Poemas, frases e mensagens de JBMendes

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de JBMendes

FELIZ NATAL

 
Para todos o os poetas e poetizas UM IMENSO FELIZ NATAL
 
FELIZ  NATAL

ALGUNS POETAS JÁ ESTÃO NOUTRA DIMENSÃO

 
ALGUNS POETAS JÃ VIVEM
NOUTRA DIMENSÃO

Tenho observado
que muitos poetas,
nunca criticam seus pares
e quando não concordam
silenciam...
e qaundo elogiam, o fazem
sem esperar recompensa...

Parecem ter uma Indiferença Divina,
com relação ao seu trabalho:
deixam acontecer com a
naturalidade do correr
das águas...

Sempre vibram, sinceramente,
com o êxito dos seus colegas...

Devem já estar vivendo
noutra dimensão
onde não esxiste mais o "EU",
só existe o "NÓS"...
 
ALGUNS POETAS JÁ ESTÃO NOUTRA DIMENSÃO

MESMO QUE NÃO HAJA MADRUGADA

 
E NÃO HAJA MADRUGADA
(Para encontrar o poeta JOSÉ SILVEIRA)

Poeta,
abra os olhos
e veja a tarde indo embora.

Não fique triste se não houver lua,
e se o vento não venta como antes,
ou se a a chuva tem a tristeza
das madrugadas que se foram...

Levante a cabeça
e repare aquela estrelinha,
que, timidamente, nos espreita
pelo vão do céu...

Lembre-se, também, que o poeta
não opera por meios mecânicos:
a nossa lua, não é a lua dos astronautas,
e nos estoques dos nossos sonhos,
sempre haverá um luar prateado,
entrando pela janela da varanda,
um pôr- de- sol, e até um jardim
com flores liláses, e as borboletas azuis,
voando, voando, docemente, até sumirem
na névoa do tempo...
 
MESMO QUE NÃO HAJA MADRUGADA

A NOSSA LUA

 
Poeta,
Abra os olhos
E veja a tarde indo embora.
Não fique triste se não houver lua
E se o vento não venta como antes
E se a chuva não tem a ternura de outrora...

Levante a cabeça
E repare aquela estrelinha
Que, timidamente, nos espreita
Pelo vão do céu...

Lembre-se que o poeta
Não oppera por meios mecânicos:
E a ...nossa lua,
Não é a lua dos astronautas...

Nos estoques dos nossos sonhos,
Sempre haverá um luar prateado
Entrando pela janela da varanda,
Uma madrugada,
Um por de sol
E as borboletas azuis voando,
Voando docemente pelo borboletário
Perdido no tempo...
 
A  NOSSA  LUA

DE ONDE VEM A POESIA

 
A poesia vem da dimensão do sonho
E o poeta é aquuele que tem
A sennsibilidade para receber
Essas mensagens etéreas
E transmitir aos seu pares.

O poeta não tem interesse em saber
deonde vem a poesia.
Deseja, apenas, que ela esteja
sempre vindo...

Por isso tenha paciência de esperar
E ela entrará em sua mente
Como o luar entra pela janela...
Nunca tente fabricar um poema
pois ele vira produto cibernético,
rebotizado, um monstrinho...

A poesia é o poeta falecido.
Às vezes,converso com um amigo
Sobre Fernando Pessa
E temos a impressão que o poeta
Está nos ecutando atrás da porta..
 
DE ONDE  VEM  A  POESIA

COMO FAÇO POEMA?

 
COMO ESCREVO o POEMA

Eu faço poema
como quem vai à pescaria:
Se pescar algum peixe
fico feliz.
Mas se não pescar,
valeu a pena ficar vendo
o correr das águas do riacho acariciando
a hera e o musgo que revestem as ruínas...

http://www.goear.com/listen/f1120ef/nostalgia-jbmendes-jbmendes
 
COMO FAÇO POEMA?

ESTOU ESPERANDO O NOVO TEMPO

 
ESTOU ESPERANDO
O NOVO TEMPO

Espero o Novo Tempo,
Como quem espera a chuva.
Ouve-se trovões longínquos,
Mas a chuva não vem...

Uns pingos caem aqui,
Outros ali, mas a chuva
Teima em não vir..

Dizem que chove com abundância
Em alguns pontos da Ásia
E que diminuem na Europa
E na América do Norte...

Há prenúncios de chuvas generosas
Para a América Ibérica...

