade foi olhar em seu olhar
E ver que sente também muita saudade
E ver que em seu gesto está o meu gesto
E em suas palavras o retrato do que fomos
O amor que ainda sentimos
Eis a saudade

Autoria: Fernanda Benevides
Direitos Autorais Reservados
 
SAUDADE

EU TE AMO

 
Eu te amo como quem ama a dor
Eu te amo como se amasse pouco a mim mesma
Porque te amando esqueço de quem sou e do que sou neste mundo
Eu te amo como uma velha história de amor em seus ouvidos
E por mais que o tempo passe e ele passa, torno-me escrava disso
Como se minhas palavras não fossem suficientes
Como se meus braços não conseguissem lhe segurar
Eu te amo como quem ama só
Porque muitas vezes me sinto só
E mesmo que você queira dizer que não
Sua maneira de ser e de agir me faz assim, tão só
Te amando abro mãos de sonhos, de pensamentos e momentos
Te amando me entrego e vejo que somente eu quis suprir
A falta que me faz, a saudade que me arrasa e a ausência de dias
Eu te amo como um amante nas ruas de Veneza
A vaguear por entre poemas e prosas
Por entre uma música e outra a espera do próximo encontro
Eu te amo como aquela suave melodia inesquecível
Como aquela linda paisagem que nunca se apaga
Eu te amo como uma eterna enamorada
E aqui, entre quadros, paredes e mil sentimentos guardados
Ainda espero que o mesmo amor que ora lhe dedico
Seja o amor que queira para sua vida inteira
E seja eu a sua única e eterna amante

Autoria: Fernanda Carneiro
 
EU TE AMO

EXISTE

 
Um amor existe para ser vivido
Uma alma para ser amada
Um corpo para ser tocado
Um beijo para levar à elernidade
Um caminho para ser idealizado
Uma vida para ser honrada
Um sonho para se concretizado
Um amizade para ser pura
Existe vida em seus dias?
Existe toque neste corpo?
Existe amor nesta alma?
Então de que vale a vida?
Pense a respeito
Por isso
Sonhe
Ame
Toque alguém
Ninguém nasceu apenas para existir
Faça valer a pena...
Porque vc é parte desta história
Vc existe não somente para mim,
mas para o mundo inteiro
 
EXISTE

MEU AMOR

 
Calou-me a dor, matou-me o desejo
Guiou meus passos...
Enxugou minhas lágrimas, trouxe o sorriso
Foi brisa fresca na escuridão
Trouxe-me paz para um corpo ferido
E alegria em dias sem luz
Disse-me os mais belos poemas
Citou as mais belas palavras
Fechou a mágoa, amparou a alma
Tornou-me criança novamente
Esqueci a maldade, a saudade sofrida
Sou sua e gloriosa no viver
Descrever sua presença é impossível
Tão grandiosa e majestosa imagem
Cativou-me desde o início até o final
Leve-me com você para sempre...
Meu eterno amor
 
MEU AMOR

MINHA ALMA

 
Minha alma hoje chora
Porque hoje resolvi ser triste e nada me basta
Hoje resolvi deixar que minhas dores se mostrem...
estas dores tão nuas, tão cortantes, tão tristes como só elas
Hoje quero deixar de lado o sorriso fingido, a alegria monentânea
Hoje quero estar livre de paradigmas, de fugas
Ser apenas que sou, transparecer aquilo que sinto...
Chega de mentiras, de desculpas, de sonhar em vão
Não posso aceitar essas pessoas frias
estas palavras falsas, esses olhares de preconceito
Onde fica o mundo quando as pessoas se esquecem do amor?
Onde poderemos criar nossos filhos sem um ar de piedade?
O poder de pré julgar tudo e todos que nos circundam
A falta de modéstia, a falta de amizade...
Não se fala mais em honrar a palavra
E sim em trair a própria alma

Minha alma hoje é triste
Porque vejo que valores se perdem
O amor real dá lugar a ambição e demais anseios humanos
A saudade cada vez mais presente nos corações
que não sabem mais lutar por aquilo que pulsam
As pessoas querem receber sem se doar
Querem ser amadas sem amar
Querem ter tudo e mais um pouco
Quando o pouco seria o suficiente
existe sentimento nessas faces?
Por isso minha alma chora
E ainda em meus olhos a esperança
de que amanhã as coisas boas não sejam relevadas
de que viver vale a pena
Para quem sabe amanhã esta alma possa sorrir
Simplesmente sorrir...
 
