Poemas, frases e mensagens de néspoli

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de néspoli

DESCOBRIMENTO

 
Uma mulher caminha pela rua
lenta, como as horas da tarde
atenta, como os passarinhos
secreta, como os pensamentos lascivos
pouco se sabe dela
além do tamanho dos seios e dos quadris
que é altiva: economista?
elegante: feminista?
concentrada: egoísta?
será afável, carinhosa,
compreensiva, amorosa?
ou é cismada, ciumenta,
mimada, birrenta?
poderia ser
dócil, obediente
dúctil, complacente
consigo exigente
ou tudo isto, minha
e nada mais

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
DESCOBRIMENTO

SEDUÇÃO

 
Muito sinto, pouco penso
Neste encanto em que me vejo
Posto que nem mais desejo
Ver ter fim este momento

Na aura em luz que te reveste
Envolver-me agora quero
É impulso tão severo,
Inegável e inconteste

Vem sem medo e sem cuidado
Nesta aventura sem limite,
Beijo-lhe agora, se me permite
Por que amar não é pecado

Para sempre quero ter
O que ficar deste momento
E com o passar do tempo
Deliciosamente sorver
 
SEDUÇÃO

VARAL DE HAIKAIS

 
Vestido, te prefiro
aveludado
a vê-lo dado

Não sou dado
aos caprichos
de soldado

Sereia:
sou ou
serei-a

Para o oriente
ou ocidente?
Há quem me oriente?

A massa
manipula-se
E amassa

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
VARAL DE HAIKAIS

A COR DO AMOR

 
A COR DO AMOR

Dor na vida de um poeta não tem cura
Cura nem tem a eterna solidão
Solidão sempre foi sua loucura
Loucura é o que lhe acalma o coração

Coração que é feito de ternura
Ternura que ilumina a escuridão
Escuridão que ele jamais procura
Procura sempre uma nova paixão

Paixão lhe dá na vida mais prazer
Prazer lhe dá na vida nova cor
Cor preferida ele não vai dizer

Dizer não vai a cor dum novo amor
Amor secreto que terá até morrer
Morrer assim é ir sem sentir dor

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
A COR DO AMOR

HORA DO RUSH

 
pensa
deseja
caça
mira
peca
pega
esfrega
amassa
vira
revira
mexe
remexe
agita
goza
grita
grita
grita
amansa
respira
sossega

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
HORA DO RUSH

ENAMORADO

 
O ser teu lado bom a mim fará tão bem
Mas quero em gratidão um perfume leve
Para dopar em mim tudo o que for breve
E poder gritar ao mundo que sou de alguém

Tu és minha senda e meu lindo idílio
Mas em meus versos não te achará
Não te farei versos como patuá
E sim para que goze no próprio delírio

Sinto-te em um céu, um axioma
Que cheiro e fuço, mas não acho a porta
E não desisto porque o que me importa
É respirar o mesmo ar da tua redoma

Quero muito ser uma das mil flores
A enfeitar teus olhos e também teus sonhos
Ter um teu retrato com rosto risonho
E a doce mania de suavizar tuas dores

Visitem-me também em:
www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
GRATO!!!
 
ENAMORADO

DESVARIO

 
Se vivo não sei por que vivo
Se nem mesmo há mais esperança
De achar na história um motivo
Para levar este amor na lembrança

Se penso não sei por que penso
Se nem mesmo existem mais planos
Apenas o vazio imenso
Deixado por tantos enganos

Se canto não sei por que canto
Se nem mesmo há mais melodia
Que combine com este meu pranto
E me dê um pouco mais de alegria

Se quero não sei por que quero
Se nem mesmo há mais a vontade
De viver um amor sincero
Nem que seja por mera vaidade

Se peço não sei por que peço
Se nem mesmo há mais o desejo
De achar por onde começo
A refazer o que já não mais vejo
 
DESVARIO

DEIXA ASSIM

 
A mais bela forma de nos sentirmos: Na sedução!
Desarmados, descabelados, despidos
E no borrado do batom não há saída
Somos traídos pelo falso amor, a tentação

Nada mais importa além desta mania
Ou qualquer outra dimensão possível
Que se dê a esta loucura que nos faz indivisível
Na coisa viva que na lucidez não viveria

Deixa assim. É nosso alimento carburante
De quando em quando somos protagonistas
E festejamos nossas mútuas conquistas
Somos felizes num intenso instante

A mais bela forma de nos amarmos: Na ilusão!
Já que na realidade não nos amaríamos
Deixa assim, como vício, como estamos
Fugaz e voraz, como paixão

Visitem-me também em:
www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
DEIXA ASSIM

ROMARIA

 
enrudecido
caminho reto
dizendo rezas
que tenho fé

lacero leis
cirzo verdades
caminho contra
iniqüidades

aves piam
olhos espiam
retiro espinhos
do coração

é clara a noite
miro o retrato
e beijo a face
da namorada

a ida tem norte
mas peço sorte
pois tenho medo
da madrugada

dá meu Pai
pão e vinho, sabedoria
para o corpo dá-me saúde
para a alma a salvação

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
ROMARIA

PRONTO, FALEI!

 
A falta dela, tal barco à vela
A minha sorte só faz guiar
E dela ausente, triste e gemente
Eu passo os dias a prantear

Pelo horizonte, de altos montes
Ponho meus olhos a lhe caçar
Mas nada vejo; só há o desejo
E a esperança dela voltar

Muito queria estes meus dias
Bastante alegre poder passar
Mas o invejoso fado maldoso
Desta alegria vem me privar

Dela distante nenhum instante
De alacridade posso gozar
Anelo dela! A saudade dela
É mais um jeito de me matar!

