Poemas, frases e mensagens de pires22

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de pires22

"Our love is lke the wind... I can't see it, but i can fell it"

 
 
Enquanto a canção toca vou deixando a inspiração sair… Parece que começa a esgotar-se mas ao mesmo tempo vai aumentando de forma incontrolável… Quero sentir-te, quero abraçar-te, quero olhar nos teus olhos e que eles me digam tudo, … As coisas andam difíceis… Os sorrisos não existem, as lágrimas já se tornam escassas, as palavras já não fluem, o coração já não bate… Olho para o lado estou sozinho, olho para o outro sozinho estou… eu e a tristeza que tarda em desaparecer … a tristeza abandonada que carrega o meu peito, em mil e uma formas… Abracei a solidão, olhei para ela e estou a senti-la… e quem devia de estar no lugar dela eras tu…
Os sonhos tornaram-se pesadelos, as lembranças tornam-se saudades, o meu peito grita por ti (consegues ouvir?), o meu coração quer parte do teu, a minha pele torna-se gelada sem a presença do teu calor, o colorido torna-se negro, … oh não! Estou com tanto medo… um medo que nunca tive… Um medo imenso de te perder… De não viver o que o destino nos propôs… de não ser o teu mais que tudo… o pai dos teus filhos… o marido da tua vida… a tua cara-metade, alma gémea, que formaria um nós…
E o relógio avança… o tempo não pára… não volta atrás… e não sei nada de ti… começo a perder forças ao mesmo tempo que vou ganhando-as… já me custa a respirar… o ar está irrespirável… o que se anda a passar? O quê? Porque é que quem ama não pode ficar junto? PORQUÊ?... De súbdito forma-se um rio de lágrimas em volta do meu olho… e começo a tremer como se estivesse a viver por baixo duma temperatura negativa que arrepiava até o corpo mais defunto que existisse… Ai como o teu calor é essencial para mim agora…
O sentimento, esse cresce a passo largos… E devora a minha razão… Queria dizer tudo o que podia dizer à tua mãe… Mas só me vem quatro palavras à cabeça… “Amo a sua filha… Amo-a a tal ponto de nunca a magoar nem tão pouco a deixar… Amo-a com a maior sinceridade e maior verdade que a palavra pode adquirir… Um amor que talvez muitos dos mortais nunca viveram… Um amor que considero único… Porque é meu e da sua filha… é nosso... Não queira acabar com o que não tem fim… Peço-lhe por tudo… Eu farei a sua filha a pessoa mais feliz do mundo...” Mas ela não me ouve… e às vezes nem tu me ouves… talvez seja eu que não te oiço…
O amor verdadeiro tudo vencerá e o que é teu às tuas mãos irá parar… Será que estas frases têm sentido verdadeiro? Não sei mas mais uma vez terei a esperança que sim…
 
"Our love is lke the wind... I can't see it, but i can fell it"

Um luso poema

 
Um luso poema
 
Decidi escrever um Poema
sem ter tema definido
e dai ser uma grande problema
pois a dor me tinha enfraquecido...

Mas escrever sobre a dor não vou,
não vale a pena chorar mais nisso,
E como luso poeta que eu sou
falar de sofrimento não é o que preciso...

Mas não aguento esta pressão
que me esquenta ferozmente o coração
na pátria duma roda que nos enfeitiça
uma roda de amor que revela ser postiça...

Não, não... Já disse que não!
Chega de me enganarem com a eternidade
já sabem que num luso poema
o que reinará sempre é a saudade...
 
Um luso poema

És tu

 
 
Foi tudo platónico
Incrivel como ainda é
Um sentimento afónico
Um olhar em média ré...

Procuro-te, e encontro
mas tornas a fugir
sem ti sinto-me um monstro
numa ansia imensa de te sentir!

sao palavras, sao frases
sao versos todos para ti
apareces em certas fases
quando te quero sempre aqui...

Porquê o destino não nos une?
Pergunto eu aos céus
a mim nada neste momento confunde
no teu tribunal quero ser o principal dos réus!

Para, escuta, sente
sente outra vez
faz um verso que te venha em mente
conta um dois e três
abraça-me agora
sentes o que digo?
Não vas embora
beija-me e vem comigo!

É dos poemas mais lindos que eu já escrevi e para contrariar Fernando Pessoa eu escrevi-o sentindo-o. Cada palavra é quase como uma parte de mim... Espero que gostem e que deixem os vossos comentários
 
És tu

Lembrança

 
 
Acreditei e virou cegueira
um amor que nada teve
e foi essa a maior asneira
pois ele foi de forma leve...

