Poemas, frases e mensagens de Paula Agus

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Paula Agus

Meus pensamentos em você

 
Seu sorriso é,
Teu jeito de ser é o paraiso
Que não quero perder,
Tão sublime ,
Tão irreal
Que mesmo não imortal é celestial,
Olha para os meus olhos
E diz que sentiu a mesma coisa
Meus pensamentos voam diante de você
Meus olhos só refletem aquele seu jeito de ser
Que faço agora para te contar ,
Que estou balançada por você....
 
Meus pensamentos em você

Realmente preciso

 
Realmente preciso
 
Um abraço, um ombro
Não precisa de palavras,
Demonstração de afeto
É que realmente preciso.

As palavras erradas podem soar como chumbo
Sangra e rasga um coração que esta rente
E que não poderá ser cicatrizado,
Somente um milagre.

Quanto tempo?Anos?Dias?
Quem será?O que será que pode me tirar daqui
Realmente preciso:
Um motivo para sorrir.
 
Realmente preciso

Espelho triste

 
Espelho triste
 
Menina estes teus olhos tristes te enfraquecem,
Matam te aos poucos,
Vivendo mais uma desilusão
A procura do amor humano,
Não acha nada além da solidão.

Menina esta vontade que você tem de fugir da vida,
Encontra se tão só,
Olhe para mim teu espelho,
Você tem mesmo que prosseguir?
Haverá um dia motivos para sorrir?

Menina deite,
Amanhã deverá prosseguir
Amanhã quem sabe isso mude,
Afinal os dias não são sempre iguais.

Sou quem te orienta,
Vigia e te protejo,
Sou forte e um quanto frágil,
Sou eu quem te ama,
Sou você, o seu espelho.
 
Espelho triste

Sonante

 
Sonante
 
Os sinos soam, o vento sopra mais denso.
As aves voam como nunca tinha visto antes,
O tempo está mais extenso,
As borboletas pousam nas flores,
Todas juntas formando uma obra de arte
Os violinos tocam sem seus músicos
Não sei se estou sonhando
Parece um filme
Em um instante isto se transformou
Tudo fica cinza as flores murcham
As borboletas somem,
Os violinos quebram,
As aves tentam sair mais caem no chão
As pessoas paralisam
E no fundo um piano toca um som sombrio
E ouço vozes cantando...
O mundo parou veja o inferno que você mesmo transformou
Agora você esta ouvindo sem poder fazer nada
Mais tudo estava em suas mãos
Veja como as pequenas coisas são importantes
E estava dando valor a algo que te faz mal
Tudo se faz mais belo quando ama
E quando as cores recebem seu valor,
Agora se arrepende, dizendo que vai mudar
Mais as oportunidades estavam
O tempo todo para você modificar
O caminho tem apenas dois lados,
Você escolheu que achou melhor
Mais veja todos pensam neles mesmo
Ninguém ama ninguém,
E o futuro esconde num véu de uma viúva
E você nunca mais vai ver o sol
A vaidade o orgulho te fez capataz
Matou seus amigos e jogou um balde de tinta negra por cima
Oh, Porque tudo é tão fácil,
Mais parece difícil diante de seu orgulho banal
 
Sonante

Último adeus

 
Último adeus
 
Às vezes você vem nos meus sonhos
Me contar como está,
Conversamos sobre tudo,
Reparo na sua feição,
Escuto atentamente a tua voz
E quando quero ficar mais perto de ti
Chega a tua hora de voltar.

Você faz falta, muita falta.

Apesar da distância,
Sinto tua presença,
Você me olhando,
Um arrepio dá aqui dentro,
Uma voz cansada e sussurrada
Que entra pelos meus tímpanos,
Invadindo assim minha alma,
Alertando meus sentidos que é você.

Faz falta, muita falta.

Peço que esteja seguro e tranquilo
Que os erros cometidos
E os pecados foram perdoados.
 
