Poemas, frases e mensagens de Maryjun

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Maryjun

Nasci no dia 23 de outubro em Barreiros /PE.
Moro em São Paulo. Tenho dois filhos!
Evangélica,casada com o também poeta do Luso J Roberto Jun.Poetisa atuante em projetos e antologias. Membro da Confederação Brasileira de letras e Artes, e da Casa Del Po

COPA DO MUNDO SHOW DE EMOÇÕES! [2]

 
COPA DO MUNDO SHOW DE EMOÇÕES! [2]
 
A Copa do Mundo
É um universo de emoções...
É a junção de um sonho,
Paixão e amor pela pátria amada;
Que é enaltecida através do futebol.
Esse conjunto que reúne nações...
Faz-se diferenciado de todas as modalidades
Esportivas dentre outros mundiais...
A nacionalidade, o amor de um povo por sua pátria é imensurável.
Aonde o sangue corre em suas veias.
Essa corrente de força unida fala alto aos corações,
Pois existe o amor de almas, mesmo que sejamos
Contra os desatinos de seus governantes...
Pausamos para então:apreciarmos um grande espetáculo
De raça, garra, luta e determinação.
Até mesmo de cenas que nos parecem
Quase impossíveis quase milagres...
Num arranque de força e limitação humana acontece o gol
Tão esperado para se fazer ecoar o grito preso na garganta.
Dessa forma a Copa torna-se o maior espetáculo do mundo;
Aonde os jogadores reinam como gladiadores diante de uma arena eufórica.
São craques numa harmonia tal qual uma orquestra cheios de maestria...
Pés dourados valsam: através de toques sutis dribles perfeitos...
Acompanhados de um coral em seu esplendor... (Sua torcida)!
Aos nossos olhos algo bonito de se ver, tão fantástico que ficamos estáticos
Boquiabertos, olhos arregalados, o coração... Tum,tum... Fascinados pelos feitos
Da bravura dos atletas que, nessa hora torna-se ilimitado em suas habilidades...
Entretanto são os mesmo pés que fazem as lágrimas rolarem sejam de alegrias e /ou
tristezas entre perdedores e vencedores!
COPA DO MUNDO SHOW DE EMOÇÕES!

Texto escrito para o concurso!
 
COPA DO MUNDO SHOW DE EMOÇÕES! [2]

ELE O BEIJA-FLOR! ELA O GIRASSOL! [1]

 
ELE O BEIJA-FLOR!  ELA O GIRASSOL! [1]
 
Veja vocês quanta
Alegria neste enlace!
Notem o riso em cada face:
Ela... (Karen),
Ele... (Paulo),
Em rumo certo...
Unem-se de coração aberto,
Um só pensamento,
O mesmo sentimento
Entre seus sonhos:
Ser eternos namorados!
Tornarem-se um só.
Ah! Como é bom amar
E saber que é amado!...
Tudo acertado e, mais um
Casal que Deus escreveu
Sua história...
Para ficar na memória.
E hoje, corações arfantes
Na maior euforia...
Plena paz e harmonia
Um sonho se concretiza,
Como é sublime o amar!
Ele o beija-flor!
Ela o girassol!
A eterna primavera,
Em cada por do sol...



Imagem Google!
 
ELE O BEIJA-FLOR!  ELA O GIRASSOL! [1]

DIGA SIM PARA MIM! [1]

 
DIGA SIM PARA MIM! [1]
 
O amor é como o sol nascente...
Como quem precisa ser abrasado.
Aos poucos renasce suavemente,
Como quem quer ser desnudado.

Quão bom é desnudar o amor quando
Se instala n'alma transbordando
Como um Vesúvio lavas de amor.
Que encanta,domina 'alma com fulgor.

Assim eu penso em te querer, não
Apenas por uma vez, mas por toda
Vida, meu amor por ti vem do coração.
Já criamos vínculo, sou encantada...

És o meu deus Olimpo, ao teu lado
Ouço canções ao som da lira, sonhos
Mil, delírios: primaveris enamorados...
Entretanto vivemos contentes compomos

A mais bela arte de amar " EU TE AMO"!
Encontrei alguém que transformou o meu viver,
Seguir sozinha já não consigo, meu bem-querer.
Case-se comigo! Porque até agora não? Me amas?
Entrego-te minha vida para ti para sempre sim!