Para mim foi algo eterno
para ti dizes não saber
foi algo comparado ao amor materno
que não teve um final a condizer...

O meu coração fonte da palavra
que agora mudo se faz sentir
falava tudo enquanto amava
agora aguarda o que surgir...

O teu sonho ainda por mim é sonhado
Henrique e Matilde são as estrelas
era perfeito o ter-te ao meu lado
agora as lembranças não quero esquece-las...

Se me voltares a abraçar o que sentirás?
voltarás a ser a pessoa que eu conheci?
Sou a virtude que sempre amarás
A desilusão só eu a vivi...
 
Lembrança

Sozinho Contigo

 
 
Senti-o no fundo
num toque que me deste
e foi nesse simples segundo
que do meu sentimento soubeste.

A magia do teu olhar
tocou no meu sorriso
e juntos conseguimos tocar
no mais perfeito paraiso.

Abracei-te por um instante
fomos um único ser
senti a tua respiraçao ofuscante
fui o ar que te fez viver.

Dizeste um até já
no momento da despedida
tive uma sensação má
como saisses da minha vida.

Volta hoje, estou sozinho
preciso do teu cheiro,
o teu corpo o teu carinho
o teu EU por inteiro...

Volta hoje, estou sozinho
e sem vontade de viver
faz-me falta o miminho
daquela noite que quero voltar a ter...
 
Sozinho Contigo

Pós Morte I

 
Pós Morte I
 
Encaminho-me no sono
por uma luz que encandeia
o meu corpo está morno
o sangue não me corre na veia.

Abraço-me à morte
lembro-me do que passei
virei fraco do forte
num segundo me entreguei...

Um Romeu sem o seu amor
que se entrega por paixão
que morre com a dor
do fim duma perfeita relação...

Vejo pessoas a chorar
e lembro-me que sozinho não estava
porque fui-me eu matar
se há tanta gente que me amava?
 
Pós Morte I

My love far away from me

 
oh my god...oh my god...i don't believe...i don't believe...

i cry in my bed
bad things are happening
i need you
but i missed your smile
why are you gone?
without a goodbye
i am so sick
because i don't have the cure

pre refrao
when the sky was grey
i can't see the sun
when the past was back
my wish is die
when i think in us
you are inside in my head
when i fly i don't remember
i don't have wings...

refrao
ohhhhh my god
i don't believe
i missed my soul
ohhhh my god
i don't believe
my love far away from me...from me...

i can see you in my mind
but i can't touch you
i can say i would change
but is very hard
i can tell you one secret
but you don't listen me
i can say i love you
but you don't understand...

pre refrao
when the sky was grey
i can't see the sun
when the past was back
my wish is die
when i think in us
you are inside in my head
when i fly i don't remember
i don't have wings...

refrao
ohhhhh my god
i don't believe
i missed my soul
ohhhh my god
i don't believe
my love far away from me...from me...

and i cry in my bed remember the past
and i cry in my bed remember us
and i cry in my bed...
and i cry in my bed...
and i cry in my bed because you

refrao
ohhhhh my god
i don't believe
i missed my soul
ohhhh my god
i don't believe
my love far away from me...from me...

Algum interessado em tocar esta música contacte-me ;) Ricardopf@msn.com
 
My love far away from me

Minha vida eterna

 
Ergueste-me de novo
em todo o seu explendor
um amor que grito ao povo
um amor de muito valor.

Fizeste da eternidade
uma coisa mais que real
atingir o apogeu da felicidade
foi o primeiro sinal.

Elevaste-me ao céu
sem ponto de partida
hoje vejo-te de véu
ao meu lado minha vida.

Coroaste tudo agora
sendo a inspiração
dum poema escrito na hora
pelo o mais puro coração...(o nosso)!
 
Minha vida eterna

Um dia

 
Um dia hás-de te lembrar que quem te deu a mão era cego e a cegueira passou... Um dia hás-de te lembrar que quem te amou e dava-te a eternidade a si mesmo se encontrou... Um dia hás-de te lembrar que a vida é curta demais para deixares o que de melhor dela tens, para trás... Um dia hás-de chorar e não ter ninguém para te acudir... Um dia este texto estará-te em mente... E esse dia pode vir de repente...
 
Um dia

Suicidio

 
Suicidio
 
Tomei 13 comprimidos
uma dose letal
não dei a ninguém ouvidos
nem vou chegar ao Natal...

Não vou abraçar a minha mãe
nem beijar a minha avó
não quero magoar ninguém
mas o meu coração está em pó...