MINHA ALMA

JAMAIS

 
Jamais pedi que me amasse
Muito menos implorei por um carinho seu
Não pensei em ser sua companheira, nem amor de uma vida
Nunca havia acreditado em alma gêmea, nem até que a morte nos separe
Mas a verdade é que eu não quis...mas vc tanto quis
Que acabei acreditando neste seu amor incondicional
E me deixei ser amada por você
Quando ali estava embrigada de tal sentimento
Não soube se era certo sentir
Pois o sentir trazia brisa
Noutro dia feridas
De repente uma lágrima brota de seu rosto
Porque um ser carente se sente só
E não pude suprir esta falta de amor
Quis corresponder
Mas nunca soube o que é doação
E como consertar erros?
Impossível trazer passado ao presente
Novas pessoas surgem, novos amores

Mas jamais pedi que me amasse
Se me amou não deveria cobrar tanto
Se me amou deveria saber que quem ama muitas vezes sofre
E que jamais pensei que meu amor era invisível aos seus olhos
E que meus gestos eram apenas gestos desprovidos de sentimento
Não me culpe por suas fraquezas, nem seus problemas
Quem um dia declarou amor eterno
e noutro disse: te odeio por te amar tanto
É um ser que esqueceu que não existe amor perfeito
Existe amor, com seus nuances de dor, de alegria
E se queria um amor de novelas
Desculpe, esta não sou eu
Não preciso disputar forças para ser alguém
Nem me submeter às suas vontades para ser feliz

Jamais pedi que me amasse
Mas se me amou deveria ser mais humilde
Abaixar este maldito orgulho
Ser sincero consigo mesmo
E parar de agir como se a vida tivesse uma segunda chance

Jamais pedi que me amasse
Mas se não foi possível evitar
Que pelo menos acredite que não foi em vão

Jamais foi em vão
Jamais
 
JAMAIS

NADA MAIOR

 
Não se pode medir sentimentos, nem a intensidade com que o peito bate
Não se pode descrever algo que nos eleva e nos faz ainda maiores como seres humanos
Não se pode dizer aquilo que não se sente, nem afirmar algo que jamais existiu
Mas posso dizer do amor que tive, dos momentos em que fui extremamente feliz
Posso falar do ar pueril e sensual que havia ao seu lado, da brisa fresca e da boca a amar
Posso falar do calor de nossos corpos e das juras feitas
Das mãos dadas, do abraço apertado, das almas unidas
Dos dias e noites, de uma vida, uma história...
Não se pode dizer que nunca se amou, quando a ausência toca o viver
Não se pode calar a falta, quando não se cura uma dor mal curada
Simplesmente porque não há nada maior
Algo que seja maior
ou mais puro quem sabe ... que este amor
amor nosso...
Amor meu, amor seu.
Amor meu, que cresceu aos poucos e se fez forte e duradouro
Porque nos seus olhos me encontrei
Em seus braços me refugiei
Em suas palavras acreditei
E em você enfim...
minha razão de ser feliz
Por isso digo
Nada maior...
nem mais sublime
nem mais poesia existe
que a do nosso amor...
Nada maior...
 
NADA MAIOR

LEMBRANÇAS

 
Olhando este velho retrato
Faces sérias, um sorriso falso, um coração vazio
Ao seu lado um sonho ou uma prisão...?
Perguntas sem resposta e um desejo de ser livre
Livre deste sentimento que assola em meu peito
Algo incompleto é ter você ao lado e sentir solidão
Você não sabe, nunca saberá que quem te amou fui eu
Seu amor foi pouco demais para me saciar
Saciar a vontade de viver, de ser especial, de se sentir única
Você somente aprendeu a odiar,
Seu amor é tão negro e doentio
Eu só sei perdoar,
Meu amor é puro e vasto
Tantas diferenças
E aqui entre recordações não quero mais...
Não quero mais seu toque, seu sorriso, seu carinho
Não quero promessas, brigas, crises
seu coração não pulsa, não sente
Sua alma se tornou fria, seca, assim como suas palavras
E de meu rosto não verás lágrimas rolarem
Você não merece um minuto de minha atenção
Um ser cruel, desumano, e que não sabe ter piedade
Meu amor se foi, como brisa depois de uma grande tempestade
Amor antes lindo e intenso, tornou-se vazio
Sou vida, intensidade, luz
Você escuridão
Este velho retrato, uma luz na escuridão
Hoje uma escuridão sem tamanho no meu ser

