Poemas, frases e mensagens de LUALUNA

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de LUALUNA

Um excitante fim de semana.

 
Um excitante fim de semana.
 
Depois de um dia exaustivo de muito trabalho resolvi me alongar um pouco, um fim de semana na fazenda da família para refletir, relaxar, lugar gostoso tranqüilo, meu pai tem mania de cultivar ervas medicinais, desde sempre adepto a homeopatia, tem algumas ervas esquisitas, eu não saberia distinguir, meu conhecimento a respeito é zero. Uma grande área tomada de cana de açúcar, milho, feijão, batata doce, araruta, no pomar pessegueiro, limoeiro, laranja, ameixa e goiaba, no pasto gado de corte e leiteiro.

Os caseiros há muito tempo morando na fazenda, com dois filhos, Anita já havia saído para cursar faculdade, Mauro se tornou o capataz, lida com o gado na fazenda, e nos finais de semana peão de rodeio. Fazia muito tempo que não o via, tinha na minha lembrança o menino franzino briguento, me surpreendi quando vi aquele rapaz másculo forte se apresentando. Olá dona Sandra como vai à senhora. Sou Mauro filho do caseiro, olá Mauro muito prazer em revê-lo, e nada de senhora... Puxa você está homem feito, (risos). Mauro me ajudou a subir com as malas, deu chau e foi saindo, derrepente se vira e diz: tem rodeio na cidade se quiser posso levá-la, vou tomar banho deitar para um descanso depois nos falamos. Entrei no quarto me despi admirei-me no espelho, entrei no chuveiro ensaboei meu corpo com delicadeza, meu pensamento me deixava aturdida, fiquei encantada com o peão, tentei desviar meu pensamento, sai do banho, vesti um roupão cabelos molhados fui até a cozinha, preparei um chá e voltei para o quarto, dei uma olhadela pela janela e vejo Mauro montando um alazão muito bonito, gritei... Peão... Você só entende de cavalos... Ele respondeu não dona Sandra... Tem duas coisas que entendo bem, uma é lidar com cavalos e vacas, a outra é mulher, saiu galopando e rindo, me recolhi rapidinho esparramei-me na grande cama de casal e dormi.

Acordei às oito da noite mais ou menos, desci para a cozinha, procurei algo para comer, Zélia a senhora que cuidava da arrumação da casa e nos atendia quando lá estávamos logo se prontificou e preparou a mesa, fiz o jantar dona Sandra, sabia que acordaria com fome, agradeci pedi a ela que me fizesse companhia, terminado o jantar fui para a varanda tomar o cafezinho, uma noite fresca iluminada pelas estrelas. No dia seguinte pedi a Mauro que preparasse um bom cavalo, queria cavalgar um pouco nos arredores da fazenda... Quer que eu vá junto Sandra? Não obrigada Mauro, prefiro ir só. Sai galopando cheguei até o riacho de água cristalina, desci do cavalo, e resolvi brincar um pouco, nadei, mergulhei me senti totalmente livre, realmente num paraíso, percebi que alguém me espionava, era Mauro, mas fiz de conta que não o vi, no fundo eu estava gostando de ser admirada, me vesti montei e sai galopando de volta, fui até a casa do caseiro, Mauro chegou em seguida, gostou do passeio Sandra? Adorei... Vou subir descansar, a noite gostaria de ir ao rodeio se puder me levar?...Mauro mais que depressa, claro que sim.

