Poemas, frases e mensagens de Hedla

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Hedla

Sem medo.

 
Espondilite Anquilosante é a minha "companheira" inseparável há seis anos e meio .
Ao princípio neguei-a, revoltei-me...zanguei-me com ela.
Era impensável para mim , viver para sempre, com a sua presença cruel e constante.
Amaldiçoei-a muitas vezes, andei à deriva muitas mais...
Fui-me acostumando... lentamente muito lentamente, tive que "baixar a guarda", ela era a mais forte !
Esgotada, tentei conhecê-la melhor...investiguei até a seu respeito...já que não a podia vencer !
Afinal, não era assim um "monstro" tão grande como supunha, até havia muitas maneiras de lidar com ela, torná-la mais suportável... até esquecê-la...
Partilhá-la também foi uma boa aposta, afinal havia mais "companhias" assim...
Hoje, faz parte da minha vida , não posso dizer que gosto dela...mas também já não a odeio...Caminhamos juntas na estrada da vida.
Finalmente...
Olho-a de frente , sem medo!

 
Sem medo.

Outono Mestre-pintor

 
Outono, mestre-pintor

Cismando um dia nas cores

Que ao Mundo havia de dar

Trouxe a paleta e os pincéis

Trouxe a caixinha das tintas

E começou a pintar !

Fez amarelo e com ele

Pintou folhas e florestas

Pôs tom vermelho no Sol

Acobreando o arrebol

Com grandes galas de festas.

O céu pintou de cinzento

Num acesso de tristeza

Mas depois arrependido

Da sua pouca brancura

Pôs-lhe nuvens muito brancas

De imaculada alvura.

Depois veio o orvalho brando

De suas lágrimas feito

Tombou paleta e pincéis

Rolaram tintas pelo chão

E a sua obra deixou

Julgando ter fracassado

Legada a atroz solidão.

Quando o Inverno chegou

vendo tal obra de amor

Admirou secretamente

O Outono, mestre-pintor!

 
Outono Mestre-pintor

Sonho!

 
Sonho!
 
Esta noite...
pintei uma estrela e coloquei-a nos teus cabelos
para que iluminasse os teus sonhos.
Esta noite...
Criei à tua volta uma áurea de paz
para que afastasse todos os teus medos.
Esta noite...
Plantei um tapete de flores no caminho
para amortecer as tuas quedas.
Esta noite... tudo foi possível,
Bastou querer!
Bastou sonhar!

 
Sonho!

Águas profundas

 
Há um mar de dor dentro de mim.

De águas profundas de um azul tão escuro,quase negro...quase fim.

Mas há tábuas flutuando... e nelas me apoio.

Sempre que o mar me arrasta assim.
 
Águas profundas

Poemas são chocolates...

 
"Poemas, são chocolates com pozinhos de magia."

foi a frase que encontrei para te dizer nesse dia,

e a expressão que fizeste confirmou o que sabia...

que gostas de chocolate e da minha poesia !

 
Poemas são chocolates...

Revolta!

 
O que se passa num país que desperdiça a sua Juventude!
A energia, a vontade, a inovação próprias dum jovem estão a ser substituídas pela desilusão, abandono e delinquência.
Não sei se a culpa é do governo , dos empresários ou da crise, só sei que criamos filhos, damos-lhes educação, ideais, alimentamos-lhes os sonhos de poderem um dia serem alguém...e depois tudo se desfaz em fumo...não arranjam emprego, ou se arranjam são explorados com os mais variados argumentos.
Estou farta de ver incompetentes a tomar conta de tudo, estou farta de ter esperança que um dia tudo mude...estou farta de estar farta!
Que me interessa a mim que o X ou o Y ganhem fortunas no futebol, que me interessa se fulano A ou B se casou pela milésima vez...querem nos embriagar com novelas, futebol, política de treta ...
Não dá, já perdi o respeito pelas instituições que só beneficiam quem faz parte da "elite" .

Hoje apeteceu-me deixar de lado poemas, lembranças, faz de conta..que me alimentam os dias, mas não mudam as coisas.

 
Revolta!

Se amas...

 
Se amas...
a tua alma floresce cada manhã
E os teus olhos...
cantam brilhos desconhecidos
Se amas...
recantos perdidos em ti
se abrem e se dão aos outros
Sentes...
uma paz infinita
capaz de apagar a solidão do dia-a dia
Se amas...
vês numa flor...a alegria
numa pedra...a beleza
no Sol...a tua imagem
Sim! Se amas...
Cantas numa bandeira de glória
o teu mundo idealizado.
 
Se amas...

Meu filho de olhos verdes

 
Hoje vou escrever-te...meu filho de olhos verdes, pois temo que percas o encanto pela vida.
Sinto isso sempre que vejo os teus lindos olhos, ausentes com menos brilho.
Desde criança que sempre acreditaste nas minhas palavras, pois elas são de amor profundo.
Lembras-te... quando duvidavas de ti e eu sabia que ias conseguir, quando tinhas medo e eu dizia que eras o mais forte e quando tinhas quatro anos, lembras-te... recebeste uma medalha que dizia " EU NÃO CHOREI "porque te portaste com valentia quando foste fazer análises ao sangue.
Tantos e tantos momentos de vitórias que passámos juntos e tantos que ainda vamos celebrar.
Por tudo isto, ouve-me uma vez mais:

Segue o teu sonho, tem esperança no futuro,continua o caminho que com tanto empenho alcançaste.
Tu sabes... que tenho muito orgulho em ti !

Meu filho... de olhos verdes.
 
