Poemas, frases e mensagens de Graça Silva

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Graça Silva

Sinto-te mar

 
Sinto-te mar quando me acolhes
Livre, imenso, frio,
Recebes-me sem questionar
Sinto-te mar ao banhar-me em ti
Reconheço-te no cheiro, no sabor
Salgado do meu ser
Sinto-te mar a me inundar
A encher-me de sentido,
Nesta vontade de te pertencer!
 
Sinto-te mar

Apetece-me

 
Apetece-me...
Envolver-te,
Abraçar-te,
Agarrar-te na loucura
Ser tua a cada beijo
Amar-te com doçura
Apetece-me...
Matar este desejo nascido de ti,
que aumenta a cada toque teu,
descoberto no teu corpo quente,
sentido na tua suave ternura
Apetece-me
Saciar esta loucura no prazer,
da vontade ardente
do amor nascido na paixão
e na eternidade dos momentos
amados e do grito solto
entre gemidos e beijos molhados
Apetece-me amar-te eternamente!
 
Apetece-me

Hoje

 
Hoje, sinto falta dos beijos de ontem
Da paixão desmedida
Dos desejos que despontem
As carícias sem medida

Essa vontade de amar
De sentir na tua pele
O tesão a pulsar
A ânsia que apele

Ao desenho da tua boca
Perfeita no meu peito
Esse toque que provoca
O êxtase perfeito

Quero essa loucura que assalta
Invade meus sentidos com furor
Porque hoje, meu amor
Sinto tua falta!
 
Hoje

Navegar no teu mar

 
Navego no teu olhar
Ondas loucas de desejo
No teu corpo vou aportar
 
Navegar no teu mar

Teus olhos

 
Em teus olhos habita a poesia
É poema que vibra
de tão intenso olhar,
falante,
deslumbrante,
de sorriso feliz...
Tem métrica, tem rima,
tem a melodia da música
mais delicada da vida.
Tem o encanto
de um sonho acabado de sonhar...
é cor de dias com sol
são noites de lua cheia
Teus olhos encantam,
seduzem,
fascinam
Quando prendem os meus
Em versos só teus!
 
Teus olhos

Tentação dos sentidos

 
Quero a tua boca na minha boca, ansiosa...ávida...sentir o teu beijo, esse abraço entre lábios onde as nossas línguas se permitem viajar livremente nos poros da nossa pele. Numa linguagem que dispensa palavras, num ritual espontâneo, testemunhado pelo corpo todo, onde um insondável capital de sentimentos e sensações se funde, num encaixe perfeito.
Ah esse teu beijo sedento que me leva à loucura, contorna minhas formas, toma meu corpo, o meu tempo, em noites e dias. São desejos soltos, eclosão de vontades unindo bocas sôfregas em paixões que se incendeiam, beijos ardentes que transferem para a minha pele os teus sentidos...bocas coladas, seladas bebendo do cálice do beijo códigos secretos de afectos e ternura...momentos mágicos, encontro de bocas, línguas que dançam e se abraçam numa provocadora tentação dos sentidos!
 
Tentação dos sentidos

Tua fêmea

 
Quando chegas perto de mim
E me tocas sem querer
Sinto tudo o que sou tremer
Ah esse teu charme...

É ele que me faz enlouquecer
Sou absolutamente tua
Tudo pode acontecer...
Ao luar intenso da lua

Sou tua fêmea a cada beijo
Vem,desnuda os meus segredos
Desafia este meu desejo
E na minha pele passeia teus dedos

Da tua língua atrevida,sou o brinquedo
Escorrega pelo meu corpo ansioso
Pela insana loucura desse folguedo
E jorra em mim esse prazer voluptuoso!
 
Tua fêmea

Dunas

 
Dunas
 
Divino, deslumbrante, pôr-do-sol
Nas dunas de Merzouga
Visão que alimenta a alma
Na miragem,os desejos proibidos
Flutuam nas areias mágicas e ondulantes
Afloram os sentidos inebriados de emoção
O calor do sol, afaga meu rosto
Procuro segredos,
No silêncio opaco do delírio
Esqueço tudo o que sou ou fui
Abandono meu corpo e abraço o infinito,
Perco-me no toque de um olhar
Que brota entre o fogo da paixão
Envolvo-me nas dunas,do deserto que desconheço
Entre meus dedos, a areia finíssima a escorrer
Numa união de sonhos, quimera e sedução
Emociono-me com o entardecer!
 
