Poemas, frases e mensagens de Studio41

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Studio41

Carioca nascido e criado em Ipanema, Engenheiro metalurgista com especialização em Business e em RH. Ex faixa preta de judô e ex remador. Músico e compositor. Fã de Leon Eliachar e de Rajneesh. Fez curso de detetive particular por correspondência.

DESVENDANDO MISTÉRIOS

 
Da série "Desvendando mistérios" Red 1

SOBRE O NARIZ

* Para que Serve ?
Fungar, coçar, fazer plástica, levar soco, assoar, espirrar, servir de referência para fazer caricaturas, levantar quando fazendo pouco caso, apoiar os óculos, meter o dedo, pingar remédio, bater com ele na porta, fazer ditos, ser chamado de tromba, identificar dotes de bruxa (quando muito grande e torto), cheirar e respirar.

* Origens
A palavra nariz vem da remotíssima língua raamal ou ramaal (até hoje paira a dúvida quanto a localização exata dos dois “a” falada pelos alérgicos arameus, através da denominação naharichtz – o “richtz” deve ser pronunciado como o som de um retumbante espirro proveniente de uma rinite de dois dias. Depois passou para nai-ai-ai-ruzitz por obra do imperador gago Ruzitz III, já então a civilização Graã. Feleneu, portador do menor nariz de monarca que se tem notícia na história, resolveu adaptar o tamanho da palavra ao do seu nariz e os felênicos tiveram que passar a chamá-lo de “nriz”. Daí para nariz foi um pulo. Pulo que passou pelo latim antigo, mais antigo do que o próprio latim – narizae ou narizararum quando referindo-se a dois ou mais narizes dos grandes. Depois veio o latim, o francês, o português, o lenço de papel, a plástica e chegamos à atualidade e eu a uma dúvida: nariz ou “naris”?

Outra versão é que a palavra nariz vem da Gruécia – país precursor da Grécia – através do avantajado nariz da princesa gruega Náriz Guldha, a primeira dama a admitir na imprensa falada (não havia jornal à época) que, quando resfriada, assoava-o ruidosamente. Consta inclusive que ela tinha o corpo muito pequeno para o tamanho do seu nariz.
Bem, vou ficando por aqui, porque já estou metendo o nariz onde não sou chamado.
________________________________________________________
Desvendando Mistérios Red 02 Afinal, o que é jerumenha?

Existe uma cidade no interior do Piauí chamada Jerumenha. Alguns mapas mais detalhados até trazem um pontinho com este nome. Acho que sou dos poucos brasileiros vivos, exceto os ali nascidos ou nas redondezas, que conhecem Jerumenha, o que creio me dá o direito de pensar: além de nome de cidade, o que poderia ser Jerumenha?
Quem sabe uma peça de motor de carro, peça pequenininha, mas fundamental para ele andar. Entupiu a jerumenha, ele pára. Ou então pode ser um adjetivo similar a ruim, droga, porcaria. Quem sabe também uma articulação do quadril perto do ilíaco que é muito sensível, desloca à-toa Além desses significados possíveis, pode-se pensar em outros, tais como:

Dois alpinistas
- Trouxe a jerumenha?
- A juru o quê?
- Vamos, passe a jerumenha, rápido, senão vamos cair.

No médico
- Doutor, ele está com um febrão danado. Acho que pegou foi uma jerumenha braba, estas bolinhas vermelhas...

No safári
- Ontem cacei duas perdizes e três jerumenhas.

Na sorveteria
- Temos sorvete de graviola, fruta-do-conde e de jerumenha.

Na farmácia
- O senhor tem a loção Jerumenha para queda de cabelos?

Em casa
- Meu filho, não fique fazendo jerumenha. Hoje você vai para a escola. Nada de jerumenha!

No sítio
- Vamos de charrete ou de jerumenha?

No bar
- Eu quero uma caninha.
- E eu, uma Jerumenha com gelo.

Na praia
- Que tal a nova namorada?
- Mais ou menos. Beijava legal, mas "tava" com uma jerumenha daquelas debaixo do braço.

No vôlei
- Atenção, meninas, forcem as cortadas na entrada de rede e as tintas para completar com uma jerumenha rápida em dois tempos.

Na livraria
- O senhor tem aí Jemmenha?
- Não, aqui é livraria, a quitanda é ao lado.
ou
- Não, a loja de ferramentas é no andar de cima.

A minha empregada achou isso tudo uma falta de respeito, ficou séria e falou: - Isto não se faz! Santa Jerumenha...

Quantas canoas são feitas com um só pau?
 
DESVENDANDO MISTÉRIOS

PRECISO DE ALGUÉM

 
PRECISO DE ALGUÉM

Preciso de alguém que me coce as costas e que me corte o cabelo, de alguém também para me ajudar a matar baratas, e para, me tratando com desvelo, me fazer um bom bife com batatas.
Preciso de alguém sincero, espero, para uma parceria de buraco, para discutir política no bom sentido e, com ternura, ao final da conversa, me beijar no ouvido.
Alguém para pequenas discussões ligeiras, para dar presentes - brincos, perfumes e pulseiras e, para num gesto de desculpa, carinhosamente, me beijar a nuca.
Alguém que não se importe com meus erros e inúmeras falhas, para jantar de madrugada e que não se incomode de dormir com a TV ligada.
Preciso de alguém para dividir minhas dúvidas, meus medos, minhas manias. Alguém para, juntos, vivenciarmos nossas fantasias; para, aos sábados, dormir até bem depois de meio-dia e para eu acordar falando: como é gostoso tê-la como companhia!
Preciso de alguém que seja alegre, que apresente pelo menos 62% de interesses em comum e que não se irrite com o meu modo de falar através de percentagens. Alguém que tenha paciência infinita de ouvir os meus textos, se escrever, também ouvirei os seus; que, sem medo, me declare seus sonhos e segredos, pois, sem dúvida, confidenciarei os meus.
Enfim, preciso de alguém para amar e viver em paz, que me faça parar de pensar e escrever que eu preciso de alguém - nunca mais!
 
