Poemas, frases e mensagens de A.M.

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de A.M.

Sempre gostei de escrever poemas. O luso poemas foi o primeiro que me inspirou a isso.

Amizade

 
É o tudo ou nada partilhado
É dar a verdade
Saber receber o perdão
Mas saber dizê-lo com humildade.

Quando estou triste
Um sorriso
Quando desvio o meu caminho
Um aviso.

Quando tudo parece cair
Uma estaca
E nos melhores momentos
A melhor taça.

E quando se está longe
Sentir saudade
Mas no reencontro
Transbordar de felicidade!

Os meus amigos são quase
Como anjos no céu a voar
E nos bons ou maus momentos
com eles posso sempre contar!
 
Amizade

Verde significa...

 
Verde é esperança.
Verde é o carinho.
Verde é a lembrança.
Verde é o cheirinho...

Verde é Natureza,
Verde é companhia
Para mim é realeza,
a cor da erva daninha.

Cor de aliança,
entre a guerra e a PAZ
dentro do meu coração,
também isso faz...

Porque adoro a cor da natureza,´
A cor da realeza,
A cor da surpresa...:
Isto não é para a cor turqueza,
é simplesmente para quem gosta da cor:
VERDE!!!
 
Verde significa...

Férias...

 
Chegou as férias,
e assim posso cantar
correr e poemas escrever,
não despensando brincar.

Férias grandes,
só significa VERÃO,
Felicidade é a minha
Pois hà a festa de S.João.

Vou à praia,
canto e brinco,
escrevo e falo
com os meus colegas,
Porque é Verão,
mas utilizo, outros meios
De comunicação.

Passeio... que alegria
o Verão e as férias
são um enorme passeio,
sem livros da escola à minha frente
Mas estudo um pouco
diariamente, para mostar
a toda a gente, como nas férias
sou brilhante!!!
 
Férias...

Noite de lua cheia

 
Era noite de lua cheia
Fui à janela espreitar,
vi um lobizomem feio
e uma grande bruxa a passar.

Era noite de lua cheia
O amor estava no ar
Viu-se lá ao longe
Alguém a namorar.

Era noite de lua cheia,
via-se a lua a flutuar
Era grande e de prata,
com duas borboletas a segurar...

Era noite de lua cheia
subi as escadas do quarto
Quando cheguei lá a cima
Eram 5 horas e um quarto.

Era noite de lua cheia
e estava vestida de jasmim
até que vem um príncipe
que me leva a um grande jardim.

Era noite de lua cheia
E estava eu a chorar
Corre uma lágrima tão grande
Que forma um imenso mar!!!

Fantasias...
 
Noite de lua cheia

Dia da mulher!!!

 
Dia oito de Março
Dia da mulher
Hoje é um belo dia
para uma rosa oferecer.

Vamos lá tratar bem as mulheres
Como o ditado popular diz
"Não se bate numa mlher, nem com uma flor"
e eu digo, nem até á ponta do nariz.

Viva a Mulher!!!
 
Dia da mulher!!!

ÁGUA

 
Água:
tu que me lavas,
tu que me regas o jardim,
tu qu me dás de beber,
tu que andas ás voltas,
tu que já percorreste mundo,
tu que tudo fazes,
água. obrigada, por seres tão útil...
Sê sempre assim;
Não acabes;
Fica com todos nós!!!

A.M.
 
ÁGUA

Um amigo é o cão ou cadela

 
O sonho que eu
sempre quis ter
foi ter um cão
ou então, vê-lo nascer.

O meu sonho concretizou-se
tenho uma cadelita
é mesmo muito fofa
e o seu nome é Zita.

Algumas semanas mais tarde
tive sorte outra vez
a minha avó recebeu um cão
E do que o meu,
é mais novo um mês.

A minha tem dois meses
e o Robi tem so um
já desepareceu muitas vezes
num dia , só mesmo um.

É castanho e preto
Quase igualsinho ao meu
Só o tamanho e os olhos
Parece um Romeu.