Dunas

Pensamento

 
Pensamento inusitado
Nascido num qualquer momento
De um tempo ilimitado
Fugaz como o vento

Envolve na mente
Recôndita recordação
Ser verbo no ventre
Uníssono do coração

Emerge do silêncio
Dos labirintos da alma
Ser que brota e acalma
A dor que silencio

Pensamento efémero
Livre e audaz
Fragmento etéreo
Que só a morte desfaz!
 
Pensamento

Dança comigo

 
Dança comigo
Como se fosse a última vez
Deixa a música nos levar
deslizando pelo salão,
nossas mãos se encaixam
misturamos os nossos passos
No compasso do teu coração
E ao ouvido te direi onde nos leva esta dança
desvenda os meus segredos
sussurra-me os teus...
Um rodopio de sentimentos
Ao encontro da musica perfeita
Dança comigo o som do amor!
 
Dança comigo

Toque de amor

 
Um toque invisível de amor e prazer
de mãos delicadas e ágeis
num vôo sem pouso certo
é um querer,um desejo de ter...
Sussurro inaudível gritando que quer
que precisa,que existe...
O passado vira presente
o futuro abre-se aos olhos que eram fechados
E o amor,sopro invisível de vida
adormece e faz-nos sonhar!
 
Toque de amor

Gestos

 
Com gestos ousados
Vou alcançar galáxias,
Andar na Via Láctea
E roubar estrelas
Só para te agradar...
Com gestos tresloucados
Vou desbravar o mar,
Vencer ondas revoltas
No meio de tempestades,
Em tempos de maré alta
Só para te impressionar...
Com gestos arriscados
Vou ultrapassar limites
Transpor fronteiras,
Voar num voo alado
E conquistar o mundo
Só para te entregar...
Com gestos entusiastas
Vou absorver nos dias
Os versos inspirados,
Trazer-te poesias,
Mostrar-me apaixonada
Só para te ter ao meu lado...
E com um gesto enamorado
Eternamente te amar!
 
Gestos

Delícias

 
Carícias de tortura
do pudor fico nua
e deleito-me na loucura
 
Delícias

Quando...

 
Quando nossos olhos se tocam
Vejo no teu olhar
Aquele ar sensual
De quem quer mais
Esse olhar alucinante
Que me deixa louca
E quando me beijas a boca
Enfeitiças os meus desejos
Além dos sentidos
E sem receios
Acarícias meus seios
Despes os meus sonhos
Roças pela minha pele a tua boca
Provocas a loucura do meu imaginário
De sentir teus lábios em meu corpo
E desfrutar desse desejo louco de ser tua...
 
Quando...

É loucura

 
Eu sei, é loucura amar-te
Querer-te só meu,
Seres a essência da arte
Adorar-te ao apogeu!

É loucura eu sei...
Sonhar este amor,
Do meu reino seres rei
De meu coração o senhor!

Loucura, loucura, falam as vozes
Que importa se é loucura?
Sacio minha sede nas metamorfoses

Alimento de amor a alma serena
Absorvo do teu ser a ternura
E ilumino minha vida terrena!
 
É loucura

Tu e eu

 
Eu me perco e delício,
No aconchego dos teus braços
Olho nos teus olhos, sorrio
Tu e eu...os mesmos passos!

Na profundeza desse olhar
Eu mergulho de paixão
Nas ondas deste amor, quero me banhar
Sentir na pele, esta doce perdição...

Doce desejo, que me deixa embriagada
Tu e eu...abrem-se universos!
Eu sou mais eu,quando por ti sou amada
Meu amor sussurra versos

Sou tua taça, és meu vinho
Neste brinde de amor
Rouxinóis cantando, no mesmo ninho
Tu e eu...amando com fervor!
 
Tu e eu

Sou tudo e sou nada!

 
Sou a chuva que caí numa noite fria

O sol que aquece a madrugada

A chama ardente que queima

Amor que clama

Este corpo que inflama,

Sou a página de um livro

Desfolhado ao vento

O quadro inacabado

Perdido no tempo

Sou futuro,sou passado

Tristeza,felicidade

Sou a vida que brota

Num sonho que desperta

O silêncio gritante

Das palavras esquecidas

Sou presente

Da vida que pressente

A voz da esperança

Sou pouco e sou tanto...

Sou pequena,sou gigante

Sou tudo o que nasce e morre um dia!
 
Sou tudo e sou nada!

Graça Silva