PRECISO DE ALGUÉM

balcão de anúncios

 
BALCÃO DE ANÚNCIOS

BALCÃO DE ANÚNCIOS (parte 1)
• Vendo bonito objeto japonês, de uso indefinido, não muito grande porém portátil, na caixa, manual em japonês.
• Requintado guarda-chuva aberto, vendo no estado. Desconto especial para quem conseguir fechar também o meu.
• Cama dobrável, de armar e desarmar, com defeito. Vendo ao primeiro que chegar e conseguir me tirar de dentro dela. Urgente.
• Atirador de facas, iniciante, contrata ajudante corajoso para servir de alvo móvel. Oferece seguro de vida e assistência hospitalar.
• Especialista em previsões financeiras contrata cartomante com mestrado em economia.
• Vendo chaminé com pouco uso. Acompanha casa em precaríssimo estado.
• Vendo carne de segunda, de primeira.
• Grande venda de cartão. Não trocamos mercadorias. Não aceitamos cartão.
• Vendo quatro pneus novos. Acompanha carro no estado.
• Vendo televisão semi-desmontada com ligeiro defeito de causa não identificada e livro “Como Consertar Televisão”, semi-novo.
• Vendo linda peça de porcelana, no estado. Acompanha vidro de cola.
• Sensacional liquidação. Vendemos hoje pelo preço de ontem. Só até amanhã.
• Curso de carteiro por correspondência. Estágio garantido durante o curso.
• Palhaço procura colocação em circo ou em ministério.
• Vendo cadeira e balanço, separados ou cadeira de balanço com desconto.
• Troco foto autografada de figurão por figurinha carimbada.
• Domingo, grande queima de estoque de inflamáveis em geral. Só até sábado.
• Corte e costura. Curso profissionalizante para barbeiro, cirurgião e costureira. Turmas unificadas.
• Oferta especial. Vá quatro vezes a Miami pelo preço de três vezes. Pague em duas vezes. Decida de uma vez.
• Tecnologia japonesa. Tanques de todos os tipos. De lavar roupa, de guerra e de gasolina. Fabricamos por encomenda.
• Vendo caminhão de mudança, por motivo de mudança.
• Para você que vive se enrolando, vendo telefone sem fio.
• Vendo uniforme para corrida, com desconto, como prêmio ao primeiro que chegar.
• Para você que é gordo e pecador, vendemos hóstia diet, verdadeiro milagre em termos de regime e absolvição.
(do livro de humor reflexivo POSITIVAMENTE de Luiz Otávio)

O autor no caso não adiciona nota alguma.
Deixa para os leitores notarem e anotarem qualquer coisa
 
balcão de anúncios

ENTREVISTA NO FUTURO

 
Imaginei uma entrevista para dar daqui a alguns anos, quando eu estiver famoso, obviamente a uma bela jornalista. A fama atrai casos, amores, desamores, mulheres tardias, algumas ciumentas e certamente uma quantidade e variedade de mulheres lindas, mas que acabam deixando a gente....
----------------------------------------------------------------------------
- Você é uma pessoa sozinha, nunca pensou em se casar?
- Não só pensei, como me casei. Passou o tempo, me separei. Foi bom enquanto foi bom. Hoje divido a minha vida comigo mesmo. Recentemente cheguei meio a que propor morar com a namorada, mas ela cortou no ato. Parece que até se ofendeu.

- Você chegou a propor e ela disse não?
- Não foi bem assim, ela falou que eu não estava colocando sentimento. As mulheres são muito estranhas... para se conviver então... atualmente contento-me em observá-las como obras de arte. Não é necessário estarem ao alcance das minhas mãos. Outro homem vai privar da companhia dela, vai ouvir as reclamações, discutir... tudo bem. Para mim, a paixão está muito mais calcada no vir a ser.

- Onde entra o sentimento, o estar apaixonado?
- Quando acontece, ótimo, sensacional – mas não tem nada a ver com decisões tipo irreversíveis. As coisas vêm, as coisas vão. Umas amadas se aborrecem tanto que acabam nos virando a cara. Você se dirige a ela e aquele rostinho lindo olha ostensivamente para o alto e...

- Se isto aconteceu com você, alguma você aprontou.
- É perturbador. A gente se sente desconfortável. Todos temos limitações. Esta deve ser uma limitação dela.

- Estamos falando de você. Não fuja do assunto. Alguma você aprontou.
- Se as coisas acontecem diferentes do que está nos livros, elas colocam boa dose de imaginação, e aí...

- Você quer dizer que ela se precipitou?
- Não, não digo nada enquanto não souber o que passou pela cabeça dela. Deve ter sido algo muito forte porque...

- Fale de você. Por que você não procura por ela?
- Desenterrar cadáveres? Não faz o meu gênero.

- E se ela lhe procurar?
- Também não faz o gênero dela. Creio me esgotei na visão dela. Completamos um ciclo. Se voltássemos, estaríamos nos repetindo.

- Como você se sente sabendo que uma namorada ou antiga namorada está lendo seus livros?
- Na medida que são feitas deduções criativas a meu respeito, é complicado... Aliás, as mulheres gostam de complicar. Houve uma que dizia que eu escrevia heresias. Eu brinco muito com as distorções que são divulgadas em relação à idéia de Deus, de Jesus (ou Jesuis?), de céu como última morada. Isto a incomodava.
- Você me parece muito frio. Nunca houve um relacionamento em que você e ela se gostassem de fato?
- Posso falar por mim e, no máximo, supor por elas.

- Então fale por você, não precisa supor por elas.
- Houve, sim. Principalmente quando adolescente, algumas vezes depois de adulto. Como já disse, as coisas vêm, as coisas vão, só que quando vão não retornam mais. A vida, como vida em si, é muito dinâmica e o sentimento de felicidade no amor é fruto de um processo, de uma caminhada, é um constante recomeçar. Você, por exemplo, não quer caminhar comigo?
__________________________________________________________
texto escrito em 1994 - do livro Prazeres a Mesa de Luiz Otávio

TODO O ANO REPITO ESSA ENTREVISTA NA ESPERA DE QUE ACONTEÇA FINALMENTE O TAL FUTURO
 
ENTREVISTA NO FUTURO

COMO FABRICAR BOMBOM CASEIRO

 
COMO FABRICAR BOMBOM CASEIRO

Nestes tempos agora mais difíceis, uma boa sugestão para ocupar o tempo livre é a fabricação de bombom caseiro. Os ingredientes – barra de chocolate, leite condensado, amendoim, licor de menta, bem como os equipamentos – panelas, fogão que funcione e uma loura que também funcione – podem ser adquiridos em qualquer loja, a menos da loura que, é lógico, deve ser bonita.
O método é simples. Mistura-se tudo aos poucos, mexe-se também aos poucos, inclusive na loura, a quem você deve estar ensinando a receita. Depois, leva-se ao forno, não ela. Existem detalhes: pitada, fogo brando, banho-maria, uma provadinha (nela principalmente) , consistência da calda, resfriamento controlado, quer dizer, vai ficando confuso. Também ela já está tirando a nossa concentração. Estará sem sutiã? Que mãos bonitas e delicadas...O que vai sair disso é uma espécie de brigadeiro. Os bombons? Tenha guardada no seu quarto uma caixa de bombons finos (importados). Leve-a até lá, melhor dizendo, leve a loura até o quarto, e a partir daí... bem, agora depende da sua competência...

Receita para homens espertos.
 