Robi e Zita
são meus agora
não os deixo fugir
da minha casa para fora.

Nota: A Zita é a minha cadela, e o Robi é o cão da minha avó. O Robi é mais novo um mês do que a Zita. A Zita tem um olho de cada cor. Um azul, e outro castanho claro. Os do Robi são bem pretinhos, redondinhos e mafiosos. Já fugiu três ou duas vezes de casa num só dia. O Robi é peludo. A Zita tem um problema de pele, mas é bem comportada a tomar banho. Eu adoro-os. São os animais mais fofos que conheci. Se soubessem a história da Zita e dos irmãos.
 
Um amigo é o cão ou cadela

25 de Abril

 
Começou a haver Liberdade
Dia 25 de Abil
35 anos comemora-se agora
Numa data tão "Baril"!

Exagero agora então:
25 de Abril é uma emoção.
Senhas a passar na rádio,
Senhas feitas canção!

Cravos andam pelo chão
Soldados passeam pela rua
Crianças à suas beiras
Sem medo de levar um "tirozão"...

Claro que não tinham,
Também não tinha balas não,
Tinha o que se pode chamar:
A Liberdade florescida em cravo!!!
 
25 de Abril

Alma de criança

 
Cada uma das pessoas,
Tem 1 criança dentro de si
E só cada um sabe a alma que tem.
Quem não tem criança dentro de si
não tem alma feliz, não vive feliz
nem mais se pode dizer que tem sonhos
felizes tais como os que as crianças sonham...
 
Alma de criança

Traquina

 
Quem é traquina, quem é?
Que tudo faz ao contrário.
Não arruma o quarto
nem faz o sumário

Abre o livro
De pernas para o ar
E quando sai da sala
Não quer arrumar.

Se a professora lhe bate
Desata a chorar
Se chama a mãe á escola
vai ao pai refilar.

É traquina
não tem disciplina
Desata a chorar
e quando palmadas levar
Do pai ou da mãe
Não tem de refilar.

Bate nos colegas
leva uma palmada
passada ma época
De mal não faz nada.

Menino traquina, arrependeste-te?
 
Traquina

Uma rosa com espinhos...

 
A vida, é uma rosa com espinhos
a vida é a rosa, que certamente nasce e morre
e os espinhos, são os vários obstáculos da nossa vida
cada espinho representa uma dificuldade,
tanto financeira
de amor
de doença
de sofrimento
etc.
Essa rosa é como nós formos
Se formos espertos
a rosa também é!
e para termos menos espinhos
e não doer ao picarmo-nos neles
quando os passamos
temos de ser ágeis e esperto.
A vida não dura sempre
mas quando a rosa morrer
as raízes vão ficar lá
vai haver alguém que se vai lembrar
sempre de nós!
Da nossa vida.
E qualquer coisa que façámos
qualquer coisa símbolica vai deixar raízes!
A rosa... vai tendo anos
tal como nós
e a sua velhice, vesse pelas pétalas
a sua aparência!
E claro que todos gostamos de ser novos
e as rosas são tão lindas na sua infância...
E quando somos velhos
certamente devemos nos lembrar
das nossas brincadeiras e sofrimentos de infância
e adolescência!
Lembramo-nos daquilo que doía
os nossos maiores sofrimentos!
Mesmo que fossem "brincadeiras de namorados"
até os castigos que levavamos!
Isso tudo doía...
Não só na dor física, mas no nosso coracção
na nossa alma
no nosso pensamento!
E agora que a rosa está murcha
as pétalas estão quase todas no chão
lembramo-nos das coisas que viviamos!
E que o nosso único sofrimento...
Vai ser deixar amigos e familiares
cheios de espinhos que ardem
quando se põe àgua oxigenada!
Que doí cada vez que se toca no assunto!
E que a vida é mesmo assim!!!
 
Uma rosa com espinhos...