Não se impacientem
Que elas hão de vir
Trazidas pelo vento
Do movimento histórico
E o Novo Tempo chegará
Sorrindo e trazendo numa mão
uma cesta de frutas, na outra
um pote de mel branco
da floresta negra
e na cabeça uma coroa
de flores da paz e da prosperidade...
 
ESTOU ESPERANDO O NOVO TEMPO

Um poema solto

 
Como é triste ver a tarde descer, cinzenta, sem sol, já em plema primavera?

JBMendes
 
Um poema  solto

O CARINHOSO - Em homenagem às poetizas

 
HOMENAGEM aos GRANDES COMPOSITORES
(Para as poetizas do Luso

Hoje quero homenagear os maiores compositores da musica popular brasileira, apresentando o meu arranjo para piano, orquestra sifônica. Coral e voz de JGomes do CARINHOSO do PIXINGUINHA, a nais bela canção de amor ´de todos os tempos. Náo deixe de ouvir a música clicando abaixo:

http://www.goear.com/listen/b04e7f5/c ... ra-piano-e-coral-jbmendes
 
O  CARINHOSO  - Em homenagem  às poetizas

AS MINHAS SAUDADES

 
AS MINHAS SAUDADES

As minhas saudades
são somente minhas.

Elas vêm do passado,
da saudade que eu tenho
da nossa lagoa encantada,
onde, de dia, brincávamos
como piratas navegadores
e, à noite, dormiamos embalados
pela cantiga dos sapos...

A minha saudade, também,
é exculsiva:
porque ela vem de influências
telúricas, genéticas, atávicas.
mas,sobretudo, das minhas
diferenças, do meu ser original,
das saudades que eu tenho
dos meus "EUS" que já morreram...
 
AS  MINHAS  SAUDADES

O POEMA E O COMENTÁRIO

 
O POEMA E O COMENTÁRIO.

Admiro muito os críticos de arte,
Quando são honestos e competentes...

Eles funcionam como um espelho
Onde a gente pode se ver....
Às vezes, os comentaristas de poesia
Fazem comentários mais poéticos
Do que o poema e esclarecem conteúdos
Que o próprio autor ainda não havia percebido...

O comentário competente já fez
muitos poetas abandonarem a poesia
e dedicarem-se à agricultura

Mas cuidado:
Pois se um desses agricultores,
que deixou de ser poeta para plantar batatas,
encontrar um desses comentaristas:
meu Deus,vão ser batatas por todos os lados...
 
O  POEMA  E  O  COMENTÁRIO

SOU um GALHO de ÁRVORE SOFRIDA

 
SOU UM GALHO de
SOFRIDAS ÁRVORES.

Quem me vê, assim,
andando pelas ruas desertas
sem saber para onde ir,
como galhos de sofridas árvores
que já passaram por muitos vendavais...

É incapaz de imaginar
que já fomos jovens
e crianças que gostavam de brincar
de se esconder nas noites de luar...

Mas tudo passa!
O equinócio na primavera
está para acontecer,
quando o sol atravessa o equador,
trazendo a claridade das manhãs,
permitindo a visão do azul das lonjuras abismais
e voltarmos a ouvir o canto molhado
daquele pássaro lilás, cujo eco perdeu-se no tempo
e é trazido pelos ventos das eras...
 
SOU um GALHO de ÁRVORE SOFRIDA

ESTRANHAS MUDANÇAS ESTÃO PARA ACONTECER

 
ESTRANHAS MUDANÇAS
ESTÃO para ACONTECER

Piscam as estrelas no céu e respondem
os pirilampos na terra. cada qual
nas suas respectivas órbitas.
Esse estranho diálogo tem levado
Iluminados médiuns a tentarem
descobrir do que se trata e perceberam
mensagens diárias sobre drásticas mudanças
que estão para acontecer em todos os planetas.
Agora já podemos entender algumas delas.
Os planos divinos são agnósticos e tudo o que
podemos fazer é aguardar... e rezar para que
aconteça o melhor...
Que assim seja!
Amém!
 
ESTRANHAS MUDANÇAS ESTÃO PARA ACONTECER

O NADA QUE É TUDO (Niilismo?)

 
O azul,
A manhã
E a chuva,
Não são apenas substantivos...

São símbolos mágicos
Que tem a cor dos arrebóis,
A sonoridade dos arroios
E a tristeza
Da imagem dos salgueiros
Refletida numa lâmina de água...
 
O NADA QUE É TUDO   (Niilismo?)

O LDAO OCULTO DO POETA - DEDICADO AO POETA JOSÉ SILVEIRA

 
DEDICADO DO POETA
JPSÉ SOLVEIRA.