COMO FABRICAR BOMBOM CASEIRO

GINÁSTICA FANTÁSTICA

 
19/12/2018 15:04
Terapia alternativa do mestre Teikko Shuim Hip Shuin Punm
1 - Avanço lateral – para pessoas tristes
Em pé em frente ao espelho, com o abdômen firme, tire o pé direito do chão e o chão do pé esquerdo.Flexionando a perna dê uma risada das boas. A posição é ridícula. Dê um passo grande com essa perna para o lado e flexione-a como for possível, mantendo a outra perna estendida. Dê outra gargalhada, dessa vez que seja a última. Volte à posição inicial sem colocar os pés no chão. Repita o movimento se for capaz sem esquecer de dar as risadas.
2 - Agachamento com salto – para ginastas femininas
Em pé, pernas afastadas na largura dos quadris, joelhos semiflexionados e pés (descalços) paralelos. Se forem bonitos fotografe-os e envie para uma revista que venda sandálias. Segure uma barra ou halter em cada mão. Projete os quadris um pouco para trás e um pouco pra frente. Agache os pés (seja lá o que isso for) e os joelhos até formarem um ângulo de 84,5 graus e volte ao início. Suba em qualquer coisa, dando um salto semimortal elevando os braços para o alto, uma espécie de pirueta das boas. Volte para o agachamento e, rápido,repita o movimento, séria.
3 - Agachamento feminino – pega ladrão
Em pé, pernas afastadas na largura dos quadris se eles não forem muito largos, joelhos semiflexionados e pés semiparalelos. Semisegure uma barra ou um semihalter em cada mão e fique preparada para dar uma porretada em um possível ladrão. Projete os quadris um pouco para lá e muito para cá. Agache até os joelhos formarem um ângulo de quase 78 graus, vá e volte com a língua para fora com cara de poucos amigos ensaiando uma porretada. Mantenha o abdômen contraído até soltar uma porrada segura no possível intruso quando ele entrar.
4 - Ponte invertida– para insônia
Deitada de costas durma por três minutos. Depois, com os joelhos flexionados e paralelos e os calcanhares apoiados no chão durma mais um pouco. Os braços ficam estendidos ao lado do corpo e as palmas das mãos voltadas para baixo e ronque a vontade até que, sonhando, bata palmas para acordar. Não esqueça do copo dágua à mão. Suba os quadris, beba a água até saciar a sede, e volte ao normal da maneira que for possível. No último movimento, segure na posição por alguns segundos e boceje profundamente,e, bons sonhos.
5 - Terra unilateral – só para homens
Em pé e segurando uma bola com as duas mãos, comece coçar o saco e a levar a perna esquerda para trás e para frente. Levante e estenda os braços para ajudar no equilíbrio e na esfregação. Incline o tronco à frente ao mesmo tempo em que eleva a perna esquerda para trás e estenda totalmente os braços. Tente deixar o tronco e a perna paralelos ao chão. Volte à posição inicial. Repita a coçada com a outra mão e com a outra perna. Os efeitos são da cor "vermelho coçada" e de prazer indescritível.

Escrito em 19/12/2018 às 15:04, sob efeito dos resultados alcançados.
 
GINÁSTICA FANTÁSTICA

CURSOS EM GERAL

 
CURSOS EM GERAL
• Sen-taí - A arte japonesa de sentar. Curso destinado às pessoas cansadas. Duração: 2 horas sentado e 3 horas em pé na fila, aguardando cadeira vaga.
• Você e a sua Coluna. Exercícios de vai-e-vem - alongamento e encurtamento, entortamento e desentortamento, torção e distorção. A questão da dor, dor in, do-in e dor out.
•Mímica para Surdos. Gesticulação em geral para argumentação e debate. Cochicho com as mãos pelo método minimalista, comunicação sigilosa e os dedos dos pés.
•Tai-Chu-Tchim. Este curso combina o supremo pugilato do Tai-Chu com a milenar arte do espirro “Tchim” visando clarificar questões do “como” e “quando” espirrar acionando os meridianos de energia em um confronto corporal. Favor trazer caixa de lenço de papel.
• “Curço de português há jato e de redassão comercial. Rezultado garantido.”
• Estamos inaugurando nosso sensacional curso de Pastor. Crie a sua própria seita. Negócio garantido. Jesus é a salvação.
• Arranje um amigo e faça o nosso curso de caratê sem mestre. Grátis consulta com ortopedista para tratamento de fraturas e luxações.
•Curso de correspondência por correspondência, pelo método aprenda fazendo.
•Curso de mímica em inglês, para inglês ver.
•Curso "Como anunciar cursos",lotação esgotada, vagas só em 2018, o que atesta nossa competência.
•Os Segredos da Pontualidade. Curso para ensinar a sempre chegar na hora nos seus compromissos pelo método aprenda fazendo. Aulas diárias que iniciam impreterivelmente às 19h14min com duas horas e nove minutos de duração.
•O Centro Ecológico da Consciência Universal - CECU - lança o aguardado curso: Da Dicotomia à Trilogia - a trajetória angustiante do mico-leão, do mico e do leão.
•O Centro Ecológico da Consciência Universal do B - CECU do B -convoca todos os interessados a participar do curso “O tamanduá e sua visão cósmica do mundo e do mundo das formigas”. (Obs.: No curso o tamanduá é chamado de Taman do B).
•Avisamos aos alunos do curso “Como Fazer Greve” pelo método efeito-demonstração que suspendemos temporariamente as aulas - Estamos em greve.
_______________________________________________
DO LIVRO POSITIVAMENTE - o lado pitoresco da vida


DIVULGUE AQUI O SEU CURSO. PREÇO DE OCASIÃO, DEPENDENDO DA OCASIÃO, É BEM EM CONTA.
 
CURSOS EM GERAL

Mundo magico infantil

 
Mundo magico infantil

Fazendo uma releitura das histórias infantis, dando uma atualizada nas tramas e nas situações, temos o seguinte quadro:

A bruxa que perturbava Branca de Neve deixou de trabalhar com maçãs “batizadas”, passou a comercializar drogas de tarja preta e êxtase, fez plástica, resolveu adotar uma alimentação orgânica, nada de caldeirão... e acabou se casando com o Capitão Gancho que, por sinal, foi promovido a coronel, fez uma prótese na mão, dispensando o uso do gancho, mas, para não perder a identidade, passou a ser chamado de Coronel Gannchou.
Gepeto resolveu abandonar a marcenaria e montou um zoológico onde passou a abrigar o jacaré Tic-tac, o lobo mau, os 3 porquinhos, bambi e a macaca Chita e tem como tratador particular Tarzan. Mas teve problemas com o Fantasma Voador, porque esse não queria ceder seu cão lobo Capeto, nem seu cavalo Herói, mesmo sabendo que Silver foi cedido pelo Zorro.
Sobre o Fantasma, coitado, consta que acabou levando o maior chifre da sua eterna noiva Diana Palmer – o caso é meio confuso – e ele terminou se juntando com a Mulher Maravilha, continua morando numa caverna, mas sem a companhia do pigmeu Guran que cada vez mais está na batalha em favor das minorias. Consta que Diana Palmer, cansada de esperar pelo tal sr. Walter (o Fantasma), resolveu sair em férias num safári com Mandrak, Narda e Lotar e acabou tendo um caso com a Narda. Mandrak contratou o índio Sexta-Feira e, juntamente com Lotar e com os sete anões, montou um número de circo - mágicas e variedades - para tentar a sorte no Cirque du Soleil.
Peter Pan, agora mais maduro e menos voador, fez uns empreendimentos imobiliários na Terra do Nunca, hoje santuário ecológico. Casou-se com Cinderela, é amante da Wendy e está de relações estremecidas com Pinóchio porque esse assessora o Lula (esses mentirosos...).
Por falar nisso, Ali Babá e os 40 ladrões estão preocupados em provar que não têm nada a ver com Zé Dirceu, Genoíno e o pessoal do mensalão.
Mickey se associou ao Patinhas e com a Alice e montaram um parque temático concorrente da Disney, onde o país das maravilhas é a maior atração. Robin, hoje marido da Alice, dissolveu a dupla Batman e Robin, que não emplacou como dupla sertaneja.
Fim triste teve o Homem Aranha que, no auge de um desentendimento com o Grilo Falante, bobeou. Deu uma de aranha e acabou devorado pelo Grilo que estava muito exaltado, bêbado e fora de si.
Branca de Neve, ainda solteira, atualmente mora no Encantado, vende Avon e lá, até hoje, aguarda conhecer um Príncipe encantado ou que frequente esse bairro.
(continua..... um dia, mas com o texto iniciando assim: Era uma vez...)

PINÓCHIO PROCURA CIRURGIÃÓ PLÁSTICO, COM URGENCIA
 
Mundo magico infantil

TIPOS DE CARAS

 
Cara de pau – não é preciso fazer considerações, todo mundo sabe o que é.

Cara de só me faltava essa – cara de perplexidade.

Cara de Madalena arrependida – cara de quem foi flagrado e pego com a boca na botija.

Cara de tacho – cara de quem está sem graça.

Cara de paisagem – cara de quem está disfarçando, de quem finge não estar entendendo.

Cara de final de feira – mulher (que já está mais para avó) com a cara toda rebocada, achando que está abafando.

Cara de cachorro que derrubou a panela – cara de quem fez coisa errada, sendo cobrado pelo erro.

Cara de quem está sofrendo do fígado – cara de quem, até para dar bom dia, tem uma expressão desagradável.

Cara amarrotada – cara de quem está acordando.

Cara de Zé Dirceu – cara de mentiroso, trambiqueiro e sem caráter.

Cara de Lula – cara de quem finge que não sabe de nada.

Cara de bunda – cara de quem está sem graça , de quem não tem o que dizer.

Cara de égua – cara de mulher que fez plástica.

Cara de cavalo de charrete – o mesmo que cara de égua.

Cara de cão raivoso – no caso é a qualificação de um pé muito feio de uma mulher bonita.

MAIS CARAS

Uma explicação: "Mais caras" não quer dizer com maior preço, e, sim, abordando mais uma vez o tema "Caras"

Cara de Deus me livre - cara que ficamos ao ver uma mulher excepcionalmente feia.

Cara de Deus nos acuda - o mesmo que cara de Deus me livre.

Cara de marido - cara de marido mesmo.

Cara de quem gostou e não comeu - cara de quem está fissurado em conseguir algo que ainda não conseguiu.

Cara de Chiquinho Gavião - cara de caipira que "se acha".

Cara de enterro - aquela cara de desâmino.

Cara de vascaíno - cara de quem ficou em segundo lugar em qualquer coisa.

Cara de mineiro - vá para Belo Horizonte que você vai entender o que é....

Cara de santo - aquela cara de quem quer passar pelo que não é.

Cara de sei lá o quê - cara de quem não está entendendo nada de nada.

Cara de Madalena arrependida - primeiro a dona deve se chamar madalena, depois deve estar arrependida, aí vejam a sua cara.....



Por falar em caras, se olhe no espelho agora e veja a sua.
 
TIPOS DE CARAS

TOMÉ O APÓSTULO FAMINTO

 
Tomé era israelita de nascimento, carpinteiro por profissão, magro e desconfiado e esfomeado por tradição. Como não estava nem aí (nem aqui...) quando disseram que Jesus reapareceu aos discípulos, Tomé quis ver para crer, como São Tomé. Pediu provas irrefutáveis para acreditar na ressurreição do Mestre e que providenciassem uns óculos mais fortes (ver para crer) porque os seus estavam fracos. Jesus, que não era bobo nem nada, com uns gestos rápidos de mão, num passe de mágica, como por milagre, do nada, materializou uns óculos e pediu-lhe que tocasse suas chagas, mesmo sem luvas de borracha!
Foi Tomé que perguntou a Jesus, durante a Última Ceia: o que teremos de entrada? E qual caminho que conduz ao Pai e a um restaurante baratinho? Senhor, não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho de um restaurante não muito caro na sua ausência?
Ao que disse Jesus:
"Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida, mas nada sei sobre restaurantes. Ninguém vem ao Pai a não ser por mim e pede para rangar”. Diga-se de passagem que o Mestre não conhecia o jeito entrão do presidente Lula....
Tomé, de temperamento audacioso, cheio de generosidade e de fome, professou que, se Jesus era realmente Deus e Senhor, devia conhecer pelo menos um guia de bares e restaurantes e anotou o nome de uma pensão baratinha que ouviu alguém, por misericórdia, falar. Ausente na primeira aparição, duvidou que Jesus tinha voltado sem saber nada sobre restaurantes.
Oito dias depois – fome aumentando - achavam-se os discípulos novamente famintos dentro de uma casa - ávidos por alimento espiritual e físico, principalmente físico e com um molho ao ponto, quando Jesus veio se esgueirando por entre as paredes (as portas estavam fechadas) pôs-se no meio deles e disse: "A paz esteja convosco!" E, olhando para o esfomeado discípulo falou:
"Põe teu dedo aqui e vê minhas mãos! Estende tua mão e põe-na aqui, mesmo sem luvas de borracha, e não sejas incrédulo, mas crê!" Tomé incrédulo e já quase sem forças devido a fome respondeu: "Meu Senhor é meu Deus e meu garçom, um prato de comida pelo menos! (pasmem.... falou em português)", tornando-se assim, o primeiro dos apóstolos a se dirigir a Jesus nestes termos. Ninguém até aquele momento, nem mesmo Pedro e João, havia pronunciado a palavra "Deus" e "fome" dirigindo-se a Jesus assim com tanta intimidade, até porque eles falavam aramaico e não português.
Tomé era o quarto apóstolo em magreza, o terceiro em idade depois de Pedro, mas, ao contrário deste, tinha lá seus envolvimentos com mulheres, mesmo sem ser casado, assim como Bartolomeu, André, Simão, Judas e o próprio Jesus que era visto sempre com Madalena após o sol se por. Segundo as partituras, a música " o ma , o mada, o madalena... " já era entoada por Jesus àquela época e segundo as escrituras, foi em resposta a Tomé que Jesus introduziu o mistério trinitário: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida (café, leite e pão com manteiga).Ninguém vai ao Pai e a restaurante senão por mim – novamente esqueceu-se de citar a possibilidade de usar o Lula... . Se vocês me conhecem, conhecerão também meu Pai."
Essa afirmação é um tanto obscura e espantosa por que não consta que o Pai e Jesus sejam minimamente parecidos.
Tomé incitou os discípulos a seguir Jesus e a morrer, mas não de fome, com ele na Judéia dizendo a eles:
Vamos também nós, vamos segui-lo, mas de barriga cheia, Poderemos morrer com ele, mas não de fome. Antes vamos rangar!
(do livro "Reflexões de um Baby Boomer" de Luiz Otávio)