Talvez não seja solução
mas já não consigo viver,
amei com toda a emoção
e no final só me resta morrer...

Agora tomaste a tua decisão
e eu tomei a minha
só espero que no meu caixão
não chores por perderes o que tinhas...

Tomei 13 comprimidos
uma dose letal
não dei a ninguém ouvidos
nem vou chegar ao Natal...

Não vou abraçar a minha mãe
nem beijar a minha avó
não quero magoar ninguém
mas o meu coração está em pó...

Talvez não seja solução
mas já não consigo viver,
amei com toda a emoção
e no final só me resta morrer...

Agora tomaste a tua decisão
e eu tomei a minha
só espero que no meu caixão
não chores por perderes o que tinhas...
 
Suicidio

A dor de perder

 
 
As estrelas cairam do céu
e o mar enegreceu friamente
a lua do escuro se tornou réu
e tudo mudou de repente...

O coração deixou de bater
o ar tornou-se irrespirável
as lágrimas começaram a correr
o negro cobriu o que era amável...

O verde tornou-se preto
o Azul preto se tornou
O errado tornou-se correcto
a luz para sempre se apagou...

O sim tornou-se não
a mentira destitui a verdade
As palavras desapareceram em vão
E agora domina a maldade...

Já não se ve nada
e do nada perde-se tudo
desapareceste minha amada
e com isso fico mudo...

O poema mais triste que até hoje escrevi... Por favor deixem pelo menos um comentário para eu perceber se é normal uma dor dominar tanto uma pessoa ...
 
A dor de perder

A Carta do Adeus com Saudade

 
 
O nevoeiro no céu alastra-se… e eu pouco consigo ver…
Mais uma madrugada passada a sonhar… Sonhos que nunca se irão realizar mas que me fazem e muito pensar… Estou a tentar seguir em frente, aos poucos, mas apareces tu quando menos espero e me fazes acordar sobressaltado… E o pior é que não consigo controlar… Já nem sei o que fazer…
Mas vou seguir em frente… Tu assim quiseste ao dizeres-me que tinhas outra pessoa… tu que acabaste comigo para te concentrares nos estudos como me tinhas dito… Não vale a pena chorar mas eu choro e sinto a dor mais sofrida… a dor mais dolorosa… a dor minha que sinto ao ver-te longe com outro que nunca te amará tanto quanto eu… que nunca te fará ver o mundo com a fantasia que eu fazia… Podes procurar o amor em todo o lado mas encontraste-o e deitaste-o fora… Não percebo a sério que não percebo… e dói-me ainda continuar com tantas perguntas para mim mesmo…
Talvez os sonhos que tiveste não foram para ser sonhados comigo e arrependeste-te … estou farto de usar talvez quando se calhar nem tu estás a pensar em mim… Quando o que tu se calhar querias era ter alguém por um tempo e depois fugir sem deixar rasto… Mas eu nunca pensei que assim fosse… E isso é que dói mais porque muitos dos sonhos que tive contigo não serão vividos daqui para a frente porque eram os nossos sonhos…
Do que vale viver um grande amor se ele mais tarde ou mais cedo acaba por acabar? Eu dei-me de corpo e alma para esta relação e acabei por sair sem nada… Aliás acabei por sair com mais sonhos que me aproximam de ti e por isso eu não quero dormir… Faço de tudo para não adormecer porque dá vontade de ir viver esses sonhos contigo… Dá vontade de voltar a dizer que te amo que és a minha vida e que tudo é para sempre… Dá vontade de gritar ao mundo que o grande amor da minha vida és tu… Mas tu deixaste-me… Desististe de mim e criaste um enorme vazio no lugar do meu coração… Eu sinto que já nada me fará sentir entusiasmo pela palavra amor… Que já tudo o que me disserem será mentira… Porque estará sempre na minha cabeça que a eternidade só teria graça a teu lado…
Sei que daqui a uns anos ao ter os meus filhos me lembrarei de vários nomes para lhes dar mas haverá dois que ficaram sempre entre os primeiros… Aqueles que tu querias para os nossos filhos… Henrique e Matilde… Aqueles que estava convencido serem mesmo os nomes que iria dar aos nossos filhos… até quando me casar vou-me lembrar de ti e do casamento na praia que imaginámos… Oh meu Deus tu nunca me sairás da cabeça… Nunca!...
E com a última lágrima que espero derramar, acabo esta carta… talvez mais virão e talvez esta seja o ponto de viragem… Talvez estes talvez não passem de nãos que eu não quero dizer mas devia de dizer…
O nevoeiro no céu alastra-se… e eu já não vejo nada!...
 