Fui para meu quarto dormi ouvindo musicas, ao acordar me vesti a caráter, botas chapéu, cinto, estava pronta, Consegui avistar Mauro que vinha ao meu encontro, corpo sarado, fortão, calça justa, cinturão reluzente... E que bota, provavelmente de couro exótico, exalava sensualidade por todos os poros, um excitação. Aproximou-se tocou minha mão nas pontas dos dedos e me deu um giro... Nossa como você está linda, uaaaaaaaaaauuu... Meu corpo tremeu nas bases. Bom, aos poucos fui entrando no clima, contrai o vírus do caubói, Saímos em direção ao galpão onde ficava os veículos, uma camionete gabine dupla, belíssima, Mauro havia ganhado como premio de montaria. Saímos, e lá estava eu, em clima de rodeio, sentada num luxuoso camarote, comento uma maça do amor. O narrador anunciava, chegara à vez de Mauro se apresentar, fez uma belíssima apresentação, ótima colocação, fora muito aplaudido. Logo chega perto de mim e pergunta, e ai está gostando? Estou adorando, tomamos um drink, jantamos e nossos olhares se tocaram. Pedi pra que saíssemos, demos umas voltas, apreciamos a exposição... Comprei algumas lembrancinhas para as amigas. Voltamos para a fazenda. No trajeto de volta, ouvimos musicas, Mauro dirigia devagar, de vez em quando tocava meu rosto de leve, e o clima foi esquentando. Quando chegamos desceu abriu a porta muito educadamente me ajudou a descer. Abraçamos-nos e nos beijamos, pedi a ele que me acompanhasse até a casa grande, fomos em silencio. Ele entrou na casa e me acompanhou até o quarto, ficamos tímidos, mas o desejo tomava conta da gente, tirei a roupa deitei e pedi que ele se deitasse ao meu lado.

Mauro tirou a roupa e se deitou, moveu suas pernas tocando levemente as minhas. Pude sentir os pelos, o calor de suas coxas, a ponta do joelho entre minhas pernas. Por um momento pensei em resistir, sair correndo ou gritando. Mas me acalmei. Rocei a perna nas coxas dele e logo fui correspondida. A mão dele escorregou sob as cobertas e tocou meus seios, rendi-me alucinada. Ele manobrou a cabeça e me beijou. Aos poucos foi me beijando o rosto, Beijou-me a boca demoradamente. Amamos-nos sofregamente, parecia nenhum dos dois ter sentido antes tanto prazer como naquela noite. Dormimos profundamente um sono dos anjos, e nos amamos novamente de madrugada, em diferentes posições.

Quando o dia amanheceu, acordei, fui até o banheiro tomei uma ducha. Deitei novamente e fiquei olhando aquele corpo delicioso que dormia a meu lado. Eu o acordei com um beijo, oi garoto já é dia, ele sorriu espreguiçou e me acarinhou. Foi ao banheiro tomou uma chuverada voltou enrolado na toalha, me pegou pela cintura beijou-me longamente na boca, e disse: é isso menina, entendo de mulheres... Mas a muito não era tão feliz. Dizendo isso se vestiu e saiu para a lida. Fiquei ali estática vendo o caubói desaparecer.
Preparei-me para voltar à cidade, no dia seguinte começaria minha habitual rotina de trabalho, Mas com certeza voltarei muitos outros finais de semana na fazenda para descansar.

Fim...
Um conto de ficção.
 
Um excitante fim de semana.

MEUS RISCOS E RABISCOS

 
MEUS RISCOS E RABISCOS
 
O tempo se perde no esquecimento, longe das fronteiras da vida enternecedora onde surgiu minha vontade de soletrar, de conversar lentamente com o sol, ser voz no deserto, asa alada no vento, palavra na linha do horizonte e gravar entre meus riscos e rabiscos o que me vem da alma e da mente
Apenas palavras sinceras, aquelas que não ditam regras nem rimas, personalizadas ou não vinda da emoção sempre no sonhar da noite onde flui minha inspiração. Nas pautas das entrelinhas vão surgindo meu versar, sem censura nem controle navego no imponderável, ouço o mundo ao redor do meu céu abro as portas da emoção deixo falar alto o coração.
Reconstruo no tempo no agora ou no momento, nos sinais dos dias que se seguem.
Numa mansa quietude entre meus riscos e rabiscos sempre mergulho nas minhas madrugadas solitárias, sedenta de minha alma me reconstruo desconstruo refaço renasço nasço assim tenho certeza da minha existência.
Vou rabiscando escrevendo com nexo ou sem nexo inserindo as falas do cotidiano. Estilhaçando a memória do tempo, esbarrando nas arestas da vida, entre sorriso emudecido lágrima e alegria, do meu amor para o meu amor, meu poetar vai surgindo rabiscado nas linhas do destino para ficar gravado na folha da eternidade e na memória onde tudo se faz história.
 