Te enlaço até que a morte nos separe
Ainda trago comigo todo encanto e a magia,
Do encontro primeiro quando te vi pela
Primeira vez...Diga que sim para mim!
E seremos eternos namorados...

Texto criado para o concurso! Seguindo o tema em pauta.
 
DIGA SIM PARA MIM! [1]

... Verdades...?

 
... Verdade...?

Busco na poesia refrigério
Para atender o coração...
Seu devaneio e mistério
Do que surge da vocação!

Fico a sonhar saudade
Vivificando minh’ alma...
Contigo sou realidade
Nada a temer, tudo é calma!

O objetivo é alcançado,
O coração pulsa forte.
É tu meu norte adornado
De esplendor consorte!

Será loucura? Brame d’alma
Vive gritando dentro de mim...
É morte? É vida? Ou trauma?
Trazer a luz é sempre assim!

Filho da fantasia, alegria amor
Dor da solidão d’onde dá vida...
Desmedida no papel ou computador
Traço atemporal, tela vencida!

Desfolho o passado enamorado
Voo de um lado para o outro...
Tal qual um colibri noutro
Tempo esquecido e chorado!

Naquele luar fulgurante
Por teus olhos perdidos...
Na constante noite cintilante
Por meu amado querido!

Deu-me toda, toda a liberdade
Em minhas noites insones...
Vivo dupla dualidade codinome:
Poemas, utopia, ou verdade...?

Mary Jun
 
... Verdades...?

TOCOU-ME

 
TOCOU-ME
 
Tocou-me
Tão forte
Sem toque!

Amoroso
Carinhoso
Afetuoso

Desnudou-se
Revelou-se...
Tão pleno!

Apaixonado?!
Talvez!...
Passou a versejar...

Poesias de amor.
Saiu do casulo
Amando, sonhando,

Desejando...
E, eu encantei-me
Apenas admirando

O seu sentir...
Na verdade
Curtindo...

Palavras doces
De amor em seu
Esplendor...

Tal qual
Um beija flor
Ao sugar uma flor!
 
TOCOU-ME

Meu disfarce...

 
Meu disfarce...
 
Não sei por quê?...
É difícil de entender!
Pensar que a melancolia
Das noites frias e vazias
Trazem-me tristezas - alegrias.

Minha companhia, amiga.
Experimenta do meu fel
E, se, mantém fiel.
É ali que me revelo...
Deixando minhas quimeras...

Meus sonhos de primavera,
Aonde ouço minhas canções de amor
Desnudando-me sem pudor!
Mostrando meu sorriso multicor...
Até as lágrimas beijarem minha face!
Eis ai, o meu disfarce...
Dormindo antes que a solidão me trace.

Por Mary Jun.
Guarulhos,
26/01/2015
Às 17h30min
 
Meu disfarce...

CONVITE ACEITO! [1]

 
CONVITE ACEITO! [1]
 
Meu doce...
Podes cantar
O amor!
Convite aceito!
Recebo-te como
Marido, pois
O amor habita
Em meu ser.
Agora apenas
É um início de uma
Nova vida;
Quis o destino assim:
Quando Deus te
Colocou no meu
Caminho!
Aquieta agora,
Pois o teu coração.
Que brilhe o teu olhar
Como as estrelas
Junto ao luar!
Do nosso amor...
Florescerá flores
Do nosso jardim
De jasmim e sonhos
Multicor como beija
Flor ao pousar numa Flor...
Teu jeito doce de ser:
Tão terno, faz de mim;
Uma abelha rainha...
Uma mulher completa nas
Horas mais incertas!
Vida minha! EU TE AMO!
LOUVO A DEUS...
Por ter te posto em minha Vida.
 