A Carta do Adeus com Saudade

Gramática do Amor

 
 
Conjuga-me num beijo
interjeita-me nos teus braços
Adjectiva o meu desejo
Personifica os nossos laços.

Imperativa o teu sentimento
Metaforiza-o com a natureza
Exclama-o num momento
Eterno com certeza.

Acentua-o com um sorriso
Transcreve-o num poema
Compõe-o e num feitiço
descobrirás que amor é o tema.

Coordena agora tudo,
Para sempre vais lembrar
Que o poeta não fica mudo
e com esta gramática se vai expressar.

Um poema com muito sentimento e que espero que toque no coração dos mais apaixonados... Espero que gostem e que ao lerem exprimam os sentimentos que ele vos faz sentir... Oiçam-no ao mesmo tempo que a música... Acho que é um óptimo relaxante para a vida cada vez mais stressante que vamos vivendo e vai fazer as pessoas relembrarem que o amor é a coisa mais importante do mundo!
 
Gramática do Amor

Poesia

 
Entrei de corpo e alma
para de lá nunca sair
um amor que nada acalma
e uma lágrima a cair...
o silêncio diz tudo
o sofrimento também
as palavras em tom mudo
que mostram que não estou bem...
uma explosão de emoções
numa cabeça confusa
separados os corações
do poeta e sua musa...
e ele morre sem ela
sem ela do seu lado
e tudo o que escreve dela
mostra o amor de ser amado...
e como o vento levou
uma relaçao que não podia
esse poeta esperançou
te-la do seu lado outro dia...
 
Poesia

Felicidade

 
Hoje estou aqui
tu sabes, tu confias
mas fisicamente te queria a ti
ao meu lado, todos os dias.

Noto tristeza no teu rosto
Em claro apelo há esperança
fruto de quem sofreu um enorme desgosto
ao teu lado estarei no mesmo prato da balança.

Chora no meu peito
sorri para o meu olhar
darei-te tudo ao que tens direito
e o impossivel de alcançar.

Grita por mim
com a voz do coração
Não quero ter um fim
nesta nossa relação.

Anseio viver tudo
como num conto de fadas
desta vez não me iludo
vamos deixar as nossas mãos entrelaçadas.

A vida é um poema
com versos, ritmo e amor
dai ser um dilema
porque há poesia a conter dor.
É um verso que conta história
outro que abençoa a verdade
resta-nos sentir a glória
de viver juntos a eternidade.
 
Felicidade

A despedida

 
 
Podia não ter acabado
mas já não me importo
podias para sempre estar ao meu lado
mas foi demasiado para o teu porto.

E fugiste de tudo
como quem foge da vida
deixaste que retirasse o meu escudo
e feriste-me na maior ferida...

Criaste um rio imenso
No meu coração despedaçado
podias ter tido um pouco de bom senso
para eu aos poucos o ter colado...

Mas são bocados tão pequenos
que me custa agora consertar
conseguiste com tempo a menos
por-me cego por ti e a amar...

E agora respiro a dor
que o meu peito derrama
na ferida que sente o ardor
de quem não sente e diz que ama...

Agora a luz fez-se escura
e todos dizem para não saltar
mas o buraco a aumentar perdura
e eu tenho pouco por onde escapar...

E na ânsia de cuspir
o meu coração que teu é
vou ter de o suprimir
para de novo me por em pé...
 
A despedida

Nostalgia de Natal

 
Nostalgia de Natal
 
O natal faz-me sentir triste
já não o sinto como antigamente
e quando uma dor maior pressiste
a nostalgia vem-me à mente...

Vejo as ruas eliminadas
mas no meu mundo sou só eu,
as filhóses, os doces, as rabanadas,
Um vácuo que é só meu...

Acredito que vou sorrir
quando esta nostalgia passar,
quando os teus lábios sentir
e ao teu lado poder estar...

Acredita que a maior prenda
de valor só o amor tem
e espero que toda a gente entenda
que só amando somos alguém...

(As luzes vão piscando
os minutos vão passando
a saudade vai apertando
e a pena deslizando
um caderno vai borrando
com palavras em tom brando
ao amor que vai aumentando
e ao coração que vai escutando
a solidão de quem e quando
do qual um mundo se vai influenciando
e eu sem pensar vou deixando
um poema escrever-se sem saber onde ando...)
 
Nostalgia de Natal

Ricardo Pires Fernandes