MEUS RISCOS E RABISCOS

PETECA SAPECA

 
Pula Peteca Sapeca Moleca
Salta de Mão Em Mão
Bate Rebate Peteca de Pena
Pena de Ganso Pena De Pato

Brinca A Criançada De Peteca Na Rua
No Bate Rebate Saltita Bem Alto
Pula Que Pula Chegando À Lua
Peteca Moleca Sobe E Desce Num Salto

Peteca É de Pena Leve E Colorida
Junta Que Junta Brincam Sem Parar
Brinquedo Gostoso Salta Sapeca
Pula Que Pula No Ar Sem Parar

Bate Rebate Peteca de Pena
Brinca Que Brinca Sempre Empata
Bate Pra Cá Rebate Pra Lá
Nem Ganha Nem Perde Esse É O Barato

Rosa Righetto
23/08/09
 
PETECA SAPECA

ESSE AMOR QUE CANTA NA ALMA

 
ESSE AMOR QUE CANTA NA ALMA
 
Esse amor em minha vida, que aquece e da guarida.
Fonte de desejo luz celestial que faz meu sonho real. Como bela adormecida recuperando a alegria perdida
Faz meu sorriso iluminado divinal puro sem igual.
Esse amor tamanho do mundo aumenta a cada segundo
Destino marcado sonho realizado no meu peito eternizado. Sentimento sublime profundo desse amor sólido fecundo. Nasce o sol acalorado purificado, aquecendo o meu amado. Esse amor que canta na alma, assim enfeita meu jardim. Somos mais que querer temos um elo a nos prender. Linhas cruzadas terno prazer, adscrevo o amor no alvorecer. Esse laço abençoado, sentimento sem fim é tudo pra mim. É o fio do destino é amor e paixão tatuados no coração. Minha outra metade, eterna canção da minha vida és a razão.
 
ESSE AMOR QUE CANTA NA ALMA

RASTRO DE DOR

 
RASTRO DE DOR

A Dor Invadiu Meu Peito
O Som de Minha Voz Se Calou
Só A Solidão Me Acompanha
Nas Lágrimas Que Rolou

Meu Olhar Entristeceu
Solo Firme Virou Lamento
Meu Sorriso Emudeceu
Abalou Meu Sentimento

Meus Passos Se Arrasta
Lentos E Dolorosos
Vivo A Sombra da Felicidade
Na Vida Lamento E Saudade

Assim Vou Seguindo Meu Caminho
Como Num Jardim Sem Flor
Cheio de Oscilações E Aflições
Deixa O Meu Rastro... Rastro de Dor...

Rosa Righetto
21/08/09
 
RASTRO DE DOR

MEU ETERNO AMAR

 
MEU ETERNO  AMAR
 
Amar é Falar de Amor Com Ou Sem Platéia
Em Versos Cantar Fazer Serenata Com Esplendor
Na Rua Ou Diante da Janela Entre Rosas E Azaléias
Colher Nas Gotas do Sereno A Mais Linda Flor

É Gritar Ao Mundo O Amor Fazer Suspirar O Coração
Fazer Inveja A Lua Mostrar A Beleza Nua E Crua
Buscar Num Olhar A Aura da Paixão E Fazer Canção
Nos Beijos Adocicados Explodir de Emoção, Ser Tua.

É Se Apaixonar E Amar Destemido Com Juízo Em Verdade
Construir Um Ninho Ver O Sol A Brilhar Enamorado
Viver é Recordar, Fazer Poesias Sentir O Perfume Adocicado.

Amar é Exaltar Os Sentimentos de Igualdade
Com A Expressão da Alma, Sentir O Desejo de Liberdade.
É Sonhar Com Os Olhos Acordados E Sentir O Gosto do Amado

EU TE AMO

ROSA RIGHETTO
28/08/09
 
MEU ETERNO  AMAR

CARREGO-TE NA PALMA DE MINHA MÃO

 
CARREGO-TE NA PALMA DE MINHA MÃO
 
Meu Coração Arrebenta No Peito
Amo-Te Com Ou Sem Defeitos
Sinto-Me Protegida Amada E Querida
Quero Você Em Todos Os Momentos