A filha do Pai Natal

 
Era véspera de Natal. Como todos sabem, a véspera de Natal costuma ser animada, com presentes, família reunida... Mas para uma certa menina, não. O Natal para ela era uma festa para ricos (que só esses o podiam festejar.) Os pobres não tinham dinheiro para comprar presentes e o seu presente era a solidão.
A ceia era apenas a fome e a família reunida à mesa era apenas o silêncio. Nem um amigo tinha e o seu nome era Valéria. Não andava na escola e, para ela, não existia Pai Natal.
Ela era menina da rua. Passava pelas pessoas e pedia esmola, mas elas diziam:
-Estes gatunos, fingem-se de pobres para ter presentes de Natal.
Nessa noite, passou um homem vestido de vermelho e branco com um gorro. Quando ela viu o homem, pediu-lhe:
- O senhor que está bem vestido e aquecido do frio, pode dar-me alguma coisa?!
Esse homem exclamou com uma voz grossa mas engraçada:
- Eu sou o Pai Natal. Ho, ho, ho… Vem comigo. Sou eu que dou presentes aos meninos e não me lembro de te ter dado algum, pois não?!
-O senhor dá presentes? Eu pensava que eram as famílias.
-O que queres este Natal?
- Quero família, aconchego e felicidade.
- Desejo concedido! Se vieres comigo para minha casa, terás isso tudo.
E ela foi. O Pai Natal deu-lhe um fato pequeno vermelho e branco e um gorro. Deu-lhe mimo, casa e até a adoptou. Ele gostava muito de Valéria.
E todos os anos, Valéria recebeu os mais belos e originais presentes. E aprendeu que o Natal é para todos (mesmo os mais pobres), e todos têm o direito de usufruir de Natais cheios de alegria e felicidade.

Eu sei que o natal já passou
mas apeteceu-me pôr um texto que fiz antes do natal que só agora me lembrei de pôr aqui! Espero que compreendam!
 
A filha do Pai Natal

Lágrima apaixonada

 
Vejo-te ao longe.
O meu coração bate mais forte com a tua chegada.
Aproximamos-nos e o coração quase que para.
A primeira lágrima rola em sinal de tanta saudade e amargura de tão poucos anos de existência.
Corro. Mais veloz que o mais veloz animal acampado na selva.
Veloz veloz veloz...
Mas tu sempre mais que eu.
E o tempo não passava.
Pareciam anos e anos a separar-nos.
Finalmente, frente a frente, soltei um suspiro, e o tempo não durou mais.
Senti o teu corpo junto do meu, o teu bater do coração, a tua respiração ofegante resultado da correria.
Beijei tua face, mais morena que o habitual, como o teu remédio calmante da alma. Apertaste-me contra ti.
Um abraço e nova lágrima, novo suspiro...

Acordei. Tudo isto não passava de um sonho.
Continuavas longe de mim.
E toda a água do meu corpo serviu
como consumação do meu sofrimento.
 
Lágrima apaixonada

A minha ex-professora

 
A minha ex-professora
É mesmo muito querida
Fez ontem anos
O seu nome é Carolina.

A mim e aos meus colegas
Ensinou-nos coisas belas
Mas teve pouca sorte
Pois nós eramos tagarelas...

Aquela professora
Era mesmo uma donzela
e nós adoravamos ouvir
A maravilhosa voz dela.

Essa professora
chama-se Carolina
Ela é um amor
Ela é muito linda!!!

Beijos professora Carolina!!!
 
A minha ex-professora

As fadinhas do meu quarto

 
As fadinhas do meu quarto
Avisam-me quando é para dormir
E quando devo acordar,
E quando preciso de sorrir.

As fadinhas do meu quarto
Parecem fadas verdadeiras
Têm um despertador na mão
A escova de dentes na carteira!

Uma coisa que é verdade
É que são desorganizadas
São elas que arrumam o quarto
E são elas pequenas fadas!