CONVITE ACEITO! [1]

PARABÉNS ROBERTO JUN

 
Quisera ter palavras na amplitude
Deste momento tão especial...
Entre palavras, carinhos, abraços e beijos.
Um dia de agradecimento a Deus por
Permitir mais uma primavera a ti meu amor.
Roberto Jun!...Dotado de bondade,
Sincero, integro carinhoso e tão maravilhoso...
Meu amante amigo, que tenho o prazer
De desfrutar dos teus beijos, teus carinhos,
De um amor terno, puro, suave, pleno e rico de prazer!
Quão linda esta comunhão entre nós;
É especial porque Deus abençoou.
E hoje que é teu aniversário,
Venho expressar um pouco minha alegria de poder
Compartilhar contigo deste acontecimento.
Parabéns meu amor!
Desejo tudo de bom para ti, a realização de todos os teus
Sonhos e dos sonhos que não conseguiste sonhar
Pois estes: são os sonhos de Deus para ti.
 
PARABÉNS ROBERTO JUN

DIVINO,CRISTALINO,PURO...

 
DIVINO,CRISTALINO,PURO...
 
As luzes acesas
estrelas a reluzirem!
Num fulgor
anunciando o natal
aonde o céu cheio de vida,
ofusca até a tristeza,
um deslumbre naquela
noite de pura beleza,
uma harmonia que compõe:
Paz, alegria, perdão e amor.
Um momento de
plena transformação
bem sabem porque!
Coisas humanas?
Podem ser! Inspirações,
comunhão trazidas
pelo poder daquele
que É e sempre Será!
DIVINO,
CRISTALINO,
PURO...
Espelho para o mundo
em todo tempo.
A Estrela Maior!
Aquele que criou o amor,
e nem um pouco
ligou para sua dor.


Luso, amigos e visitantes desejo a todos vocês e seus familiares um feliz natal e um próspero 2015!
 
DIVINO,CRISTALINO,PURO...

APLAUSOS

 
APLAUSOS
 
Anoitecendo, lá fora,
a lua despontava entre as nuvens
Pareciam flocos de algodão a bailar,
Um luar resplandecente
Cintilando toda imensidão. . .
O céu estrelado pontilhados...
De diamantes brilhando intensamente.
Que encanto a senhora lua
sedutora e fascinante,
Um convite para amar,
Ah! Se agora chegaste...
Amar-te-ia nesse clarão,
Ao som do vento
Uma sintonia eu, você,
O vento, a lua e as estrelas.
O vento ecoava com maestria
Parecia Saber que ali nos amaríamos.
Em meio ao clarão tu apareceste. Encontrei-te, felizes caminhamos...
O teu olhar sereno me despiu o teu perfume me consumiu.
Teus lábios quentes,
Beijos infindos... Carícias profundas
Corpos nus, ardendo de tanto amor!
O silêncio foi quebrado...
Pelos gemidos, aplausos, da lua e das estrelas!
 
APLAUSOS

CINQUENTA ANOS

 
CINQUENTA ANOS
 
Meio século de vida! Vida vivida sofrida,
corrida, querida - vencida: Vencida, num
tempo: Tempo, passado numa velocidade...
Não percebida!... Quanto tempo perdido
ao invés de ser vivido.
Horas, minutos - segundos preciosos...
Dispersos; confesso: Não vi o tempo passar por mim. Passou como relâmpago no abrir e fechar dos olhos. Hoje posso afirmar que não devemos perder tempo com coisas irrelevantes ao contrário, devemos deixar pra lá tudo que não nos faz bem! E viver cada momento como se fosse o último.
Porque esta é a porção que nos cabe - cada segundo deve ser vivido como se não restasse mais nada!
Sejamos felizes com o que temos.
Sei que no meio do tempo tive momentos bons - mas houve outros ruins enfim a vida é mesmo assim: cheia de altos e baixos. Nessa trajetória houve sim; dias primaveris - felizes momentos ímpar. Bem como a chegada dos meus filhos - posterior dos netos,
parte do meu tesouro bem - preciosíssimo! Posso dizer que sou
privilegiada alcancei a graça - o meu maior tesouro: Jesus Cristo
na minha vida... O meu coração é um baú que guarda muitos tesouros
tem uma joia de raríssima beleza - aquele que Deus separou para mim...
O meu amor. Ainda constituem-se pedras preciosas de maior quilate
minha mãe, meus irmãos. Há amigos que se comparam ao valor de rubis!
Eu só tenho a agradecer a Deus pela bênçãos alcançadas de poder chegar aos cinquenta anos cheia de fé e esperança - acompanhada de pessoas maravilhosas e pelo privilégio de estar em boa forma e aparência ... Inibindo o tempo.

Obrigada Deus!