Meu filho de olhos verdes

Dona de casa

 
Sou uma Dona de Casa assumida e orgulhosa, já lá vai o tempo em que me preocupava com a descriminação de não possuir outro estatuto.
Vivemos numa sociedade em que o "título" é o mais importante, ser doutora, engenheira, professora.. diz tudo para algumas pessoas que infelizmente não têm a capacidade de ver realmente a pessoa pelo que ela é e não pelo que faz, mas muito se tem já escrito sobre isso e não vale a pena alongar-me mais sobre este assunto.
Vivi e vivo para a minha família e para o lar e não me arrependo de ter tomada esta decisão à vinte anos atrás.
Criei filhos com afectos dando atenção aos seus problemas e necessidades e estou sempre presente para a família quando é necessário. Tudo isto não me isolou do resto do mundo e das realidades sociais, não vivo obcecada pelo consumo e pela progressão na carreira, tenho paz neste aspecto da vida.
Não vou dizer que durante estes anos não me viesse à mente o que poderia ter sido se não me dedicasse a ser mãe, esposa e dona de casa pois é difícil às vezes a pressão...ou o dinheiro que com menos um ordenado é mais difícil de gerir ou por outros motivos, mas felizmente como disse no início superei tudo isso e hoje estou realizada como mulher.
Tenho pena, pois sei de outras mulheres que queriam ter condições para se dedicarem à família e não podem, porque no nosso país não apoia as donas de casa, preferem apoiar as instituições que não podem dar aos nossos filhos os nossos afectos e valores.
Aborrece-me quando nos perguntam pela profissão e ao dizemos "doméstica" olham para nós como se fossemos algum animal de estimação e quando lhes perguntam o que fazemos dizem " não fazem nada", como se esta não fosse a profissão mais completa e trabalhosa que existe.
Ser Dona de Casa devia ser mais uma opção na vida e quem a seguisse devia sentir orgulho e recompensa por isso.
 
Dona de casa

Tela em branco

 
Olho para a minha tela em branco, fecho os olhos e desligo-me do mundo.
Tenho sempre por companhia uma sensação de fracasso
pois não consigo passar para os meus dedos, o que sinto .

A grande diferença entre a vulgaridade e a genialidade:
Passar para uma tela em branco as cores da nossa vivência.
Sofro quando pinto, assim como sofro quando escrevo.
Reconheço a minhas limitações...e sofro

Olho para a minha tela em branco, expiro e olho em meu redor.
Lágrimas misturam-se com as tintas e pinto...
quando penso que tudo está perdido , quem amo me diz...

Está lindo!!!!!!!!!!!

 
Tela em branco

O meu armário precioso.

 
O meu armário precioso.

Tenho um quarto muito simples, dentro de uma casa modesta, numa cidade igual a tantas outras .

A um canto deste meu quarto está um armário com gavetas, cada gaveta tem a sua própria história e está cheia de magia.
Na primeira está a família, muitos afectos, emoções puras e verdadeiras, é uma gaveta muito estimada e está sempre bem fechada e arrumada.
Na segunda o cheiro da amizade inunda o quarto quando a abro, sabem...a amizade tem um cheiro próprio, feito de entrega, compreensão e estima.
A terceira é a mais difícil...pois há muita dor lá contida , tenho sempre que ter muita coragem e força para a abrir.
Na quarta há muita esperança e sempre que se abre, o quarto simples fica cheio de luz e cor,uma maravilha... gosto mesmo de abrir aquela gaveta.
A quinta e última guardei para os sonhos, é uma gaveta com algum mistério ou não fossem os sonhos desejos contidos...
Convém estarem sempre cuidadas, tentando não misturar o seu conteúdo, sempre que abro uma, tenho depois o cuidado de a fechar, pois não convém deixar abertas, expostas ao pó e a olhares indiscretos.
Ah! já me esquecia...existe ainda outra , para aquelas coisas sem importância nenhuma e que nos fazem perder tanto tempo. Evito-a, mas às vezes ainda dou por mim a abri-la.

Nesta cidade com história, existe uma casa bonita, com um quarto colorido que tem um armário precioso cheio de gavetas forradas a veludo azul... da cor do céu.
 
O meu armário precioso.

Aquele olhar...

 
Olhei...
aquele olhar distante e triste
procurando uma migalha de ternura
naqueles que passam sem ver.

Uma vida que nada tem e nada pede
desistir assim tão facilmente
porque não vive em ninguém.

Para onde caminhamos,
se não vemos e não sentimos.

Porque não estendemos as mãos
para mudar...aquele olhar !

 
Aquele olhar...

Sou uma gota de chuva.

 
Já foram escritos tantos textos, tantas canções e tantas palavras sobre a beleza da chuva
e mesmo assim aqui estou tentando descrever o sentimento que estes dias assim...de chuva, despertam em mim.
Não fico triste, fico talvez melancólica e penso que a vida tal como a chuva, escorre lentamente pelas vidraças molhando-as, para se evaporar de seguida com um dia de sol.
Sempre pensei que a vida não é importante pelo tempo que dura, mas pelo que fazemos com esse tempo.
Quando sei de alguém que parte cedo, pergunto-me sempre se apesar de a vida ser curta, ela foi bem preenchida e quando tenho essa certeza fico bem mais serena.
De que serve viver até aos noventa anos sem viver realmente, se os dias são sempre iguais sem nada para descobrir, sem nada para ver e aprender.
É desta realidade que tenho medo, de passar os dias sem nada aprender, sem nada fazer de útil para mim e para os outros.
Tal como a chuva que cai lá fora e escorre pela rua acabando por se diluir na água do mar, é assim que eu hoje me sinto :

Mais uma gota de muitas gotas de chuva escorrendo pelas vidraças.

 
Sou uma gota de chuva.

Se pudesse falar de mim em poucos minutos...acho que vos olhava profundamente nos olhos...e voava.
Fê-Blue bird.