FERNANDA DE SÁ E B. CARNEIRO
 
LEMBRANÇAS

HÁ UM TEMPO

 
Há um tempo em que não se diz volte, e sim adeus
Há um tempo em que não se luta, e sim simplesmente se aceita
Não se fala em amor, apenas em solidão, dor...
Há um tempo em que as pessoas não sentem mais,
Se calam apenas, choram em silêncio
Perdem seu amor, seu sentido de viver porque faz parte do destino
Sem esperança, sem conquista, sem flores e serenatas
O que há comigo, com você que ainda sonha?
Qual será aquele que nos dias atuais sabe o valor de um sentimento?
Há um tempo em que se distanciam as mãos
O corpo se dá por um minuto de prazer
A alma é calejada, e os dias tão vazios
Quem sou eu que tanto procuro por você?
Aquele que em meu corpo vai se deitar e me amar em plenitude
Não por ser bela, mas por querer mais que a si mesmo
Porque aquilo que sente é mais sublime
Há um tempo em que o passado é esquecido
O futuro ansiado, e o presente mal vivido
Há um tempo em que tudo se torna efêmero
Passos e vozes, rostos e palavras que nada representam
e eu ardendo em febre à sua procura como ficarei?
Se você parte para outro lugar, esquece de tudo
Do que fomos, do que sou, do que foi para mim
Por que mais uma história acaba sem o final feliz?
Por que somente em filmes podemos ver um final feliz?
Por que procuro e ainda não desisto?
Por que há tempos de alegria e dor?
De perda e de glória?
Por que minha vida é intensa e sou vida
Sou luz, sou maestria, sou amor
e este amor me move, me transforma...
Porque há tempos e tempos...
Mas a história se repete
Um alguém a amar outro alguém
e este alguém talvez esqueceu de amar
ou simplesmente acredita que muitas coisas são mais relevantes
que perder tempo em amar
Há um tempo em que não se sabe mais amar

autoria: Fernanda Carneiro
Direitos Autorais Resevados
 
HÁ UM TEMPO

Por que

 
Por que todo amor um dia fere?
Toda brasa esfria e toda dor aumenta a ausência?
Por que o primeiro amor é sempre inesquecível?
E a mão que ama apedreja no momento de discórdia?
O melhor amigo é o primeiro a magoar e a dizer coisas absurdas?
Por que o destino nos prega peças?
E o sorriso de uma criança é a demonstração plena de pureza?
Por que por mais que tentamos consertar os erros, mais erramos?
E uma vez pedir desculpas, para sempre ser recriminado?
Por que o amor não sabe medir palavras, e mesmo amando machuca?
A alma por vezes clama por mais, e o mais não é suficiente?
E os beijos ás vezes são frios quando não é a pessoa certa?
Por que um dia eu te conheci?
Será o amor?
Por que sentir se isso me trouxe vida e depois a morte?
Por que chorar, se em outros braços pude sorrir?
Por que ainda acreditar que você pode ser meu, se nem ao seu lado era feliz?
Por que muitas coisas acontecem sem explicação
Deus sabe o momento certo de tudo acontecer
Desde o primeiro olhar, até o fim
Nada é por acaso
isso eu sei
nada é por acaso
 
Por que

HOJE ESTOU MUDA, EXTASIADA

 
Hoje estou muda, extasiada
Como se a palavra quisesse faltar
Como se meus sonhos estivessem parados, intactos
Hoje não me resta mais nada
Além das lembranças de você
O primeiro toque, o beijo
Sua barba roçando minha pele
O calor de suas mãos segurando as minhas
E seus lábios percorrendo a face lentamente
Seus olhos me fitando descaradamente
E eu, ingênua, tola, entregue aos seus encantos
Hoje algo me deu vontade de você
E ainda sinto o cheiro de sua presença
E nossos corpos alados, unidos
Não quis que se fosse
Nem quis dizer adeus
A vida se encarregou de levar você
E quando lhe vejo, me perco, me acho
Tento achar um meio de dizer...
A palavra enrosca, estremece, cala
Não quero ser frágil diante de seu rigor
Nem a bibelô para estragar com seus sonhos
Apenas quis ser o seu amor
E nas minhas complexidades não soube zelar
Não soube cuidar do nosso ninho
E hoje, exatamente hoje me peguei assim
Muda, extasiada
Como se a palavra quisesse faltar
Como se meus sonhos estivessem parados, intactos
Hoje não me resta mais nada
Além das lembranças de você
 