Apenas brincadeira dentro do espírito
atual...
 
TOMÉ O APÓSTULO FAMINTO

SONHAR VOCÊ

 
Nada, nada, nada, mas essa letra de música me acompanha tanto que resolvi públicar
(Sonhar Você - letra e música de Luiz Otávio)

O que eu gosto em você
É o seu jeito de olhar, seu jeito de falar, falar você
Você deve entender esse meu jeito de gostar, meu jeito de pensar
em você
Meu pensamento vai
Com você estou sonhando mais

Mas não consigo ententer
Esse seu jeito de me usar, seu jeito de se esquivar.... você
Meu pensamento vai
Com você estou perdendo a paz
É então..................
Agora vou pagar pra ver vou partir pra me curar
Não quero mais ouvir falar de você
Mas sempre que tentei te esquecer até um novo
sonho criar
Sempre eu te vejo logo que começo a sonhar
SONHO COM VOCÊ ,sonho com você, sonho com você

Os créditos são MEUS. Posso contudo alugá-los a quem se interessar e pague bem (kkkkkk).
 
SONHAR VOCÊ

Ah, Essa maldita Alergia

 
ALERGIA

A... a... atchim! Atchim! Essa minha alergia a pêlo de cachorro é incontrolável. O doutor me receitou umas gotas milagrosas, mas o cheiro de farma... ma... cia... atchim, ou será a poluição? Mudei de cidade, fui para Friburgo, onde aquele ar de montanha me deu uma erisipela ...
Beira de praia. Banho de mar pela manhã. Só que, ou a maresia, ou o contato com a areia, abriram rachaduras alérgicas nos meus pés. "O seu problema é de vista". Lógico, lógico. A visão ruim me deixa tensamente alérgico. Os óculos, porém, me deram uma vermelhidão no nariz e coriza contínua. Lente de contato? e ficar com os olhos congestionados? Eu estava cada vez mais nervoso e alérgico. Atchim!
Calmante me deu enjôo pela manhã e, ao me barbear, a pele ficava irritada. Deixei a barba crescer, peguei uma coceirada infernal. - É a alimentação. Nada de carne vermelha. De preferência, coma só grãos. Nada de frituras e sal. Foi eu entrar nos grãos e começar o maior funga-funga, uma espécie de constipação crônica. Ioga é a solução!
Seria, se não fosse o cheiro daqueles bastõezinhos. O rosto amanheceu todo inchado. Acupuntura me livraria de todos os males alérgicos, se as agulhadas não tivessem me provocado inúmeras bolhinhas vermelhas em volta da boca.
Análise, sim, mas o ambiente atapetado e o perfume da atendente me fizeram dar tamanho espirro que caí e torci o pé. Engessar? E eu consegui agüentar a comichão? O que fazer, meu Deus? Entrei para a igreja, quem sabe uma ajuda celestial, através de algum santo protetor dos pecadores alérgicos? Mas constatei que a hóstia me dava a maior reação... asia e má digestão, sem falar nas placas vermelhas pelo corpo. Eu era uma pessoa inconfessável, ou melhor, não podia comungar minhas penas (nem me fale em penas...) ou erros, sei lá se é assim que se fala, pois o cheiro de incenso me embrulhava o estômago, num mal-estar de fazer inveja aos assíduos penitentes. Atchim.
Só me matando, mas, ao empunhar o revólver, o aço fez surgir uma erupção nas mãos e uma crise de soluços que não me deixou mirar na própria cabeça. Mesmo assim puxei o gatilho. Na hora "h" tive um acesso de espirros, errei todos os tiros. Desisti. Até para morrer a alergia prejudicava. Prendi o choro. Sabe lá o que as lágrimas pode riam desencadear?
A solução, por fim, foi o GAA - Grupo de Alérgicos Anônimos. Assumi minha condição de pessoa complicada, alergicamente falando. O método deles é concentrar toda a reação alérgica em sucessivos e ruidosos espirros profundos, por cinco minutos. Agora estou mais tranqüilo, mas um tanto preocupado. No campeonato nacional de espirros da GAA fiquei em terceiro lugar. Só que, ao receber a medalha no pescoço, começou a me dar uma coceirada maluca, não sei se devido ao contato da fitinha com a pele, ou ao bronze da... atchim... Parece que vai começar tudo de novo.
________________________________________________________

CHÁ DE CABIJUNÇA - ORIGINAL
Reduz o stress, dor de cabeça, nevralgia e alergias

Produto 40% natural, 30,6% antinatural e 29,4% tabelado - super eficaz e de origem confusa. Sucesso de vendas em quase todo o Brasil, pricipalmente em Cabijunça da Serra.

O Chá de cabijunça apresenta 21 vezes e meia mais nutrientes e 34,7 vezes menos poluentes do que afrodisíacos comuns.

A cabijunça não produz frutos, até porque frutos não são obtidos em fábricas, concentra todas as propriedades nas folhas e é biodegradável de aroma agradável. Devido às propriedades da cabijunça, seu chá inibe o acúmulo de gordura no corpo, acumulo de lixo no quintal, aumenta o volume de gordura eliminada e o volume das fezes, inibindo principalmente o acúmulo de desejos desnecessários nas mentes, toxinas nas vísceras, tóxicos na corrente sanguinea (se não ingeridos) e estimula a libido. É excelente para gordas que gravitam à sua volta que queiram queimar gorduras na região abdominal e se jogarem para cima de você..