Por Mary Jun - 23/10/2014
 
CINQUENTA ANOS

PRISMAS OUTONAL

 
PRISMAS OUTONAL
 
Dia outonal
quão lindo...
Forma prismas
Luz que quebra
o sombrio cheio
de mistério...
Nesse dourado
reluzindo como ouro
pura magia.
Mas paira no ar um
sentimento pálido
e solitário!

28/04/2014
 
PRISMAS OUTONAL

Vai aceitar casar comigo?... Não! Não Diga Não! [1]

 
Vai aceitar casar comigo?... Não! Não Diga Não! [1]
 
A vida, a tempo: quanto tempo...
Quase morte. É, e a minha sorte?
Esperança que ainda existe.
No meu âmago...
Insiste, persiste nunca desiste.
Nasce todo dia em dias insones.
Um sonho constante de se realizar.
(CASAR)! Mas como encontrar...
Um amor verdadeiro. Não! Não! Eu não
Falo de cara metade, mas de realidade.
Pois a minha cara metade encontra-se
Comigo... Cheia de defeitos e acertos!
Entretanto guardo carinho, amor, o melhor
Perfume que é aquele que vem da minha
Essência doce e aromática.
Guardo o melhor do beijo do pejo do meu sorriso
Que tem o sabor dos favos de mel.
Tenho preferência pela autenticidade (MARIDO)
Normal, não tenho preferência de cor e / ou idade.
Basta-me que seja humano romântico e carinhoso;
...Que não tenha receio de seus medos, sonhos,
E livre do passado... Sem culpas! Um amor de realidade
E liberdade. No enlace desfrutaremos do melhor do vinho
(ALEGRIA) desvendaremos nossos mistérios e desejos
Mais íntimos na intima intimidade. E em cada êxtase...
Sorriremos felizes... Beijamos , brincamos, sorrimos...
E se necessário for: choramos juntinhos.
Vai aceitar casar comigo?... Não! Não Diga Não!

08/06/2014

Texto criado para o concurso.

08-06-14
 
Vai aceitar casar comigo?... Não! Não Diga Não! [1]

JADE.JADE

 
JADE.JADE
 
Já chorei para morte tão voraz!
Ah! Hoje! Chorei de emoção...
De alegria, até sorri p´ras flores
Eternizarei esse afago n'alma!
.
Jade: és preciosa uma jóia rara.
Alegrou-me como a primavera
Deixou-me vermelha, pois sou
Extremamente retraída e tímida.

Jade querida,
esta foi a forma que encontrei
para agradecer-te pelo poema
Mary Jun dedicado amim.O qual
deixou-me felicíssima!
Postando este mimo para ti..
Beijos na tu'alma iluminada
que Deus te abençoe ricamente!

Mary Jun
 
JADE.JADE

A criança. A vida. A candura...

 
A criança. A vida. A candura...
 
Como é bom ter uma criança...
Em seu esplendor!
Seja como for.
Não pode faltar amor!
Senão ficam tristes descolorindo
Seu mundo de sonhos.
Sonhos: sonhados,
Não percebidos por sua inocência.
A criança. A vida. A candura...
A ternura de ser inocente
Compara-se ao bailar das folhas
Tocadas pelo vento...
Ao nascer do sol, ao brilho das estrelas,
No desabrochar das flores – um rebento!
Impetuoso perfume da vida...
No sabor dos doces, mesclados de carinho.
Tê-las ou não tê-las no seu ninho?
Um sorriso divino – valioso tesouro,
Renova a esperança - inspira confiança!

Guarulhos, 08/11/2014 – Mary Jun
 
A criança. A vida. A candura...

Cinco ponto um!

 
Cinco ponto um!
 
Eu, mais uma primavera...
Cantando meu sorriso esplêndido.
Com suspiros fulgurantes
Anelo em meus delírios quimeras...
Inda que em momentos – instantes
Fulgentes favorecidos pela fisionomia
Ainda conservada – mas foi-se mocidade.
Agora é só saudade, mesmo assim,
Minha alma desperta; Despertando sonhos,
Somente vida, vida perfumada de alegria.
Maviosa tal qual a rosa vermelha mais aí
Quem não sonha? Em cada amanhecer a,
Alegria de viver – encantada com a luz do dia.
Grata a Deus, pelos lírios do campo,
Pelo sol nascente – crescente,
Pela chuva que me faz ficar na cama um pouco mais.
Ah, quão bom despertar com os pássaros,
Sonoro tocante n’alma calma e serena,
Logo após conversar com o Pai dando-lhe
Graça por essa bênção concedida-, pela vida, pela graça.
Que ninguém te veja: Ó idade, mas só a ti aspiro! Mais e mais...

