Poemas, frases e mensagens de Alexandre O就eill

Sele誽o dos poemas, frases e mensagens mais populares de Alexandre O就eill

Poema pouco original do medo

 
O medo vai ter tudo
pernas
ambul滱cias
e o luxo blindado
de alguns autom镽eis
Vai ter olhos onde ningu幦 o veja
m緌zinhas cautelosas
enredos quase inocentes
ouvidos n緌 s nas paredes
mas tamb幦 no ch緌
no teto
no murmrio dos esgotos
e talvez at (cautela!)
ouvidos nos teus ouvidos

O medo vai ter tudo
fantasmas na 鏕era
sess髊s cont璯uas de espiritismo
milagres
cortejos
frases corajosas
meninas exemplares
seguras casas de penhor
maliciosas casas de passe
confer瘽cias v嫫ias
congressos muitos
鏒imos empregos
poemas originais
e poemas como este
projetos altamente porcos
her鏙s
(o medo vai ter her鏙s!)
costureiras reais e irreais
oper嫫ios
(assim assim)
escritur嫫ios
(muitos)
intelectuais
(o que se sabe)
a tua voz talvez
talvez a minha
com a certeza a deles

Vai ter capitais
pa疄es
suspeitas como toda a gente
muit疄simos amigos
beijos
namorados esverdeados
amantes silenciosos
ardentes
e angustiados

Ah o medo vai ter tudo
tudo
(Penso no que o medo vai ter
e tenho medo
que justamente
o que o medo quer)

O medo vai ter tudo
quase tudo
e cada um por seu caminho
havemos todos de chegar
quase todos
a ratos
 
Poema pouco original do medo

Alexandre Manuel Vah燰 de Castro O'Neill
( 19/12/1924 21/08/1986)
Autores Cl嫳sicos no Luso-Poemas