Acesse nosso site e veja tudo sobre este maravilhoso produto e sobre nossas maravilhosas modelos em poses eróticas 100% naturais e orgânicas e assista ao vídeo pornô "Cabijunça nelas" www.chadecabijunça.com

Outros Benefícios do chá de Cabijunça

* Não provoca reação alguma se não tomado

* Combate a hipertensão

* Provoca Hipertesão

* Calvice – faz com que vc. não fique chateado por ser careca

* Imunização ao PT

* Efeito bactericida e babactericida - afugenta babacas

* Reduz o stress, dor de cabeça, nevralgia e alergias

O chá é feito de folhas desidratadas e esterilizadas, estraçalhasdas e esmigalhadas.

E veja em www.cabijunça.com testemunhos do Dunga, da Branca de Neve e demais anões, do Murici e do Galvão.

O produto vem em diversos tamanhos e sabores e é acompanhado de kit preservativo.

PROMOÇÃO - Envie este texto por email para todos os seus contatos e ganhe descontos exclusivos (encaminhe a mensagem para seus contatos inclusive colocando nosso email: chadecabijunça@gmeia.com

NÃO DEIXE DE FAZER O SEU PEDIDO AGORA. SUA SAÚDE E NÓS AGRADEÇEMOS!

Este texto não pode ser considerado SPAM , até porque não é um email. Assim, não pode ser removido.Caso não queira ler mais nossas promoções do chá e de ofertas de modelos/acompanhantes para toda hora, não entre mais no nosso site.



texto de humor, apenas com o objetivo de diversão
 
Ah, Essa maldita Alergia

CROQUIS

 
CROQUIS

A família está reunida para o almoço de domingo, quando Lucinéia, a filha mais velha, após receber um telefonema do namorado, comenta preocupada:
- O Sandro Alberto acabou de me ligar falando que hoje à noite vai trazer para nós quatro croquis que ele trouxe da sua viagem lá no Pantanal.
- Ele vai trazer o quê?
- Cro-quis - ela falou separando as sílabas, fazendo um gesto de
mão para lá e outro para cá.
- Ah, sim - falou o pai - croquis.
Como todos ficaram com cara de quem sabia do que se tratava, Lucinéia não se conteve:
- Vocês estão fingindo que sabem o que são croquis. Eu também não tenho estudo e não me envergonho de assumir: não sei o que são croquis e por isso estou um pouco preocupada.
- Bom... é... ele falou as croquis ou os croquis?
- Não importa o sexo. Já pensou se é uma espécie de papagaio, macho
ou fêmea; nós não temos sequer gaiola para croquis, vai ser o maior vexame. Estou tão sem graça!
- Sei não, mas acho que croquis está mais para comida, tipo uns bolinhos para a sobremesa - falou a filha gordota.
- Deve ser é algo salgado e ainda por cima feito com cebola e alho falou uma outra filha - eu não vou comer.
- E se for um bicho meio feroz? Eu não vou ficar em casa... - falou o caçula.
- Pode ser um bichinho, feito porquinho da Índia. Uns croquizinhos, ora.
- Isso vai fazer a maior sujeira pela casa.
- E ainda por cima vamos chegar da rua tropeçando pelos croquis
correndo pela sala - emendou o pai.
A vizinha, dona Eulália resolve interferir.
- É melhor consultar o pessoal aqui da Vila, pode ser um bicho barulhento, urna espécie de galo, vai ser urna croquisada fazendo escândalo já cedo.
- Esses croquis ou essas croquis estão vindo numa hora muito errada
- falou o pai.
- É verdade, seu pai está com a razão - a mãe estava realmente preocupada.
- Ligue para ele suspendendo a vinda de croquis.
- É isso mesmo. Esse Sandro tem cada urna ... croquis não se leva
assim, de urna hora para outra, para a casa das pessoas. Agradeça a gentileza, fale para ele levar os croquis para a casa da mãe dele.
- Vai parecer grosseria. "Leva os croquis para a casa da sua mãe".
- Fala com jeito, minha filha. "Sabe os croquis ... que tal dar todos para
sua mãe".
- Vocês estão esquecendo que pode ser tóxico, uns cigarrinhos de croquis - aventou a filha mais nova, com urna cara de "só faltava essa".
Com essa de tóxico, o pai resolve encerrar a questão:
- É, está decidido. Croquis aqui de modo algum, nem pensar. Liga para ele agora, já. Dê qualquer desculpa e ainda tem mais, este negócio de ficar namorando rapaz da Zona Sul não vai dar certo. É melhor você acabar com este caso.

TEXTO FEITO COMENDO UNS CROQUIS ASSADOS KKKKK
 
CROQUIS

TEXTO COM FADO

 
FALTA DE O QUE ESCREVER

SAMBA DE DUAS NOTAS SÓ, EM DÓ MAIOR E SOMBRA EM DOR MENOR.
ENTRE O RÉ MAIOR E O RÉ MENOR EXISTEM O REMÉDIO E O REMADOR.
O MI É MEU O TI É TEU , MAS NÃO É NOTA MUSICAL.
FADO É UM INTERVALO DE QUINTA JUSTA (FA-DO) E É UM TIPO DE MÚSICA PORTUGUESA. ASSIM COMO A PIZZA PORTUGUESA. PIZZA PARA COMER AO SOL, COM SAL, LÁ. O SI SOA COMO "TAMBÉM" EM FRANCÊS, QUE ALIÁS É UM POVO QUE RARAMENTE FAZ MÚSICA DE SUCESSO INTERNACIONAL.
NESSA ESCALA FAÇO UMA INTRODUÇÃO NUM CRESCENDO RALLENTANDO, UTILIZANDO SUSTENIDOS, BEMÓIS E ATÉ BEQUADROS ( B. QUADROS), EM FUGA PORQUE A GUITARRA E O TECLADO ESTÃO ALI ME CHAMANDO E NÃO GOSTANDO NADA DE EU ESTAR AQUI PERDENDO TEMPO ESCREVENDO BOBAGENS. FADE-OUT...

Apenas um jogo de palavras sem nenhum
significado ou mensagem escamoteada.
 