HOJE ESTOU MUDA, EXTASIADA

Ele

 
Ele que mexe com meu íntimo
Ele que tocou-me a primeira vez, que descobriu o significado do meu silêncio
Ele que acalmou a minha dor, saciou a minha vontade de ser amada
E neste fim, ele se foi,
Mas que volta e me tormenta
Sempre a mesma história com este mar de lágrimas
Ele que modificou o que eu pensava ser e de repente diz adeus
Como pode tal coração?
Um coração desumano, sem sentimentos
Frio e calculista
Ele que se vai, depois que me fez feliz como nunca o fora antes
Meu amor, meu amigo
E outra vez estou a pensar
Por que me amou tanto?
Por que me desejou tanto?
Não tem coração?
Me fez amá-lo para depois dizer nunca mais
E por que mesmo amando não cede por um maldito orgulho?
Que amor é esse que diz que sente neste peito se ao menos não sabe ser humilde e admitir que ama?
Tantas perguntas sem respostas
Mas foi Ele
O meu amor...
 
Ele

QUERO TE AMAR

 
Quero te amar em cada momento
Seja na chegada ou na partida
Quero te amar porque amando vc amo a mim mesma
Porque aprendi a te amar tanto...
Que não mais te amar seria como tirar a vida
Sugar a energia que me mantém firme
Te amo embora vc esteja longe de meus olhos
Mesmo não sabendo, eu te amo
Porque vc fez diferença
Marcou presença
Vc não foi apenas uma página virada de um diário
Nem uma parte da história que logo se esquece
Vc foi e continua sendo parte de mim
Em meu ser está vc
Em cada palavra dita a saudade...
Por que nem sempre podemos prever o futuro
E mesmo distante sinto que vc sente o mesmo
Sente falta, mas quem sabe o erro foi o amor
Um amor para dois corações que não sabiam mais amar
Um querendo machucar mais que o outro
para mostrar superioridade, poder, não sei...
Um querendo ser mais frio para não demonstrar o desejo
Por dias e noites pensei que seríamos um só
Nunca imaginei o fim
Mas fico feliz
Porque te amei
E assim me amei
Vc faz parte de mim
Metade que ficou
Quem sabe este sonho não acabou
E estas lágrimas que ora derramo
serão amanhã um sorriso
E o olhar será sereno, completo...

FERNANDA DE SÁ E B. CARNEIRO
 
QUERO TE AMAR

SIGA SEU CORAÇÃO

 
O caminho pode ser tortuoso
Os dias podem ser frios
As mãos vazias e o corpo ferido
Mas se você seguir o que diz seu coração
Ir em frente, poderá ser muito feliz
A alma pode ser calejada
A poesia faltar no seu viver
Mas se seguir seu coração
Pode transformar as lágrimas em sorriso
A dor em amor
A ausência em calor
Você pode não mais crer nas pessoas
Pode não abrir seu íntimo
Fechar-se num mundo só seu
Mas se por um minuto seguir seu coração
Pode mudar e muito seus dias
Trazer luz quando antes era só escuridão
Vontade e paz onde antes habitava a solidão
Porque viver é acreditar
Apenas siga seu coração
 
SIGA SEU CORAÇÃO

AMOR CRIADOR

 
Um amor que seja puro, simples em si mesmo
Que caiba aqui dentro deste peito
Que tenha o sentimento do mundo
Um amor para existir por tempos
Que demonstre fortaleza, que tenha uma história
Um amor enfim...
Para dizer que muito se amou
E como amou...
Um amor de uma vida
Quem sabe de muitas vidas..
De toques, momentos, compaixão e união
Ser o amor de outro alguém não é uma opção
É uma dádiva que nos faz repensar
Nos faz humanos, e, portanto, vulneráveis
Um amor que cure, salve, amaine as dores
Que seja criador da mais bela alma
Do mais forte desejo, sem ser vulgar
Do mais sensível olhar, sem chorar
Um amor que não se faz solitário e deserto
Um amor completo, unido à um ser único
Ser que se entrega, se joga, se doa
Um amor que traz luz aos dias
paz e calmaria
Um amor criador
Amor meu...
 
AMOR CRIADOR