A gênese da estética
começa com a tábua da lei.

Segue-se o papirus garatujado,
a historia, o alcorão, a imprensa,
o livro, o romance, a música
o jornal, a difusão de idéias,
a comunhão humana,
a propulsão da prosperidade...

E na extrema ponta
do espírito humano,
está escondida
a POESIA!

Essa supremacia
está longe de ser percebida
pela a humanidade
e o poeta tem um valor sublime
que nem ele próprio percebe:
a solicitude e a capacidade
de doar-se sem esperar recompensas...

O grande poeta, declamador e compositor
JOSÉ SILVEIRA serve de exemplo.
Que Deus o proteja e que ele se mantenha
como reflexo de um espelho
azul de manhã...
 
O LDAO OCULTO DO POETA -  DEDICADO AO POETA JOSÉ SILVEIRA

PARA A ROSÂNGELA -(Sobre a Arte de Esquecer)

 
PARA A ROSANGELA
(Sobre a Arte de Esquecer)

O poema A ARTE DE ESQUECER
já responde o seu pedido,
pois trata exatamente de esquecer
alguém que se ama mas é impossível
realizar o amor por um motivo insuperável...

Este caso na tem solução
e o que não tem solução, solucionado está:
a solução é: não ter solução....

Por isso devemos apagar esse alguém
dos nossos registros mentais.
e, se aparecer na mente que seja
com neutralidade branca das coisas vagas,
que são levadas pelos ventos do outono...

Uma música:

http://www.goear.com/listen/2dd88ff/rio-grande-rio-grande-jbmendes
 
PARA  A  ROSÂNGELA -(Sobre a Arte de Esquecer)

CANÇÃO DE NINAR

 
CANÇÃO DE NINAR
(Letra e música: JBMendes)

A noite está chegando – Amor!
É hora de dormir – Meu bem!
Um soninho bem tranqüilo,
Embalado pela mão de Deus.

(Segunda parte)

Som de harpas estelares
Vai te acalentar
Um coral de lindas vozes
Vai de ninar:
- Anjos vão te velar!

Cochila meu filinho,
Que o sono logo vem
E um manto de estrelas
Cobrirão de luz o meu neném!

(Para finalizar)

Dorme meu filinho.
Dorme meu amor!

Para ouvir a música
clic no link abaixo.

http://www.goear.com/listen/cdc9439/berceuse-jbmendes-jbmendes
 
CANÇÃO  DE  NINAR

tardezinha

 
TARDEZINHA

A tardezinha entrou na noite
sem fazer barulho para
não assustar os passarinhos
que, apesar do frio e da chuva,
dorme sossegadamente.

Estive pensando em reproduzir
essa mágica para os trabalhadores
desempregados que não possuem
recursos para pagar uma pensão.

JB Mendes.
 
tardezinha

UMA ESTRANHA PREFÊRENCIA

 
O lírico é a essência das coisa.
Se eu tiver qeu escolher,
Entre um lugar com flores
Mas sem perfume,
Ou um lugar sem flores
Mas com com perfume das flores.
Eu escolheria o segundo

Prefiro o lírico ao concreto:
Prefiro o lugar sem flores
Mas com o perfume delas...
Prefiro um luagar sem MAR
Mas com a magia dos oceanos...
Prefiro um lugar sem matéria densa
Mas que possua espiritualidade...

Estadoque spo pode ser atingido
Pelo poeta que já VIROU poesia,
Ou por um místico do mais alto gráu,
Que possuem o poder mental
De viver na quarta dimensão
Sem ter morrido...
 
UMA  ESTRANHA  PREFÊRENCIA

SOLIDÃO - (Republicado para encontrar a poeta YÓNI)

 
SOLIDÃO
(Republicado para encontrar
a poeta VÓNY)

Uma chuva fina cái lá fora.
O piano dorme num canto da sala,
Sobre a mesa uma folha de papel branco,
Um lápis verde e um poema.

Estou sozinho, mas tão só,
Que meu único companheiro
Vem da minha prória sombra
Refletida no espelho...

O espelho é azul e a imagem é nítida
Como as águas do riacho
Do campo das amoras.

Se me perguntarem
Onde fica o campo das amoras,
Eu responderei: em algum lugar
Onde moram oos poetas loucos...

A solidão do poeta
É a que ele coloca no poema...
Na realidade, eu nunca estou só,
Estou sempre acompanhado
Pela ternura do tempo,
Que se esconde bem alí
Na volta da esquina...
 
SOLIDÃO - (Republicado para encontrar a poeta YÓNI)