TEXTO COM FADO

O CONVITE

 
Vera Lúcia já estava casada há quase sete anos. O marido era até razoável, mas sentia um certo tédio, carente que estava de emoções fortes. Achava que a vida tinha mais a oferecer do que almoços nos fins de semana em churrascarias, férias em São Lourenço e sexo repetitivo com duração semelhante a uma viagem de metrô - Botafogo/Carioca - no máximo Uruguaiana, se bem que às vezes tudo acabava antes de chegar à Glória. Sentia-se descontente, só não sabia o que fazer para mudar.
Com este estado de espírito, ela, às 8 da noite, atende o telefone:
- Verinha?
- Sim.
- O negócio será hoje depois das 11. Você não pode deixar de ir. Vá de preto, de preferência...
- Quem esta falando?
- Aqui é o Basílio. Quem pediu para convidar você foi a Célia.
- Quem?
- A Celinha Meia-Taça, a dos peitinhos miúdos. Ela falou que você se amarra nestas coisas. Eu estou levando aquilo.
- Mas escute aqui, eu não sei ...
- O pessoal vai estar todo lá: o Serjão, o Serginho, o Espanador, a Paulete, que foi caso do Raposão. Você soube que eles romperam, não?
- Não, não soube. Para dizer a verdade, eu nem ...
- Pois é, o Raposão talvez vá, não deu certeza. A Paulete estará "alone". Ah, vão também a Mariúcha e o Braga. Vai pintar o maior lance.
Nisto, por uma armadilha do acaso, entra no quarto o marido.
- Tudo bem, daqui à meia hora me ligue, tchau.
- Com quem você estava falando?
- Com um colega da época da faculdade. Estava me convidando para um jantar de confraternização da turma. Ficou de me telefonar mais tarde para dar o endereço do restaurante.
- Ah, sei.
Apesar de entediada, ela era criativa. Raciocinava rápido.
Em frente à TV, Verinha, ansiosa, não con segue se concentrar. Tenta entender o convite e o que está se passando.Não podia ser a Célia da faculdade. Ela mora na Europa e não tem peitos pequenos. Terá voltado de lá e feito plástica? A festa, sim, só podia ser uma festa, deverá ser uma loucura. Vão estar lá o Serjão e o Serginho - um dos dois deve ser parecido com o Charles Bronson, o Espanador - na certa, jornalista, a Paulete, agora sozinha e também o Braga com a Mariúcha, um casal de mente aberta, sexualmente falando. (Nestes créditos quem lhe despertou mais interesse foi o Raposão, que, infelizmente, segundo o Basílio, não deu certeza se iria.) Sua imaginação estava a mil.
Já é tarde. O Basílio não ligou de volta. Verinha pensa no pessoal que vai estar todo lá... as mulheres de roupas pretas... o negócio vai começar daqui a pouco e ele levará aquilo...
O marido, de pijama amarrotado, já esta roncando. Ela desperta de um cochilo. Acabara de sonhar que estava sendo possuída pelo tal Raposão. Pensa no pessoal todo lá - vestidos pretos pelo chão, na Celina Meia-Taça, de peitos miúdos, no Basílio e naquilo. Poxa, ele vai levar aquilo. O que ela estará deixando de participar? Decide que é melhor tratar urgente da sua separação. Estes acontecimentos são imperdíveis, ainda mais com a possibilidade da presença do Raposão.
(do livro de humor reflexivo "Sexo, Mulheres e Ecologia" de Luiz Otávio, agora em segunda edição)

--------------------------------------------------------------------------------

Eu também não fui a essa festa.
 
O CONVITE

Neal, o Lennon e George Starr

 
Neal, o Lennon e George Starr
 
Neal, o Lennon e George Starr

Lennon estava as voltas com a perseguição do governo americano. Sentia que a sua vida corria perigo. Quanto mais esse sentimento lhe atormentava, mas se envolvia com substâncias alteradoras da consciência. Tinha verdadeiros delírios e pesadelos. Evitava sair à rua. Quando saía, usava os mais variados disfarces. Rabino e bombeiro eram os mais frequentes. Para despistar seus perseguidores, imaginários ou não, contratou un duble que saía em companhia de Yoko nos passeios pelo Central park, enquanto o rabino Lennon perambulava anônimo pela cidade, já que as luzes e os paparazzi perseguiam e focavam o falso Lennon.
Dessa forma gravou Double Fantasy inteiro. Chegava nos estúdios sempre de rabino. Lá se encontrava com o duble e armavam grandes brincadeiras. Clips eram gravados com a imagem do duble - se chamava Neal Krubert - e a voz de Lennon. Até que um dia .... dia 8 de dezembro Neal foi baleado e morto na porta do edifício Dakota. Lennon que ainda estava gravando no estúdio, quando soube do ocorrido, rapidamente vestiu-se de rabino e saiu pelas portas secretas que mandara instalar no estúdio e nunca mais se soube notícias dele. Se já estava não muito certo das idéias, com a sua "morte" entrou numa viagem sem precedentes e sem tóxicos.
Consta que George Harrison, em meados dos anos 90, uma tarde convidou Ringo para ir a sua casa para tocarem juntos com um certo Neal que tinha tinha o modo de tocar guitarra semelhante ao do Lennon e a voz muito igual a dele. Só que Neal era relativamente calvo, pesava mais de cem quilos e tinha no rosto vestígios de quem tinha feito algumas plásticas.
Nunca se soube de fato quem era Neal, como ele tinha chegado a George e qual o paradeiro dele.
Até sua morte George ignorava qualquer pergunta sobre Neal. Até hoje Ringo recusa-se terminantemente a comentar esse assunto, ou ri muito ou mostra uma certa irritação. Paul finge ignorar esse encontro, mas percebe-se que tem o maior interesse em encontar Neal, nem que seja para tentar fazer com ele uma nova segunda parte, um pouco mais elaborada, para as músicas Tiket to Ride e She´s a woman.
Essa história bastante imaginativa me foi contada, no lobby de um hotel de Roterdan, por um cantor com sotaque bem carregado quando falava português, mas que falava inglês com bastante desenvoltura e com um acento próprio dos ingleses e imitava perfeitamente Johnn Lennon quando cantava e ria muito quando perguntavam a ele porque o seu nome artístico era George Starr.

É tudo verdade, ou não?
 
Neal, o Lennon e George Starr

O HOMEM DAS CAVERNAS

 
Às vezes fico pensando
Como seria ele, se coçando,
Ao sol do meio-dia, fazendo nada
Só curtindo estar com a namorada
Sem reuniões, compromissos e conflitos
Sem convenções, engarrafamentos e atritos
Apenas a caverna e expedições de caça
Dormir sem bolinha ou doses de cachaça
Dormir sem hora para acordar
Comer sem medo de engordar
Não havia documentos em três vias,
Carteira de identidade, mensalidade e burocracia
(Não se estudava nada, nem inglês)
Mulheres? Podia experimentar umas quatro todo mês
Ele era forte, sem stress e sem fobia
(Nenhum sinal de calvice)
Não havia enfarte, não usava tênis e não curtia ecologia
(Vivia livre dessa chatice)
Não havia ganância, religião e pobreza
Era só ele, uma leve comichão e a natureza.


VIVA A VIDA NATUTRAL
 
O HOMEM DAS CAVERNAS

A Morte e Seus Mistérios

 
[color=000099]Entrevista de Morte
Considerações sobre a vida e a morte em uma auto-entrevista exclusiva (Karpot entrevista L.Otávio).

- O que é a morte?
- Um descanso da vida, para sempre, definitivo.

- Você já esteve perto da morte?
- Todos sempre estivemos, uns mais, outros menos. Ela é uma ameaça constante que só passa quando se morre. Mas a possibilidade da morte traz profundidade à vida.

- Você se sente preparado para ela?
- Nem para a vida... mas para a morte o preparo não é necessário. Essa é uma questão irrelevante.