Último adeus

Vazio relutante

 
Vazio relutante
 
Alma que sangra
Repete tudo aquilo outra vez,
E o escuro vem me abraçar novamente,
E me entrego
E espero a luz me resgatar neste vazio

Dói muito, no fundo... Aqui na alma

Cadê minha luz?
Porque o solo dessa guitarra que chora toca novamente?
Esse vento parece que leva minha alma, será que leva mesmo?
Sentindo o vazio oculto e amplo
Dói

Por mais que fale,
Por mais que não queira,
Ninguém entende,
Ninguém ajuda,
Nem eu mesma
 
Vazio relutante

Mais um poema para você

 
Mais um poema para você
 
Chama por mim,
Diz que arrepende,
Volte pra trás,
Isso não se faz.

Meu coração não aguenta mais,
Aquilo que eu quero você não faz.

Vai por mim você vai sofrer,
Se ama de verdade vamos resolver,
Quero ver de novo seus olhos de perto,
E te mostrar outra vez,
Aquilo que é certo.

Diz pra mim que você vai voltar,
Que seu orgulho não importará.
 
Mais um poema para você

Aprendendo a seguir sem alguém

 
Aprendendo a seguir sem alguém
 
Seguirei outra direção,
Mesmo não querendo.

Tomarei outro rumo
Pois prometi que não iria me magoar outra vez.

Ele balançou minha estruturas
E não sabe o quanto,
Queria estar com ele neste instante,
Mas sei que não esta pronto
Para prosseguir outra vez
Esta ferido por causa de outro alguém,
E me iludi pensando estar no rumo certo.

Quantas vezes vou ter que bater a cabeça
Na parede para entender?

A dor é saber que você não tem seus sentimentos correspondidos.
 
Aprendendo a seguir sem alguém

Você

 
Você
 
A penumbra dominava minha alma,
Ate aquele momento achava que a vida era mordaz,
Sentia serem incuráveis meus desalentos,
Mas como sonho, um anjo apareceu.

Pensava ser funesto ficarmos juntos,
Olhando diante de mim naquela mesa, o teu rosto
Algo fulgurante dentro de mim acendia,
No primeiro instante mantive-me longínquo
Por estar nos meus anseios psíquicos um sentimento néscio.

Impertinentes aversões moldaram-nos,
Queriam nos inibir fantasiavam historias apócrifas
Para que nos afastássemos,
Mas é irrefutável que este sentimento é infrangível,
Pois você querido é quem irradia meus dias,
Injeta na minha veia alento para viver novamente.

Agora vejo que meu apogeu é você,
Teus beijos têm o talento que me faz sentir abençoado,
Apenas por estar contigo tenho o prazer de viver sorrir,
O qual não pensava jamais regozijar.

Se isso for uma ilusão que a vida vê iluda para sempre,
E se isso é apenas harmonicamente um pretexto para fazer melodias,
Que continue com estes pretextos opulentos.
 
Você

Ela, eu

 
Era uma vez uma garota
Com uma historia que não é nada fácil,
Sem príncipe encantado,
Um final feliz,
E sem a bruxa.

Mas mesmo assim é o personagem principal
Mesmo com todas as coisas,
É forte, enfrenta qualquer batalha sem armas,
Mas sim, com sua sabedoria encantadora.

Chora ,ama ,fica feliz, triste;
Sente sozinha e amada
Mas ela sabe que a vida é assim mesmo,
Não esconde seus sentimentos.

Não desiste, apesar de muitas vezes querer desistir,
E muita da força da garota
Vem de saber, tem pessoas que gostam verdadeiramente dela,
Nunca sai do lado, mesmo não podendo.
 
Ela, eu

Desgostos Fatais

 
Desgostos Fatais
 
Modificou a minha vida
Sorriso que não é igual
Minha viagem só de ida
Minha morte cerebral
Erros fatais
Que não da para voltar atrás
Ficou pensando como seria fico pensando como seria
Fico pensando como faria
Mas a vida é assim mesmo não podemos ter medo
Erros fatais que não da para voltar atrás
Joguei fora ideologias
Desperdicei minha filosofia e
E a ética foi pro esgoto e isso só me deu desgostos
Erros fatais que não da para voltar atrás
 
Desgostos Fatais


Paula Agus
email: paulassagus@gmail.com