Mary Jun – 23/10/2015
 
Cinco ponto um!

MAIS UM DIA

 
MAIS UM DIA
 
O sol brilhou,
O dia amanheceu...
A vida nos chamou,
Um novo início nasceu!

Olhando para o céu,
Vemos um clarão crescente
Refletindo a luz do sol,
Aquecendo nossa mente.

Os pássaros a revoar
Alegremente cantando...
Convidam-nos a despertar:
Milagre se renovando!

Tem festa na criação,
É Mais um dia a nascer...
Sentimos no coração
A delícia que é viver!

Eis aí mais uma chance:
Renove sua esperança!
Deus está ao nosso alcance,
Tenha confiança!

P.S as estrofes 1 e 5 são de Manoel Oswaldo e as 2,3 e 4 são de Mary Jun.

DUETO

MANOEL OSWALDO
E
MARY JUN

( 08/10/2012)
 
MAIS UM DIA

ESPELHO DA ALMA

 
ESPELHO DA ALMA
 
Dizer ou não dizer... Eu te amo?
Esse sentimento nobre e profundo
Porque o olhar, revela-se
De forma que não pode ser negado.
O medo de ser revelado silencia
Mas no silêncio do olhar,
Falamos eu te amo...
Através do olhar passamos
Toda sensibilidade;
O olhar complementa
O brado do coração
E faz com que ele vibre,
Quando essa luz aparece
Por ser puro e encantador.
Reflete como um farol.
Seu reflexo consegue sorrir
Iluminando a alma por completa.
O olhar é como um diamante raro
Soltando faíscas cristalinas
Quando olhamos nos olhos
Nos encontramos no olhar
O olhar... Espelho da alma.
 
ESPELHO DA ALMA

DONA DO MEU VIVER

 
DONA DO MEU VIVER
 
Quem é esta que surge de minha alma?
Que se fez raiz e cresce a cada dia...
Nasce como um ser, dona do meu viver.
Tu vives em mim, moras no meu coração.
Nas minhas fantasias...
Mortos ressurgem,
Flores brotam,
Paixão torna-se amor,
A solidão tem companhia,
Nas trevas tem luz.
Sou menina, moça, mulher;
Sou pássaro, voo de um extremo a outro...
Às vezes quero libertar-me de ti;
Ah, mas a saudade logo vem,
Tu imperas na minha alma com fulgor.
Tornando-se mais forte que eu,
Dominas meu ser,
Possuí-me em qualquer lugar e hora...
Como os amantes no ápice da paixão.
Ora és como um bom vinho, transborda alegria...
Ora és como a morte, transborda a dor sentida no âmago.
Ora és como unguento que perfuma a vida de um fino olor!
Tu és minha própria vida:
Vida, que dá vida aos meus sentimentos POESIA!

05/05/2014
 
DONA DO MEU VIVER

Dance comigo...

 
Dance comigo...
 
Minha alma é tão serena
Maviosa ainda, mas quando te vê;
Meu bem – querer!...
Sou tua pequena menina morena.
Sim, sou tua flor - também mulher!
Sou teu desejo multicor, tua açucena...
Sou o cintilar dos teus olhos, meu Romeu!
Meu coração quase desfalece nos teus braços...
Nas volúpias enamorando, não é sonho meu.
Vem! Amado meu..., não vês?...
Fulguro, teu olhar para te amar! Sejam.
Na luz do sol..., No clarão da lua...,
Num clima montanhês.
Como se fosse à primeira vez!
Junte as taças, o vinho está na medida;
Na medida do nosso amor:
Amor, que foge ao natural – quão bom;
Não se pode explicar - quem sabe o beijo!
A lareira acesa..., Dance comigo...
Ao som de, a nossa canção no abrigo...
De meus braços, laço regaço manso.
 
Dance comigo...