- Como você explica o medo da morte?
- Certas coisas não são explicáveis. Posso dizer apenas que o desconhecido sempre assusta.

- Uma receita para afastar este medo?
- Morrer sem ter tempo para pensar no assunto. Exatamente o contrário do que estamos fazendo agora. Vamos trocar de assunto?

- Certo. O que você gostaria de ser?
- Feliz com mais freqüência, sem dúvida.

- Voltando ao assunto, existe vida após a morte?
- Sou pouco versado neste assunto - o que virá depois - tenho apenas desconfianças, pode ter, pode não ter...

- E isso não lhe preocupa?
- Não entendi bem a questão. O que preocupa? Ter outra vida ou não ter outra vida?

- A religião ajuda?
- A quê? A viver ou a morrer?

- O que você pensa dos suicidas?
- Apressados. Amanhã não necessariamente será igual a hoje. A vida é dinâmica por definição.

- Após morto, ter uma estátua sua numa praça, para você seria uma boa homenagem?
- Sem dúvida. Dá um certo status a possibilidade de servir de referência para as pessoas marcarem encontros – te encontro ali em frente à estátua daquele escritor famoso. De uma certa forma estaria sendo útil, enquanto houvesse a praça e a minha estátua. Nunca pensei como eu estaria representado, talvez rindo muito.

- Como você gostaria de ser lembrado?
- Primeiro gostaria que houvesse quem se lembrasse. Posto isso, bastaria que fosse com carinho.

- Em poucas palavras, a sua despedida.
- Adeus.
____________________
Humor reflexivo

Histórias - lidas ou ouvidas - são uma ótima forma de entretenimento, porque nos deixam envolvidos na realidade criada pela nossa imaginação.E histórias de humor são um excelente convite para devaneios de alegria. Pode-se passar horas agradáveis lendo histórias divertidas e engraçadas – humor todo mundo gosta. Histórias engraçadas, além de alegrar, fazem nos sentirmos leves. Contos engraçados e espirituosos podem ser lidos por pessoas de todas as faixas etárias desde crianças a adultos. Histórias engraçadas e anedotas também podem ser usados para dar um toque de relaxamento e descontração em situações formais ou mesmo tensas. Na vida estressante e agitada de hoje, ler ou contar histórias engraçadas pode colaborar para vivermos momentos de descontração e divertimento. Nunca é demais lembrar que usamos mais músculos da face para franzir a testa do que para sorrir. É sempre divertido ler/ouvir histórias bem-humoradas, principalmente quando no seu desfecho somos levados a fazer uma reflexão, uma análise crítica do imprevisto e do absurdo que é sermos sérios, o que nos leva a refletir mais uma vez e a estampar um sorriso de comunhão com as surpresas da vida. Rimos de qualquer coisa, seja dos personagens da história, do enredo e principalmente da conclusão inesperada. O humor reflexivo, além de trabalhar com o riso (conseqüentemente com a alegria) é um gênero que abre portas para a reflexão acoplada ao entretenimento.
O humor reflexivo, além de divertir, nos leva a refletir e a meditar.[/color]

Nem tudo relacionado a morte é ruim, por exemplo, morrer de rir é muito bom.
 
A Morte e Seus Mistérios

ESSAS UNIDADES

 
Kilo Mega Giga Tera Peta Exa Zetta Yotta Xona Weka Vunda Uda Treda

São prefixos do Sistema Internacional de Unidades que uniformiza e facilita o sistema de medidas. Esses e outros prefixos do SI permitem escrever-se quantidades sem o uso de notação científica, para quem trabalha com determinadas faixas de valores, mas .... 

Kilo todo mundo sabe, é um quilo. Mega e Giga tb está popularizado pela informática. Tera para quem se escarafunda nessa área também conhece. A partir daí começam as dificuldades.... peta, exa e zetta soam como termos exóticos de significado nebulozo. Talvez de uma lingua morta ou não nascida como o esperanto. Zetta e Yota parecem uma espécie de xingamento tipo pateta, idiota. Uma linguagem de tribo de pessoas que frequentam as mesmas esquinas, nas mesmas horas e se vestem de forma semelhante.
Xona, Weka, Vunda, Uda e Treda, aí, sem dúvida já resvala a linguagem pornográfica.... dá margem a umas frases tipo:
Ela tem uma xona provocante, que dá vontade de fazer a maior weka com ela. Ah, aquela vunda, beijar sua uda e mandar a treda nela.
Eu, hein...!

Veltu e Ganglo são unidades por mim inventadas. Sou o autor do texto...tenho essa prerrogativa.
 
ESSAS UNIDADES

BIGURIGU

 
BIGURIGU

- Quem me ligou ontem foi o Pacheco, me convidando para um bigurigu na casa dele no sábado.
- O quê? Ele vai fazer um bigurigu, te convida e você ainda tem a coragem de me contar? Você se esqueceu de que é casado? O Pacheco pode entrar fundo num bigurigu, ele é desquitado, mas você?
- Não é nada disso. Ele vai reunir a turma da faculdade. Depois vamos ver boxe na TV, regado a cerveja.
- Nada disso, digo eu! Bigurigu, nem pensar. Pelo jeito você está doido para ir, imagine só... você no maior bigurigu e a pateta aqui em casa...
- Vai ser uma reunião da turma... as esposas não vão, claro!
- É muita falta de vergonha. Imagine só armar um bigurigu assim, sem mais nem menos.
- Calma. Você está entendendo tudo errado. Vou te explicar, o bigu...
- Não quero, não quero. E tira a mão do meu ombro. Onde já se viu, um cara casado num bigurigu? Essa é muito boa... isto deve ser produto da maldita análise que você se meteu. Na certa vão encher a casa com essas mocinhas à-toa para satisfazer as fantasias de vocês, no maior bigurigu.
- Fica quieta, mulher - ele falou ríspido, levantando a voz. Deixa eu te explicar o que é um bigurigu...
Nisto, toca o telefone. Era o Pacheco avisando que não ia mais fazer o tal bigurigu. Ele estava convidando para um sensacional rodízio de coxinhas, depois o tal boxe na TV e cerveja.
O marido desconversa, não dá certeza se vai. Desliga o telefone, olha para a mulher com ar de desânimo. Agora, além de esclarecer o que é um bigurigu, terá que mentir, porque ela não vai entender nunca o que vem a ser o sensacional rodízio de coxinhas. O melhor é desistir de uma vez de ir à casa do Pacheco e, no sábado à tarde, ao invés de jogar futebol com a turma, sair com a Soninha, porque já faz tempo que ela topou...

Quem souber o que é um bigurigu, ganha um.
 
BIGURIGU

[b]Escritor, músico, pensador, futurista e visionário. Atualmente é Beatles researcher e vive a maior parte do tempo na Urca (Rj).
[/b]