Transparente Me Deixa Transparecer
Alimento-Me da Pureza Viva Em Cor
Do Esplendor da Lua Ao Vermelho do Sol
Das Doces Palavras Nos Seus Poemas de Amor

Consumo-Me Nas Canções Poéticas
Nos Momentos Românticos Junto A Ti
É Paixão É Amor É Serenidade
Mas Acima de Tudo
É Respeito É Cumplicidade

Escrevo Sentimento de Um Grande Amor
Falo de Ternura Carinho E Paixão
Doce E Querido Que Me Faz Tão Feliz
Carrego-Te Na Palma de Minha Mão

ROSA RIGHETTO
26/08/09
 
CARREGO-TE NA PALMA DE MINHA MÃO

QUEM SOU EU?

 
QUEM SOU EU?
 
Sou Leoa Leonina
Sou Mulher E Sou Menina
Sou Rosa Sou Rosinha
Transparente Cristalina

Sou Flor Em Evolução
Amarela E Toda Cor
Sensível E Sonhadora
Sou Razão E Emoção

Sou Primavera Ou Verão
Chuva Mansa Ou Tempestade
Sou Choro Ou Sou Lágrima
Sou Qualquer Estação

Sou Rio Ou Cachoeira
Ondas do Mar Nuvens No Céu
Sou Noite Sou Lua Cheia
Sou A Roseira Em Botão

Sou A Louca Tempestade
Complicada E Resolvida
O Raio Que Risca O Céu
Nas Noites Mal Dormidas

Sou Nada E Sou Tudo
Sou A Luz Na Escuridão
Sou Esperança Perdida
Dentro de Um Coração

Sou Mulher E Sou Menina
Que A Tudo Me Fascina
Sonhadora Sou Leonina
Sou Rosa De Todas As Rimas

Rosa Righetto

26/08/09
 
QUEM SOU EU?

SONETO DA SAUDADE

 
Debruçada Nas Águas da Saudade
Elo Corrente Ligado Ao Coração
Dos Mares A Amplidão da Realidade
Bate Na Curva da Fonte Solidão

Rumores Se Esvaem Murmurantes
Romper da Aurora Com Passividade
Águas Que Correm Incessantes
Desfalecidas Na Dor da Saudade

No Sussurro da Fonte Que Serpenteia
Respingos Cintila No Clarão Da Branca Lua
E Nesse Vai E Vem Marejado Sinto Saudades Tua

Águas Correntes de Rios E Mares Açoiteia
Molhando O Pranto Qual Sombra Que Passa
Saudade E Ternura Sinto, Desse Amor Que Abraça.

Rosa Righetto
19/08/09
 
SONETO DA SAUDADE

SINTONIA

 
SINTONIA
 
Somos principio e fim
sentimentos que transcendem
paginas de vidas vividas
almas que se fortalecem
nessa terra prometida
somos refugio em verdade
vivemos em minuciosidade
do espírito que não empobrece
o que vale é a maturidade

Somos almas pecadoras
nesse planeta sagrado
irei buscar plenitude
para que meu ser
não desestimule
e saiba sabiamente viver
nesse mundo globalizado

Envolvo-me no brilho do fascínio
onde o horizonte abre as portas
crio rimo, tanto quanto imagino
clamo a poesia num brado
em sintonia com a liberdade.

Nos meus mais doces momentos
em que posso enfim respirar
na mais pura suavidade
reunimos corpos e almas
cada minuto longe uma eternidade

ROSA RIGHETTO
29/08/09
 
SINTONIA

nostalgia,

 
POEMA TRISTE

Lagrimas que cai doída por calarem minha voz
Levo o mar dos meus olhos tristezas alagadas
Sigo o corpo imerso exprimo uma dor atroz
Dentro desse véu descortino luzes misturadas

Tento sorrir silenciam-me nem ouves o que digo
Sinto a alma cheia de tristeza é uma vastidão
O vento desgrenhado faz-me triste em meu abrigo
Contemplo o que não vejo dilacera o coração

Grito que me acudam a voz rouca não sai
Nesse meu desassossego embebo meu dilema
Triste vivo de mim em mim horas se sobressai
Sozinha em meu silencio escrevo meu poema

