Poemas, frases e mensagens de KleberdePaula

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de KleberdePaula

VIDA DE DEPUTADO

 
Bebi um litro de chope
Para comemorar a lei seca.
Atropelei uma vovozinha
E nem vi o poste na alameda.

Paguei cinquenta para o "poliça",
Ele não quis me deixar ir.
Falei que sou deputado...
Ele me chamou de amigo e despediu-se a sorrir.

Numa ressaca danada, fui a praia...
Joguei meu lixo de cada dia na areia,
Despi só com o olhar a morena de minissaia
E ofereci por uma transa, um cargo na capital brasileira...

Dez mil por mês,
Duas horas de trabalho por semana,
Uma propina ao burguês
E um "ap" em copacabana.

Ela sorriu e disse:
"- Negócio feito!"
Depois de uma noite de amor
Até parecíamos um par perfeito.

Levei ela para Brasília...
No meu "jatinho",
Mostrei-lhe o novo gabinete
E de quebra ensinei as falcatruas com todo carinho.

De amor, sexo e dinheiro...
Vivi os quatro anos
E nem notei que o mandato estava acabando,
Precisava de um plano!

Nova eleição...
Que horror!
Abraçar gente pobre
E fingir que sou trabalhador!

Fazer caminhadas,
Inventar novas promessas!
Abraçar os filhotes dessa gente coitada
E conhecer novas favelas.

Mas enfim, reeleito...
Hora de voltar a capital!
Rever a quadrilha
E meter a mão no real.

E o povo que se dane,
Assim como sua esperança!
Até daqui a quatro anos...
Vou cuidar de engordar a poupança!
Ficar com várias mulheres pela cama
E abri mais uma conta nas Bahamas!

FIM
 
VIDA DE DEPUTADO

AMADA

 
Se nos teus olhos por um instante...
Existisse o mesmo amor que há nos meus,
Numa noite sublime, beijaria os lábios teus
E caminharíamos dos sonhos ao horizonte!

Se os teus olhos, por um segundo...
Avistasse o quão alegre sou ao teu lado,
Talvez a lua não ouvisse os ais apaixonados
Que canto por tua ausência no meu mundo!

Será que de longe não ouves o grito
Que ecoa sobre a maré embalada...
Pela canção entoada de um amor infinito?

Quem sabe um dia sentirás na madrugada...
O vento tocar tua face e chamá-la como chamo:
Meu amor! Minha vida! Musa... Amada!

FIM
 
AMADA

Meu eu

 
Se olhares nos meus olhos verás sempre o brilho de um amor e a escuridão de uma lágrima.

(Kleber de Paula)
 
Meu eu

Teu sorriso em meu peito

 
Se te olho, vem o desejo
E dois círculos vermelhos na minha face...
Revelam a timidez e o impasse
De lhe furtar um beijo!

Se te olho, vem o amor...
Guardando tua voz,
Prendendo imagens de nós,
Preenchendo o mundo de cor!

Porém, não sei até quando...
Negarei o quanto estou te amando!
No entanto, se eu corar e mostrar-me sem jeito...
É porque neste instante, tu sorriste em meu peito!

(Kleber de Paula)
 
Teu sorriso em meu peito

Fica comigo essa noite...

 
Fica comigo essa noite...
Segure a minha mão com toda força que puder,
Não te quero somente nos sonhos,
Quero-te aqui, ao meu lado, sendo minha mulher!

Vem que qualquer desafio será pequeno quando estiver ao teu lado,
E a felicidade será o desfecho da nossa história,
Vem que juntos, seremos da humanidade, os apaixonados...
Que de tão sublime nosso amor, Deus dará glória!

Quero que pules neste sonho que o meu coração pronuncia,
Minha alma te encontra nos detalhes do meu ser,
Vem logo- que sem ti eu morreria,
Vem logo- que contigo eu sei viver!
(Kleber de Paula)
 
Fica comigo essa noite...

Os meus sonhos no teu beijo e o meu amor na tua alma...

 
Sei que nada seria se não tivesse te encontrado
E do amor teria desistido há muito tempo,
Meus versos tristes, ausentes e desencontrados,
Minha alma, repleta em sofrimentos...

Viver e não reconhecer o prazer da vida,
Apelar em oraçoes por uma despedida...
Eram essas as imagens que me pertubavam,
Quando os trovões do céu se entoavam!

Hoje nenhuma poesia minha...
Contaria com precisão o quanto lhe sou teu,
Um segundo- unir tua mão á minha
É o bastante para descobri que renasceu...

Meu coraçao e o amor que nele contive!
Por todo esse tempo que tu me abrandas em calma,
Olhando em teus olhos, reconheci que vive...
Os meus sonhos no teu beijo e o meu amor na tua alma!

(Kleber de Paula)
 
Os meus sonhos no teu beijo e o meu amor na tua alma...

Segura a minha mão

 
Abrace-me forte, somente disso preciso,
Pode acreditar, que eu seguro a tua mão
E faço o mundo parar, crio uma constelação,
No mesmo céu que se inaugura com teu sorriso!

Solte seu cabelo, quero vê-lo debruçado no meu peito,
Agitando as ondas do coração,
E dar-te-ei um oceano como prova, tudo será perfeito,
No momento que segurar minha mão!

Se ainda não entendeu, chega perto...
Aproxima-se do homem que lhe quer;
Encoste sua boca, e meu destino estará certo,
Que nasceste para ser minha mulher!

Então, basta! Adormeça sobre meu braço, não torture assim,
Com essa distância que nem permite vê-la,
Aquele que por ti inventaria uma estrela,
Para iluminar a noite em que viverias somente para mim!

(Kleber de Paula)
 
Segura a minha mão

Se amanhã tu viesses dormir ao meu lado

 
Se amanhã tu viesses dormir ao meu lado...
Eu sei que tudo em mim seria alegria,
Que das minhas mãos nasceria a poesia,
Dentre todos os poemas o mais abençoado!

Se amanhã tu viesses dormir ao meu lado
E no dia seguinte, acordando eu lhe contemplasse...
Somente Deus sabe que na minha alma nasce
Um sonho a cada sorriso teu lembrado!

Por ti, movi meu destino e do mar as águas...
Nascidas no olhar, eram tamanhas as mágoas,
Que em versos tristes à noite escrevi...

Porém se Deus amanhã viesse serenar e dá-me calma,
Olhando profundamente toda minha alma...
Ainda encontraria o amor que por ti senti!

Kleber de Paula
 
Se amanhã tu viesses dormir ao meu lado