Deixam as mantas no bidé
E os chinelos na sanita
E limpo só o pó
Com uma pequena toalhita.

E à minha cadela
Lavam na banheira
E os lençóis
- É pá, isso é uma trabalheira…

Agora que leram isto com atenção
Não posso dizer que elas arrumam o quarto
Mas posso sempre dizer: (quando chego a casa)
-É pá, que espalhafato!

Vou vos contar então do armário
As cuecas no balcão
As camisolas de baixo da cama
As meias no sótão.

São três fadinhas simpáticas
A Camila brincalhona
A Flora é chata
E a Clara a aventureira.

São fadinhas inventadas
Pela minha imaginação
Isto seria horrível se fosse verdade
Ainda bem que não são.

Fantasias

P.S: Isto aqui é mesmo inventado. E como todos sabem seria um desastre se fosse mesmo assim. Isto é mais um poema para a minha colecção de poemas de fantasias!
 
As fadinhas do meu quarto

* O dia de poesia *

 
Dia mundial da poesia
Poesia faz sonhar
sonhar em poder publicar
publicar num sitio para o comentar.

Fazer poemas bonitos
bonitos como a luz do luar
luar que ao olhar, melhor paz pensar
pensar numa palavra a rimar.

Chega a 22 de Março
Março onde há o dia da poesia
poesia vou publicar
Publicar para toda a gente poder olhar.

Felz Dia da POESIA a todos os escritores e nã escritores de poesia!!!
*A.M.*
 
* O dia  de poesia *

Melhor amiga!

 
Ter melhores amigos é:
-ter carinho e amizade,
-é sonhar em ajudar,
-é ter coragem para ajudar,
-é saber ter amigos,
-é saber perdoar e aceitar,
- é saber nos desculparmos por nossos actos,
-é andar junto de nossos amigos ( especialmente os melhores amigos)
-é saber olhar para o que fazemos e admitir que erramos!
- é saber fazer tudo o que um melhor amigo faz!!!

Nota: Dedico estas frases á minha melhor amiga catarina e quem quiser dizer estas frases ao seu melhor amigo, está aqui a minha autorização.
 
Melhor amiga!

A caneta especial

 
A Catarina tinha um lápis de grafite normal. Mas não gostava lá muito dele! Escrevia sempre da mesma cor.
No dia seguinte o tio Alberto, deu-lhe uma caneta especial, e a Catarina ficou muito feliz. A caneta tinha quatro cores: azul, preto, vermelho e verde. Carregava-se num botão, e aparecia, uma das cores.
A Catarina vestiu-se depressa para ir para a escola, mostrar a sua caneta especial.
Quando chegou à escola, disse aos seus colegas:
- Olá amigos, olhem a minha caneta especial!
E os amigos responderam:
- Que caneta fixe.
E quando acabou a escola os amigos disseram aos pais, para comprar uma caneta especial.

Autor: Cláudia Patrícia
2º ano
A minha irmã.
 
A caneta  especial

Dia de S.Valentim

 
Feliz dia dos namorados
A todos os que tão apaixonados

Quem já teve surpresas
belas que tanto as admirou
Eu já recebi a minha
E concerteza assim estou.

Feliz dia de S. Valentim
A todos vós...

A.M.
 
Dia de S.Valentim

Receita especial!!! (especial Dia do pai)

 
1º-Ingredientes:
. muitos carinhos
.ternura
. mil e um beijos
.dois mil e dois abraços
.surpresa
.gratidão
2º-Pega-se no tempo e coloca-se lá primeiro os carinhos e a ternura.
3º-Mexe-se bem e coloca-se os mil i um beijos e os dois mil e dois abraços.
4º- Para que o tempo fique bem gostoso, junta-se a surprea e a gratidão.
5º-Está pronto para disfrutarno dia 19 de Março de 2009.
6º-Bom tempo!!!

Dedico este bolo ao meu querido pai !!!
Beijos papá...
 
Receita especial!!! (especial Dia do  pai)

A.M.