Viajo em meu mundo arriscando entender
Decepcionada magoada tentando sobreviver
 
nostalgia,

AMO-TE E SEMPRE TE AMAREI

 
AMO-TE E SEMPRE TE AMAREI
 
Meu Doce Encanto Te Encontra
Num Olhar Irresistível
Na Pureza de Suas Palavras
Seu Sorriso Imprescindível
A Mais Doce das Almas

Amar A Ti Não É Difícil
Sensibilidade Rara
Capaz de Captar O Que Sinto
É Puro Amor E Paixão
Seu Doce Olhar Me Cativou
Preencheu Meu Coração

Quando A Ti Encontrei
Sentido Desejado Amado
Meu Coração Transbordou
Sabia Ser Você O Amor
Pois Me Ama Apenas Pelo Que Sou

Amor Que Estava Escondido
Num terno Olhar Encontrei
Encontrava-Se Adormecido
Muito Feliz Eu Achei
O Meu Achado Perdido

.
 
AMO-TE E SEMPRE TE AMAREI

MEU POEMA MINHA VIDA

 
MEU POEMA MINHA VIDA
 
Minha Vida É Um Poema
Livre Solto Ao Vento
De Versos Prosas E Rimas
Palavras Sentida No Tempo

Tenho Sede De Viver
Faço Da Vida Poesia
Tenho Fome De Aprender,
Canto E Rimo Em Cortesia

Falo De Mares Furacão
Do Amor Fraterno E Paixão
Falo Da Vida E Toda Beleza
Poemas Anjos Flor E Canção

Se Me Perguntarem Numa Lida
Qual Poema O Mais Bonito
Com Certeza Te Direi
O Poema Da Minha Vida

07/09/09
 
MEU POEMA MINHA VIDA

VOZ DO AMOR

 
Voz Que Soa Deliciosamente Em Meu Ouvido
Penetra Minha Alma Invade Meu Ser Por Inteiro
Com Suavidade E Beleza de Um Jardim Florido
Faz-Me Altaneiro Vibra Meu Coração Seresteiro

Sigo Teus Passos E Trilho O Mesmo Caminho
Estamos Unidos Na Mesma Emoção do Momento
Uma Só Voz E Vida Que Nos Uniu Sem Desatino
Até Sempre Infinitamente Num Só Pensamento

Aqueço-Me No Teu Calor Ternas Loucuras do Amor
Amo-Te Como Nunca, Sinto-O, Assim Me Achego
Voz Ecoa No Silencio Quero-Te No Meu Aconchego

Voz Melodiosa Calorosa Com Inspiração E Clamor
Emoções Alternadas Lapidadas Delicadamente
Sigo Te Amando E Adorando-Te Eternamente

Rosa Righetto
21/08/09
 
VOZ DO AMOR

EU E VOCE

 
Tome-Me Em Teus Braços
Quero Seus Beijos Ardentes
Gruda Sua Boca Na Minha
No Roçar de Nossas Línguas
Aumenta Nosso Desejo

Eu E Você Sussurros Delirantes
Conversa Ao Pé do Ouvido
Faz-Nos Estremecer
Arrepio No Cantinho da Nuca
Atiça O Nosso Querer

O Amor O Desejo Falam Mais Alto
Tudo É Lindo Maravilhoso
Instantes A Sós, Momentos Deliciosos.

ROSA RIGHETTO
22/08/09
 
EU E VOCE

FELIZ NATAL

 
FELIZ NATAL
 
Que neste natal o homem
seja coroado de todas as cores,
liberte suas fantasias, para que
a vida tenha o brilho do sol.


Os sinos sejam portadores
de esperanças de um mundo
melhor de união e fraternidade.
Encontrando no caminho da paz
compreensão e amor.


Que lhe traga o sorriso
transforme em realidade todos
os seus sonhos de alegrias. Que
o sentimento do amor continue
sendo um privilégio do ser humano.


Abra seus corações e deixem
entrar toda a alegria que esta
data nos traz, que esse natal não
seja apenas uma data de festividade,
mas que seja de reflexão, para nos
orientar verdadeiramente em
confraternização.