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
PRONTO, FALEI!

SAUDADE ROXA

 
Pra falar de amor pra ela
Não quero telefonema
Só nas asas dum poema
Chego ao coração dela

Vai poema e diz pra ela
Que de mim você tem pena
Diz pra ela, vai poema
Que sinto saudade dela

Diz que a vida não serena
E a poesia vira trela
Se não é poesia dela
Diz pra ela, vai poema

Fiz promessa e acendi vela
Decifrei mil teoremas
Sobre a saudade extrema
Da doce presença dela

Vai pra ela e diz poema
Que a poesia é só pra ela
E que a saudade dela
Quer calar-te meu poema

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
SAUDADE ROXA

UM TOQUE

 
voar... correr; atalhos e pontes
pensei que viver era só passar
num piscar de olhos pelos montes
e deixar um choro pelo ar

só eu sou e solitário passo
são minhas do caminho as flores
eu sou o toque TOC dos meus passos
e a vida tem mil cheiros e sabores

tenho jardins e olhos a os mirar
tenho céu e mar e um dia serei
o pássaro capaz de os cruzar
de quem será o beijo que guardei?

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
UM TOQUE

LAR DOCE LAR

 
Fora de mim sou perfeito plágio
Dos padrões e tabus humanos
Nem direito tenho de ser profano
A vida é para a morte um mero estágio

Fora de mim vagueio pela natureza
Lindas, fauna e flora, muito apreço
Porém matar a fome tem seu preço
Há carestia até para ter beleza

Fora de mim sou mais um na multidão
Número de uma estatística, um a mais na fila
Pra ser alguém há de se decorar a apostila
Que de amor não traz nenhuma lição

Fora de mim quero viver mais não
Quero ser vento, ser alado, sem destino
Não ser julgado por pecados e desatinos
Viver fechado na liberdade da ficção

Dentro de mim há beleza e fantasia
Dou aos meus dias tantas horas que quiser
E ao meu mundo as cores que escolher
Dentro de mim há amor e poesia

Visitem-me:
www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
LAR DOCE LAR

A DEUS

 
Adeus! Meu Deus que horror!
Não existe palavra mais fria
É mais fria que o desamor
Ouvi-la jamais queria

É o fim! Que frase mais fria!
Por que me disseste é o fim?
Matar-me melhor seria
Seria melhor assim

É o fim dos beijos meus?
Digas isto a mim não
A mim tu digas adeus
Adeus cruel solidão

Vem o sol lá do nascente
De coração na mão
Vai-se a lua pelo poente
Ambos vivem na solidão

Assim serão nossas vidas
Assim será nosso amor
Um lambendo a ferida
O outro gemendo de dor

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
A DEUS

BURACO NEGRO

 
BURACO NEGRO

minha mente notívaga
vaga e nubívaga
vaga vagabunda
e vagarosa
entre estrelinhas
e vaga-lumes

não há vaga na ventura
nem nas entrelinhas
há uma vaga esperança
que uma estrela vadia
venha na vida luzir
e clarear a noite vazia

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
BURACO NEGRO

AMOR EM FLOR

 
Não é tão simples assim
em poucos versos
e só em reflexos
falar de mim

Sinto a alma tão pura,
a natureza tão leve
que nem sei se deve
ser paz ou loucura

Ficou para traz
a vida sem graça
cheia de trapaça
que a solidão assim faz

O sentimento nascente
faz brilhar o destino,
abrir novo caminho
para o que vem pela frente

É o amor em flor
que prepara seu fruto
para reinar absoluto
neste coração sonhador
 
AMOR EM FLOR

DESÍGNIOS

 
Foi por amor todos os medos
Não por medo o fim dos sonhos
E os reais momentos ledos
Fizeram-se tão tristonhos

Se ainda há ínfima chama
Basta apenas um leve sopro
Que o amor se reinflama
E faz vivo o que parece morto

Quando na mente flui a coragem
E nos pés passos apressados
Não se teme qualquer viagem

Olha-se para todos os lados
Crê-se até em miragens
Voa-se em sonhos alados
 
DESÍGNIOS

CHORONA

 
Tenho pena de você
Tanta pena, pobrezinha
Da tua vida sem porquê
Vive a chorar sozinha

A cidade nestes dias
Tem o aroma das flores
Tem o clima dos amores
E tem muita poesia

E você triste. Que dó!
Sequer olha para a rua
Faz questão de ficar só

Venha aqui para a janela
Veja como faz a lua
Sai, assim como sai ela!

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
CHORONA

MALUQUEIRA

 
Sou doido; confesso
às vezes meu fraco; é verdade
quase tudo o que digo; na vida
é que vou bem; obrigado
pelo ouvido emprestado; no inferno
pus a queimar minha cruz; infeliz
quem caminha comigo; mentindo
a minha dor por ai; enlouqueço
até minha terapeuta; malvada
sorte a mim reservada; qualquer
dia desses não amanheço; de novo
escrevendo estas besteiras; digo
que não estou bom do juízo; cuidado
sou doido, confesso!

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
MALUQUEIRA

CULTA E CURTA

 
Vem um moço
Sem um verso
Não converso
Nem lhe ouço

Vem sem rosa
E sem poesia
Nem bom dia
Não dou prosa

Vem sem rima
Não tem papo
Que eu escapo
Nem tem clima

O meu sistema
É muito culto
Porque eu curto
Um bom poema

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 
CULTA E CURTA

sergio néspoli