Que permanentemente façamos votos
de um natal fervoroso de muita paz e
felicidades unidos na fé. Seja
abençoado e recebam todos os
presentes que pediu, E que papai Noel
traga-lhe também aqueles que você
esqueceu de pedir...


Brindemos nesse Natal com taça
de amor, com vinho de fraternidade,
igualdade e união dos cristãos...
 
FELIZ NATAL

MEU SONHO DE POETA

 
MEU SONHO DE POETA
 
Sonhei ser poetiza um dia, escrever belas poesias.
Cujos versos falassem de tudo, mas principalmente o amor.
Que tocasse fundo na alma, nos sentidos,
Escrever sem regra ou métrica, mas falar do amor com clamor.

Hoje transponho para o papel os meus sentimentos em versos
Canalizo toda a energia sendo o amor à essência pura da rima
Escrevo com palavras simples nas entrelinha do meu universo
Tento ser poetiza dignando-me do amor como matéria prima

Escrevo meus versos e poesias com singeleza
Não escrevo por decreto nem por obrigação
Escrevo sim porque gosto e que me é permitido esse espaço,
Escrevo o que vem da alma e do coração.
No meu sonho de ser poetiza vislumbro,
Deixo fluir imperando O AMOR.
O amor sempre o amor, com a mais pura emoção.

04/10/09
 
MEU SONHO DE POETA

UNIDOS PELO AMOR

 
UNIDOS PELO AMOR
 
Enlaço-Me Em Teus Versos
Meus Pensamentos Se Emaranham
Perco-Me Nesse Amor Lindo
Vivo Corro Grito Clamo Por Ti
És Meu Amor Meu Elo, Minha Luz
Calmaria Em Noites Frias Me Aquece
Embala-Me Me Seduz
E Cada Vez Mais Me Sinto Apaixonada
Vislumbro Nessa Paixão Ardente
Canto Esse Amor Eloquente
Choro Sinto Quero-Te Junto Amim
Vem Amado És Parte De Mim
Quero Te Dar O Que Te Falta
Faltam-Me Palavras Me Falta Voz
Dou-Te O Braço O Meu Abraço
O Colo Que Te Aquece,
O Pensamento Mais Sublime
O Sentimento Mais Puro
És A Força Que Me Sustenta
O Teu Carinho Me Alimenta
Você E Eu Parte De Um Todo
Uma Só Alma
Um Só Sentimento
Unidos Pelo Amor.

Te Amo
04/09/09
 
UNIDOS PELO AMOR

A PIPA DO GABRIEL

 
A Pipa No Céu
Voa Sem Asas
Sobe Alada
A Pipa Do Gabriel

A Pipa É Festeira
Sobe Altaneira
Dança No Azul Do Céu
E Vem Gabriel

A Pipa É Batuta
Sobe Feito Biruta
Voa Bem Alto
Desce Num Salto

E Vem O Sapeca
Com Seu Carretel
Levado Da Breca
Corre Pra De Déu
Esse É O Gabriel...

Rosa Righetto
25/08/0
 
A PIPA DO GABRIEL

MEU DESEJO MEU AMOR

 
MEU DESEJO MEU AMOR
 
Belas Palavras de Amor, Desejo Extasiante.
Ilumina Minh’alma Abrilhanta Minha Existência
Transformando Em Poesia, Sublimidade Constante.
Corpos Que Se Fundem Saciando Minha Querência

Arrepio Que Esquenta Meu Sangue, Fogo Ardente.
Navegas No Meu Céu Cobre-Me De Flores E Beijos
Atapeta Minha Estrada És Meu Cavalgar Caliente
Meu Arco Iris Matizado Razão Do Meu Quente Desejo

Petalas Perfumadas Escência Do Nosso Desejo Apetente
Meu Sol De Cada Manhã, Eterno Desejar Entrega Plena.
Alma Da Minha Verdade Minha Inspiração Força Suprema

Minha Paixão Avassaladora Meu Cheiro Intorpecente
Encanto Iluminado Rompe-Me A Noite Com Teu Explendor.
Estrela Que Me Cobre Fogo E Calor Meu Desejo Meu Amor

EU TE AMO

ROSA RIGHETTO
01/09/09
 
MEU DESEJO MEU AMOR

Rosa Righetto